Poesia sobre a Seca no Nordeste

Cerca de 146 poesia sobre a Seca no Nordeste

Um olhar!

Tem quase nada na mesa
de que adianta o suor
se a seca na natureza
está cada dia pior
e esse olhar de tristeza
de quem não tem a certeza
de um futuro melhor.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Terra forte.

Da terra que me sustenta
da flor da palma a flor de lis
da seca que me arrebenta
da chuva que me faz feliz
da raiz que me alimenta
o meu nordeste representa
a parte forte deste país.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

A seca de sempre.

Diz ser contra o sofrimento
dos seres irracionais
mas não faz um movimento
no centro das capitais
e a seca do nordeste
continua feito a peste
maltratando os animais.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

FORÇA E FÉ.

A seca tem maltratado
tem causado desatino
os que vivem desse lado
não tem medo do destino
cada pingo derramado
é um dia conquistado
na vida do nordestino.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

SECA!

A seca é bicho danado
que fica só na espreita
falta pasto para o gado
sem força o pobre se deita
e sem chuva no roçado
o chão fica ressecado
e o sertão não tem colheita

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

SEMBLANTE DA SECA!

Já não tem água e comida
aqui a seca é abundante
onde a dor da despedida
reflete em cada semblante
e nessa terra sofrida
cada momento da vida
se torna mais importante.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

IR À LUTA.

A seca já tem mudado
muita gente de lugar
o nosso povo é honrado
e não se deixa acomodar
vai em busca do trocado
só não vai ficar parado
quem nasceu pra trabalhar.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

SURTO DA SECA.

A seca me causa ira
o que tenho ela devora
se a mata não respira
a semente não aflora
e o nordestino delira
até a última macambira
se recusa a ir embora.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Terra santa.

A terra é seca, mas é santa
aqui se vive com o que tem
é bem cedo que se levanta
roga a Deus e diz amém
e o nordestino se encanta
porque tudo que ele planta
tem o prazer de servir bem.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Minha terra.

Espero que a água benta
que do céu desça em jorrada
transforme a seca violenta
num pasto para a boiada
e essa terra que aferventa
possa enfim ser cultivada.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

ESPERA!

A seca tudo devora
não deixa a gente plantar
a chuva passa e demora
só cai em outro lugar
quem deixa a terra que mora
é todo dia que chora
pedindo a Deus pra voltar.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Seca e fé!

A vida é um tanto dura
vivemos por nossa fé
toda dor tem sua cura
na hora que Deus quiser
pouca água entre a secura
enquanto tiver rapadura
nós daqui num arreda o pé.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Retirantes.

A esperança é o suporte
do sertanejo peregrino
onde à seca, não há sorte
que sustente o nordestino
sem temer o vão da morte
leva a vida a própria sorte
pelas vias do destino.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Retirantes da seca.

Não deve ser nada fácil
O homem chegar pra mulher
E falar arrume as coisas
Tudo que a gente tiver
Pois precisamos partir
Não dá pra ficar aqui
Seja lá o que Deus quiser.

E a pobre mulher chorando
sem saber pra onde vai
Ela não quer ir embora
Mas a chuva que não cai
E o sol tão causticante
Obriga-os a ser retirantes
Com dor no coração sai

É triste pra uma família
Ter que deixar o lugar
Onde está suas raízes
Onde formou o seu lar
Sem ter uma solução
Rasgando seu coração
Sem saber se vai voltar.

Terezinha Costa
Inserida por GVM

A seca quando demora
deixa a planta ressecada
a semente não aflora
falta palma pra manada
o nordestino vai embora
contando minuto e hora
pra voltar a terra amada.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

SEGUE A VIDA.

O nordestino é conhecido
pela fama de valente
com a seca tem sofrido
sem o grão de uma semente
segue a vida destemido
mas não existe um bandido
por aí falando Oxente.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

SAGA DO DESTINO!

Essa é a saga nordestina
no caminho pro lugarejo
dentro da seca assassina
não se acha nem sobejo
pra você que discrimina
nem de longe imagina
como vive o sertanejo

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

VORAZ.

A seca acaba o encanto
pra quem quer fertilizar
reza a Deus e pede ao santo
que lhe mostre algum lugar
outra terra em outro canto
onde ele não sofra tanto
quanto sofre sem plantar

Guibson Medeiros
Inserida por GVM

Esperança do nordestino

Como é difícil abandonar sua terra
A seca é cruel e não espera
Em busca de uma vida melhor todos almejam
Arrumar o sustento para aqueles que ficaram

A viagem para o sudeste é muito cansativa
Longa, num pau de arara e cheia de expectativa
De conseguir trabalho nesse lugar desconhecido
Para um nordestino longe de casa e esquecido

Muitos não conseguem voltar
Se viram como podem nesse novo lugar
Na esperança de um dia poder retornar
Para seu nordeste querido que um dia foi seu lar

Quando menos se espera, anos se passaram
Apenas lembranças e saudades restaram
Sotaques e costumes desapareceram
Filhos e novas famílias apareceram

E assim encontraram seu novo lar no sudeste
Deixando para trás as dificuldades do nordeste
Com um sonho distante de mudar de vida
Sem esquecer das raízes de sua terra querida

Ivanildo Sales
Inserida por ivanildo_sales

ÁGUA CARA.

A seca traz carestia
deixa cinza meu cenário
atrapalha o dia a dia
de quem vive sem salário
no sertão sem alegria
quem tem água na bacia
por aqui é milionário.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM