Helen Silva: Minhas crises existenciais Só não são...

Minhas crises existenciais
Só não são o movimento retilíneo uniforme
Porque não são constantes.
Ora é acelerado,
Ora retardado,
E no fim é inercial,
Termina no mesmo lugar de origem.
As minhas, mesmo que pequenas, ações
Recebem o dobro de reações
O que é físicamente impossível
Já que Newton disse que toda ação gera um reação igual.
Mas quem disse que a humanidade respeita às leis exatas?

Não se engane, não gosto de física
Mas tenho mania de transformar coisas.
Como algo que sei o mínimo,
Em algo que, modéstia parte, domino.
Como quando transformo medos em versos,
Mesmo que imersos em hipóteses.
Amores em estrofes,
Mesmo que fora da métrica.
Paixões em poesias,
Mesmo que bem distantes dos sonetos.
Dores em melodias,
Mesmo que descompasadas, sem rimas.
Tenho dessas manias,
De mudar o jeito de tudo.
Tristezas em alegrias,
Raso em profundo.
As semanas em dias,
As horas em minutos.
Explicar em um pedaço de papel,
O que ninguém no mundo entende,
Ninguém além de mim.

1 compartilhamento
Inserida por Helensilva2