Poema sobre a Seca

Cerca de 873 poema sobre a Seca

Já fui inverno rigoroso, calor intenso de verão e folha seca de outono. Hoje sou primavera, uma nova estação.

Leonardo Sasse
11 compartilhamentos

Eu sou um pássaro ferido que voa, mesmo diante da seca que assola as minhas pairagens.

Aimara Maia Schindler

A vida seca, quando não se rega, quando não se ama, quando não se luta. Viver é questão de coragem - só sobrevive quem se empenha em força bruta

Caio Augusto Leite

Ela é fria como neve, seca como o deserto, e malvada como um vilão. Mas amo ela desse jeito... Então agradeço por existir, obrigado!!!

Tiago Felipe Santos

"Caem as flores, seca-se a erva, mas o amor verdadeiro permanece eternamente"

RiKaS 29233 Soluções Poéticas SA
18 compartilhamentos

A lei seca da arte é esta: 'Ne quid nimis', nada além do necessário. Tudo o que é supérfluo, tudo aquilo que podemos suprimir sem alterar a essência é contrário à existência da beleza."

José Ortega y Gasset

O amor é como uma flor, linda formosa mais depois quendo seca só sobra os espinhos que machuca muito.

diefson
45 compartilhamentos

Quando deixamos uma coisa ferver demais, ela seca, evapora, e no final só restara um recipiente vazio.

Weslei Salviano

Esperto não é quem pega um peixe, mas quem seca o rio e pega logo o cardume inteiro.

Diego Toscano

Posso amar uma pedra,uma árvore,uma simples folha seca caída da árvore,tudo isto são coisas, coisas que eu posso amar, mas não consigo nem posso amar palavras, é por isso que não aprecio as doutrinas, não têm dureza, cores, arestas, cheiro, gosto, nada têm a não ser palavras. Talvez seja por causa das palavras em excesso que me impede de encontrar a paz. Porque o mais importante é "AMAR O MUNDO" não o desprezar, não o odiar nem me odiar, observá-lo, a mim e a todos os seres com (amor, admiração e respeito).

Hermann Hesse

Bom dia... Ontem estava vendo uma reportagem sobre a seca, e dai me veio a mente um episodio de uma menina que morava em local desértico e que ela só ouvia falar que existia um mar, com tanta água que nossos olhos não podemos ver o final, ela pediu a seu pai para que a levasse, e ele o fez, sentiu um pouco de medo ao vê-lo, então ela molhou seus pés, escutou o rugido das ondas, ficou um pouco assustada, derrepente uma onda de surpresa a molhou por completo, ai sim ela conheceu o mar e o sentiu, agora sim ela estava confiante e com experiência. E nós? Muitos só ouvimos falar de Deus, e muitos de nós só o imaginamos e sentimos medo de experimentá-lo, pois devemos fazer igual a menina, vencer o medo, nos envolvermos profundamente. Conhecer Deus é a maior experiência que o ser humano pode ter, pois nenhum abismo oceânico é maior que o amor e o perdão que vem Dele. Claro que para buscá-lo pode ser uma longa jornada, alguns fracos na fé desistem, mas tenha certeza que quando encontrá-lo, tocá-lo ou ser tocado por Ele, sua vida mudará. Muitos serão até pegos de surpresa, e dai não tem mais como voltar atrás, então saibamos que Aquele que nos criou, nos dará muita água em abundancia no deserto de vidas secas, basta você dar o primeiro passo em sua direção, sem medo, e permita que Deus com sua onda de amor te lave a alma e lhe traga a vida novamente. Seja leve, sorria, ame e perdoe pois Deus esta do seu lado...22/05/2013

Valdir Venturi
2 compartilhamentos

A vida podou-me! Foi preciso sentir-me seca como quem está quase a morrer para renascer ainda mais forte e bela.

Day Anne

A vida é como uma árvore. Às vezes, você ficará extremamente seca e sem nenhuma folha, ou simplesmente receberá uma forte tempestade. Durante a primavera, você terá a chance de florescer e mostrar a melhor versão de si mesma. Haverá pessoas que te apreciarão durante o inverno, outras durante o verão ou mesmo aquelas que te amarão exatamente como você é, não importa em qual estação do ano você esteja.

Vinicius Augusto Cruz De Biasio

PORTUGAL

Seca me a boca por ti o Pátria decapitada,
porque hoje em ti o lugar esta
deserto de alma ferida e abandonada...

Seca os olhos porque os que por ti
entraram eram como mensageiros,
profetas e poetas semi adormecidos
pela preguiça causa por tão poucos.

E vós ó aves de rapina que devorais
ate ao própria manha clara,
porem o Pátria amada, submissa e cansada
teus filhos fugiram de ti antes de qualquer dor e magoa.

Tu que eras a invicta, a Mãe minha e Pátria semi acabada,
tu que tinhas sobre ti as caravelas e os heroes escrito nas estrelas,
sim, tu que vinhas por esses mares escuros
e tu que desafiastes o Adamastor,
hoje em ti não resta mais nada de nada...
porque todos os teus filhos chora
por ti o pátria minha e amada.

Peregrinos e mensageiros teus filhos se tornaram,
desterrados e abandonados por todos aqueles
que nada sabem e nada fazem.

Bastardos e corrompidos pela loucura de uma Europa
sem luz... loucos e guias de cegos,
amantes de si mesmos que venderam a própria Mãe
como escrava as nações e reinos distantes.

Porem um dia teus filhos ande voltar,
mais fortes porque o amor por ti é infinito
ó Pátria minha senhora e amada.

Teu império ainda não esta comprido
e tu chama ainda não esta apagada,
pois voltaremos do desterro
antes que chegue a madrugada.

E tu o Pátria minha e abandonada
julgaras nesse dia,
um por um de todos aqueles
que te venderam a preço de nada
e serás reedificada.

miguel westerberg
2 compartilhamentos

Até na seca Deus sabe desenhar... saudades desse lugar.
Nascido no mato, criado no concreto.... na simplicidade eu me encontro.
Há quem diga que não vive sem o luxo... no final de tudo todos estaremos mortos, cansados por correr atrás de coisas que não eram eternas...

Júnior João

À latitude de 48º do final de Câncer,
Haverá uma seca devastadora.
Peixes no mar, rios e lagos boiarão,
Devido ao fogo no céu.

Nostradamus

PEDRA
(Rayme Soares)

Os olhos não arregalam
A boca não seca
Não acelera o coração
E nada desperta

A mente se cala
A fala se quieta
Nem fede, nem cheira
Nem serve de alerta

Sem sal, sem saliva
Uma pálida face
Sem ida, sem vinda
Nem morre, nem nasce

A flor da indiferença
A cor do desinteresse
É triste omitir-se
E deste modo não ver-se!

Rayme Soares

"O vento é o mesmo: mas sua resposta é diferente, em cada folha. Somente a árvore seca fica imóvel, entre borboletas e pássaros."

(do poema "O Vento, do livro "Mar Absoluto".)

Cecília Meireles

LÁGRIMAS INTERNAS
Noite fria, alma seca, vida solitária
Pensamentos vagando,dor no peito, saudade insana,
alguma coisa em mim vai buscar longe uma recordação...
Nem sei se eu vivi mesmo o que lembro agora.
Nem sei ...
Mas essa saudade me revira pelo avesso e
me faz mergulhar num mar profundo de silêncios ,
de vazios , de desalentos.
E a chuva cai lá fora e aqui dentro estou fora de mim nessa busca de alguma faísca de ilusão que valha o momento.
Nada me alenta !
Uma lágrima escorre em meus olhos como se o mundo estivesse caindo sob minha cabeça e a solidão me doma ,
me rouba os segundos em que o meu silêncio só grita por ausências !
Ausências do que inda nem sei se de fato existiram ou
se são delírios desse momento.
Luz do abajur, vidro embaçado, silêncios exacerbados,
Meu corpo quer dormir e minha mente berra.
É hora de desistir de novo de mim.
É hora de partir para fora de mim!
As paredes gritam insanas e o instante se torna
um buraco imenso aqui dentro !
Preciso ir !
Pernoitar n'algum canto que me traga alento e
sonhos vestidos de encantos !

Dueto : Paula Monteiro e Zaca Oliveira
2 compartilhamentos

Levanta a cabeça
Seca as tuas lágrimas
Sozinha ou não
Tu tens que seguir em frente.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca