Procurando um osso para roer, um cão encontrou uma máscara: era formosíssima e de cores muito belas e animadas.

O cão farejou a máscara e reconhecendo o que era, desviou-se com desdém.

- A cabeça é realmente bonita - disse - mas não tem miolos.

-- Esopo

Moral da história

Assim como a máscara, muitas pessoas têm beleza, mas parecem vazias por dentro, não têm substância.

Ensinamentos: A pequena fábula O Cão e a Máscara serve como uma alegoria para refletir sobre a vaidade e o narcisismo dos indivíduos. O cão, ao se deparar com uma máscara, descobre que ela é vazia, superficial e não possui valor para ele. Da mesma forma, alguns indivíduos podem portar uma bela “máscara” na sociedade, mas não há nada de valor dentro delas.

Veja também: