Coleção pessoal de Raileza

81 - 100 do total de 260 pensamentos na coleção de Raileza

E isso tudo só até ela se apaixonar, reconhecer e poder viver isso , porque depois volta tudo ao normal. A serenidade dos olhos, a calmaria do caminhado, o cuidado, a menina desperta. Enquanto isso, ela vai sendo o que quer ser, vivendo como quer viver. Não é dupla personalidade, mas ela é feita do momento que ela vive, não faz sentido ser calmaria, em um momento turbilhão. Se o furação vem, o negócio é entrar nele!

Sobre mim.

Raileza

Não responder uma sms, não retornar uma ligação, não saber retribuir um Bom Dia, isso não é questão de falta de tempo, não são as ocupações diárias, quando não é falta de educação, é pura falta de interesse mesmo!

Raileza

Pois esse suposto sofrimento não me comove, não me faz repensar, não me abala. Quem magoa, quem trai, quem desrespeita merece perder mesmo, merece sofrer e ir dançar uma valsa com o diabo. Que encha um mar com as lágrimas de crocodilo, mar este no qual não entro.

Raileza

Vem, me conta uma bobagem que me faça rir. Me faz cocegas e me tira a seriedade dessa vida adulta. Cancela esse marasmo existente. Me injeta um pouco da tua paz.

Raileza

Ele o odeia exatamente por isso, esse cheiro ficar perturbando, invadindo os pulmões, morando neles, como diria Vander Lee. O corpo se vai e o maldito cheiro permanece. E não há banhos que resolvam, porque não ta no corpo, esse cheiro esta impregnado na alma. Ela continua o odiando pelo olhar, odeia talvez mais a cara de canalha assumido e odeia a pegada firme, aliás odeia a falta dela.

Raileza

A verdade é que ela não consegue terminar uma relação de verdade, mesmo que já esteja em outra. Ela é tempestiva e acaba sempre retornando as velhas páginas do jornal.

Raileza

Ela o odeia por sempre partir. O odeia por sempre deixar aquele cheiro no corpo dela por semanas. Odeia pela barba que deixa o rosto dela rosado. Odeia porque é justamente com ele que ela aprendeu o valor da paciência, a saber esperar e entendeu que ela é linda de todo jeito, ate sem maquiagem e com os cabelos bagunçados. Ele sempre se vai, mas o problema é que ele sempre deixa a porta aberta e ela odeia a expectativa da volta

Raileza

Não, eu não quero dormir de conchinha. Quero dormir agarrada cara-a-cara com você, com teus braços fortes me apertando, me esquentando, com teu corpo sendo meu lençol. Quero sufocar sentindo o cheiro em seu pescoço. Sentir tua respiração quente pela madrugada. Quero acordar e tentar levantar e voltar dormir novamente. Sem um "bom dia" acolhedor, ou qualquer outra palavra do dia-a-dia. Quero por baixo dos lençóis, "roçar" meus pés nos seus. Viajar pelo teu íntimo. A noite, tudo isso! Quero de dia também, mas cara-a-cara, de conchinha não.

Raileza

A realidade é que você vai morrer sozinha, da mesma forma que nasceu! Não adianta passar a vida se lamentando, buscando em relações mais que imperfeitas, um amor que você não tem por si mesma. Amor-próprio, não é egoísmo. Entenda, que se ele quiser ficar, ele vai ficar. E nada do que você faça, vai impedi-lo de ir caso, ele realmente queira. Regra: Tudo que vem, um dia vai. Nada fica pra sempre, nem aquele amor doentio que você jurou que era eterno. Ficar sozinha às vezes é bom, na realidade nós só temos de verdade a Deus, resto só são participações, que saem do palco quando termina a música. E o que podemos fazer, é cantar em bom tom essa música, para que faça algum significado ao longo da estrada da vida

Raileza

No fundo, no fundo, fazemos as coisas que sempre quisemos fazer, mesmo que essa vontade tivesse guardada no subconsciente. Daí depois sempre tem aquele: Gente, como eu fiz isso. Mas é isso, as vontades ocultas, não entendemos.! É muito mais fácil falar, do que fazer, por isso teorias são amadas, porém particularmente prefiro a prática, inclusive a de quebrar a cara. E sua mãe tá certinha. Eu corro só por charme, porque lá naquele subconsciente lembra? Eu quero mesmo é que o bicho me coma!

Raileza

guas. Eu em meu pior defeito, o egoísmo, digo-te com toda razão e propriedade da palavra: A vida é isso! Resume-se em perdas e ganhos. Esse ciclo que por hora, persistimos em não querer encerrar, devem obrigatoriamente serem encerrados, não porque está escrito no manual de "como viver bem consigo", mas porque não nos cabe mais, e o que não nos cabe, deve-se ser jogado fora, ou doado pra alguém por aí reaproveitar, a reciclagem da vida! E nós estamos felizes sempre, só insistimos em criar problemas porque a emoção da tristeza nos fortalece e nos ensina muito. Creio que aprendi mais com as tristezas que vivi e não quis carregar na minha jornada. E você foi uma boa namorada pra todas as suas relações, talvez suas relações que não fossem pra você e outra: Canalhice não é defeito e gritar o desejo e vive-lo também não, afinal é a você mesma que você tem que fazer feliz sempre! O individualismo por hora salva.! E ficar só, é uma boa opção até você perceber que você nunca precisou de ninguém pra cobrir teus vazias, mas sim de alguém pra acrescentar recheio ao seu bolo. Não me importo em ser só, alias, eu nunca fui só, tu sabes que sempre namorei, sempre me relacionei sério, mas isso não porque sempre busquei, porque a vida me levou a isso, e hoje eu não ter um rótulo namorando, não implica em infelicidade, nem em solidão. E assim sigo, nos seguimos! Te amo Brother!

Raileza
1 compartilhamento

O que penso quando estou com você? Não sei. Quando estou com você eu apenas gosto de viver. Me transporto pro teu mundo, educado e sem-vergonha! Viajo na linda cor dos seus olhos, que refletem meu rosto quando olhando nos meus. Me perco na delícia do teu cheiro, do cheiro natural do teu corpo. Minhas mãos se perdem, nos inúmeros cafunes na tua cabeça, com esses cabelos lisos. Perco toda minha concentração, diante das tuas tentativas de sucesso de me tirar do sério e me fazer rir. Chego ao ápice do prazer corporal e emocional, quando como fazemos amor e gozamos juntos. Ah, eu penso! Penso que cada minuto contigo é precioso, porque tudo que vem, vai. Lei da vida! Penso que daqui a 30 anos, eu vou lembrar de tudo que aprendi, descobri e reconheci contigo. Penso que tu acrescentas muito ao meu mundo confuso. Penso que eu odeio sentir saudades e reconhecer tudo isso!

Raileza

Tachar 1º de Abril, como dia do Homem é a maior besteira! É uma comparação infeliz, é como quando afirmam que mulher no volante é perigo constante. Depois as partes estão se reclamando que não há respeito, mas as partes não se dão respeito entre trocadilhos e piadas bobas. E digo isto, porque as pessoas não sabem rir das próprias piadas, imagine a dos outros! Mulher é tão canalha e mentirosa quanto o homem, então se é pra ser um dia dirigido a um dos sexos por ser dia da mentira, que seja aos dois.! E a mulher que muito reclama do homem, e vive denegrindo talvez nunca tenha feito a diferença na vida de um, ou então deveria logo mudar de lado, caso contrário, ficar calada é uma ótima opção, porque os homens não estão ligando pra esses rótulos que as mal amadas impõe a eles!

Raileza

‎"Troquei os embalos de sábado a noite, pelos embalos daquele abraço! Também pudera, o calor do corpo e o cheiro era trilhões de vezes melhor do que aquelas fumaças horrorosas das velhas boates, e o som do pulsar do coração era melhor do que qualquer tuntz tuntz"

Raileza

Ele procurava alguém pra ficar e a encontrou vagando por ai, em um dia desses qualquer em que você sai atoa. Gostou dela de primeira, parece que tudo ali encaixava, as conversas, as besteiras, as experiências, a troca delas... Se divertiram muito, até que o tempo mostrou-lhes suas faces. Ela não era o que ele procurava. Era louca demais, fumava demais, bebida demais, se perdia demais. Talvez ele fosse machista demais pra aceitar que ela, tivesse as características que ele mais gostava nas melhores que mulheres que ela já tivera pego em sua vida. Não, mas sua mulher não. Ela tinha que se portar como uma lady, seria demais os amigos comentarem que a "mulher do fulano de tal", tava louca. Era muito pra ele, a opinião alheia contava muito mais que o companheirismo dela, os carinhos, o cuidado e todo o tempo que ela dedicava a faze-lo feliz. O que ninguém falou pra ele é que não se pode se divertir com as certas, as mulheres erradas, tem muito mais a ensinar sobre amor, acreditem! E ele a deixou, eles se perderam

Raileza
1 compartilhamento

Não sei, tudo estranho. As pessoas são ausentes, estranhas, não que ser estranho não seja legal, porque é, mas está ficando cada vez mais desinteressante. O problema não é o despertar do interesse, é a manutenção dele. Não são os defeitos que vem a tona, pelo tal do tempo. Não mesmo, as pessoas se modificam e por Deus, mudança durante a vida é algo extremamente necessário ao ser. Aí a culpa é sempre de terceiros, porque a nossa incapacidade de não assumirmos que somos, relaxados e inoportunos e um trilhão de coisas a mais, é tão forte que se junta com nossa auto-suficiência e pronto. Tudo lindo! Fácil viver assim, o problema é que a vida cobra parceiro e cobra caro. E se não tivemos o extra de todo esse tempo de trabalho,ou do trabalho que não tivemos, o negócio é mais em cima!

Raileza

Ela era egoísta, insensata, egocêntrica, até que aos 30, decidiu ser mãe. Não por achar que isso a faria melhor, mesmo sabendo que faria, mas por saber que dali a diante conseguiria sentir o que nunca sentira em qualquer outro momento de sua vida, o amor! Sabia que a música que regeria sua vida, seriam choros e berros. E que suas noites de insonia, agora teriam realmente motivos. Que sua vaidade seria segundo plano e que não usar salto, seria tão prazeroso. Esforçou-se pra aprender sobre cuidados, entendeu que todo cuidado é pouco e nem lembrava mais de bebidas e badalos, porque tinha uma atividade tão mais gratificante agora. É, e o egoísmo, a insensatez e o egocentrismo, ali morreram, junto a cada ultra-som, junto com cada batida daquele coraçãozinho e foram enterrados ao som do primeiro choro!

Raileza

Era meio intrigante eu sempre acordar cedo, não por não querer ficar na cama, agarradinha com você, mas minha mente não aceitava a ideia, de que tinha um dia lindo lá fora e eu estava perdendo preciosos segundos fazendo nada, mesmo que esse "nada" fosse com você. Poderíamos andar na praia, tomar uma água de coco, ir ao supermercado e falar sobre a alta dos preços, poderíamos ver o quanto as manhãs de domingo são lindas. Talvez você não gostasse da forma que eu levava a sério coisas tão simplórias e as brincadeiras no qual eu geralmente nunca entendia. Intrigante eu ser tão desligada. Eu sempre ficava pensando, do porquê de eu, nunca conseguir ver a leveza das coisas com o humor necessário. Tô ficando velha, ficando chata, mas ainda continuo inconsequente, vai entender... E continuo aqui, como há anos atrás, dormindo tarde, acordando cedo. Vendo a beleza das manhãs de domingo, consigo até sair em algumas delas. E intrigada comigo mesma e com minhas dúvidas e devaneios!

Raileza

Foi estranho, hoje acordei pensando em nós.. Não, logo recordei-me que não dormi, como poderia acordar pensando em nós, e que nós? Não há nós, há somente eu e você, cheios de individualismo, egoísmo e hipocrisia. Eu aqui, você aí e esse muro enorme separando nossas vidas e os objetivos que nunca pensamos em ter um com outro. Então, já era cedo demais pra tentar dormir e resolvi trabalhar. E cá estou lembrando de nós, não, não.. Não há nós, sempre será eu, você, eu, ele.. nunca nós.

Raileza

Ainda vou compreender porque eles cobram coisas que eles não sabem fazer. E saber é diferente de querer, só pra constar!

Raileza