Poema sobre a Seca

Cerca de 873 poema sobre a Seca

A verdade é que somos retirantes em pleno século XXI. Fugindo dos mesmos problemas, convivendo com as mesmas situações, alimentando os mesmos ideais de sempre, sem nunca resolver o que realmente precisa no sertão: a fome educacional.

Leandro Flores

Raízes

O sertanejo antes de tudo
É um forte que batalha
Pelo pão e cada dia
Que é tão pouco quase nada

Enfrentar o cruel mundo
É sua sina calejada
Ainda sonha que no fundo
Do velho poço tenha água

Pra molhar a plantação
Aliviar o coração
Que a chuva caia neste chão

Sobre o mar de conselheiro
Nas cantigas de Gonzaga
Dos incríveis brasileiros
Com o sertão dentro da alma

Ficaria tudo verde
Onde a seca castigava
Nesta terra onde os guerreiros
Foram pássaros sem asas



E o meu canto derradeiro
É que um dia aja água
Pra matar a nossa sede
E lavar as nossas almas

Geivison dos Anjos

Geivison dos Anjos

SECA.

O nordeste pra mim é sagrado
foi Deus que me deu de presente
o sol faz da seca um pecado
e a água não tem na nascente
na cocheira não tem um só gado
mas a fé é o segredo da gente.

Guibson Medeiros

Seca grande.

A seca grande que vejo
não arreda o pé do chão
o vaqueiro em seu pelejo
para salvar a plantação
como é triste o sertanejo
ver morrendo o seu desejo
de viver no seu sertão.

Guibson Medeiros

Simplesmente sou folha seca ao vento
Que levanta voo pela manhã...
Voa, voa meu coração passarinho
E m busca de uma nova estação.

Poeta Nelson Martins
Inserida por PoetaNelsonMartins

Chuva! Chuva... Alagou tudo,
fez esquecer sua falta, causou tristeza,
Alagou as ruas, mas segundo a televisão,
nem chegou na represa...

Nildo Cordel
Inserida por Nildocordel

O algoz nordestino.

O nordeste tem seu algoz
que faz esse povo sofrer
quem cala a nossa voz
não deixa a planta nascer
e se falta água na foz
a seca cresce feroz
se a chuva não aparecer.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Nordeste Chama.

Sei que você tem fama
de ter um chão sofredor
do sol que arde em chama
apagando o verde da cor
mas teu povo não reclama
meu nordeste quem te ama
reconhece o teu valor.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Nas cidades muita gente por metro quadrado
em meio ao concreto que Nao cultiva nada
e só consome.
E agora... está vindo a revolta do planeta
vai fazer o que...

luciano reis
Inserida por lucianoreis92

Agreste...

leito seco,
em passo lento,
tormento...
ausência...
cicatriz...
violento...
clemência...
minha demência...

margeia,
a pequena veia,
enfeia...
areia
seca,
o vento,
o cisco,
o olho,
a lágrima...
culpa do vento...

Rosangela Calza
Inserida por RosangelaCalza

Se for pra morrer só! Que seja! Não vou poluir o sentimento puro que tenho por pessoas que não são capazes de compreender. Sou antiquado, sou retrógrado, sou inconformado, mas a certeza de ser quem sou me mantem vivo. Declaro ao vento o meu sofrimento e fingir com o tempo desaparecer, ao meu entendimento fica o lamento de frustração, sei que ainda existe pessoas de bom coração porém com meus olhas não as enxerguei.
Queria ser diferente, falar de superfícies e ser normal. Queria entender as matérias do colegial, de certo este eu não existiria padronizado numa via artificial.
Talvez querendo não ser manipulado, nem tão pouco iludido nesse sistema falido que todos parecem não ver.
Sem amor a vida é seca, como uma nascente desmatada, sem existência de nada, apenas um punhado de terra improdutiva.
Se a minha alma estiver certa, serei eu mais um solitário que ama não sabendo nem a quem recorrer, pois o amor terá sido assassinado, por uma tendencia imposta a tolos, sem muitas chances de reverter.

Messias Junior
Inserida por MessiasJr
1 compartilhamento

S E C A

Um vento fraco e morno
Balança o limoeiro do quintal.
Da terra árida sobe um bafo infernal.
Os raios do sol parecem fios de óleo quente
Escorrendo testa abaixo.
As folhas de couve, murchas;
O espinafre, seco.
Sob esta ínfima sombra que resta, leio.
E as palavras derretem de calor.

Denair Inês Guzon
Inserida por denair

A mesma seca.

Já chegaram aqui com pressa
não acharam um pé de flor
fizeram tanta promessa
em nome do Nosso Senhor
mas de lá ninguém regressa
e eu vendo uma seca dessa
vou seguindo a minha dor.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Minha seca, minha dor.

A seca vem atrevida
não respeita a nossa dor
que machuca a ferida
deste povo sofredor
quanto mais falta comida
mais aumenta o seu valor.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Terra seca.

Eu mesmo não me iludo
isso é terra renegada
a água vem de canudo
duvido ela ser filtrada
por aqui prometem tudo
mas não vejo chegar nada.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Foi a seca.

O sol faz a terra arder
nenhuma planta vigora
que pena o gado morrer
muito antes de sua hora
se a chuva não aparecer
o resto a seca devora..

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Será seca.

Terra seca corre o vento
não se ouve um trovão
tem azul no firmamento
mas falta verde no chão
dizem que é sofrimento
eu acho que é aprovação.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Espera.

A seca é uma grande fera
que ataca e não se cansa
pelo sertão onde impera
exercendo sua liderança
o sertanejo se desespera
mas assim mesmo espera
a chuva como esperança.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Nossa fé.

A chuva é quase nada
a colheita está incerta
sem ter a terra arada
a fome um dia aperta
mas nossa fé é sagrada
pra cada porta fechada
existe uma janela aberta.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Mudo.

Já fizeram tanto estudo
sobre a seca que avança
o nordestino perde tudo
até mesmo a confiança
o governo fica mudo
e não chega um peitudo
que nos traga a esperança.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM