Jerônimo Bento de Santana Neto

1 - 25 do total de 479 pensamentos de Jerônimo Bento de Santana Neto

Lutar por um mundo melhor para todos é o que menos interessa na briga pelo poder.

Jerônimo Bento de Santana Neto

"O puxa-saquismo é a prostituição do pensamento em troca de favorecimento. "

Jerônimo Bento de Santana Neto

Penso que a violência de hoje é a mesma de milênios atrás. Não consigo ver melhoras. A única diferença é que nos dias atuais temos as redes sociais transmitindo on line.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Será que estamos condenados a viver numa eterna dicotomia entre o bem e o mal?

Será que a vida humana será sempre de guerra e paz?

Será que nunca encontraremos a síntese da tese e antítese?

Será que nunca chegaremos a virtude do equilíbrio?

Jerônimo Bento de Santana Neto

Alguns convites são feitos pela amizade, outros pela utilidade.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Lembre-se: pensar nos outros é diferente de pensar pelos outros.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Como permanecer sólido num mundo líquido? sem afundar.

Jerônimo Bento de Santana Neto

O rio corre por mar, o pobre para o rico, o velho para o jovem, o fraco para o forte e a vida para a morte.

Jerônimo Bento de Santana Neto

A segregação é inerente ao ser humano. Até entre os rotulados de "farofeiros" existe separação pela quantidade e qualidade da farinha.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Um pouco de alienação também faz bem ao coração.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Seres humanos em geral desejam um mundo melhor para si, nunca para o irmão. São movidos mais pela ambição do que pela cooperação.

Apenas uma pequena porção age pelo coração. Seres iluminados, que merecem consideração e admiração.

Infelizmente são considerados fora do padrão, por uma sociedade cheia de razão.

Pessoas que agem pelo coração são incapazes de liderar uma revolução. Diferentes do vilão jamais matarão em nome de uma nação, religião ou convicção.

Não acho uma luta em vão daqueles que agem com o coração. Porém, acho díficil acreditar numa flor vencendo canhão, são apenas versos de uma canção.

Nesta nação, é comum cidadão pregar comunhão enquanto rouba nossa fração.

Preste muita atenção para não virar objeto de manipulação.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Eu e ele

Eu amo, ele odeia
Eu sou calmo, ele nervoso
Eu sou presente, ele ausente
Eu sou tolerante, ele intolerante
Eu sou carinhoso, ele frio
Eu espero, ele avança
Eu conserto, ele quebra
Eu arrumo, ele bagunça
Eu ajudo, ele atrapalha
Eu educo, ele deseduca
Eu brinco, ele abusa
Eu converso, ele discute
Eu sou forte, ele fraco
Eu sou solidário, ele egoísta
Eu falo a verdade, ele mente
Eu quero o melhor, ele o pior
Eu desejo, ele inveja
Eu desabafo, ele lamenta.
Eu dou conselho, ele critica
Eu chego cedo, ele atrasa.
Eu trabalho, ele enrola
Eu sou democrata, ele ditador.
Eu sou de paz, ele de guerra
Eu sou vítima, ele opressor
Eu sou bom, ele mau
Eu sou inocente, ele culpado
Eu sou certo, ele errado
Eu sou perfeito, ele imperfeito
Eu sou eu, ele é ele.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Da varanda, vejo um povo com sabedoria celebrar mais um dia.

Da varanda, vejo um povo enfrentar sua sina esperando a providência divina.

Da varanda, vejo um povo com amor suportar toda dor.

Da varanda, vejo um povo com humildade aguentar a desigualdade.

Da varanda, vejo um povo com respeito buscar seus direitos.

Da varanda, vejo um povo vivendo o cotidiano sem consumir seus anos.

Da varanda , vejo um povo buscando melhoria apesar da noite fria.

Da varanda, vejo um povo ensinando como viver sem uma varanda.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

• Na copa do mundo de 2014 só faltou colocarem um enorme cortina para cobrir nossas favelas.

• Tenho a sensação que estão jogando poeira embaixo do tapete.

• Retiram-se barracas, ambulantes e baianas de acarajés no entorno de arenas construídas em contraste com a miséria ao seu redor.

• Para resolver os problemas de engarrafamento decretam feriados nos dias de jogos.

• Temos uma realidade tosca e querem mostrar para o mundo um Brasil que não existe, nunca existiu e que estar muito longe de existir um dia.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Tanto faz se o livro foi escrito por branco, negro, índio, gay, ateu, religioso... Não me importo com rótulos, mas com conteúdos.

Jerônimo Bento de Santana Neto

Até quando seremos "donos da verdade" dos outros?

Jerônimo Bento de Santana Neto

Dar opressão do trabalho doméstico para opressão do trabalho capitalista.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Queremos tudo sem oferecer nada

Queremos respeito sem respeitar

Queremos amor sem amar

Queremos cuidado sem cuidar

Queremos abraços sem abraçar

Queremos proteção sem proteger

Queremos abrigo sem abrigar

Queremos visita sem visitar

Queremos comer sem plantar

Quremos ajuda sem ajudar

Queremos falar sem ouvir

Queremos ser visto sem vê

Queremos passar sem estudar

Queremos vencer sem lutar

Queremos viver sem sofrer.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

As pautas dos movimentos sociais foram absorvidas pela mídia capitalista muito mais pelo valor econômico que geram (aumento do Ibope) do que pelo valor social.

No "frigir dos ovos" as Tvs utilizam todas mazelas sociais em seus programas jornalísticos para aumentar os índices de audiências.

Enquanto isso, suas programações diárias, sobretudo as novelas continuam alimentando racismo, machismo, individualismo, exibicionismo, narcisismo, egoísmo... no imaginário da população brasileira.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Será mesmo que os craques do passado não teria espaço nesse futebol moderno extremamente engessado e repleto de jogadores e treinadores "bolinhas de gude" ?

Pelé,Tostão, Falcão, Rivelino, Carlos Alberto Torres, Zico, Jairzinho, Sócrates, Junior, Batista, Douglas, Beijoca, Picolé...e muito outros craques até os anos 90.

Já nasceram com o dom de jogar bola, eram craques, diferenciados e com os avanços da tecnologia e medicina esportiva certamente seus desempenhos em campo seriam ainda melhores.

Começei acompanhar futebol fim década 70 e inicio de 80.

Tanto nos babas de rua como nos times profissionais tinha um ou dois ruins de bola, os demais eram boleiros, verdadeiros craques.

Hoje é o inverso, para 11 jogadores um ou dois são bons de bola.

Parece que aquelas que ficaram de fora do par ou ímpar quando estávamos escolhendo nossos babas, os últimos a serem escolhidos tomaram conta do futebol brasileiro.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

O sorriso de uma criança sempre me dar esperança de um mundo melhor no futuro

Jerônimo Bento de Santana Neto

Acredito que senso de coletividade possa existir de forma plena, numa pequena comunidade, numa família , num espaço micro. Não acredito, em termos macros e universais. Creio, que a medida que as tribos vão crescendo as relações tendem fortemente para o individualismo.

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Há quanto tempo não via a nuvem passar
Há quanto tempo não via o sol brilhar
Há quanto tempo não via o vento soprar
Há quanto tempo não via a brisa do mar
Há quanto tempo não via o pássaro cantar
Há quanto tempo não via a flor desabrochar
Há quanto tempo não via meus amigos no bar
Há quanto tempo não via meu time jogar
Há quanto tempo não via meus filhos brincar
Há quanto tempo não via meu amor acordar
Há quanto tempo não via minha mãe bordar
Há quanto tempo não via meu pai caminhar
Há quanto tempo não via minha família almoçar
Há quanto tempo não via a vida passar

Há quanto tempo?

Jerônimo Bento de Santana Neto

O mundo ficou cheio de dedos, com a censura do politicamente correto.

Não podemos sair um pouco da linha que certamente estaremos magoando alguém.

Tá díficil encontrar, substantivos, adejetivos, verbos, palavras... que encaixem nesse mundo impregnado de mentiras, demagogias e hipocrisias.

De que adianta mudar a textura se a estrutura continuar podre?

Jerônimo Bento de Santana Neto
Inserida por I004145959

Em geral, somos a favor da coletividade desde que atenda as nossas necessidades individuais.

Jerônimo Bento de Santana Neto