Crônica sobre Política

Cerca de 725 crônica sobre Política

Enquanto se discute sobre política , eu, sentado, absorvendo a esplendorosa primavera que me rodeia, tenho como brinde o odor, pra mim, o perfume, que vem da cozinha. Perfume de temperos. Perfume que invade a casa e meus sentidos.
Ainda me preocupa o amanhã de minha terra. Mas, estou "embriagado" pelo cheiro de teus temperos.

Ivan Madeira
Inserida por marciacristtiane

O problema da política é quando ela fica em cima do muro tentando se manter equilibrada entre a Direita e a Esquerda.
Vem um vento norte forte as chances de perder o equilibrío são grandes. E se o muro for muito alto, maior será a queda e maiores serão as possibilidades de se machucar de forma irreversível.

Filipe de Sousa
Inserida por Jokafi

Um expresso, por favor.
- É dia de chuva - diz um senhor.
Falam do avião abatido e da política de conspiração...
Quem é o bandido ?
Quem é o ladrão ?
Eu olho o vidro
e sua corrente instantânea
Ouvindo as teorias mais estranhas
E me desligo...
A instantaneidade da chuva de vidro
Que desenha formas sem querer
me trouxe a graça da imobilidade
E novas formas de ti ver.

Rene Cadide
Inserida por renecadide

"A política se concretiza diante a ação; Subversão
Os dedos apontam, mas nunca para si mesmos
A representação não é autêntica
E a responsabilidade é efêmera
A desconfiança se casou com o medo
E é este quem rege todo o partido
Em partes, desunido, desumanizado
Incompleto, paliativo, desorganizado
O poder manipula, aliena, simula, adula
Mas ele também é uma ilusão
Não é uma simples questão de capital
O estado é somente mais um parasita letal
Os interesses se tornam deturpados
O sentido da herança concebe a cobrança
Sem virtude a sociedade se consome
É um canibalismo sem fome
Entre escolher mediocridades
Prefiro ser a liberdade
Por onde eu possa viver sem a necessidade do querer
Simplesmente ter o suficiente para poder transcender
Auto-gestão! Quem interrompe minha caminhada não pode ser meu irmão!
Facínoras viciados no sermão, venham e aproveitem a decadência
Pois a vida não trará paz para quem vive da violência
Somente a dor vos aguarda nesta fútil existência
Legalização! Enquanto houver maçãs proibidas todos estarão expulsos do paraíso!
Este deus imposto é um fascista!
Os presos se tornam presas fáceis dos verdadeiros terroristas
Engravatados, endinheirados, psicopatas, nacionalistas
Subversão! A R-evoluzsão não virá de metades, todos farão sua parte na desconstrução
As brechas estão em todos os lugares, o antropofagismo cresce a todo instante
A depressão está em alta e a babilônia está em chamas!
As regras não estão de acordo com a natureza, e esta já está nos respondendo!
Este é o momento, como sempre foi e sempre será
Numa época onde defender o óbvio é utopia
Palavras deduzirão somente uma parte do inefável
Pois não é mais necessário pressa, a "ordem" já está vos consumindo…"

Lucius Scarabotolus Gattalis
Inserida por mrgattax
1 compartilhamento

A política é linda quando a vemos de forma salutar,
mas se a vemos e entendemos como politicagem e aceitamos, nos resta apenas aceitarmos os desmandos dos vassalos políticos corruptos e corruptores, por nossa ignorância há de sofrermos calados ou não, o que seria melhor? deixar o barco correr pra ver no que vai dar? ou enfrentarmos como bois que descobrem a força que tem?
cabe a nós o rumo, o lado a tomar, os fortes escolhem o mais difícil, porque são nas dificuldades que fortalecemos a força interior, os fracos escolhem o mais fácil, pois se jogam na inércia maldita!
então me diz: escolheu o lado? o meu lado nasci com com ele, o da verdade tão somente!

Rosângela Aparecida Ribeiro
Inserida por beladonilo

Você é contra a corrupção da política?
Mas por quê você fura a fila do banco, senta no lugar dos idosos no ônibus, cola nas provas, não devolve o troco errado e anda sem cinto no carro? A corrupção do Brasil está no DNA. Está em você aceitar 50 reais por um voto. Está em pagar absurdos pra um advogado vencer uma causa desonesta. Está no DVD pirata que você compra.
A mudança na política brasileira só vai acontecer quando você e eu decidirmos mudar nossas atitudes. Se alguém não é capaz de ser honesto em coisas tão pequenas, quanto mais dentro de um senado tendo acesso a milhões por mês... A falta de honestidade vem do berço.

Karolainne Maia
Inserida por karolainnemaia

Existe um sentido em que se pode partir do corpo humano para questões de ética e
política. Se são criaturas autorrealizáveis, os seres humanos, então, precisam ter liberdade
para satisfazer suas necessidades e expressar seus poderes; mas se também são animais
sociais, vivendo ao lado de outros seres autoexpressivos, precisam impedir um choque
interminável e destrutivo desses poderes. Esse é um dos problemas mais espinhosos da
sociedade liberal, na qual os indivíduos supostamente são livres, mas livres, entre outras
coisas, para viver se engalfinhando. O comunismo, ao contrário, organiza a vida social de
tal maneira que torna os indivíduos capazes de se realizar na autorrealização dos outros e
por meio dela. Segundo Marx no Manifesto comunista, “o livre desenvolvimento de cada um
se torna a condição para o livre desenvolvimento de todos”.

Terry Eagleton
Inserida por cauech

Política.
A traição de um amigo ou companheiro é uma coisa difícil de equecer.
Quem bate esquece logo e quem apanha nunca esquece.
Na caminhada pela vida, o aprendizado às vezes vem rapido, outras em forma de castigo, quando a gente nem mais o espera ou nem acha que o mereça.
Mas se os que trairam esquecem os próprios erros, os traídos podem ver mitigada a sua dor ao ver o castigo de quem com ferro fere, com ferro está sendo ferido.

Marinho Guzman
Inserida por marinhoguzman

No país da bola, política funciona como futebol. O importante é defender seu time.
Quem vota no “Partido A” não cobra nada dele. Se estiver roubando, "Mas o “Partido B” roubava". Se estiver matado; "É mentira!". Se estiver soltado o político corrupto, "Mas ele é inocente". Se comprou voto, “É intriga da oposição”. Se manipulou, “É teoria da conspiração”. Virou religião. Falam tanto dos evangélicos na eleição, mas são mais fiei do que o Malafaia.

Ton Gadioli
Inserida por Gadioli

✿•¨•ઇઉ•¨`•✿.
Mudança requer “querer”
Cansou da política, use o bom senso e a inteligência,
sem o uso da baderna generalizada e do caos.
A desorganização só visa um objetivo, tirar o foco!
#pensenisso
∆†•ઇઉ•¨`•✿✿•¨`•ઇઉ•¨`•✿✿•¨`•ઇઉ•¨`•✿✿•¨`•ઇઉ†∆
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ Paulo Ursaia

Paulo Ursaia
Inserida por ursaia

Sr Prefeito , parabenizo por ter vencido a política , mas te faço desde ja um apelo , veja os problemas da cidade que não são poucos , veja as pessoas que te cercam , imponha ordem , O PREFEITO é você ( ? ), veja os atos que pessoas cometem pessoas essas que cercam o atual prefeito ( ? ) , e olhe nós jovens , que estamos esquecidos,por favor !

Grande abraço e parabéns pela vitória !

Isaac Erlon
Inserida por isaacerlondias

Política da boa vizinhança...
Acorda em você a urbaneidade
a camuflagem como uma necessidade.

Boa convivência... conveniência?
Máscaras e disfarces
por toda parte...

Um apagamento transitório do que você é,
um recolhimento... um emudecimento...
do que você quer...

O urbano... por detrás do pano...
por detrás de toda agressão
há uma espécie de automutilação...
há dano e/ou autodano.

Rosangela Calza
Inserida por RosangelaCalza

A politica...
Quem escolhe a vida politica hoje, escolhe:
Matar;
Mentir;
Enganar;
Fingir;
Roubar;
O homem é politico, todo ser vivente na face da terra, mais o homem actual mudou a politica, não a de melhor a vida do povo mais sim mudar em primeiro o seu bolso e da sua familia, é a politica do meu país.

Zacariasconhece
Inserida por Zacariasconhece

A LEITURA é fundamental para quem quer escrever uma carta, uma declaração política, um bilhete para alguém, uma palestra, um livro, um artigo etc.

Para cada situação existe uma convenção de escrita.

Escrever é diferente do falar que é algo individual e mais fácil de ser moldado de acordo com a situação linguística.

O que estamos esperando?

VAMOS LER MAIS!

Humberto Queiroz
Inserida por Humberto7Queiroz

MEU DISCURSO BARATO (POLÍTICA DO MEU PENSAR)...!

Deste, 1962 a 1974, travamos fortes batalhas, batalhas estas que foram importantes para atingirmos a nossa independência, naquela altura pensamos ser livres, e que os bons ventos iam trazer a bonança para a nação, mas aquilo foi o abrir da sede e da fome, e da ambição, o e desentendimento entre irmãos, estaríamos assim, a entrar num longo período de guerra civil entre irmãos, devido os nossos conflitos éticos, religiosos, raciais, devido a ganância dos nossos olhos e a sede dos nossos lábios, foi o motivo que levou a dizimar mais de 500 000 angolanos, numa estimativa não certa acredito. Mais isso acabou de um modo ou de outro. Hoje respiramos um ar diferente “ A PAZ”.

Paz um exercício de bem para todo e qualquer cidadão, consolidá-la e trazer a esperança para nossa nação, devemos vive-la com fé e razão, pois foram muitos anos de tormentos, sangue derramados, campos minados. Hoje aprendemos a nos entender, a compreender as nossas diferenças politicas, raciais éticas e religiosas, embora de um modo camaleão, tudo para o belo e para o nosso bem-estar, por isso que este 4 de Abril seja um dia de reflexão, compreensão e solidariedade, amor, para todos nós, sejamos a favor da liberdade, do direito e de igualdade para o bem da nossa própria sociedade.

Somos o exemplo de um povo persistente, corajosos e devemos nos orgulhar por esta nação, por esta Angola que apesar da exploração, dos olhos dos falcões e das aves de rapinas que nos governam, ela é de todos nós, ela é o jardim da esperança, do amor e da Perseverança, pois de Cabinda à Cunene, um só povo e juntos formamos uma só nação, um só grito a favor da união, com harmonia e concórdia, eu deixo este meu discurso barato, embora não sendo politico, juntos cantemos o nosso hino, a nossa canção, sem nos esquecermos dos heróis de 4 de Fevereiro, os nossos bravos guerreiros, a todos que duma forma ou de outra contribuíram para que ainda fosse possível respirar, sem balas sem canhões e granadas. Mas uma vez repito as minhas fracas palavras, deixando o grito de união a todos os angolanos. Despeço-me com um sorriso de esperança e com aquela paz no olhar de criança.

Muito obrigado a todos por ouvirem esse meu discurso barato, nesse dia inesquecível para todos nós, soltemos uma só voz, porque o futuro começa agora, esse é o momento, essa é a hora.
PAZ (P=pureza; A=Amor; Z=Zelo)
Obrigado!

Merlin Magiko
Inserida por MerlinMagiko
1 compartilhamento

A política do pão e circo

Quem de nós já não ouviu falar da politica do pão e circo, muito famosa na Roma antiga por ter sido criada e usada por seus governantes para conseguir manter seu poder e autoridade em relação à população de época.
Para quem não sabe o que era isso vamos detalhar bem rápido o que significa essa politica.
Quando se tinha problemas, seus governantes faziam uso de diversas artimanhas para aplacar a revolta do povo, sendo usado para isso, show de circo, duelo de gladiadores, feras, espetáculos de teatro e por ai vai, sem esquecer, da distribuição de alimentos, sendo que com estas atitudes a população se acalmava e seus governantes mantinha o controle da situação.
Passando para os dias atuais, percebemos que a situação vivida na antiga Roma é muito idêntica ao que vivemos em nosso dia a dia em nossos pais.
Percebemos no cotidiano de várias cidades que existem diversos problemas que geram grandes problemas sociais, Podemos incluir como problemas, a falta de condições mínimas de sobrevivência, falta de assistência médica, a falta de moradia, a falta de empregos, falta até do que comer mesmo, entre outros mais.
Podendo definir que a condição da grande maioria da população é de uma vida de dificuldades, lutas e sofrimentos para sobreviver.
Podemos em algumas situações ver e presenciar que muitos governantes procuram adotar medidas de uma maneira em geral, para manter a população calma submissa e sempre a seu favor, principalmente, quando esta mesma população nota que nem tudo vai bem, que ela tem e quer reivindicar seus direitos, quando esta abandonada e por ai vai.
Para evitar que essa mesma população crie problemas como reclamações, cobranças, divergências, que seja mais fiscalizadora e atuante, esses governantes criam mecanismos para acalmar e controlar essa população. Uma destas maneiras é a politica do pão e circo.
São criados eventos, shows, festas para que a população se divirta e esqueça pelo menos naquele momento a real situação por que passa.
São criados programas para distribuição de diversos itens, tais como cestas básicas, remédio, inclusive dinheiro mesmo, quantos programas tipo “Bolsa Família” existem por ai. Que na verdade ilude e engana os que são economicamente desfavorecidos e que na opinião destes que recebem este agrado deixa-os muito felizes e agradecidos.
O motivo de dar dinheiro, alimentos, entretenimento ao povo é muito das vezes uma forma de se manter no poder e ao mesmo tempo fazer valer seu poder.
Nada mais é que o mesmo que os imperadores ao darem pão aos romanos. Enquanto fazem maracutaias, armações e manipulam a situação a seu favor, desviando assim o foco das coisas mais importante, principalmente, quando a situação não esta boa para estes governantes.
Podemos ver isso acontecendo em todas as esferas do poder, seja, no federal, estadual e principalmente no municipal, hoje em dia na politica, isso é muito usado de várias maneiras, sendo que, nada mais é do que distrair a população com mimos e agrados gratuitos visando sempre alguma coisa.
Podemos notar também que em muitos casos, este tais programas sociais poderiam até fazer seu papel verdadeiro se fossem aplicados os recursos necessários para a manutenção e aperfeiçoamento da educação, da saúde, do bem estar social e principalmente da erradicação da pobreza em que vivem muitas pessoas.
Poderiam também desenvolver programas de apoio aos jovens que chegam ao mercado de trabalho, não que não existam, mas que poderia ser melhores, trabalhar mais a questão da qualificação profissional e mão-de-obra qualificada, fornecendo cursos e uma ajuda concreta para seu desenvolvimento profissional.
Você não acha que é preciso repensar este modo de agir de nossos governantes?
Notamos que hoje se discute mais o resultado de uma partida de futebol, o final de uma novela, um show ou evento do que assuntos que muitas das vezes fazem parte e influenciam em nossas vidas diretamente. Deixamos-nos levar por estas distrações e somos enganados, quanto à resolução de alguns problemas e situações que nos afetam diretamente.
Através destas artimanhas, consegue-se por estes governantes um efeito politico importante sobre a população, o efeito de letargia, ou seja, um efeito de entorpecimento, uma indiferença, os problema são deixados de lado e esquecidos e só lembramos-nos dos resultados do futebol, da novela, do show.
É necessário e urgente que todos nós tenhamos a consciência de que esta situação precisa e deve ser mudada, não que isso seja uma coisa fácil de conseguir, mas precisamos e devemos passar a ver e compreender algumas destas armações destes governantes.
Temos que ter em mente que se queremos mudar, somente mudaremos com mais educação, inteligência e principalmente vontade de resolver esta situação. Temos e devemos compreender que esta maneira de agir com esta politica do assistencialismo barato nada trás de benefício verdadeiro para as pessoas, muito pelo contrário, estimula a safadeza e cria mais problemas ainda, muitos se aproveitam disto parar levar vantagem sobre os que realmente trabalham e produzem.
Necessitamos de governantes que realmente sejam transparentes em suas atitudes, e que não tirem proveito da deficiência de seu povo em detrimento de seu bem pessoal.
Tarefa difícil hoje em dia, mas não impossível basta querermos e ficar atentos.

Marcelo Martins
Inserida por marcelo1960
1 compartilhamento

REFERENDO, PRESBICITO: MUDANÇA POLÍTICA

Referendo, sugerir aos legisladores mudar o que já foi manipulado; Plebiscito, escolher o que já foi imposto pelos legisladores; ISSO É ROUBADA!

Mudança política será, de fato, feita pelo povo nas URNAS em 2014. Quero ver se agente no coloca ordem na casa.

Natalino Gomes da Silva
Inserida por NATALINO1980

Quando falamos "pessoas do bem" não é vindita política, é porque estamos mesmo em risco, esse pessoal que Governa o Brasil a 10 anos, vem nos empurrando para um buraco sem fundo, acabando com o Patrimônio Nacional e tentando calar a todos. Temos que reagir, eu não quero uma Ditadura Militar, mas também não quero uma Ditadura Fascista.
Quero liberdade, quero um País verdadeiramente Democrático, quero investimentos em Educação, em Saúde Pública, em Infraestrutura... Quero o Brasil para todos os Brasileiros, mas quero de fato e de direito.

Humberto Gebrim
Inserida por HumbertoGebrim

Parece que vivemos em um tempo em que se pode falar de tudo, menos de política. De fato os resultados não são dos melhores. Mas saia no portão da sua casa, olhe para os lados e diga: Quantos vizinhos do bem você possui? Certamente identificará muito mais vizinhos do bem do que do mal. Correto? Isso se chama “princípio de confiança e esperança”. Mas quantos dos seus vizinhos tentam mudar, nossa sociedade, a política brasileira?
O esgotamento das ideologias e dos sonhos seguem a linha do cansaço e limita a nossa capacidade de raciocino, a esperança é alimentada pela fé, posso cravar que sua cresça sobre a política se estigmatizou, você comete o pecado de somente criticar.Também sinto nojo desse modelo político que vivemos, embora seja eu uma pessoa um pouco politizada e saiba reconhecer bons e maus políticos, independentemente do partido ou convicções, mas as vezes me pego na escuridão da incapacidade! Todavia chegou o momento que podemos aproveitar sistematicamente a oportunidade de mudança oferecida. Faço parte da construção do partido "Rede Sustentabilidade", Partido da Marina Silva. Não vejo Marina como salvadora da pátria, muito menos como dona da verdade, mas juntos conseguimos enxergar uma pessoa simples que não se curvou ao casuísmo, conchavos, prostituição política e abandono de ideologias.
Bem, hoje precisamos provocar uma reação compartilhada por muitos, precisamos de 500 Mil assinaturas para criamos esse partido, para sairmos dessa inércia, para trabalharmos nossa imaginação e termos visão do futuro. A saber: um despertar da esperança. Porque a ausência de esperança, tanto num indivíduo como numa sociedade, é sinônimo de morte.

Sempre sou elogiado pelo meus textos, e garanto que pouquíssimas vezes escrevi com tanto vigor e esperança.

Leonardo Lyra
Inserida por Lyraalenda
1 compartilhamento

É fatal dizer que Política é isso ou aquilo porque, quando menos politizado o povo, mais vão conseguir nos engambelar e estaremos sempre na sintonia baixa de quem está "temporariamente" com seu poder infantil na mão.

"Escutamos todos os dias as pessoas criticarem seus governantes, seus políticos, órgãos públicos e tantos outros, sem perceber que isso só intensifica as dificuldades, reforçando esses acontecimentos negativos graças ao psiquismo poluído e negligente das pessoas que desconhecem as consequências desses atos."

De autoria de (*) Bruno J. Gimenes (sintonia@luzdaserra.com.br) é escritor, autor de três livros. Criador da Fitoenergética, palestrante, mestre de Reiki, Karuna Reiki e Sechim(Cura Egípcia).É graduado em Química industrial e Black Belt em Seix Sigma e co-fundador do Portal Luz da Serra.

AngelaDoris
Inserida por AngelaDoris