Coleção pessoal de Moapoesias

81 - 100 do total de 597 pensamentos na coleção de Moapoesias

Colecionar livros não é legal. Inteligente é quem coleciona leituras e doa os seus.

Moacir Luis Araldi

Doce
Tão doce seria sonhar
Sem os temporais da vida,
Cicatrizes são marcas
Causadas pelas feridas.

Moacir Luis Araldi

Vi
Vi ainda ontem
Uma flor balançando
Com o vento suave
Levemente lhe tocando.

Moacir Luis Araldi

Meu mundinho
Posso espalhar poesias pelo mundo
Viajar por onde for,
Mas levo comigo meu mundinho
- Lembrando com grande amor-
Meu Pinheiro Marcado
No interior de Carazinho.

Moacir Luis Araldi

Nem vi
Desculpem minha falta de memória
Repito os velhos versos
Como a canção antiga
Que cantei na infância.

Desculpem minhas frágeis lembranças,
Vividas desde dos tempos de crianças
Que não querem se apagar.

Desculpem – me
Nem vi a vida passar.

Moacir Luis Araldi

Medos
Na velha casa de madeira
O quarto ao lado do meu
Um mostro escolheu para morar.
À noite, destemido, ele subia no foro
E fazia a madeira estalar.

A lua espiava os meus medos pelas frestas
– Que vergonha!
Ao longe, uivava algum bicho noturno,
Desconfio que em meio as palhas do colchão
Morava outro, mais barulhento, mais enfadonho.

Hoje a casa é adulta
Do menino já nem sei,
Mas os medos?
Deles nunca me livrarei.

Moacir Luis Araldi

Eu não paro de sonhar
Só o fim dos sonhos me faria parar,
Mas tenho estoque para uma vida
E se necessário vou fabricar.
Eu não paro...
Eu não paro de sonhar.

Moacir Luis Araldi

Partir
Em pleno devaneio
Já no centro de mim,
Refleti-me desajeitado
E no meu espelho,
Em prantos sorri
Por fim...
Parti.

Moacir Luis Araldi

No amor evite exageros. Ame apenas e tão somente o suficiente para ser bom.

Moacir Luis Araldi

As estrelas da minha infância eram doces pregados no céu.

Moacir Luís Araldi

A vida nada mais é do que uma mera sucessão de escolhas.

Moacir Luis Araldi

A tarde fez-se pássaro alado, o manto escuro veio gelado e pôs os sonhos para dormir.

Moacir Luis Araldi

Sou abstrato
Que se sente.
- Que ironia!
Me absorva
Sou poesia.

Moacir Luis Araldi

Dentro
Quem percebe já entendeu
Que dentro de mim
Habito eu.

Moacir Luis Araldi

Tenho um sonho utópico, louco, desastrado de construir uma "poesiaria" e hospedar cada poema confortavelmente.

Moacir Luis Araldi

Conte uma doce história quero dormir ouvindo, talvez fique na memória ou eu eu possa acordar sorrindo.

Moacir Luis Araldi

Me deito em véus de insônias estrelares,penso em ti, brilhas no céu, mas te queria aqui.

Moacir Luis Araldi

Era bom, a gente brincava de ser feliz e distraídos não percebia que feliz já era.

Moacir Luis Araldi

E quando anoitecer use o prazer que a noite dá para fazer uma lágrima sossegar.

Moacir Luis Araldi

Benditas saudades que guardam vidas que o tempo levou.

Moacir Luis Araldi