Poema das Avós

Cerca de 186 poema das Avós

Estava pensando hoje que nunca havia perguntado aos meus avôs como eles se conheceram...
Depois cheguei à conclusão que deveriam ter se conhecido desde sempre. Na cidade em que moravam,todo mundo conhece todo mundo!
É... A vida, definitivamente, não é o romance que a gente espera!
Depois de ter este pensamento, reconsiderei... Acho que a definição de romance foi distorcida pelas novelas mexicanas açucaradas a que assistimos.
Mais lindo que um romance à moda José de Alencar, é um romance cheio de compromisso.
O compromisso é o que faz as pessoas não irem embora, é o que faz as pessoas serem fieis, é determinante para que se coloque rédeas nas vontades passageiras, que não levam ninguém a lugar algum, além da destruição de tudo que se conquistou; é o que faz cumprir aquele juramento que repetidamente ouvimos nos casamentos... “na saúde, na doença,..., na alegria, na tristeza,... até que a morte nos separe”... Não deve ser fácil continuar com alguém que mergulha numa tristeza profunda, ou que está terrivelmente doente. Mas quando se ama, quando há compromisso, as pessoas ficam... Tal como meu avô ficou com minha avó quando ela teve cancer, e ela com ele quando ficou doente.
Pergunto-me às vezes se encontrarei alguém assim, que não me deixe... Acho que a dor de ser deixada é a maior que existe, mais do que perder alguém que morreu!!!
Enfim, o que quero dizer é que relacionamentos verdadeiros são regados pelo compromisso... A paixão dos primeiros tempos sempre acaba!!!!

Lu Ana Marques
Inserida por LuAnaMarqs
1 compartilhamento

Élcio José Martins

O DESCARTE DE UMA VIDA
Nasceu na fazenda Descarte.
Seus avós moraram lá.
Seus pais da Europa pra cá,
Sua esposa também se instalou lá.

Na lida do campo foi campeão,
Cultivou o alimento do patrão.
Café, cana, arroz, feijão,
Tudo teve seu amor e os calos de sua mão.

Madrugada, já estava na lida,
O orvalho molhava sua pele cuspida.
Suor e lágrimas vendidas,
Pra levar o pão à família construída.

O trabalho era pesado,
Anos e anos de um tempo apagado.
Por certo tempo ainda teve respaldo,
Valeu da força e seu suor sagrado.

Mas nem tudo é permanente,
Sol nascente e sol poente,
Sorriso sorridente,
E lágrimas descontentes.

Como um animal para o descarte,
Que o tempo apagou sem arte.
Na fileira para o abate,
Triste espera de quem o remate.

Aposentadoria de pobre,
Apesar do tempo nobre.
Vê na família o desamparo,
O máximo que pode é um três no baralho.

A demissão cortou na carne,
Perdeu a classe pelo desarme.
A tristeza nas linhas da idade,
Vê no retrovisor os rastros de maldade.
Élcio José Martins

ElcioJose
Inserida por elciojosemartins
1 compartilhamento

E OS NOSSOS NETOS?

Quando vejo que alguém da família ou amigos são avós ou estão prestes a ser, penso que ainda não somos avôs, as vezes penso quem será primeiro eu ou a Antonia, só sei que estes casais modernos pensam primeiro na estabilidade para depois os filhos, não estão errados, mas e nós? A idade chega e aquela sensação que ainda não conhecemos? Espero que um erro de calculo deles me faça avô, fisionomia já tenho, reconheço.

Sim, tenho certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice, são amores novos, profundos e felizes acredito, que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelas lembranças da infância, aliás, desconfio muito de que netos são melhores que namorados.
As vezes observo o misterioso entendimento que há entre avó e neto, na hora em que o mãe ou o pai castiga, eles olham para os avôs, sabendo que eles não vão ousar intervir abertamente, pelo menos lhes dão sua incondicional cumplicidade.
Acredito ser uma dádiva que Deus, que concede momentos em que viramos “babões”, claramente, tudo o que significa ser, acho.

JOSÉ HAROLDO RAPHAELLI DE QUADROS
Inserida por JOSEHAROLDORAPHAELLI
1 compartilhamento

Mães e avós

Cabelos brancos,
pele cansada,
marcas da jornada;
passos lentos,
voz embargada
pelos ventos
da caminhada;
mãos firmes,
olhos com brilho
de felicidade,
pelo voto secreto
do coração aberto
para o neto,
não importa idade.

Ivone Boechat
Inserida por IvoneBoechat

Élcio José Martins

O DESCARTE DE UMA VIDA
Nasceu na fazenda Descarte.
Seus avós moraram lá.
Seus pais da Europa pra cá,
Sua esposa também se instalou lá.

Na lida do campo foi campeão,
Cultivou o alimento do patrão.
Café, cana, arroz, feijão,
Tudo teve seu amor e os calos de sua mão.

Madrugada, já estava na lida,
O orvalho molhava sua pele cuspida.
Suor e lágrimas vendidas,
Pra levar o pão à família construída.

O trabalho era pesado,
Anos e anos de um tempo apagado.
Por certo tempo ainda teve respaldo,
Valeu da força e seu suor sagrado.

Mas nem tudo é permanente,
Sol nascente e sol poente,
Sorriso sorridente,
E lágrimas descontentes.

Como um animal para o descarte,
Que o tempo apagou sem arte.
Na fileira para o abate,
Triste espera de quem o remate.

Aposentadoria de pobre,
Apesar do tempo nobre.
Vê na família o desamparo,
O máximo que pode é um três no baralho.

A demissão cortou na carne,
Perdeu a classe pelo desarme.
A tristeza nas linhas da idade,
Vê no retrovisor os rastros de maldade.
Élcio José Martins

ElcioJose
Inserida por elciojosemartins
1 compartilhamento

Meu pai e meus avós me ensinaram o seguinte;
1.Não se vai a casa dos outros de mãos vazias.Sempre , leve um presente, uma torta ou um doce;
2.Ninguém deve sair de sua casa com as mãos vazias; Um doce, uma planta,uma Boa palavra;
3.Faça sempre uma criança sorrir e ressalte suas qualidades e talentos, de preferência olhando a na altura dos olhos;
4 Ninguém é obrigado a suportar seu mau humor, nestes ocasiões, retire -se.
Deve se guardar com carinho o que com carinho nos veio.

Nirava Gulabo Beth
Inserida por NiravaGulaboBeth

Idosos

São seres especiais. Se você tem avós, você tem sorte! Eu tenho um e o defino como pimentinha porque ele é atentado e só Deus mesmo para protegê-lo. Ainda procuro ser adotada como neta por outros.

Carinho e cuidado é pouco se você considerar toda a experiência de vida que possuem. Parecem crianças, mas com teimosia de um adulto. Não gostam de serem tratados como bebês. É preciso saber lidar com tudo isso e paciência é a resposta certa para qualquer situação que os envolve.

Uma ligação que você fizer, os deixará felizes. Uma visita resultará em sorrisos ou gargalhadas. Perguntas sobre as histórias da família culminarão em orgulho e prazer. Uma massagem para melhorar a circulação dos pés e onde for preciso é suficiente para deixá-los relaxados.

Caso queira corrigir a postura deles, eles agradecerão pela observação porque sabem como as curvas da vida os deixaram desatentos.

Se quiser fazer algo mais prático, com o objetivo de ser menos brucutu, que tal compras no sacolão, na padaria ou até mesmo separar revistas interessantes para eles?

Saiba que ás vezes, o que eles precisam mesmo é de bons ouvintes.

Aline Terly Roelens
Inserida por alineterlyroelens
1 compartilhamento

O costume é o que mata. Já diziam nossas mães/avós e todos aqueles de cabelos brancos cuja sabedoria é notória.
O costume nos leva a confiança que não deveríamos ter. Quando eramos crianças, tudo era novo, tudo precisava de cuidado, zelo e atenção. Lembra-se da primeira vez que colocou uma tomada no interruptor, ou que atravessou uma pista sozinho? Todo cuidado era pouco, mas hoje talvez nem olhe para os lados ao cruzar uma avenida.
O costume destrói a beleza da simplicidade. Lembra-se das pequenas conquistas? Da primeira carta que escreveu, do primeiro "eu te amo" que ouviu do amor da sua vida? E hoje, talvez apenas critique seus próprios erros gramaticais, ou retribua uma declaração de amor com um vazio "eu também".
Não é a rotina que é ruim, a rotina é a repetição de tudo que amávamos, e ainda amamos, mas normalmente só nos damos conta do valor daquilo que temos, quando deixamos de ter.
E esse, desde Adão e Eva, tem sido o pior erro do ser humano: Não se dar conta da felicidade, e deixá-la escapar das suas mãos.

Raysa Lima
Inserida por raysalima
1 compartilhamento

A BALUMA DA VIDA

A baluma está em todos nós
Dá direção antes de nossos avós.
Nascemos por um cordão,
Ele nós deu a máxima ligação.

A baluma terá que ser esticada,
Em outras haverá de ser afrouxada;
Assim o vento da vida nos dará direção
Levando ao rumo de ter um bom coração.

Se a baluma for frouxa não iremos a lugar algum,
Acabaremos à deriva no mar sendo apenas mais um.
E a frouxidão da baluma nos fará perde os ventos
Restara apodrecer em arrependimento e alentos.

Mas se baluma for pela nossa condutora bem manejada,
Iremos longe superando os temporais dando risada;
Fortaleceremos-nos no mal e agradeceremos o bom vento,
Viveremos à vida, vitoriosos, pois não ficaremos parados no alento.

Nós somos embarcações nesse grande oceano da vida,
Nossos motores, velas e remos nos foram dado sobre medida.
Fazer bom uso de nosso instrumento
É obrigação divina a todo o momento.

André Zanarella 03-08-2012
Baluma =Cordel, que passa por uma bainha das velas latinas.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/4302927

André Zanarella
Inserida por AndreZanarella
1 compartilhamento

onselhos das Treze Avós Nativas para a Paz no Mundo

1. Respeitar e cuidar da Mãe Terra para viver sem ameaçar o equilíbrio do planeta. Sentimento de unidade com a terra e o cosmos: Pai Celestial e Mãe Terra.

2. Conectar com o poder mais puro do ser humano, que é o amor incondicional. “Amai-vos uns aos outros” – Sistema baseado na reciprocidade.

3. Honrar e confiar no mundo dos espíritos dos ancestrais. Lembrar dos antepassados com amor. Curar a si mesmo para curar nossos ancestrais e não repetir os mesmos erros ao longo das gerações.

4. Regressar ao nosso Espírito Interno e ao Espírito de todas as coisas para encontrar a verdade dentro de nós. Ter a coragem de olhar para dentro e fora de si mesmo.

5. Trabalhar a raiva sem descarregá-la nos outros.

6. Escutar o silêncio: as respostas sempre acabam chegando.

7. Libertar-se de vícios e julgamentos sociais, escolhendo ser uma pessoa produtiva.

8. Respeitar os idosos, a família, as crianças, e todo ser vivo.

9. Cuidar-se durante a gravidez, porque o estresse e o mal-estar afetam o bebê.

10. Ensinar às crianças a reverenciar a vida e ser boas pessoas.

11. Respeitar nosso corpo e nossa sexualidade como algo sagrado e fonte de vida.

12. Tomar consciência de que a única pessoa que pode nos dar tudo que necessitamos em uma relação somos nós mesmos.

13. Aceitar a nós mesmos e os demais tal e qual somos.

14. Crer no poder de cura das plantas.

15. Integrar a medicina tradicional e a indígena para curar também a alma e não apenas partes do corpo.

16. Acabar com a insatisfação de uma vida vazia e sem sentido.

17. Lembrar que a competitividade insana destrói o indivíduo, assim como a violência e a ganância.

18. Perdoar para preservar a saúde e viver em paz. Aceitar e perdoar o passado para viver o presente e melhorar o futuro.

19. Obter força física, mental, emocional e espiritual para mudar e viver em paz e harmonia.

Riva Almeida
Inserida por RivaAlmeida
1 compartilhamento

⁠Na casa de meus avós...
Copos de metal.
Décadas adentro, firmes e brilhantes.
Úteis...
Na de meus pais?
copos de vidro,
anos adentro, trincados e sem brilho,
Ainda úteis..
Na minha?
Copos de plástico..
sempre trocados quando não me servem mais,
mais belos os substituem,
Cada vez duram menos....

Henricco A. Bimorethi
Inserida por hbimorethi

⁠FAMÍLIA

Minha coroa, minha rainha
Meu filho, minha vida
Meus irmãos, minhas avós e todas as minhas tias
Minha família

Estaremos juntos até a eternidade
Sagrado, algo para ser respeitado
Lembrarei de vocês todos os dias
Natal apenas fortalecerá nossa sintonia

Talvez você até já esqueceu
Desde o nascimento
Flashs são oxigênio
Acompanham todo momento

Confia sem medo!
Te dando a mão quando você precisar
Momentos em que você não vai esperar
Até o fim
Desde o começo
Abraços, beijos e conselhos

Na rua você também encontra divergências
Esquecer dos problemas faz diferença
Perdoar é um lei da atualidade
Ainda mais quando se trata de alguém que te viu na maternidade

Lucas Geovany
Inserida por lucasgeovanylima

INFÂNCIA...

Bola de gude, queimada, esconde-esconde, praça e uns amigos. As avós gritando na porta de casa “tá na hora de entrar” e todo mundo saia batendo o pé forte porque queria ficar mais um pouco. Todo mundo tinha medo de entrar para beber água e não poder voltar mais. A infância não tem tempo ruim... a alegria esbanjada, sinceridade estampada e inocência exacerbada. Alguns amigos nós perdemos e outros ainda carregamos. O tempo não apaga as memórias das quedas da rede, das árvores, dos tropeços que arrancavam a “cabeça do dedo” e o medo de machucar para não ter que passar merthiolate. Se eu fosse dar outro nome para a infância, ele se tornaria vários adjetivos. Saudade, surra, queda, TV Globinho, medo do linha direta, casa, colo, beijo e abraço de vó. Pra quê melhor?

LarissaC.
Inserida por provacoes

Agradeço a Deus por ser tão "amada".
Agradeço as minhas avós por ser "mimada".
Agradeço ao meu pai a "predisposição genética" aos estudos.
Agradeço a minha mãe a ter me ensinado a ter "honestidade".
Agradeço a minha filha por me tornar "alguém melhor".
Agradeço aos meus amigos a "compreensão" do meu modo de ser e agir.
E a vida, por me dar a oportunidade de "acordar" todos os dias com a certeza que será um dia melhor.

Olívia Amaro
Inserida por olivia_amaro

⁠Sobre os avós: um cuidado exagerado, não deixa de ser um cuidado, é amor; um abraço apertado é o melhor abrigo, é afeto puro; um olhar que é capaz de transmitir segurança, é um olhar que traz aconchego; um conselho sábio vale mais do que ouro, pois existem tesouros impagáveis... E os que transmitem tudo isso valem muito mais, merecem o melhor de nós e o terão para sempre...
Por isso, os avós serão sempre eternos em nós porque as lembranças doces e sublimes construídas no coração dos netos são tesouros que permanecem brilhando dia após dia... O amor nunca é esquecido, aquele que temos por nossos avós que nos cuidam (cuidaram) com tanto carinho será sempre eterno... A gratidão do coração é o amor que permanece, mesmo com a ausência...
Há quem não possa mais olhar, abraçar e sentir o carinho dos avós porque já se foram; outros não poderão porque a situação atual impede, mas que saibamos não economizar afeto para aqueles que nunca deixaram de se doar por nós...
Os detalhes importam: uma mensagem também é carinho; uma ligação transmite mais do que palavras, transmite amor; a atenção e o cuidado são o que mantém um laço firme, mantenha-o firme com os avós, aqueles que nos amam em tudo o que somos e com todo o amor que tem.
O tempo passa tão rápido, que saibamos amar e demonstrar que amamos nossos amados avós enquanto ainda temos tempo com eles... Feliz dia dos avós!

Patrícia Regina de Souza
Inserida por paty_souza

O Simbolismo da Vassoura

As avós sábias nos ensinaram que varrer é uma prática ancestral de empoderamento feminino.
Quando uma mulher varre, limpa e põe em ordem a energia do espaço e ao mesmo tempo limpa e põe ordem seu coração.
Colocar o coração em ordem significa colocá-lo em sintonia e harmonia com a vibração do amor ...
Se você estiver com raiva, varre sua raiva.
Se você sentir ciúmes, varre o seu ciúme.
Se você se sentir triste, varre sua tristeza.
Se você estiver ansiosa, varre a sua ansiedade.
Se você se sentir desvalorizado, varre a sua baixa auto-estima.
Varra as coisas ruins da sua vida, mentalize e limpe.
Sempre de dentro pra fora, comece do último ambiente até a porta da rua ou a lixeira.
Sempre quando pudermos, devemos pegar a vassoura e fazer a limpeza do nosso ambiente (residencial e comercial), com o pensamento focado na limpeza que desejamos.
A vassoura torna-se um instrumento de poder quando a mulher que a dirige faz isso, conscientemente, para endireitar seu coração, sua vida.

Desconhecido
Inserida por berepasin
1 compartilhamento

Valor?
O que é o mundo hoje?
Vivemos em um mundo, muito diferente do qual nossos avôs viveram
Os valores estão mudados, os ideais deturpados;
O que era verso agora está enterrado;
Os rumos, os cursos, o ciclo está invertido;
A roda não gira mais.
A esperança se difundiu num escuro túnel;
Porque o mundo hoje perdeu o sentido
A vida perdeu o principio,
Os dias fúteis se tornaram

Yasmin Nobre
Inserida por yasminnobre

Quando abandono é sinônimo de ingratidão.

Até pais, avós, etc., mesmo sendo mais novos que alguém bastante idoso, podem vir a ser abandonados, esquecidos, por aqueles que um dia, por uma vida inteira, cuidaram deles. Isso se chama ingratidão e falta de compaixão.

Ou seja, não precisa ser muito velho para vir a ser abandonado; há muitos interesses mesquinhos que levam pessoas a abandonar outras, e isso nada tem a ver com idade, necessariamente, mas com dignidade, caráter e senso de humanidade.

Monica Campello
Inserida por MonicaCampelloAutora

Feliz dia dos avós
Um lar nunca fica
Solitário quando ❤
Há uns avós a quem tu
Telefonas mesmo longe
Beijas todos os dias.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
Inserida por Sentimentos-Poeticos

Feliz dia dos avós
Um lar nunca fica
Solitário ❤ há sempre
Os teus avós que tu
Amas e beijas todos os dias.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
Inserida por Sentimentos-Poeticos