60 melhores fábulas com ensinamentos

As fábulas são narrativas que surgiram da sabedoria popular e carregam uma moralidade ou ensinamento. Estas histórias muito antigas, conhecidas através de inúmeras versões, têm o objetivo de divertir e educar os leitores.

Uma das principais características presentes nas fábulas é a utilização de alegorias para contar uma história narrativa. Dessa forma, muitas fábulas apresentam animais como seus protagonistas. Estes animais podem ter sentimentos humanos, tais como a preguiça, a ganância, a sabedoria e a compaixão para desenvolver a moral que a história pretende passar.

Entre alguns dos mais importantes escritores deste gênero literário, destacam-se o escritor grego Esopo (620 a.C. - 564 a.C), o poeta francês Jean de La Fontaine (1621 - 1695) e o escritor brasileiro Monteiro Lobato (1882 - 1948).

O Escorpião e a Tartaruga, de Esopo (confiança)

O Escorpião e a Tartaruga

Resumo: Um escorpião pede ajuda a uma tartaruga para atravessar um rio. Apesar da desconfiança, a tartaruga aceita ajudar o escorpião, pois caso ele a machucasse, os dois se afogariam. Apesar disto, o escorpião acaba ferroando a tartaruga, pois esta é a natureza deste animal.

Ensinamentos: A fábula nos ensina sobre a importância de agirmos com cautela quando formos depositar a nossa confiança em alguém. Na história, o escorpião pode ser a representação de pessoas que agem de má fé enquanto a tartaruga pode representar a ingenuidade de pessoas que confiam cegamente nos outros.

A Cabra e o Asno, de Esopo (ganância)

A Cabra e o Asno, de Esopo

Resumo: Uma cabra maldosa traça um plano malévolo para que um asno não coma mais no mesmo lugar que ela. Por causa da ganância, quem acaba se dando mal é a própria cabra.

Ensinamentos: Em muitas religiões, o karma, também conhecido como lei do retorno, é um princípio muito abordado. A fábula A Cabra e o Asno faz uma reflexão sobre a crueldade da ganância e sobre como tentar prejudicar os outros pode ter um efeito negativo nas nossas próprias vidas futuramente.

A Formiga e a Pomba, de Jean de La Fontaine (agradecimento)

A Formiga e a Pomba, de Jean de La Fontaine

Resumo: Uma formiguinha em apuros é salva por uma pomba. Logo depois, quando a formiguinha vê que a pomba também corre perigo, ela a ajuda sem hesitar.

Ensinamentos: A fábula nos ensina que realizar atos de bondade pode ser uma ação contagiosa. Na história, a pomba salva uma formiga em apuros sem exitar. Como agradecimento, a formiga retorna a bondade da pomba ao salvá-la em retorno.

A Gralha e os Pavões, de Esopo (amizade)

A Gralha e os Pavões, de Esopo

Resumo: Uma gralha (espécie de pássaro) muito vaidosa abandona o seu grupo de amigos para tentar se enturmar com belos pavões. Para isso, ela rouba algumas penas de pavão que encontra caídas no chão. No final, a gralha acaba sendo abandonada pelos pavões e pelos amigos que tinha ignorado.

Ensinamentos: A fábula nos ensina sobre a importância de valorizarmos os nossos amigos. Por vezes, as pessoas podem abandonar amigos próximos por acreditarem que terão uma chance maior ao lado de outras que possam lhes proporcionar status ou outro tipo de compensação. Na história, fica claro que o pequeno pássaro não valorizou os seus amigos e acabou sozinho.

As Moscas e o Pote de Mel, de Esopo (ganância)

As Moscas e o Pote de Mel, de Esopo

Resumo: Um enxame de moscas é atraído para um pote de mel que se quebrou em uma dispensa. Sem nem pensar duas vezes, elas voam diretamente para consumir o alimento, mas acabam ficando presas pela sua ganância.

Ensinamentos: ⁠As Moscas e o Pote de Mel é uma pequena fábula que nos fala sobre os perigos de tomarmos atitudes impulsivas em busca de um prazer imediato. Por extensão, Esopo reflete também sobre a importância de analisarmos cada situação e planejarmos com cautela antes de tomarmos uma atitude.

A Porca e o Lobo, de Esopo (confiança)

A Porca e o Lobo, de Esopo

Resumo: Um lobo malicioso presencia o nascimento de alguns porquinhos. O lobo tenta então se aproximar da mamãe porca para comer os seus filhotes. No entanto, a mamãe porca, muito esperta, consegue mandá-lo para longe apenas com as suas palavras.

Ensinamentos: A fábula nos ensina a importância de sabermos identificar as pessoas que podemos confiar. Muitas vezes, algumas pessoas podem entrar em nossas vidas com intenções maliciosas. Dessa forma, saber identificar essas pessoas e manter distância pode ser importante para as nossas vidas.

A Rã e o Boi, de Monteiro Lobato (cobiça)

A Rã e o Boi, de Monteiro Lobato

Resumo: Uma rã desafia sua amiga dizendo que consegue ficar do tamanho de um boi ao inflar todo o seu corpo. No entanto, ela acaba explodindo, pois a sua natureza não lhe permite ficar tão grande quanto um boi.

Ensinamentos: Esta pequena fábula de Monteiro Lobato apresenta temas como a cobiça, a disputa e o narcisismo através da personagem da rã. O autor reflete, portanto, sobre o perigo da ganância e a importância da humildade.

Animais e a Peste, de Monteiro Lobato (injustiça)

Animais e a Peste, de Monteiro Lobato

Resumo: Quando uma terrível peste assola o reino dos animais, um sábio macaco diz que um deles deveria ser sacrificado para acabar com este castigo dos céus.

Ensinamentos: A fábula nos faz refletir sobre as injustiças sociais que acometem o mundo. Os ferozes animais são uma alegoria para as pessoas que estão em uma posição de poder superior, enquanto o burro serve para representar as pessoas simples, comandadas por eles. Através de palavras manipuladores, os animais decidem punir injustamente o burro que não havia cometido crimes tão graves quanto os outros animais.

O Burro e a Cobra, de Esopo (valorização)

O Burro e a Cobra, de Esopo

Resumo: Os deuses decidem conceder à humanidade a dádiva da juventude. No entanto, encarregam um burro de levar este dom para os homens. No meio do caminho, o burrinho acaba trocando a importante dádiva por um gole de água.

Ensinamentos: A fábula demonstra que a ignorância pode trazer consequências gravíssimas para os indivíduos. Se nós não enxergarmos valor naquilo que temos ou carregamos, outras pessoas podem perceber e tentar se aproveitar do nosso valor.

O Cachorro e o Carneiro, de Esopo (injustiça)

O Cachorro e o Carneiro, de Esopo

Resumo: Um cachorro leva um carneiro a um tribunal e o acusa de nunca ter devolvido um pão que tinha pegado emprestado. Por fim, o cachorro consegue ganhar o caso com a ajuda de um lobo mentiroso.

Ensinamentos: A fábula reflete sobre a injustiça sofrida por indivíduos inocentes e os perigos de nos aproximarmos de quem possui má índole.

O Camundongo da Cidade e o do Campo, de Esopo (estima)

O Camundongo da Cidade e o do Campo, de Esopo

Resumo: Ao visitar o seu primo do campo, um camundongo da cidade diz que a sua vida é muito melhor, pois lá ele tem acesso aos melhores tipos de alimento. O camundongo do campo, ao ir para a cidade com o primo percebe que a tranquilidade que tem na zona rural não tem preço.

Ensinamentos: Esta fábula de Esopo nos permite refletir sobre a importância de valorizarmos o que temos em nossas vidas e os perigos de nos colocarmos em situações de risco devido à vaidade dos outros.

O Galo e a Pérola, de Esopo (valorização)

O Galo e a Pérola, de Esopo

Resumo: Certo dia, um galo encontra uma preciosa pérola ao procurar por alimentos. Com esta descoberta, ele vai refletir sobre o valor das coisas que realmente importam para ele.

Ensinamentos: A fábula reflete sobre a importância de focarmos na busca daquilo que nos é necessário para as nossas vidas e de como o valor de cada coisa é subjetivo para cada indivíduo.

A Moça e a Vasilha de Leite, de Esopo (cobiça)

A Moça e a Vasilha de Leite, de Esopo

Resumo: Uma jovem leva em sua cabeça uma vasilha de leite. No caminho para casa, ela começa a planejar tudo o que vai fazer ao vender o leite. No entanto, sua empolgação toma conta de todos os seus pensamentos e ela acaba derramando todo o leite na rua.

Ensinamentos: Esta fábula pode ser comparada ao ditado popular “Colocar a carroça na frente dos bois”. Ela reflete sobre os perigos de querer o resultados das coisas de imediato sem antes cumprir as etapas necessárias para concluir o objetivo.

O Cão e a Máscara, de Esopo (vaidade)

O Cão e a Máscara, de Esopo

Resumo: Um cachorro procura um osso para roer e tudo que encontra é uma máscara. Ele logo conclui que ela possui um bom aspecto, mas que não há nada por dentro.

Ensinamentos: A pequena fábula O Cão e a Máscara serve como uma alegoria para refletir sobre a vaidade e o narcisismo dos indivíduos. O cão, ao se deparar com uma máscara, descobre que ela é vazia, superficial e não possui valor para ele. Da mesma forma, alguns indivíduos podem portar uma bela “máscara” na sociedade, mas não há nada de valor dentro delas.

O Cavalo e o Cavaleiro, de Millôr Fernandes (perspicácia)

O Cavalo e o Cavaleiro, de Millôr Fernandes

Resumo: Um homem chega na porta do céu e é impedido de entrar por não possuir um cavalo. Ao retornar, ele encontra um amigo que está a caminho do céu e explica a situação. O amigo propõe que ele se finja de cavalo para os dois entrarem no céu, mas as coisas não saem como planejado.

Ensinamentos: A fábula reflete sobre a perspicácia de certas pessoas em momentos de dificuldade e sobre os perigos de confiarmos cegamente em quem pode nos querer tirar proveito.

Leia mais fábulas completas no Pensador:

O Corvo e o Jarro, de Esopo

O Julgamento da Ovelha, de Monteiro Lobato

O Rato e a Ratoeira, de Esopo

O Rei dos Animais, de Millôr Fernandes

Os Dois Ladrões, de Monteiro Lobato

Os Galos Brigões e a Águia

A Andorinha e as outras Aves, de Esopo

A Assembleia dos Ratos, de Esopo

A Assembleia dos Ratos, de Monteiro Lobato

A Carroça Vazia, de Esopo

A Cigarra e a Formiga, de Esopo

A Coruja e a Águia, de Esopo

A Galinha e os Ovos de Ouro, de Esopo

A Lamparina, de Esopo

A Lebre e a Tartaruga, de Esopo

A Lebre e a Tartaruga, de Jean de La Fontaine

A Raposa e a Cegonha, de Esopo

A Raposa e a Cegonha, de Jean de La Fontaine

A Raposa e o Corvo, de Esopo

A Raposa e o Leão, de Esopo

A Raposa e as Uvas, de Esopo

A Raposa e as Uvas, de Jean de La Fontaine

A Serpente e o Cabrito, de Esopo

A Víbora e a Lima, de Esopo

A Viúva, de Millôr Fernandes

O Asno, a Raposa e o Leão, de Esopo

O Burro carregando o sal, de Esopo

O Camelo e o Rio, de Esopo

O Cão e o Naco de Carne, de Esopo

O Estômago e os Pés, de Esopo

O Fazendeiro, seu Filho e o Burro, de Esopo

O Homem e o Leão, de Esopo

O Homem e o Machado, de Esopo

O Leão Apaixonado, de Esopo

O Leão e o Rato, de Jean de La Fontaine

O Leão, o Urso e a Raposa, de Esopo

O Lobo e a Garça, de Esopo

O Lobo e o Cordeiro, de Jean de La Fontaine

O Mosquito e o Touro, de Esopo

O Pastor e o Leão, de Monteiro Lobato

O Pastor Mentiroso e o Lobo, de Esopo

O Touro e as Rãs, de Monteiro Lobato

O Velho Cão e o Seu Dono, de Esopo

O Vento e o Sol, de Esopo

Os Viajantes e o Urso, de Esopo

Veja também: