Chapeuzinho vermelho era uma linda menina que morava em uma bela casa com a sua mãe. A menina sempre usava uma capa e um pequeno chapéu na cor vermelha.

Um belo dia, sua mãe pediu para que Chapeuzinho Vermelho fosse levar uma cesta de doces para sua vovó:

– Chapeuzinho, por favor, leve esta linda cesta de doces para sua avó, mas evite o caminho da floresta, pois ele é muito perigoso. Escolha o caminho do bosque e não fale com estranhos.

Chapeuzinho amava sua avó e saiu muito rapidamente de casa, cantando de alegria. Ela queria fazer uma surpresa para sua avó e começou a colher as flores que encontrava no caminho.

A menina estava distraída com as flores, quando deu de cara com o lobo mau. Chapeuzinho não sabia que aquele era o lobo malvado, por isso não se assustou e nem sentiu medo.

– Bom dia, Chapeuzinho Vermelho.

– Bom dia.

– Onde você está indo assim tão cedinho?

– Vou visitar minha vovozinha, que está muito doente.

O lobo esperto disse a ela:

– Por que você não vai pela floresta? A floresta é o caminho mais rápido para a casa da sua avó.

Ela ficou em dúvida, porque não gostava de desobedecer sua mãe, mas resolveu seguir o conselho do lobo. Enquanto chapeuzinho seguia pelo caminho da floresta, o lobo rapidamente seguiu pelo caminho bosque, cantando e correndo. O lobo chegou na casa da vovozinha e bateu na porta:

– Quem está aí? — Perguntou a velhinha.

O lobo respondeu, disfarçando a voz:

– Sou eu, Chapeuzinho Vermelho.

– Entre minha querida, a porta está aberta.

O lobo, que era muito rápido, foi entrando e de uma só vez engoliu a vovozinha. Depois vestiu as roupas dela e ficou a espera de Chapeuzinho Vermelho. Chegando na casa da vovó, a menina encontrou o lobo e perguntou:

– Vovó! Porque suas orelhas estão tão grandes?

– É para te ouvir melhor.

– Vovó! Para que esses olhos tão grandes?

– É para te ver melhor.

– Credo, vovó, porque a senhora está com essa boca tão grande?

– É para te comer! — respondeu o lobo.

Dizendo isso, o lobo começou a correr atrás de Chapeuzinho. Depois de algum tempo, ele tropeçou e caiu no chão. Enquanto isso, a menina se escondeu dentro de um armário. O lobo resolveu dar uma cochilada e começou a roncar. Um caçador que passava escutou:

– Que ronco esquisito é este?

Ele entrou e encontrou o lobo mal:

– Ah! É você que está aí seu malvado!

Escutando isso, Chapeuzinho apareceu e contou toda a história para o caçador. Aproveitando que o lobo estava dormindo, cortaram a sua a barriga e tiraram a vovozinha de dentro. As duas se abraçaram muito felizes.

– E agora o que faremos com esse malvado?

Os três resolveram encher a barriga do lobo de pedras. Quando o lobo acordou, tentou fugir, mas ele caiu e nunca mais levantou.

Todos ficaram aliviados e felizes. O caçador foi embora e as duas foram se sentar na varanda e saborear os doces. Chapeuzinho prometeu nunca mais desobedecer a sua mãezinha.

Explicação e moral da história

Uma das histórias infantis mais famosas de todos os tempos, esta narrativa fala sobre uma garotinha que tem um bom coração, mas não cumpre as recomendações da mãe e acaba correndo sérios riscos.

Chapeuzinho Vermelho estava tão feliz por visitar a sua avó, levando doces e flores, que esqueceu totalmente de seguir os conselhos sábios e fundamentais para a sua segurança. Assim, ela acabou falando com um desconhecido (o Lobo) e seguindo pelo caminho mais perigoso.

Sem reparar na ameaça que o Lobo representava, porque nem sempre percebemos que os outros querem o nosso mal, a menina foi ingênua e não soube se proteger, arriscando também a vida da avó que tanto amava.

Contudo, o final feliz vem nos lembrar que sempre existem pessoas bondosas e que estão dispostas a ajudar, mesmo nas situações mais difíceis. Já o Lobo é castigado pela sua malícia, lembrando que quem tenta prejudicar os outros acaba se dando mal também.

Veja também: