E Chove lá Fora

Cerca de 62 frases e pensamentos: E Chove lá Fora

Há dias em que acordamos e vemos tudo nublado.
Há dias em que acordamos…chove lá fora e chove ainda mais cá dentro.
Há dias em que acordamos com os olhos apinhados de água, em que tão depressa abrimos os olhos como os voltamos a fechar, porque não queremos sentir.
Eu sei que um dia disse que fomos feitos para sentir tudo. Eu sei…
Mas há dias em que preferia simplesmente não sentir. E também preferia acordar com outra coisa qualquer no lugar do coração.

Marisa Martins in Blogue Traição , Experiencias, Fuoxetina e Suposições
113 compartilhamentos

É terça... Chove lá fora, minha mente vai ao encontro de momentos já guardados dentro de mim, o que ela não sabia, é que lembraria de coisas que ainda não aconteceram... Por quê ele? O que está havendo? Uma voz rouquinha lá no fundo me diz que é com ele que quero ouvir o barulhinho de chuva. Sentir o cheirinho de terra molhada com ele seria bom? Não sei... Tudo o que sei é que meu coração quer e ele chama, e a detalhista da minha mente lembra-me do que viví e me acusa... É uma amarga briga constante das duas, enquanto isso o meu corpo grita, é desejo... É o querer... E agora, o que vou fazer? É o doce desejo de viver sem ter limites, sem culpas... É a vontade de voar, com novas asas, e que as novas me façam chegar à lugares bem mais altos por onde eu possa enfim, ver o que realmente quero, sentir a tão esperada borboleta que há muito já não voa em meu ventre... É o doce desejo de te ter. Cadê você? Cadê você? Quando as coisas tem que acontecer elas simplesmente acontecem, então vou deixar que seja naturalmente, e espero que a chuva venha com aquele som de alerta aos gemidos e arrepios, o tão esperado carinho, e que esta mesma chuva perfume a terra quando a hora chegar e nossos lábios se tocarem. Já imagino... Um romance, eu e você. Ai meu Deus que loucura! O que vai proceder? Devo saber, ou deixar acontecer? É o meu eu que sonha em ter você.

Wana Karen Cristine B de Moraes
12 compartilhamentos

Chove lá fora
As vezes passo hora olhando lá foras.
E vejo como tudo aqui dentro é diferente de tudo que já vi.
Nada faz mudar minha maneira de pensar, de ser lá e daqui.
Ah se aqui se misturasse com lá!. Teria um mundo diferente.
Sem saudades de lá, e sem saudades daqui.

Devanr Silva
Inserida por DevanirSilva

Chove lá fora, aqui dentro não! Meu coração sem freio faz festa.

Gislainne Sucupira
Inserida por gislainnes

Chove lá fora e me vem boas lembranças...
De algum tempo que ainda sinto saudade...
Olhando os pássaros voando na estiagem...
Vendo os meus sonhos se tornarem realidade...
Mas só me falta é te ver mais uma vez...
Cantar pra ti a canção que me pediste...
Te dar um abraço e olhar dentro dos teus olhos...
E te dizer que o meu desejo ainda existe...
Lembro das vezes em que eu a tive nos meus braços...
Eras tão pura não sabia nem beijar...
Tinha no hálito a doçura da puberdade...
Ficava tremula e corava ao te acariciar...
Assim foi indo tu entrou na adolescência...
Nossos momentos cada vez mais atrevidos...
O teu caminho estava livre para o amor...
E mesmo assim a gente andava escondido...
A chuva para e o Sol vai aparecendo...
E a tardinha traz belas recordações...
Quando o Sol vai sumindo no horizonte...
Doces lembranças me sufocam de emoções...

Sérgio o Cancioneiro

⁠há dias que acordamos e vamos tudo nublado.
Há dias em que acordamos... chove lá fora, E chove ainda mais cá dentro.
Há dias em que acordamos com os olhos cheios de lágrimas, em que tão depressa os abrimos, como voltamos a fechar, porque não queremos sentir.
A verdade é que achamos que não esperamos nada, e quando damos conta estamos sempre à espera de alguma coisa.
Já não perco o meu tempo a tentar entender os teus enigmas. São perguntas sem resposta. Ou talvez nem seja nada disto. Quem sabe as respostas sejam bem mais simples do que as perguntas.
Não é que tenha deixado de te amar. Mas algo que existira entre nós naquele momento deixou de existir.

Neuza Ferreira

⁠O Poeta na Cama...

Quero
despertar feras
no teu corpo!

Enquanto chove lá fora...
Esta noite eu quero
Riscar
fósforos
na tua pele!

Nutrir
o teu mais louco desejo
Ser -permanecer-ficar-cantar-viver-feliz
teu alimento!

Te dar de beber
na boca...
chocolate quente
Pra espantar o frio
indecente!

William Marques de Oliveira

Tudo passa...


Chove lá fora e eu não tenho mais você

Quanta vontade de te ver...

saudade é tempestade que fecha o verão

é o último suspiro da paixão

mas hoje eu sei que volta sempre o sol

e o escuro da noite vai clarear e anunciar um novo amor

na companhia de um bom livro

vou vivendo com minha solidão

mas hoje eu sei que sempre volta o sol

e o escuro da noite vai clarear

e anunciar um novo amor...


Marjorie Estiano.

Adryforever
Inserida por adryforever

Chove lá fora e eu não tenho mais você,
Quanta vontade de te ver.
Saudade é a tempestade que fecha o verão,
É o ultimo suspiro da paixão.

Mas hoje eu sei.
Que volta sempre o sol,
E o escuro da noite vai clarear
E anunciar um novo amor.

O tempo passa e com ele passa a dor,
Pois tudo passa até o amor.
Na companhia de um bom livro e um violão,
Vou vivendo com a minha solidão.

Mas hoje eu sei.
Que volta sempre o sol,
E o escuro da noite vai clarear
E anunciar um novo amor.

marjorie
Inserida por allmyloving

Chove lá fora, mas aqui também. Estou sendo inundada por sensações que eu nunca gostaria de sentir e sinto por sua culpa. A chuva aqui dentro está bem pior, mas espero que essa chuva leve embora tudo que você deixou dentro de mim, assim ficarei a sós, comigo.

May Oliver
Inserida por MayOliver

E se chove lá fora, o que preferes?
Um aconchegante abrigo ou molhar-se perigosamente?
Digo-lhe que o óbvio se me mostra mais atraente...

(Fabi Braga, 28 abr 2011. Editado.)

Fabi Braga
Inserida por bianascimento

Enquanto chove lá fora, dentro de mim instaurou-se uma tempestade. Não sei se em um copo de água ou numa bacia hidrográfica. Mas chove em mim água que inunda a todo momento meus sentimentos, limpa um pouco da minha loucura, refresca meus sonhos, leva em bora meus medos. E me dá sossego, ao menos um pouco pra fechar os olhos e silenciar o corpo pra ouvir a água correr, encher os olhos e o nariz contornar.

Renato Almeida
Inserida por voznoouvido

Chove lá fora, e aqui dentro também. Talvez a tempestade maior esteja mesmo aqui, no meu coração. Eu sempre gostei desse termo, me afeiçoei a ele desde muito cedo, quando entendi a proporção dos sentidos figurados. Para mim, o significado maior de uma tempestade estava em seu poder de desolar o que não presta, derrubar o que já não podia mesmo ficar em pé. Mas hoje, com esse vendaval aqui no coração, percebo o quanto eu estive equivocada o tempo todo. As tempestades destroem também o que é firme. Arrasam até mesmo as relações mais concretas. Abalam pensamentos fortes. Decisões tomadas. Levam embora destinos traçados. A gente entra no meio da tempestade sem pedir, sem querer, sem precisar... e pronto. Vai tudo pro bueiro. Nossas estruturas internas ficam à margem do risco, sujeitas a desabar. Eu não quis assim, mas a tempestade levou. Levou de mim todas as certezas, todos os pontos a meu favor. Mais um porto, antes seguro, se tornou abismo. E eu, que nunca gostei de calmaria, agora anseio por ela. Quero poder desfrutar mais do morno, do ameno, do tranquilo. Quero um colo pra deitar e olhos pra olhar. Abraços. Uma toalha seca e mil lençóis amassados. Um refúgio, um carinho. Eu só preciso que pare de chover. Ou que chova em outro lugar. Por aqui, dentro de mim, não sobrou nada.

Bia Antunes
Inserida por biahantunes
1 compartilhamento

- Se chove lá fora, queima aqui dentro! – Já dizia a Patrícia Marx numa das suas músicas que, por sinal, eu gosto bastante.

E tem épocas na vida que é assim mesmo. Chega a chover tanto, a ponto do mundo aparentar estar por um fio, e no entanto, aquela chama resiste firme e forte lá dentro do peito.

É uma estranha espera silenciosa por algo que nem ao menos podemos definir, ainda. É um querer ainda sem feições. Uma lembrança ainda sem cheiro. Um mundo inteiro de possibilidades, aguardando apenas o tempo natural do florescimento humano de forma individual.

Ás vezes penso que se apaixonar é como passar diante de um outdoor de uma construtora, e se encantar com um imóvel ainda na planta. E a partir daquela simples ilustração, idealizar todo um mundo movido a esperanças recém saídas do forno.

E que se ver amando – e tendo a graça de ser amado(a) em resposta – é como finalmente ter as chaves na mão, colocá-la na fechadura, girar a maçaneta, dar o primeiro passo casa a dentro e então poder dizer, com toda a satisfação do mundo, que aquele sonho se tornou realidade. Que a sua vida recomeçou daquela porta a dentro.

E que o futuro que nos aguarde, porque há muito a ser feito e que aqui estamos, prontos para o que for preciso.

Aí vem novamente aquela doce passagem do tempo. Mas agora sob a proteção de um lar que aquece o nosso prazer de estarmos vivos e, agora, juntos, enquanto nos resguardamos – por vezes de nós mesmos – dos tantos excessos que cometemos também sem percebermos.

E então na segurança da escolha por sermos e continuarmos como unidade, transformamos todo o possível desequilíbrio, em energia linear. Abreviando as dores inevitáveis, enquanto prazerosamente ampliamos nossa coleção de pequenas - e doces - alegrias diárias.

Jorge Nicodemos
Inserida por JorgeNicodemos
1 compartilhamento

CHOVE LÁ FORA

Óh chuva abençoada!
Molhando nossos jardins
Do asfalto até os prados
Os respingos chegam até mim...

Esta chuvinha que dança
Com seus pingos molhando o chão
É como água de maré mansa
Acariciando nosso coração...

Conforta as plantas, mima as flores
Água pura, que a todos sacia
A ela entoamos louvores
Caindo mansinho nos agracia...

Faz brotar a semente
Tal como uma oração
Alimento de toda nossa gente
Esperança neste descalço chão...

Agora cai copiosamente
Estatelando no telhado
Refrescando o ambiente
Amenizando o corpo cansado...

Parece mais que uma pancada
Relâmpagos adentram o ambiente
Lá fora caindo esparramada
Trovões cada vez mais frequentes...

Agora é chuva "com vontade"
O telhado chora...a vidraça embaça
E os coqueiros acham graça...

Num ímpeto de felicidade
Saio correndo ao relento
Molhando corpo-e-alma-liberdade...

mel - ((*_*))

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

CHOVE LÁ FORA

Esta chuvinha que dança
com seus pingos molhando o chão
é como água de maré mansa
acariciando nosso coração...

Conforta as plantas, mima as flores
água pura, que a todos sacia
a ela entoamos louvores
caindo mansinho nos agracia...

Faz brotar a semente
tal como uma oração
alimento de toda nossa gente
esperança para este descalço chão...

Óh chuva abençoada!
Molhando nossos jardins
Do asfalto até os prados
Os respingos chegam até mim...

Agora cai copiosamente
Estatelando no telhado
Refrescando o ambiente
Amenizando o corpo cansado...

Aumenta mais que uma pancada
Relâmpagos adentram o ambiente
Lá fora caindo esparramada
Trovões cada vez mais frequentes...

Agora é chuva "com vontade"
O telhado chora...a vidraça embaça
E os coqueiros acham graça
Sorrio num ímpeto de felicidade...

melanialudwig

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Dia lindo sol sorrindo
Chove lá fora
Distante de Minh'alma.

Chuva ventania e pássaros chilreando
É benção ao longo
E ao final do dia.

Pássaros indo e vindo
Na chuva se molhando
Chilreando, eu assoviando.

Aparei gotas d’água
Em minhas mãos em vão.
O coração a chuva não absorveu não.

Sereno está meu ser que habita o senhor
Deus o amor da fé e da luz
Que faz o dia ser lindo
E o sol sorrindo
Mesmo quando as nuvens choram.

Cleuta Paixão
Inserida por CleutaPaixao

Quando chove lá fora,lava minha alma,inunda meu coração,transbordo de sentimentos,saudades e emoções,meu anjo azul me consola,revivo todas as canções,vozes e batidas fortes do coração.

Cacau Handaras
Inserida por Albeniza13

Minha oração para esta noite

Querido Deus! Chove la fora e aqui dentro do meu peito também. Como a chuva torrencial, uma torrente de pensamentos invade meu ser...
Há tantas coisas que não compreendo! Tantas coisas que eu gostaria que fossem diferentes. Tantos afetos que gostaria fossem restabelecidos. Não sei se sou eu que não compreende o outro, ou o outro não me compreende!.
Só sei que tudo se mistura, tudo se confunde, tudo se complica... Ajude-me, Senhor a compreender o incompreensível, a amar o difícil, o complicado, a não desistir diante do intransponível... Ajuda-me a compreender o seu tempo , a esperar com paciência a sua vontade.. Amém

editelima
Inserida por editelima

Chove la fora, eu ouço os barulhos
dos pingos caindo sobre a calçada.
Chove em meus pensamentos, molhando
a minha alma, que deixe ela lavada.
A chuva que escorre no meu rosto são
como lagrimas que caem sem controle,
umas lagrimas eu compreendo o sentido
e as outras eu nunca soube.
O vento sopra, brincando com as gotas
e balançado o meu cabelo,
sussurrando em meus ouvidos os
meus sonhos perdidos que me trazem medo.
Quando olho para o céu algo me diz
que a tempestade vai passar
afinal a vida tem suas batalhas
mas nos nascemos para amar.

Pablo Brasil
Inserida por PABLOBRASIL