Galatéia

Encontrados 24 pensamentos de Galatéia

Eu sempre me apego as pessoas de forma insensata. Faço isso com amigos, com amores, até com animais...
Eu perco...
Perco tempo, perco pedaços de mim, perco pessoas.
Onde está meu erro?
Estou errando por dar amor, amor demais.
Me abro, me entrego, mas nada recebo em troca. Só partidas, despedidas. As vezes nem as despedidas.
Quero me trancar, alguém me dê uma chave, alguém me ajude a aliviar essa dor.
Não suporto não ter alguém para dar amor.
Eu quero fugir de mim, sair correndo, separar meu meu corpo e minha alma. Cada um que caminhe separado.
Estou cansada...não sei como voltar a brilhar, a viver.

Galatéia
Inserida por Caotica

Ela falou, mas ele já sabia.
Ele sabe até as coisas que ela não chegou a falar.
Ele a conhece como ninguém chegou a conhecer.
Ela se abriu, ele entrou. E foi longe, fundo.
Bem fundo, onde jamais ousaram ir.
Mas ele sabe, ela também... O amor nem sempre chega na hora, ou no lugar certo.
Ela já falou, ele teme acreditar.
Um dia vão se encontrar, nos sonhos, ou quando a lua brilhar. Porque pra ela, o sol não existe mais...

Galatéia
Inserida por Caotica

Você se foi
Nem adeus eu pude dar.
E que tristeza vive em mim,
Do seu amor não vou provar.

A vida me trouxe você,
Mas tirou sem esperar
Que eu te desse todo amor
Que agora vou guardar.

Tenho ainda a esperança
De um dia reencontrar
Sua alma tão querida
Voando a me procurar.

Pode ser que seja sonho
Ilusão do coração
Mas eu sinto que você
Me deseja com paixão.

Eu não vejo mais seus olhos
Mas consigo até sentir
Os seus braços sempre fortes
E seu cheiro aqui em mim.

Eu ainda posso ver
Seu sorriso iluminar
Mesmo que seja no inverno
Vem ser o sol a me esquentar.

Quantos dias eu terei
Para ainda lamentar
Volte logo, se apresse
Estou cansada de chorar.

Galatéia
Inserida por Caotica

Um dia encontrei
Um amor pra recordar
Não é o filme não
Mas também me fez chorar.

Ele era tão perfeito
Que nem pude acreditar
Até os seus defeitos
Eu aprendi amar.

Como nos filmes
O mocinho não quis ficar
Ele tinha outro alguém
Pra sua dor curar.

Escreveu só uma carta
Mas não foi de despedida
Disse vamos ser amigos
Me deixando deprimida.

Nem PS eu te amo
No final não colocou
Não repetiu juras de amor
Mas também não retirou


No outro dia eu estava
Escrevendo em meu diário
Eu não sou Bridget Jones
Então fiz rabiscos no calendário.

Logo depois eu escrevi
10 coisas que odeio em você
Mas aí eu descobri
Que que tudo eu amo em você.

Fiquei como um fantasma
Só sua falta senti
Sonhei acordada
Q estava te vendo dormir.

Quando acordou não quis fazer
Nenhum vaso com as mãos
Não pude nem rever
Gost do outro lado da vida
Em nossa versão.

Me senti no Titanic
Quando o Jack congelou
Mas vc não está morto
Apenas me deixou.


Minha amiga me falou
Mas eu não quis acreditar
Ele não está tão afim de VC
Se valoriza e manda andar.

Muitos dias eu chorei
Músicas tristes eu ouvi
Mas letra e música
Me lembram que vc não está aqui.

Antes que termine o dia
Vou correndo te encontrar
Nunca se sabe da vida
Vá que com um carro eu venha me chocar.

Nada disso é loucura
Também não tem explicação.
Mas pra que quer entender,
Se é amor e não razão.

Eu só tenho a dizer
Procure agora me ouvir
Simplesmente foi amor
O que por vc senti.

Galatéia
1 compartilhamento

A vida é um enigma
Nunca que vou entender
Ela passa tão depressa
Nem da pra perceber.

Eu não sou assim tão bobo
Mas a vida me intriga.
Ela junta as pessoas
Só pra deixar ferida.

Eu sofri algumas vezes
Pois a vida é injusta
Provoca alguns encontros
E depois a despedida.

Você não sabe como dói
Ver a estrada tão vazia.
Minha vida é de acenos
De adeus, de despedida.

Me acostumei a ser sozinho
Mas a vida é bandida
Me apresenta as pessoas
Que vão embora em seguida.

Um dia ela acaba
E o que é que vai ficar
Meu enterro não vai ter
Nem amigos pra chorar.

Galatéia
Inserida por Caotica

Hoje estava a conversar
Com um amigo bem de longe.
Ele está em são Francisco
Disse que vem me visitar.


Eu contínuo aqui tentando,
Trabalhando pra arrumar
O bendito do dinheiro
Mas ele parece voar.

Quem sabe um dia eu consiga
Se ganhar na loteria
Ter a sorte do amigo
Que quando nasceu tudo já tinha.


Eu vivo aqui
E ele lá,
Sempre lembra de mandar
Presentes a dizer
Que quer q um dia
eu também vá.

Mas a vida não é fácil
Não pra mim que nasci pobre
O amigo sempre teve tudo
Já nasceu sendo nobre.

Ele sabe que eu tenho
Uma vida bem sofrida
Mas finge não saber
Pra não me deixar entristecida.

E assim somos amigos
Nem entendo a razão,
Ele nasceu louro, lindo e rico,
Enquanto eu nasci povão.

Nossa amizade é verdadeira,
Isso ninguém pode negar.
Mas as vezes é difícil não deixar
A inveja dominar.

Galatéia
Inserida por Caotica

Sabe...as vezes eh tão difícil me sentir viva.

Sei...não posso depositar minha felicidade nos outros. Não posso esperar que tds que amo estejam felizes, pra poder me sentir feliz.

Mas como?

Sou assim!!!

Acordar e pensar que as pessoas que amo estão tristes...ah, isso acaba com meu dia.

Acho q esse mundo não foi feito pra mim.
De certo q eu não fui feita para esse mundo.

Somos o q somos. Não tenho como esconder.

Eu não quero, mas sinto intensamente a dor dos outros.

Eu não quero mas, pessoas especiais mexem comigo.

Eu não quero mas, vc entrou em meu coração.

Eu não quero mas, sinto vc, msm longe.

Sabe o pior de tudo isso?

Realmente, não fui feita para esse mundo de pessoas rasas...

Realmente, sou profunda e, mergulhar em superfície me machuca.

Viver, e saber viver nesse mundo, não eh para mim...

Galatéia
Inserida por Caotica

O que será de mim?
O que ficará de mim quando eu partir?
Perguntas sem repostas. Vazio a ser preenchido...
Nem ao menos sei quem sou...

Buscando respostas, olho no mais profundo de minha alma...
Isso leva tempo, se autoanalisar, não é tarefa fácil.
Fecho os olhos, penso nos dias, momentos, fases que já passei... Encontro ainda mais dificuldade em entender.

Existem diversas pessoas dentro de mim, várias de mim msm. Algumas desconhecidas até então.
Eu mudei tanto assim? Tenho múltiplas personalidades? Mais perguntas sem resposta.
Fecho meus olhos com mais força... E me vejo em uma estrada...

Encontro ali uma menina… doce, de olhar triste.
Ela me pede atenção, implora que lhe dê colo.
Eu a deixo de lado...
vc não existe mais menina. Vc cresceu.
Ela me olha, com seus olhos tristes e responde:
Será?

Estou fugindo da menina… ela me trás más recordações, me deixa com medo da vida.
Estou correndo e encontro outra menina, ela dança e seus longos cabelos balançam.
Ela sorri pra mim… um sorriso que mistura tristeza, medo, solidão e esperança. Me identifico com ela.
A menina dança, dança sem parar...é feliz dançando. Me deixa feliz tbm.
De repente ela me olha, a música parou. A alegria da menina se foi...
Cadê sua alegria menina?
Ela chora, não quer mais sorrir.
Cadê sua alegria menina?
Ela corre, se tranca, se fecha... Desaparece.
Estou andando devagar, a intensidade de sentimentos da menina, levaram toda minha energia.

Levanto meus olhos e vejo uma moça. Toda minha esperança está nela... é cheia de vitalidade e sonhos.
Me aproximando da moça, imploro
que ela me faça sorrir...
E não é que ela consegue...
Sua generosidade comigo me cativa.
Essa moça sabe agradar, sabe prender minha atenção.
Escuto suas histórias... Percebo sua inteligência, fico fascinada com sua espontaneidade.
Até que, duas lágrimas brotam de seus olhos, sinto sua dor queimar meu coração.
O que houve? Pergunto sem resposta.
Lágrimas não combinam contigo moça...
Ela me aponta um caminho.
Olho e vejo pessoas partindo.
As lágrimas não cessaram, e percebo q seu coração sangra.
Não consigo olhar, me machuca ver a dor da moça.
Saio em desespero.

Que triste esse caminho, pq não escolhi outro?

Estou cansada...meus pés estão dormentes, tenho sede.

Resolvo parar a beira de um rio.
Estou bebendo das águas do rio e uma mulher se aproxima.
Eu a conheço, só não sei de onde.
Ela senta se ao meu lado, toca de leve meu rosto… e pergunta: Como foi a caminhada?
Estou sem forças para responder... Faço silêncio.
Ela coloca suas mãos em meus ombros, me fazendo olhar diretamente em seus olhos.
O caminho foi pesado, triste, cansativo, né? Ela pergunta com doçura e interesse.
Contínuo em silêncio...
Então, ela me abraça e diz:
Tudo já passou...

E então eu acordei... Abraçada a mim msm...

Galatéia
Inserida por Caotica

As horas passam... O tempo está contra mim. 
A cada batido do relógio meu coração dispara. Uma hora a menos para enfim o sol voltar a brilhar. 
Eu sei, não posso ter o controle de tudo, não posso apressar as horas, nem adiá-las. 
As horas passam...percebo então que, não tenho controle sobre nada. Nem sobre mim. 
Sinto o vento soprar em meu rosto, me lembro que o tempo vai com ele. E assim também meus dias se vão.A vida é passageira. 
Tantas incertezas, muitas palavras não ditas. 
Nada pode deter o tempo. 
Somos reféns dos minutos... 
Mas eu...quero ser apenas como o vento, leve. Seguir de mãos dadas ao tempo, ir onde ele me levar. 
Me dê as mãos, seja vento... Vamos deixar que o tempo nos leve a algum lugar, ou a lugar nenhum. 
Vem, me dê as mãos...seja leve.

Galatéia
Inserida por Caotica

Está doendo tanto,
Mas sei que a dor vai um dia acalmar.
Talvez não consiga esquecer,
Mas não será triste lembrar.
Você chegou como vendo,
Se foi como tempestade.
Deixou meu mundo devastado,
Não, não me fez mal.
Só tirou td do lugar,
Me tirou do meu lugar de conforto.
Tempestades se manifestam assim,
Marcam assim...
Você marcou,
Mas deixou td em pedaços.
Só sobraram destroços,
Partes minhas espalhadas no chão da vida.
O que farei sem você?
Onde encontrarei alegria ao acordar,
Onde estarei seguro?
Não tenho respostas a essas e várias outras perguntas que se formam em minha mente.
Solidão? Não sei se sentirei.
Saudades?
Sem dúvida alguma.
Tristeza será meu alimento diário, até que, meus pedaços se juntem novamente.
Alegria?
Essa nunca mais será completa...
Mesmo quando alguém vier e, com calma e paciência, levantar novas moradas, novas praças, nova vida.
Jamais serei o mesmo.
Quero parar de chorar, mas como se, me corto com meus cacos?!!
Vou viver, não apenas por viver... Não sou dessas pessoas que desiste da vida, por amores não correspondidos.
Um dia, quem sabe, você volte e, cole os pedaços, me traga alegria e seja meu sol eterno...?
Mas isso são só esperanças de um coração em pedaços...

Galatéia
Inserida por Caotica
1 compartilhamento

Ah, se a vida pudesse ser como desejamos, neh?
Somos tão deficientes.
Somos almas em aprendizado e, aprender nem sempre é fácil.
O aprendizado vem através das lutas diárias, das frustrações, do sofrimento.
Somos como crianças, caímos e levantamos. As marcas ficam, mas, nos tornam mais fortes.
Querido amigo, que graça teria se tudo fosse fácil, simples?
Abra seus olhos, não para fora.
O momento é de se aprofundar em VC.
Pare de olhar a sua volta.
As pessoas não precisam te entender, vc precisa se entender, se conhecer, se aceitar...
Precisamos mergulhar fundo dentro de nós, só assim conseguiremos conhecer os outros, entender a vida e sermos felizes.
O caminho é longo e, andar sozinho de mãos dadas aos outros, não é bom.

Galatéia
Inserida por Caotica

Se eu pudesse ser dona de mim, escolheria ir...

Ir o mais longe que pudesse, colocar uma mochila nas costas, pegar um punhado de moedas e caminhar sem rumo, sem destino...
Talvez, eu parasse por algumas horas ou dias, em algum lugar ou em muitos. Mas voltaria a colocar a mochila nas costas e caminhar...
Sim, pode ser que a solidão viesse me encontrar em algum lugar no caminho, talvez ela seria minha companhia constante, a quem poderia contar todos meus sonhos, meus anseios. Talvez ela, a solidão, não me olhasse com reprovação quando, sem forças me deixasse cair e rolasse lágrimas dos meus olhos.
Eu já conheço a solidão, ela já se apresentou a mim...várias vezes...
Mas solidão não é a mesma quando estamos acompanhados... Essa solidão não é amiga. Ela joga em nossa cara tudo o que pode, ela zomba de nós, fica cantarolando assim: você está sozinho, você está sozinho, é assim que vai ficar...lalalalala...
É ridícula essa solidão...
Mas é a mesma que me impulsiona a pegar minha mochila, colocar nas costas, pegar um punhado de moedas e sair sem rumo...

Galatéia
Inserida por Caotica
1 compartilhamento

Mais uma noite...
O sono não vem...
Não estou triste,
Só confusa.
Posso ter confusões as vezes também!!!
Está tudo tão nublado em minha mente,
Você não mostra o que realmente sente.
Eu sei, é tudo ilusão...
As coisas que falo,
Nem todas são verdades não...
Maturidade tem me faltado,
Como ser maduro quando se está apaixonado?
Você me confunde,
Me busca e me afasta,
Me abraça e me solta...
Quem consegue se manter em no eixo assim?
Me diz...o que quer de mim?
Grita meu nome, eu corro até você...
Aí você foge,
Eu tropeço, me Machuco, me quebro...
Como viver assim?
Sou forte, mas as cicatrizes ficam, marcando meu corpo, minha alma.
Decida-se... vai correr ou vai ficar?
Se correr não vou acompanhar.
Meus ossos não suportam mais
Pra que tanta dor suportar?
Mas se ficar,
Não sei como será, nem se isso vai durar...
Sei que te farei feliz enquanto esse amor durar...

Galatéia
Inserida por Caotica

Crise existencial?
confusão total...

Procuro saída,
São diversos os caminhos...

Eu fico ali parada...
As estradas bem a minha frente
E eu ali estacionada, perdida, desesperada.

A poeira se levanta,
Quase não consigo ver o que está a minha frente.
Meus olhos estão cegos,
Em minha cabeça pensamentos loucos...

Como decidir que caminho seguir?
Sei o que quero,
Mas estou longe de saber o melhor pra mim...

Quero voar,
Ser livre,
Não quero pousar...
Mas minhas asas foram cortadas...

Como pode um pássaro escolher seu caminho sólido?
Pássaros nasceram para ar...
Como posso em terra ficar?

As portas se abrem,
Mas logo tornam a fechar.
Não abram as portas,
Não quero entrar...

Eles não entendem...
Eu nasci para voar...
Não cortem minhas asas,
O chão não é meu lugar.

Não quero escolher onde ir,
Que caminho seguir,
Nem em que porta
Devo entrar ou de qual devo sair...

Quero voar,
Vem comigo...
Do céu podemos tudo contemplar...

Um pássaro preso,
É um pássaro morto.
Mas quando estou voando
Sinto a vida me tomar...

Não, não abram portas,
Não me mostrem caminhos,
Devolvam minha habilidade de voar...

Galatéia
Inserida por Caotica
1 compartilhamento

Crise existencial?
confusão total...

Procuro saída,
São diversos os caminhos...

Eu fico ali parada...
As estradas bem a minha frente
E eu ali estacionada, perdida, desesperada.

A poeira se levanta,
Quase não consigo ver o que está a minha frente.
Meus olhos estão cegos,
Em minha cabeça pensamentos loucos...

Como decidir que caminho seguir?
Sei o que quero,
Mas estou longe de saber o melhor pra mim...

Quero voar,
Ser livre,
Não quero pousar...
Mas minhas asas foram cortadas...

Como pode um pássaro escolher seu caminho sólido?
Pássaros nasceram para ar...
Como posso em terra ficar?

As portas se abrem,
Mas logo tornam a fechar.
Não abram as portas,
Não quero entrar...

Eles não entendem...
Eu nasci para voar...
Não cortem minhas asas,
O chão não é meu lugar.

Não quero escolher onde ir,
Que caminho seguir,
Nem em que porta
Devo entrar ou de qual devo sair...

Quero voar,
Vem comigo...
Do céu podemos tudo contemplar...

Um pássaro preso,
É um pássaro morto.
Mas quando estou voando
Sinto a vida me tomar...

Não, não abram portas,
Não me mostrem caminhos,
Devolvam minha habilidade de voar...

Galatéia
9 compartilhamentos

Somos humanos! Mas o que isso quer dizer?
Que estamos sujeitos a errar, errar e errar...
Mas quem disse que errar eh algo ruim, mentiu, não conhece a vida.
Viver eh msm isso, estar disposto a cair para levantar, a sofrer para sorrir. E o erro, onde entra nessa história?
Erro eh não estar vivo, errado eh se entregar a tristeza, não aproveitar aqueles minutos, horas ou dias de loucura, de alegria... Msm que passageira.
Eu sempre digo: os loucos eh que sabem viver, sorriem sem procurar motivos para o sorriso, cantam músicas compostas por eles msm, dançam com melodias imaginárias...são intensos, felizes.
Ah, quem me dera ter um pouco que seja da essência dos loucos.
Se louca fosse, viveria dias com sorrisos, com o sol sempre brilhando, escutando a melodia do coração. Ah, se louca fosse... Sentiria cada sopro do vento, dançaria nas ruas, levaria minha alegria aos outros...ou minha loucura, quem sabe. Rs

Galatéia
Inserida por Caotica

Como dói o querer sem poder.
Como dói ver e não poder tocar.
Como dói saber o que quer e não poder viver.
Dói saber que seus olhos me procuram, suas mãos me tocam, seu coração me deseja, sem poder, sem querer.
Eu quero, preciso, não posso.
Dói ouvir vc dizer que não podemos mais nos ver.
Dói sentir sua presença quando não é real.
Dói pensar em VC distante.
Dói saber que precisa dos meus carinhos, mas não pode recebe los.
Dói demais amar vc...

Galatéia
Inserida por Caotica

Meus dias não passam, eles correm.
Tento correr com ele, mas acompanhar o tempo não é nada fácil, não pra mim...
Em alguns momentos tento segurar, prender, parar o tempo, mas a ventania é muito forte, sempre leva tudo, não deixa nada.
Eu sei...não posso colocar o tempo dentro de um pote e fechar tão forte, que ele não tenha o poder de me deixar para trás.
O tempo sempre vai, me deixa e leva momentos, sonhos, pessoas importantes.
Que medo eu tenho, pavor até...

Galatéia
Inserida por Caotica

Os minutos são poucos, passam...
Mas como são valiosos os minutos.
Um sorriso, o toque das mãos, o silêncio cheio de palavras. A tempestade dentro do peito, os corpos tremendo, o olhar profundo. Tantas coisas cabem dentro de poucos minutos. Tantas coisas se vive, tantas lembranças deixam esses minutos.
São suficientes?
Não sei, mas são tão profundos.
Sentir seu corpo de leve encostado ao meu, sua boca tremendo, um beijo suave. Posso garantir, valem mais que uma vida inteira vivendo por viver.

Galatéia
Inserida por Caotica

Essa noite sonhei com você.
Foi tão lindo, reconfortante.
Você estava a minha espera, sabia mais que eu...
Segurou minhas mãos e me deu um forte abraço.
Eu chorei, porque não estou ainda liberta, do egoísmo que trago a muito tempo em mim.
Você me olhou, com olhos de amor.
Enxugue as lágrimas. Sua voz falou com suave firmeza.
Cessou meu choro, mas minha alma ainda doía.
Segurou minhas mãos, e continuou a falar: Estávamos enganados. A vida nunca erra.
O amor é a razão da vida. Afeto sincero, não se acaba com a distância dos corpos, pois nossas almas estão ligadas.
É um erro lamentar, erro maior ainda é, desfazer compromissos criados para aumentar os laços de amor. Estamos vivendo em um corpo de carne, não é fácil aceitar, não é fácil não ceder a esse amor. Mas sejamos fortes.
A vida não é só o que vivemos hoje. Sabemos disso.
Um dia nos encontraremos, viveremos esse amor, na mais pura verdade e consciência.
Será merecido.
Veremos que valeu a pena, que conseguimos cumprir compromissos assumidos, aumentamos os laços de amor. Seremos mais felizes então.
Me abraçou, choramos de esperança, de saudade antecipada. Prometemos ser fortes. Um pelo outro.
Eu acordei, estava chorando, mas meu coração estava em paz.

Galatéia
Inserida por Caotica
1 compartilhamento

Eu andava sozinha.
Em meio a multidão, mesmo a multidão de pessoas queridas, eu andava sozinha.
Eu andava sozinha, sem mãos dadas a ninguém.
Eu andava sozinha, meu coração não era de ninguém.
Eu andava sozinha, sempre sozinha.
Eu andava sozinha...
Até que um dia, encontrei você.
Eu andava sozinha, mas dessa vez tinha sua mãos ligadas as minhas.
Eu andava sozinha, mas meu coração estava cheio de alegria.
Eu andava sozinha, mas a solidão não mais existia.
Eu andava sozinha, mas não andava mais sozinha.
Voltei a andar sozinha.
Estou andando sozinha.
Vc também anda sozinho.
Acompanhado, mas sozinho.
Um dia meu amor, quando pudermos andar juntos, vamos ter a certeza de que, nunca estivemos sozinhos.
Eu tinha seu coração, você tinha o meu. Será assim para sempre...

Galatéia
Inserida por Caotica

Ele me olha, incrível, as palavras somem, fogem de mim.
Minha boca não quer falar...só o sorriso mostra o que as palavras deixaram a desejar.
Seu sorriso não brilhou, porque será, meu amor?
Que mal há em amar?
Não sei se é amor, não pude enxergar, meus olhos estavam ocupados a te olhar.
Você falou, eu ouvi.
Mas amor, porque mentir?
A carência foi tanta... Será mesmo, ou está a fugir?
Eu espero, mas já sei, você se vai com outro alguém.
Não se importe, pois a vida já me fez
Uma pessoa forte,
Sei cair, mas levantar também.
As feridas ficarão, em outros braços vou curar, mas as marcas estarão, sempre lá a me lembrar.

Galatéia
Inserida por Caotica

Estou a morrer, sempre...
Se não de dor,
De amor.
Minha alma não entende que,
Não fomos feitos para sofrer.
Ela nem quer saber...
Jura que está feliz assim...
Não se importa se, meu corpo está cansado e dolorido.
Não está nem aí se, meus olhos queimam
De tanto derramar lágrimas inúteis.
Ela gosta de sofrer...
Minha alma goza na solidão,
no sofrimento.
Ela se acostumou,
Precisa chorar pra se sentir viva.
Mas ela não sabe
Viver não é isso...
Ela não sabe que
Tenho um sorriso,
Ela nem notou como fica linda sorrindo.

Galatéia
Inserida por Caotica

A noite chegou... Ela sempre vem.

O sol se vai, a lua toma seu lugar.

Não posso negar a beleza que tem a noite.

É como se, as luzes do mundo se apagassem, e o silêncio profundo de quem descansa, se refaz, surgisse para nos lembrar que, até na escuridão existe intensidade e beleza.

Porque a noite passa, nos fortalece para sentir o calor, a alegria do sol brilhando para todos.

Sol é vida...Vc me falou, mas eu já sabia...

Sentir-se vivo, é maravilhoso. Mas as vezes precisamos sentir o vazio da noite.

Vazio... Não eh algo tão ruim assim.

Precisamos ficar vazios as vezes. Deixar ir tudo que não faz bem ao corpo e a alma.

Só assim teremos espaço para que o dia nos traga novas alegria, para que, o dia de sol nos preencha, nos transforme.

Galatéia
Inserida por Caotica