Coleção pessoal de hellmouse666

1 - 20 do total de 2637 pensamentos na coleção de hellmouse666

Pedras de solidão...
correntes amargas
no sangue apenas...
a dor e saudade...
lembras fragmentadas...
por sentimento passados,
por aonde esteve,
as portas estão abertas
quedas de águas...
inundações,
créditos de uma noite
apenas o desespero...
a luz definha em revolta.
até quando vou relaxar,
nessa morte súbita...
compromissos desdem falsos pretextos,
a depressão tem muitas desculpas...
mais um gole apaguem por um estante...
sonhos feitos de farpas...
uma foto diz quem é...
mais profunda tristeza.

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Sombras, sobras
omoplata...numa cova rasa
espíritos cantam...
mais uma novela...
nas esquinas tantos intervalos...
luzes artificiais...
quem pode ser,
fantasmas de um passado
que te amou...
mais uma dose um trago de cigarro,
uma noite barata,
mais uma crise de existência,
a lua parece cheia,
o frio padece de criticas,
entre bandeiras frustrações,
contradições e separações,
vulgo da sombria solidão...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Mitos,
perfeitos sorrisos,
simples trabalho,
arte de um monstro...
clássicos, pensados...
sensações,
tentei chorar,
histórias de emoções,
amores que são perdidos,
visões,
alucinações diante a solicidão
por favor...
deixe me entrar,
apenas que existe é o para sempre...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

muitas decepções
tantas dilacerações.
diversas frações de mim mesmo.
milhares de vezes tentei compreender...
apenas que tive foi dor a tristeza,
dizem enganos, ou nunca quis,
vai entender, um status tudo pode ser explicado,
mesmo assim o vazio permanece...
vejo mutilação como hábito de sentimentos que nunca se calam,
atroz algoz, bem querer, riso um bom dia...
as vezes visualizado, mas nunca respondido,
e quando se tem uma resposta. não tenho tempo de responder...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

seu silencio é uma obra de arte...
num amanhecer sem fronteiras...
sonhos são abertos por medos...
aprecie o amor...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

tantas correntes te dizem que tem trilhar um caminho...
mas ninguém conhece a escuridão depois que morre,
suas forças desaparecem seu espirito paira pelo infinito,
tantos desejos e lembranças somem pois é tão profunda
nada importa realmente que esteja se passando naquele momento...
quando penso que está tudo perdido á uma oportunidade...
no silencio deixado por eras vai estar no eterno...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

seu rosto desapareceu...
estou num mundo ausente...
a luz se foi no momento...
acredite em mim...
pois ninguém mais existe...
percebeu quando olhou meus olhos,
o que queremos...
busquei tanto que te encontrei...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Trágico luar...
segredos sob a pele...
mentiras que sobre poem...
feridas que sangram em momentos de amor...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Grite na solidão,
ninguém vai nota...
mesmo quando desespero,
está tão vivo quanto sua morte...
metodicamente tudo passa de uma ilusão...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

laços oponentes
sentimentos que doem
abração a pele em carne viva,
dispõem no intenso pulsar do peito,
desdem os lábios rachados e
mordidos brevemente pois ador faz bem
mesmo quando se tem mais segundo
desejo ardente muito esquecido
lamentos que se dissolvem na madrugada.
até silencio escoa entre cortes profundos,
nessas que são as vozes do teu coração...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

porque? você não é boa...
não posso esconder...
o que senti...!
quando estava voando
ninguém perguntou se te amou...
apenas a submissão....
destrelada entre meio fio
estremece, vulgarmente...
expressa um desejo incontrolável,
não se o que não é impossível,
diante as sombras do teu corpo suspenso...
linhas transparentes focam abstinência,
das tuas cavas úmidas escorrem prazeres
numa imensidão seus gemidos são contidos
com um amordaça tem delírios que adquiridos
na sonsa forma de alucinações pois as drogas
mais comuns estão num processo que se desfaz sua nudez...

celso roberto nadilo
2 compartilhamentos

caminho entre os mortos...
encontrei caminho do paraíso
mesmos assim voltei a vida
esqueça que sonhou,
ainda chove...
sinto a dor por viver...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Meus sonhos são experiencias de delírios,
num mundo de fanáticos estou insano,
na musica me liberto do teu fanatismo,
num céu cheio de estrelas tenho meu espaço
para pensar tais momentos quero apenas ser mais um...
esqueça o mundo está cheio de tristezas...
por favor... sinta a vida, por um estante estou bêbado...
a alegria é está insolado ou liquido...
estou sóbrio até as sombras ganham novas formas...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

silencio,
sou contradições...
estou ouvindo o mundo gritar,
estou triste... cala se,
por que vai embora?
se ainda o mundo ainda não terminou...
sou culpado por cometer um crime,
saiba que tudo o quis acabou quando acordei...
esta noite está partindo... ninguém quer saber,
e dai o quero apenas um momento que posa ter,
particularmente sinto que ainda quero...
tudo que tenha sentido passe neste instante...
ainda estou aqui, toda a magia quando sorri...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Quero um café expresso...
é um romance infinito,
muito prazer...
está noite tudo que quero mais um gole,
tudo esteve tão bem que agora esteja quente,
em cada momento desejo...
mas tudo pode ser melhor...
refleti pairando o ar dos teus lábios...
suavemente deixou o toque tomar formas
e sentimentos na luz da madrugada...
seres que deslumbram com gole do teu sabor.

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Rituais te fazem amar
em loucura teus lábios inferiores
transpassam o momento tão úmido
que intercala olhando para as estrelas,
no vasto espaço de tuas cavas,
exalta intimas sensações,
obsessões que se transpõe em gotas
que escorrem nas dimensões que se arrepiam...
revira os olhos por um estante,
então um sabor infinto tenta sentir amor.

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

me diga quantos segredos te consomem..
acordei nas cinzas depois de morrer,
guarde seus sentimentos para outra pessoa...
não se engane nada pode ser pior...
cada corte na tua língua depois de um beijo,
foi um castigo senti por deixar você...
você pode sentir isso em minha palavras,
continua a desejar algo que nunca teve...
as cinzas que cobriram meu corpo me deram forças...
veja minha insanidade quero cada dia...
que a morte esteja em seus lábios...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

jogos de amor
lagrimas são farpas de uma boa noite,
as regras são livres, sobreviver é bom
está viva até o anoitecer...
bem querer são momentos,
tudo soa unicamente o amor...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

Sinta seu corpo dominado pelo desejo...
tudo que te embriaga e é insaciável...
quando a noite te deixa ansiosa...
seus lábios estão secos...
seu coração acelera e um aperto no peito,
a insanidade parece com alucinações...
o calor invade lugares inimagináveis...
a perversão do teu corpo toma forma,
sufocando, ninguém conhece a fúria,
as horas passam todos dormem...
e assim amanhece...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento

teu amor dedico em quanto paredes
suas suplicas fazem escorrer lagrimas...
a noite passa em declínio do teu corpo...
seja um anjo que me arrebatou...
na nudez de sentimentos que queimam.
num horizonte toda felicidade num estante...
quanto as paredes sangram seus olhos murmuram...
sua face pálida deixa o brilho no infinito...

celso roberto nadilo
1 compartilhamento