Pensamentos Mais Recentes

⁠⁠ORAÇÃO DA SERENIDADE
Deus, concedei-me a serenidade, para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que eu posso e sabedoria pra saber a diferença.

Rede Gerais

⁠Do Alto Alegre

Lapidei demais meu coração 
Obriguei-o a bater desacelerado 
O privei de conhecer o mundo
E nos dias de hoje, ele já não palpita 
Sem desfibrilador fica essa dor. 

Eu me reinvento, me manipulo
Nego minhas raízes, nego meu desejo
Sou um personagem secundário 
Na minha própria história 
Vivo minhas mentiras insanas 
Pra colher risos plásticos. 

Do Auto Alegre repousa o desejo
No corte perfeito da faca
Chora sangue um corpo já sem lágrimas 
Dos abraços opacos sinto a vergonha
De meus árduos pecados reprimidos 
Do beijo enojado, vômito por auto-ânsia. 

Mais um dia, mais uma ida e vinda
Mais uma semana que passou
E nenhum sorriso me convenceu
Não toquei o violão nem cantei
Corri trancei as pernas e me rasguei
Nem a dor deu o ar da graça 
Por saber que a diferença acaba
Quando eu aceito meu ciclo vicioso. 
                        
Felicidade é um estado, não pode ser comprada
Não pode ser moldada muito menos forjada
Quero apenas sentir outro sabor que não seja amargo
Que não seja falso, que me deixe aguçado...

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Des(gosto)

Gosto de chorar andando na chuva
Ninguém percebe minhas lágrimas
Misturadas com a água
E escondem minha mágoa.

Gosto de olhar o cotidiano
O ir e vir das pessoas
Os carros nas ruas
A troca do sol pela lua.

Gosto do cheiro de chuva
Que cai de tardezinha
Lavando a alma
E mantém a calma.

Gosto de sentir angústia
Daquela tristeza avulsa
Do gosto amargo da loucura
De desconhecer totalmente a doçura.

Gosto do despreparo
Dos sentimentos de desamparo
Gosto de sentir o gosto
De tudo que me dá desgosto.

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Muitos que chegaram ao topo achavam que tinham encontrado a plena felicidade. A decepção foi perceber que ela se encontrava no primeiro degrau quando já não mais havia tempo de voltar.

HERCULES MOTA
Inserida por herculesmota57

⁠Se o preço cobrado é a liberdade não vale a pena!

Marcelo Rissma
Inserida por marcelorissma

⁠Se o homem já conquistou a lua, então não há obstáculos que impeçam seus sonhos.

Rana Luísa
Inserida por RanaLuisa

⁠Se o custo é a felicidade é muito caro.

Marcelo Rissma
Inserida por marcelorissma

⁠Se custa o seu sorriso não vale a pena.

Marcelo Rissma
Inserida por marcelorissma

⁠Felicidade, toda vez que te sinto dentro de mim eu não tinha intenção nenhuma em te encontrar. 
 

Saulo Vitor
Inserida por saulogvs

O emprego que você tem e não gosta, é o desejo de um desempregado. A sua casa simples que você não valoriza, é o desejo de um sem teto. A saúde que você tem hoje e não cuida, é o desejo de um enfermo. A família que você tem e não celebra, é o desejo de muitos órfãos. Não permita que tempos ruins te façam menosprezar as bênçãos que Deus te deu.⁠

Marcelo Rissma
Inserida por marcelorissma

Um brinde ao tempo!

⁠Um brinde ao tempo, pela sua forma saudável e natural de ensinar, de fazer voar, cair e levantar
Um brinde ao tempo, pelo presente das memorias, pelas passagens de pessoas saudosas, pelas despedidas sem fim,
Um brinde ao tempo, pelas lágrimas, por o livre arbítrio nas escolhas, pelo turismo que fiz em tantos corações e lugares,
Um brinde ao tempo, por me apresentar ao amor, por me agraciar com a sabedoria e pela oportunidade de acrescentar tanta essência na minha trajetória de vida

RICARDO SANTOS DE SOUZA
Inserida por Ricardossouza

⁠Não critico quem trabalha e não critico quem estuda.
Quem estuda abre portas para o trabalho e quem trabalha abre portas para o estudo. 
Quem não gosta de estudar tampouco de trabalhar ou não gosta de abrir portas ou não gosta de abrir livros. (Alencar, 2019).

Valter Pereira de Alencar
Inserida por valterpalencar

Deixar de ser

⁠Hoje foi mais um dia daqueles
Daqueles que você nunca sabe
Aqueles dias que você nem sabe
Que realmente dia é.

Hoje eu não consegui ver o sol
Hoje talvez o sol nem tenha aparecido
Hoje quem sabe nem tenha sido dia
Quem sabe talvez eu nem tenha sido eu.

Será possível não ser eu?
Será realmente possível não se ser?
Será possível desnascer? (existe?)
Será que dá pra desviver?

Hoje o sol não me visitou como faz de costume
Hoje não houve fresta, não houve claridão pela manhã
Não houve sequer uma olhada de canto
Não se ouviu nenhum canto.

Afinal, o que houve hoje?
Ontem, o que haverá amanhã?
Porquê não se sabe, não se dá pra saber?
Como vou saber o hoje, o ontem e o amanhã?

Se eu mesmo não sei de mim?
Se eu saio de mim?
Se não gosto de fins
Se eu nunca estou afim?

O que será de mim?

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Basta ser você sempre e nunca perderá a grandeza do seu coração.

Sih Garcia
Inserida por sihgarcia

⁠Meu coração não bombeia rancor, nem nada de mal que por um acaso tenha vivido.

HERCULES MOTA
Inserida por herculesmota57

⁠A vida não é difícil quando a simplicidade toma conta.

Sih Garcia
Inserida por sihgarcia

⁠Infratores

Somos corajosos infratores 
Todos os dias nos matamos um pouco 
A cada vez que dizemos não pra si
E sim para o outro. 

Somos corajosos infratores 
Que renegam a felicidade verdadeira 
Nos privando de momentos 
E das pessoas que amamos. 

Somos corajosos infratores 
Que buscam refúgio, o ilícito 
Para esquecer tudo
E que tudo nos esqueça. 

Somos corajosos infratores 
Alguns jovens, outros tolos 
Muitos velhos e saudosistas 
E só podemos ser ou um ou outro. 

Somos corajosos infratores 
Nos orgulhamos do passado 
Nos perdemos no presente 
E não acreditamos no futuro. 

Mas mesmo assim
Somos corajosos infratores 
Que preferem se privar do riso
Para causar o de alguém 
Renegamos quem somos
Mas fingimos muito bem.

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Se ela pudesse te falar o que pensa
E o quanto ela quer te provocar de volta
Se ela pudesse dizer o que sentiu ao ouvir tua voz 
E o quanto isso foi inquietante
Se ela pudesse sair dessa prisão
Ela faria tudo de novo, loucura por loucura, desejo por desejo
Ela te devoraria sem esperas
Roubaria teu ar sem receio
Contemplaria cada parte da sua geografia
Se perderia nas suas ondas 
Em uma cadência arrebatadora
Até que o corpo e o tempo se desfaçam em prazer.

Brenda Oliveira
Inserida por BrendaOliveira

⁠Busque um alento para viver...
Pois vivemos há mercê de desumanidades.

Sih Garcia
Inserida por sihgarcia

O mar

⁠Da brisa leve e suave
As ondas me levam ao seu encontro 
Mas nesse mar que me atraí 
Não há água e nem um cais.

Apenas uma linda mulher 
Que com seu belo sorriso desperta 
Os pensamentos mais puros e sinceros 
E os transformam nestes versos singelos. 

Me perco na imensidão que é o teu corpo 
Como em alto mar se perdem os tolos 
Que navegam sem rumo e remos
Marinheiros guiados pelos ventos. 

Vindos de lugar algum
Indo para lugar qualquer 
Teus seios se tornam ilhas
As mais paradisíacas. 

Ilhas quais sempre penso
Em fugir e ficar para sempre
Pois em terra firme a vida
Já não me ilude nem fascina.

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Somos tão imperfeitos que queremos a perfeição. 

Sih Garcia
Inserida por sihgarcia

⁠Tua sina

Me perdoa pobre coração 
Eu jamais te quis assim
Dilacerado e em pedaços 
Que não podem mais serem costurados. 

Me perdoa por nunca te defender 
E nem fazer o que te faz bem
Por não me importar com os sinais
Talvez por isso hoje não chores mais.

Me perdoa por ser tão egoísta 
Não te alimentar de fé ou crenças 
Não te dar nem esperança 
Muito menos confiança. 

Me perdoa viver por viver 
Não te fazer bater acelerado
Ansioso, de nervoso e excitação 
Sou uma besta, concordamos nisso então. 

Me perdoa pobre coração 
Sei que pensa que o problema é meu
Mas te devo perdão, pois habita em mim
E queria sinceramente que fosse feliz.

Perdoai-me pobre vítima indefesa
Quão grande é o teu significado 
És o motor de vida, o mais belo órgão 
Que vive confinado em um corpo
Como em um calabouço 
Cheio de amargura e solidão 
Em uma batida depressiva 
Teu sofrer é como de mãe 
Só entendemos quando perdemos 
Tua sina. 
Tua minha vida.

Otocco
Inserida por Otocco

⁠Resistência

A chuva cai lá fora,
Os ventos fortes continuam golpeando a janela,
O frio teimoso, invadiu a casa,
Mas a vela é rebelde e permanece acesa sem ter hora para apagar.

RICARDO SANTOS DE SOUZA
Inserida por Ricardossouza

⁠Coração

Se meu coração pudesse falar
Ele diria que deseja parar
Se ele pudesse me afrontar 
Ele o faria sem pestanejar. 

Se meu coração sentisse angústia
Ele me daria taquicardia
Me diria para tomar sempre
Uma dose de nitroglicerina. 

Se ele pudesse me controlar 
Me faria ir até um rio me afogar
Não me deixaria uma noite sequer chorar
Nem por um instante amar.

Sangraria meus olhos, cortaria minha alma
Desistiria-me de lembranças 
Me faria apenas viver
Das lambanças que eu bem sei fazer.
 
Mas o meu coração é tão mal
Que ele apenas me deixa viver
E fazer dele tudo o que eu esperava
Que ele fizesse por mim.

Otoco
Inserida por Otocco

Por dentro de dois mundos

⁠Meu quarto escuro habita em mim
No meio de todos sempre só
Já se tornou habitual não saber o que é nós.

Como mudar-se de mim?
O alívio se torna um vazio existencial
Que absorve metade do potencial.

Meu bem está em qualquer bem
Que eu cause a pessoa de bem
A distância do que procuro é equivalente ao não saber
Do que eu preciso ou quero
O final é sempre o mesmo
Mesmo que não tenha final.

Sou passageiro de histórias
De pessoas que precisam
De capítulos em suas vidas.

Vejo mas não enxergo
Escuto mas não ouço
De tudo que posso ser
Sou apenas um pouco.

Otocco
Inserida por Otocco