Crise Existencial

Cerca de 102 frases e pensamentos: Crise Existencial

Pessoa realmente feliz com profundas depressões passageiras e crises existenciais. Essa sou eu, prazer

Camila Caldeira
17 compartilhamentos

Você é minha crise existencial. Eu te mato ou não te mato?

Damon Salvatore
16 compartilhamentos

As vezes me sinto como um trem com dezenas de vagões vazio, caminhando sempre em linha reta sem destino algum, ou como uma folha em branco que nao dá para escrever, ou como um copo vazio sem fundo.
Mas se eu for parar pra pensar, sou apenas uma massa formada por átomos neste universo criado sem propósito, sem destino. Apenas por acaso.
Fico procurando a razão da minha existência nos sentimentos. Mas quando vc apela para os sentimentos, vc tem que dar algo em troca.. Como por exemplo, o amor.. Pra você amar, tem que estar sujeito à sofrer. E sofrer faz parte de outro sentimento.. A tristeza.
Não, talvez eu nao queira isso pra mim.. Acho melhor não ser depedente disso parar viver. Acho que o único jeito mesmo é me conformar. Afinal, a vida é assim.. Você nasce, cresce, se reproduz e no fim morre e com um tempo, ninguém mais saberá que vc viveu aqui na terra e toda a sua realidade junto com todas as coisas que existiam somente na sua mente, morrerá junto com você.
Qual o propósito da vida? Não sei.. Talvez não tenha propósito algum, ou talvez críamos a nossa própria razão para viver. Não sei vocês, mas eu ainda não achei a razao da minha.

Poeira
36 compartilhamentos

Eu aceito suas crises existenciais se você aceitar vez em quando minha ausência sem querer preenchê-la com outro par de pés. Eu sei que suas crises não são de culpa minha, mesmo que a ausência seja. Se compreendermos isso, teremos grande chance de olhar um para o outro com atenção e delicadeza. E ninguém terá que se perguntar quem sorriu, gostou, amou, ou se entregou primeiro. Descobriremos que amor não é sobre quem faz mais, e sim, quem faz. Que, quando entre dois corações existe sintonia, os atos destes só podem terminar em proporção.

Natani Risorim

Busco uma explicação para minhas crises existenciais!
Logo percebo que todas aquelas que vivi me trouxeram muitas coisas a favor... Se todos parassem em algum momento para se julgar e ver o que acontecendo ao seu redor, perceberam suas falhas e suas deficiências, no sentido próprio da palavra, pois assim podemos analisar e querer-se corrigir... Pois uma hora temos que engolir nosso orgulho, para perceber que nem todos nossos atos são 100% corretos e em alguns casos totalmente errados! Para assim correr atrás dos seus delitos e tentar remediar aquilo que talvez possa ser desfeito. Às vezes esses pensamentos rígidos com sigo mesmo trazem também Novos horizontes e sentimentos que antes passará despercebido. Ou ate mesmo podem expor para nós a dura e magnifica realidade, que faz perceber que não se deve querer moldar tudo ao seu favor e muito menos cobrar algo de pessoas que não são capazes de entender a complexidade da sua essência! Então que venham diversas outras crises e autocorreções para que assim me ajudem a compor cada vez mais meu SER....

Henrique Müller
14 compartilhamentos

Diante de todos os mistérios e crises existenciais, levantei a cabeça, não para sentir-me superior mas sim para apreciar toda a beleza do universo.
Sozinho farei o possível para obter sucesso, mas com ajuda daqueles que quiserem e puderem ajudar, será fácil ultrapassar o impossível. Com ajuda tudo se torna mais fácil.

Vinicius Santiago

Tenho afetos, desafetos, bom e mau humor, crises existenciais e paz de espírito, amo e sinto raiva da mesma pessoa, sou boa e má, positiva e negativa, altruísta e vingativa.
É claro que gostaria sempre que o meu melhor lado sempre estivesse on, sempre no volume máximo e nunca mudasse de emissora. Mas nem sempre é assim. Gostaria que meu lado coração e alma se sobressaíssem sempre na espontaneidade, mesmo nos momentos escuros, mesmo nos momentos não salutares. Não gosto de reprimir raiva, não sou adepta ao "tudo bem", "não é nada" quando na verdade está tudo péssimo e tenho tudo. Não gosto de não por para fora o que sinto, mesmo que seja injusta, mesmo que pegue pesado, mesmo que ofenda ou brigue, xingue, grite. Eu não sei me calar se me sinto mal, se me sinto desdenhada e não querida, se me sinto a mosca do cocô do cavalo do bandido e o pior de tudo, sentir tudo isso vindo de alguém que amo, que curto, que admiro. Eu sei, eu sei, não sou só eu que tenho altos de baixos, meu companheiro, meu amor, minha vida também. Não sou só eu que tenho maus momentos, ele também tem, então o que fazer. Esperar o momento oportuno, não se precipitar em jogar palavras no momento de raiva, ser sincera ao ponto de ser cruel, querer destruir e vencer numa briga de casal que muitas vezes começa por motivos bobos e que podem ser contornados.

Arcise Câmara
13 compartilhamentos

Crise existencial...

Eu não tô conseguindo me levantar
Não tô conseguindo pensar
Não tô conseguindo dar um sorriso
Muito menos entender o que tem de errado comigo

Quando estou na rua, não parece ser eu
Meu corpo pode estar lá andando, mas meu espírito morreu
Tento me convencer que sou bom
Mas parece que ser o pior em tudo é meu dom

Nunca fui o melhor em algo, isso pra mim é normal
Será que tô passando por uma crise existencial?
Nem sei, só sei que eu não consigo ser o mesmo de sempre
Não sei onde foi parar aquele menino feliz e sorridente

Hoje ainda penso em melhorar
Só tem um problema, eu já tentei
E tudo parece piorar
E tudo desaba mais uma vez

Talvez ninguém leia isso, não duvido
Talvez eu não consiga ser alguém preparado pra algo
Talvez eu não tenha que ter vivido
E de tanto talvez já tô cansado

Eu só queria dormir
Só que pra sempre
O máximo que consigo é me deprimir
E não saber o que fazer novamente...

Reginho

Crise existencial?
confusão total...

Procuro saída,
São diversos os caminhos...

Eu fico ali parada...
As estradas bem a minha frente
E eu ali estacionada, perdida, desesperada.

A poeira se levanta,
Quase não consigo ver o que está a minha frente.
Meus olhos estão cegos,
Em minha cabeça pensamentos loucos...

Como decidir que caminho seguir?
Sei o que quero,
Mas estou longe de saber o melhor pra mim...

Quero voar,
Ser livre,
Não quero pousar...
Mas minhas asas foram cortadas...

Como pode um pássaro escolher seu caminho sólido?
Pássaros nasceram para ar...
Como posso em terra ficar?

As portas se abrem,
Mas logo tornam a fechar.
Não abram as portas,
Não quero entrar...

Eles não entendem...
Eu nasci para voar...
Não cortem minhas asas,
O chão não é meu lugar.

Não quero escolher onde ir,
Que caminho seguir,
Nem em que porta
Devo entrar ou de qual devo sair...

Quero voar,
Vem comigo...
Do céu podemos tudo contemplar...

Um pássaro preso,
É um pássaro morto.
Mas quando estou voando
Sinto a vida me tomar...

Não, não abram portas,
Não me mostrem caminhos,
Devolvam minha habilidade de voar...

Galatéia
9 compartilhamentos

Nietzsche caiu tanto no senso comum, que qualquer pessimismo ou crise existencial é visto como niilismo.

Desconhecido

Medo, incerteza e angústia: crise existencial

Há dias que estamos mergulhados no oceano da melancolia
Numa tristeza tão grande a vivenciar
A apatia nos faz ficar bem quietos
Até que apareça algo para a crise amenizar

A tristeza e o medo teima em dominar o meu ser
Clamo forças busco alento e sustentação
Não adianta desejar, querer ter
Se não consigo da alegria viver, minha emoção

Solidão no meio de tanta gente
Almejo meus problemas solucionar
Acudir também quem está sofrendo
E acabo por sofrer e me angustiar

Não adianta na vida ter saber
Não adianta ter o que consumir
Não adianta ter bens e dinheiro
Se não tiver saúde para construir

Clamo pelo poder Cósmico máximo
Que esta fase seja logo superada
Que tudo volte ao normal
Que eu tenha forças para ser a crise enfrentada
Então volto-me para dentro de mim
No silêncio secreto de minha alma
No questionamento analisar, angústia
Ouço, faço uma prece que acalma

A depressão tento então dominar
Levando sério o caminho sem rumo
Respiro um pouco de ar puro
Volto para fora e me arrumo

De súplicas vivo os meus dias
O homem não tem poder sobre o destino
Temos algum poder para mudar o agora
Superar a solidão e o desatino

Quando a gente ama
Tudo é mais difícil de questionar
Nenhuma teoria ou técnica ajuda
O coração grita mais alto a desejar

Muitas vezes parece que há uma pedreira
O coração sofre tanto que parece inchado
A angústia se faz companheira
Nenhuma solução, nada é encontrado


As forças físicas se vão
O desânimo toma conta de mim
Ajoelho, olho para o infinito, peço ajuda
Este sofrimento não pode continuar assim

Por fim ainda encontro alguma alegria
Quando os amigos me reanimam
Suas preces me fortalecem
Encontro arrimo, me empurram

Porém logo a seguir
Fecho a janela da alma novamente
E retorno para dentro de mim mesma
Não consigo sufocar o pranto presente

Hó padecer, vai-te embora
Procure o seu rumo tão sinistro,
Esta energia negativa abatendo meu viver
Traga minha essência positiva, sincronismo

Preciso vencer esta mais esta crise existencial
Encontrar a força que me fortalece
Sou alma livre num corpo cativo
Desejando um bem que me enobrece


Crises passam para todos
Fazem parte da existência humana, do viver
São pesadelos que circundam
Mas logo tudo voltará a florescer...

A vida é feita de altos e baixos
É o que nos fazem vencer
É a fé de dias melhores
Conseguir com um novo amanhecer

O sofrimento é inerente a condição humana
Na luta para vencer cada dificuldade
No paradoxo das escolhas
Em meio a tanta possibilidade

A incerteza do caminho a seguir
De saber se é certo ou errado, auto conhecer
É assim o viver como humano
Na luta para superar, ter auto domínio, ser

Enfim sigo o meu rumo incerto
Até que passe essa tempestade no meu coração
Até que o Sol volte a brilhar novamente
É na esperança que viverei esta emoção


“A vida é assim: um vai e vem na viagem, com momentos mais
fáceis e, por outras vezes encontramos algumas pedras que devem ser removidas para que possamos seguir novamente até chegar ao destino”

NORMA APARECIDA SILVEIRA DE MORAES

Crise existencial

Com o passar dos anos venho a notar, nesta mesma época, neste mesmo dia, este sentimento que corroí chega rodeado de questões. Quem eu sou? O que eu quero? Sou tudo o que quero ser?

É uma época sombria, são tempos de reflexão. A verdade me atormenta e com ela vem a decepção. O que devo fazer? Eis a questão! Não entendo o motivo, nem mesmo a questão, mas o sentimento continua vivo no amago de minhas emoções.

Sou quem posso ser? Sou quem sonho em ser? São montantes de questões a serem respondidas e tantos fatos a serem encaixados.
De conclusão não me restou nada, no final de tudo, tantos sentimentos não me levam a nada. Talvez sejam a crises do tempo, talvez sejam crises necessárias, de uma vida que esteja a ponto, ou necessita, ser transformada.

G.H Oliveira

Eu estava em uma profunda crise existencial. Einstein sabia o quão profundo, encantador e ao mesmo tempo impossível seria escapar do espaço-tempo. Eu era uma menina incomum. Estava bem claro, desde sempre, que eu não seria mais um pontinho no meio do pontilhado humano. Eu tentava, ao menos, ser diferente e não optar pelas mesmas escolhas erradas que outros haviam optado ao longo dos séculos. É magnífico estar viva, estar neste planeta redondo, achatado nos pólos, ter o livre-arbítrio e se incomodar, questionar, sobre o funcionamento das coisas e sobre a barreira moral que as dificultava e as impedia. Fascinante mesmo é ser curiosa em relação às coisas, e não às pessoas. Fascinante mesmo é olhar para cima sem medo de observar os planetas, as constelações, imaginar as galáxias vizinhas, sem o receio de se perguntar se existe vida lá fora. Uma vez eu li, uma frase de algum sábio, que dizia que o primeiro passo em relação às novas descobertas é se livrar, negar a verdade aceita. Se Arthur Eddington não tivesse se questionado sobre a teoria gravitacional, a fantástica e ao mesmo tempo errada “ordem das coisas” de Newton, jamais teria encontrado um jeito de provar a teoria da relatividade e dar sentido ao universo curvo de Einstein.

Natali Gomes
6 compartilhamentos

Crise existencial

Marionete! Marionete, era ou é a classificação correta para a palavra "Povo!".
E apesar de queremos ostentar poses, falar diversas línguas, xingar ou esbravejar, querer ser o tal ou apontar e até mesmo acusar alguém ou algo somos levados pelo medo a sucumbir todas as nossas ideologias. Na realidade somos marionete nas mãos dos senhores do mundo.
Queremos ser senhor de nós e até impomos normas, relações, atitudes, mas sem sabermos já estamos enquadrados, manipulados por quem aplica as regras a milênios no mundo. E tudo acontece de modo calmo e tranquilo sem nos apercebermos através do rádio, tv, cartazes, redes sociais e até naquele simples bate papo informal por que já está repassando a velha programação mental recebida a séculos.
Somos levados involuntariamente a nos encaixar nos hábitos do outro onde a regra é ser comum, como uma regra de três onde o resultado já se sabe uma vez que já se aplicou a velha formula. É só analisar o sistema, há milênios se ensina a velha e fatídica conta de somar, multiplicar, dividir e subtrair! Sim é nessa ordem mesmo. Primeiro é somado tudo, tira-se a parte boa, divide para o resto onde no final são subtraídos, fazendo-nos adequar as suas normas que no final é imposto à todos.
Nos manipulam desde o nascimento até a morte. E achamos que temos pensamento próprio o que não é verdade. Quando nos entendemos por "Gente" encontramos já todas as formulas em forma de normas tudo pronto onde é facilmente absorvido. Aos mais rebeldes sobra a cadeia ou o inferno, que é quase o mesmo! Nos apresentam deus e o diabo, onde muitos seguem uma das duas opções, e veja que eles são compadecidos dizendo "se não for pelo amor, vai pela dor – ou segue o sagrado ou segue o maldito".
Não acredite em bondade ou que te digam que sentem pena de você. Recuse-se ser um coitadinho, pois nada lhe será dado ao contrário; ai que lhe tiraram quem sabe até a vida. Herói ou bandido, Rei ou plebeu! Digamos que a medida do que lhe for facilitado é tudo farinha do mesmo saco.
E mais não pense que os atos adquiridos por você, sejam seus; não foi resquício de alguém por você adquirido! Seja de crença, ações, atitudes inclusive a formação de seus pensamentos foi imposto antes mesmo de você nascer; o qual será praticado até a morte. Cometemos os mesmos erros e acertos de todos. Observe o bebê ele olha para as pessoas que cuidam dele o tempo todo e como isso não bastasse ainda murmuramos coisas em seu ouvido para que aprenda mais rápido. Observe que há anos você ver uma mãe, pai ou qual seja a pessoa com a criança no braço ela balança o filhote o tempo todo e muitas vezes ele nem esta chorando, mas herdamos esse habito involuntário de nossos ancestrais. Somos sincréticos num ciclismo itinerante casual e irrevogável. Nunca seremos diferentes e quando o tentamos ser nos chamam de louco, nos internam.
Somos, Estamos fadados a velha rotina e o que é pior ansiamos tanto a tal felicidade mas não mudamos nossa conduta ou por medo de Deus ou do diabo e a vida segue insossa nos acovardamos. Dizem que só há duas portas a seguir, uma é a larga que leva a perdição, a outra a estreita que nos redime e apazigua e conduz ao sagrado também chamado de Deus.
Já pensou? Até ai invisivelmente as cordas do manipulador da marionete reconduzindo a mesmice. Ora se o nosso fim é fatídico, ou seja, a morte é tão certa quanto o calor do fogo; porque temer tanto isso ou aquilo? Se não há escapatória porque? Vai-se morrer mesmo ou de morte natural pelas doenças que iremos adquirir ou por qualquer outra tragédia mundana.
É preciso alterar as regras, viemos a este purgatório mundano por imposição cósmica mas não quer dizer que devemos abaixar a cabeça feito ovelhinhas a espera do porrete na nuca. Ouvi outro dia um relato de uma pessoa que dentro dos seus deveres necessitou de atitude urgente para modificar sua vida e o que ele consegui-o ouvir de que ele cobrava atitude foi um simples me desculpe não posso. A partir disso a atitude correta seria exigir mas a pessoa calou, concordou, sucumbiu.
As leis deveriam ser cumpridas, afinal foram inventadas pra isso, porem correm na contra mão do dia a dia, pagamos todos os impostos e o retorno é nada menos que zero e se insistirmos nos tiram até a vida. Por isso reclame, reivindique, cobre, exija, mas com calma sem nervosismo, pois tem como chegar a um denominador comum, sem contaminar seu sangue com o estresse da doença. E depois desabafe com uma bela gargalhada daquelas de tirar o fôlego que pode até causar repúdio pelo assombro mas te deixará relaxado.
E nunca esqueça, diga a si mesmo sou marionete, mas sou consciente, sigo a risca o que ditam mas também apago a linha traçada de vez em quando só pra contrariar. E sigamos meio que egoístas porem consciente, não pudendo ajudar não atrapalhe. Devemos procurar nossa felicidade até no impossível e caso não encontre jamais nos cansemos de pelo menos tentar.
E devemos desabafar sempre seja rindo, cantando ou simplesmente com um grande grito em que muitos nem vá entender mas que causará grande alivio pessoal. Podemos ser marionetes sim senhor mas com estratégia e; como proferiu um dia o gloriosos Raul Seixas "Viva a sociedade alternativa" . Por onde é que andam os ideologistas revolucionários desse mundo

Nilton Mendonça

Wu Wei. Isto significa fazer através da não interferência, deixando acontecer.

Theo Fischer

Parar com esta luta sem sentido, viver o momento, seguir o fluxo da vida – isto significa wu wei. Traduzindo textualmente significa “não fazer nada”, “não agir”. Isto não significa de maneira alguma que devemos ser indolentes, indecisos ou indiferentes, porém wu wei significa, que em nossas decisões não devemos ir contra a nossa autoridade interior, o Tao. Wu wei é uma arte de fazer a coisa certa no momento certo.

Theo Fischer

Minhas crises existenciais
Só não são o movimento retilíneo uniforme
Porque não são constantes.
Ora é acelerado,
Ora retardado,
E no fim é inercial,
Termina no mesmo lugar de origem.
As minhas, mesmo que pequenas, ações
Recebem o dobro de reações
O que é físicamente impossível
Já que Newton disse que toda ação gera um reação igual.
Mas quem disse que a humanidade respeita às leis exatas?

Não se engane, não gosto de física
Mas tenho mania de transformar coisas.
Como algo que sei o mínimo,
Em algo que, modéstia parte, domino.
Como quando transformo medos em versos,
Mesmo que imersos em hipóteses.
Amores em estrofes,
Mesmo que fora da métrica.
Paixões em poesias,
Mesmo que bem distantes dos sonetos.
Dores em melodias,
Mesmo que descompasadas, sem rimas.
Tenho dessas manias,
De mudar o jeito de tudo.
Tristezas em alegrias,
Raso em profundo.
As semanas em dias,
As horas em minutos.
Explicar em um pedaço de papel,
O que ninguém no mundo entende,
Ninguém além de mim.

Helen Silva
Inserida por Helensilva2
1 compartilhamento

Pensando em buscar lavadeiras e propor meu corpo ao invés de lençóis, minhas crises existenciais ao invés dos cânticos, e uma dose de batidas em pedras áridas ao invés das pancadas da vida.

Maddox Cleber

Não importa de onde você veio, nem as crises existenciais que enfrenta o importante é onde irá chegar, no auge dos seus sonhos.

Bruno Oliveira

Em meio as minhas crises existenciais a única certeza é o amor que sinto por você.

Sid Aguiar