Poemas da Seca do Nordeste

Cerca de 206 poemas da Seca do Nordeste

A essência de um homem de verdade,
vem do pai pra formar um cidadão,
vem da mãe pra lhe dar educação,
e um menino vira homem caráter.
Macho véi, com muita sinceridade,
Eu lhe digo que aqui no meu sertão,
caráter e honestidade são coisas de criação,
tem família que sofre com sede e fome,
sem dinheiro, sem luxo e sem “sobrenome”,
12 filhos e nem um vira ladrão.

Bráulio Bessa
930 compartilhamentos

Exaltação ao Nordeste

Eita,Nordeste da peste,
Mesmo com toda sêca
Abandono e solidão,
Talvez pouca gente perceba
Que teu mapa aproximado
Tem forma de coração.
E se dizem que temos pobreza
E atribuem à natureza,
Contra isso,eu digo não.
Na verdade temos fartura
Do petróleo ao algodão.
Isso prova que temos riqueza
Embaixo e em cima do chão.
Procure por aí a fora
"Cabra" que acorda antes da aurora
E da enxada lança mão.
Procure mulher com dez filhos
Que quando a palma não alimenta
Bebem leite de jumenta
E nenhum dá pra ladrão
Procure por aí a fora
Quem melhor que a gente canta,
Quem melhor que a gente dança
Xote,xaxado e baião.
Procure no mundo uma cidade
Com a beleza e a claridade
Do luar do meu sertão.

Luiz Gonzaga de Moura
839 compartilhamentos

Ardor da seca!

O sol aumenta na tarde
resseca o brejo e o agreste
na primavera ainda arde
bem mais que sul e sudeste
por mais que água se guarde
a seca é triste e covarde
e não perdoa o nordeste.

Guibson Medeiros

Vento seco.

O vento seco que corre
pela seca que avança
e o jumento que socorre
é bicho que não descança
aqui quase tudo morre
só não morre a esperança.

Guibson Medeiros
25 compartilhamentos

Chuva no sertão

Desenhei nos teus lábios
O desenho dos meus lábios
Seco, matei a sede!

Valter Bitencourt Júnior
105 compartilhamentos

Meu nome é Nordeste

Tenho seca tenho fome
tenho pressa companheiro
se o desprezo me consome
eu sou forte e verdadeiro
você vem mas logo some
sabe bem que eu tenho nome
sou Nordeste Brasileiro.

Guibson Medeiros
306 compartilhamentos

Ser pra ter!

O nordeste é uma beleza
mas a seca ainda racha
só Jesus na sua grandeza
nessa dor passa a borracha
e quem protege a natureza
nunca vai faltar na mesa
nem que seja uma bolacha.

Guibson Medeiros

Mãe, Seca...

Nordeste, Brasil.
Enxada na mão, filho no braço.
Ara a terra, seca...

Francismar Prestes Leal
38 compartilhamentos

Em Israel chove menos que no sertão nordestino. Mesmo assim, o país driblou a estiagem e se tornou um grande produtor agrícola. Do chão seco tirou limão, do limão, fez uma limonada. Já no Brasil, somos férteis em assistencialismo a conta gotas!
Toda seca, um bocadinho de água e um montão de dinheiro enviado para não resolver NADA!
A famigerada indústria da seca diz que o povo tem que depender, tem que se humilhar, tem que pagar a "boa ação" do político com fidelidade, com votos!
É o velho-novo cabresto que impede as mudanças e atrofia o Nordeste.
Não iludam o nordestino! Um povo não pode viver de esmolas. Água só não basta! Tem que ter irrigação, tem que ter tecnologia, para o sertanejo não depender dos coronéis da terra, nem dos santos do céu.

Rachel Sheherazade
82 compartilhamentos

"⁠Era uma vez no Nordeste..."

Ah Nordeste! Nordeste sofrido, seco, agreste, mas de um povo sisudo, valente e destemido! E com muitas histórias! Dentre essas, podemos citar a história de um ser, que apesar de ser considerado dócil, é muito destemido, valente e arrojado. Para ele não tem ninguém acima, abaixo nem se fale! Passa por cima de tudo, leva tudo a peito. Não ouve, não obedece a ninguém, não dá atenção, mas quer toda atenção do mundo! E a sua portentosa presença!... Ah todos temem! E quem aparece em sua frente, ele subjuga! Enquanto penso em escrever estas linhas, ele já rompeu a tela de uma barreira e está tentando comer minhas galinhas! Ah Nordeste! Nordeste sofrido! Onde a lei que impera é a lei do salve-se quem puder! E olhe que esse inusitado, metido a arrogante, não é Texano e não vive no Oeste Americano! Ele tem nome. E o seu nome é Bilbo. É um cão!!!!. Ah Nordeste! Nordeste sofrido!.

Evandir dos Santos Silva
Inserida por janine_maione

PORTO SECO!

No sertão a seca assola
arde a pele e fere o peito
vive a beira da degola
ainda sofre preconceito
sem saúde e sem escola
não precisa de esmola
mas carece de respeito.

Guibson Medeiros

Agreste...

leito seco,
em passo lento,
tormento...
ausência...
cicatriz...
violento...
clemência...
minha demência...

margeia,
a pequena veia,
enfeia...
areia
seca,
o vento,
o cisco,
o olho,
a lágrima...
culpa do vento...

Rosangela Calza
Inserida por RosangelaCalza

SAGA DE LUZIA-HOMEM

A seca castigava o Ceará
Luzia era a retirante,
Cabocla formosa do sertão.
Numa região quente elegante
Emprega-se numa obra
P'ra contrução d'um presídio
fino e elegante.

Wilamy Carneiro - poeta e cordelista sobralense
Inserida por WILAMYCARNEIRO

RIQUEZA DO SERTÃO

Nordeste de lampião
Terra seca e Juazeiro
Cuscuz tripa e buxada
Canta galo no celeiro
Rapadura com farinha
No meu sertão forrozeiro

Rian Vitor Oliveira Nazareno

Nordeste verde!

Muita gente ainda acredita
que o nordeste é só sertão
que a seca braba é infinita
e não escapa uma região
mas essa terra é tão bonita
que até mesmo quem visita
quer ficar mais que o verão!

Guibson Medeiros




Quem ama este nordeste? É eu e tú.
Quem sabe um dia floresça a seca do meu sertão,
Onde apenas quem tem dinheiro, tem água pra plantação.

A beleza é feita por Eu e Tú, Que mesmo só tendo o verde que vem do mandacaru, transborda um a beleza Que ganha do Norte e Sul.

Sou caboclo esquecido, por governantes abandono, mas feliz eu sempre fui, coisa quem ninguém tem me tirado.

A felicidade vem do simples jeito de ser, de ser um nordestino arretado, jeito bom de viver.

Ainda tem quem crítica, tudo que á em mim, e ainda sinto saudades da minha princesa Mimi.

Não é a minha sobrinha, nem mesmo parente de Sangue, mas tenho saudades dela, isso em mim é constante.

Antônio Pedro Barbosa Simplício Bezerra
Inserida por antonio_pedro_sdm

Despedida.

Meu nordeste castigado
pela seca evoluída
cada vez mais derrotado
chora em tom de despedida
quando a morte leva o gado
o sertanejo perde a vida.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Seco sertão!

Olhando uma imagem assim
É de cortar o coração
não podemos fazer nada
Com essa situação
Quem pode finge não ver
Querem cada vez mais poder
Esquecem nosso sertão.

Terezinha Costa
Inserida por GVM

SERTÃO SECO.

Por aqui só tem verão
a chuva é uma raridade
a água vem de caminhão
nem sempre tem qualidade
e só quem vive no sertão
sabe o que é dificuldade.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

OLHOS FECHADOS!

O nordestino sofre tanto
com seca, fome e pobreza
um pote seco no canto
um prato vazio lá na mesa
e o preconceito no entanto
não sabe a dor desse pranto
e zomba na nossa tristeza.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM