Procurando livros incríveis para ler nas férias? A gente selecionou 27 títulos de variados estilos, tamanhos e complexidade para você mergulhar numa gostosa leitura nessa época do ano, sem perder o prazer de continuar aprendendo 😉

Livros bons de verdade para ler nas férias

Não é porque você está de férias que vai passar a ler coisas ruins, não é? Você quer algo que, além de prender sua atenção, seja daqueles livros que ao terminar dá aquela sensação boa de que seu tempo valeu a pena. A lista abaixo só tem títulos assim, pode confiar!

1. 50 contos de Machado de Assis, organização de John Gledson

livros para ler nas férias

Elogiar Machado de Assis é quase desnecessário, porque ele é apenas o nome mais importante da literatura brasileira, com mérito. Se não quer se aventurar num de seus romances, uma boa pedida é essa coletânea de contos clássicos. Você pode ler um por dia (e ir se apaixonando aos poucos).

A alma do marido chorava mas os olhos estavam secos. Uma hora depois enlouqueceu.

Machado de Assis (O Machete)

Ele respeitava as namoradas e não poupava as namoradeiras, dizendo que as primeiras cediam a um impulso natural, e as segundas a um vício.

Machado de Assis (O Alienista)

2. Kindred - Laços de Sangue, de Octavia E. Butler

livros para ler nas férias

Uma ficção científica onde Dana, uma mulher negra do século XX, acaba viajando no tempo para o passado e se vê diante dos horrores de uma época escravagista. Ela vai e volta várias vezes e a situação só piora. Um dos livros mais vendidos do ano de 2017, super elogiado pela crítica americana.

"É melhor ficar vivo", eu disse. "Pelo menos enquanto houver uma chance de ficar livre."
Pensei nas pílulas para dormir na minha bolsa e me perguntei o quão hipócrita eu era. Era tão fácil aconselhar outras pessoas a viver com a dor deles.

Octavia E. Butler (Kindred)

Como uma espécie de náufrago, fiquei feliz em fugir para o mundo fictício do problema de outra pessoa.

Octavia E. Butler (Kindred)

Percebi que sabia menos sobre a solidão do que pensava - e muito menos do que saberia quando ele fosse embora.

Octavia E. Butler (Kindred)

3. Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente, Vários Autores

livros para ler nas férias

Relaxe, sente em um lugar confortável e aproveite qualquer um desses textos selecionados que ganham as listas de mais vendidos em 2018. São escritos de vários escritores que descrevem suas relações humanas, Uma delícia de leitura para ser feita com calma.

Nem sempre o amor ganha. Às vezes você terá que abrir mão dele pra continuar. Às vezes é o outro quem irá embora. Não por egoísmo ou intuição, mas por força. É preciso força para abandonar coisas, roupas que não servem mais, pessoas que a gente ama muito. É com muita força também que você segue em frente. E encontra outros motivos para viver. Porque força e coragem dependem de você.

(Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente)

A dor surgia de assimilar que você era igual aos outros caras que encontrei por aí. de que você poderia ser diferente de todos ele mas que, mesmo assim, preferiu ser igual.

(Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente)

4. A Mulher na Janela, de A. J. Finn

livros para ler nas férias

Um suspense psicológico que esteve no topo da lista de mais vendidos do jornal americano The New York Times. Uma mulher separada e depressiva mora sozinha em uma casa, e passa os dias bebendo, vendo filmes e espiando a vida alheia. Tudo muda quando uma família se muda para a casa do outro lado do parque, a protagonista fica obcecada por eles e se depara com segredos horríveis.

Shaw também disse que o álcool é a anestesia pela qual suportamos a operação da vida.

A.J. Finn (A Mulher na Janela)

Assistir é como a fotografia da natureza: você não interfere com a vida selvagem.

A.J. Finn (A Mulher na Janela)

Você pode ouvir os segredos de alguém e seus medos e seus desejos, mas lembre-se de que eles existem ao lado dos segredos e medos de outras pessoas, pessoas que vivem numa mesma sala.

A.J. Finn (A Mulher na Janela)

5. Torquato Neto - Essencial, Organização de Ítalo Moriconi

livros para ler nas férias

Que tal fazer uma viagem à mente criativa de Torquato Neto, um dos protagonistas do movimento tropicalista brasileiro? Este livro é uma antologia que reúne textos para colunas jornalísticas, poesias, cartas, cadernos pessoais e outros trabalhos vários. Realmente essencial para entender uma das mentes mais revolucionárias do país.

Coisa linda neste mundo

É sair por um segundo

E te encontrar por aí

E ficar sem compromisso

Pra fazer festa ou comício

Com você perto de mim

Torquato Neto (Torquato Neto - Essencial)

A poesia é o pai das ar-

timanhas de sempre: quent

ura no forno quente

do lado de cá, no lar

das coisas malditíssimas;

alô poetas: poesia!

poesia poesia poesia poesia!

Torquato Neto (Torquato Neto - Essencial)

6. Mitologia Nórdica, de Neil Gaiman

livros para ler nas férias

Quem já leu qualquer coisa de Neil Gaiman sabe que o autor sempre recorre à mitologia nórdica em suas histórias. Pronto: neste livro ele cria sua própria versão dos mitos, com quinze contos fantásticos. Da origem do mundo ao fim do mundo, uma injeção fascinante de mitologia escandinava que merece ser lida.

É uma história longa, e não é creditada a ninguém: há assassinato nela, e enganação, mentiras e tolice, sedução e perseguição. Escutem.

Neil Gaiman (Mitologia Nórdica)

Acha mesmo que vai conseguir levar o Sol para casa com você?

Neil Gaiman (Mitologia Nórdica)

Antes do princípio, não havia nada — nem terra, nem paraíso, nem estrelas, nem céu —, existia apenas o mundo feito de névoa, sem forma nem contorno, e o mundo feito de fogo, eternamente em chamas.

Neil Gaiman (Mitologia Nórdica)

7. O Caminho de Casa, de Yaa Gyasi

livros para ler nas férias

Um romance de estreia que ganhou vários prêmios americanos e foi parar na lista dos mais vendidos do The New York Times. Yaa Gyasi é ganesa criada dos Estados Unidos e neste livro acompanha a trajetória genealógica da sua família, da época da escravidão aos dias de hoje. Um livro para pensar laços, história e se apaixonar ainda mais por literatura.

Acreditamos que quem tem poder. Ele é quem consegue escrever a história. Então, quando você estuda história, você deve se perguntar: De quem é a história que eu sinto falta? De quem foi a voz reprimida para que esta voz pudesse surgir? Depois de descobrir isso, você também deve encontrar essa história. De lá, você obtém uma imagem mais clara, mas ainda imperfeita.  

Yaa Gyasi (O Caminho de Casa)

Você quer saber o que é fraqueza? A fraqueza é tratar alguém como se pertencesse a você. A força é saber que todos pertencem a si mesmos.

Yaa Gyasi (O Caminho de Casa)

Você não pode enfiar uma faca em um bode e dizer: "agora vou remover minha faca lentamente - então as coisas ficarão fáceis e limpas; sem bagunça.” Sempre haverá sangue.

Yaa Gyasi (O Caminho de Casa)

8. O Conto da Aia, de Margaret Atwood

livros para ler nas férias

Um romance distópico que se passa em um estado teocrático e totalitário e que inspirou a série de muito sucesso The Handmaid's Tale. Uma narrativa impressionante de um mundo onde as mulheres não tem absolutamente nenhum direito, e a palavra “liberdade” é expressamente proibida.

Os jovens são com frequência os mais perigosos, os mais fanáticos, os mais nervosos com suas armas. Ainda não aprenderam com o tempo sobre as coisas da vida.

Margaret Atwood (O Conto da Aia)

Melhor?, digo, em voz baixa, apagada. Como ele pode pensar que isto é melhor?

Melhor nunca significa melhor para todo mundo, diz ele. Sempre significa pior, para alguns.

Margaret Atwood (O Conto da Aia)

Como outras coisas agora, os pensamentos devem ser racionados.

Margaret Atwood (O Conto da Aia)

Descanso com amor: os melhores livros de romance para ler nas férias

Às vezes só o que a gente quer é ler uma boa história de amor para respirar fundo, é ou não é? Se este é o seu caso, selecionamos aqui ótimos romances para incluir na sua lista de férias. São histórias diversas, com casais diversos e um só bom ingrediente: paixão.

9. O Sol Também É Uma Estrela, de Nicola Yoon

livros para ler nas férias

Natasha é uma garota racional que está ilegal no EUA com toda a sua família. Daniel é um asiático cujos pais coreanos batalharam muito para vencer na vida. Um romance alimentado por muito mais que um amor à primeira vista e trabalho de forma a criar uma narrativa que cria empatia automática com qualquer leitor sensível.

Secretamente, no fundo do coração, quase todo mundo acredita que existe algum sentido, alguma objetividade na vida. (...) Ninguém quer acreditar que a vida é aleatória.

Nicola Yoon (O Sol Também É Uma Estrela)

Há uma frase em japonês que eu gosto: koi no yokan. Isso não significa amor à primeira vista. Está mais perto de amor à segunda vista. É a sensação quando você conhece alguém e sabe que vai se apaixonar por ela. Talvez você não a ame imediatamente, mas é inevitável que o faça.

Nicola Yoon (O Sol Também É Uma Estrela)

Eu não acredito em amor.
Não é uma religião, disse ele. Existe se você acredita ou não.

Nicola Yoon (O Sol Também É Uma Estrela)

10. Precisava de Você, de Pedro Guerra

livros para ler nas férias

Quebrar a cara em algum relacionamento amoroso, quem nunca? Neste livro, acompanhamos Lola como se tivéssemos acesso exclusivo ao seu caderno, seus pensamentos, suas ideias, e claro… sua dificuldade em superar um término com o cara errado. Um livro fofo e forte ao mesmo tempo, para exorcizar coisas, como diz a protagonista.

Quem não te conhecesse, diria que você era um bad boy mal criado que ia contra o mundo por puro divertimento. Já eu via você como um garoto introspectivo e  misterioso que fazia exatamente aquilo que queria fazer.

Pedro Guerra (Precisava de Você)

Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando pra fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te "exorcizar" de mim.

Pedro Guerra (Precisava de Você)

E aquilo foi tão divertido. Quer dizer, têm coisas que só um amor adolescente babaca pode te proporcionar é aquela era uma delas.

Pedro Guerra (Precisava de Você)

O amor cansa, cansa muito. Física e psicologicamente. A falta dele mais ainda.

Pedro Guerra (Precisava de Você)

11. Amor nos tempos de #likes, por Pam Gonçalves, Bel Rodrigues, Pedro Pereira e Hugo Francioni

livros para ler nas férias

Três clássicos da literatura são recriados por booktubers que escrevem suas versões de Orgulho e Preconceito, Dom Casmurro e Romeu e Julieta na era de digital. É um livre leve, bem humorado e totalmente conectado com o mundo contemporâneo. Para fugir do vício das redes sociais nas férias, mas nem tanto.

As pessoas seriam mais felizes se não vivessem a expectativa de outras pessoas.

Pam Gonçalves (Amor nos tempos de #likes)

Acreditamos que, quando entregamos nossa alma a uma pessoa,  receberemos algo à altura. Ninguém nos ensina como evitar uma decepção.

Pam Gonçalves (Amor nos tempos de #likes)

As pessoas podem amar,sim,e encontrar o amor,mas não precisam fazer disso a prioridade na vida.O amor talvez goste de brincar de esconder e não apareça quando se está procurando.

Bel Rodrigues (Amor nos tempos de #likes)

A internet é cruel demais para quem não sabe lidar com os comentários.

Pedro Pereira e Hugo Francioni (Amor nos tempos de #likes)

12. A Conquista, de Elle Kennedy

livros para ler nas férias

John Tucker e Sabrina James protagonizam nesse livro um tipo de amor que não é instantâneo, nem mágico, mas construído no dia a dia, real. O livro fala de medos, sexualidade, de tabus e de ajustes de sonhos para construção de um relacionamento. É o quarto livro da série Amores Improváveis, mas cada um conta a história de um casal diferente.

Meu objetivo, uma vez, era ter sucesso. Eu não percebi que o sucesso não foi notas ou bolsas de estudos ou conquistas, mas as pessoas que tive a sorte de ter em minha vida.

Elle Kennedy (A Conquista)

Todos nós nos machucamos. Todos nós amamos. Nós somos iguais. E o seu passado, com quem você mora, de onde você veio, não tem que importar. Você está criando seu próprio futuro, e eu quero ver onde a estrada o leva.

Elle Kennedy (A Conquista)

Ela me ama, mas às vezes esse amor é tão manchado que não sei se está me machucando ou me ajudando.

Elle Kennedy (A Conquista)

13. Pule, Kim Joo So, de Gaby Brandalise

livros para ler nas férias

Que tal experimentar algo totalmente novo na sua leitura? Este livro é um Dorama, um drama coreano, cheio de particularidades. Kim Joe So e Marina são de mundos diferentes e tem que enfrentar várias barreiras para ficarem juntos, incluindo a língua. O livro é repleto de reviravoltas interessantes e com certeza será uma leitura diferente do que você está acostumada.

Foi a ingenuidade no rosto dele que a lembrou por que tinha decidido ajudá-lo. E, de novo, Marina pediu que ele a seguisse. Ele fez uma reverência, no costume dos orientais, e os dois correram até o carro.

Gaby Brandalise (Pule, Kim Joo So)

Os olhos de So viraram espelhos, a dor vindo à superfície, refletindo com intensidade o sofrimento de quem tolerou por tanto tempo o tormento, amordaçado, enjaulado em comportamentos que não eram seus, agonizando com sorrisos que eram desenhados em seu rosto, escondendo seu semblante desesperado.

Gaby Brandalise (Pule, Kim Joo So)

- O So saiu da história porque se rebelou e...
- Não - ela falou por cima dele -, o So saiu da história porque não conseguiu sustentar a toxina que você injetou nele.

Gaby Brandalise (Pule, Kim Joo So)

Dica de ouro: livros curtos para ler nas férias

OK, então você está de férias, quer dividir o seu tempo da melhor maneira possível, e prefere ler livros curtos para otimizar seus momentos de lazer. Não tem problema, a gente te ajuda nisso também. Abaixo selecionamos livros que dá para ler em um dia, aos poucos, ou até em poucas horas. Vai do seu entusiasmo (e a gente espera que seja grande!).

14. Vidas Muito Boas -  As Vantagens do Fracasso e a Importância da Imaginação, de JK Rowling 

livros para ler nas férias

Um livro de apenas 69 páginas que, apesar de não ser de fantasia, tem tudo de mágico. Neste livro lemos o discurso de J.K. Rowling para os formando de Harvard, onde ela fala da sua trajetória, fracassos, vitórias e tudo o mais. É dessas obras para pegar na estante sempre que bater a bad.

Então, por que falo das vantagens do fracasso? Simplesmente porque fracassar significa se despojar do que não é essencial. Parei de fingir para mim mesma que eu era qualquer coisa além do que realmente era.

JK Rowling (Vidas Muito Boas)

Fui libertada, porque meu maior medo tinha se tornado realidade e eu ainda estava viva, ainda tinha uma filha que adorava, uma velha máquina de escrever e uma grande ideia. E assim o fundo do poço tornou-se a base sólida sobre a qual reconstruí minha vida.

JK Rowling (Vidas Muito Boas)

Assim como uma história, a vida é assim: não quanto tempo é, mas como é bom, é o que importa.
Desejo a todos uma vida muito boa.

JK Rowling (Vidas Muito Boas)

Você nunca vai realmente conhecer a si mesmo, ou a força de seus relacionamentos, até que ambos tenham sido testados pela adversidade.

JK Rowling (Vidas Muito Boas)

15. Outros Jeitos De Usar A Boca, de Rupi Kaur

livros para ler nas férias

O livro de poesias que é sucesso total de vendas, onde Rupi trata de dores, de amargura, de abuso, de amor, de feminilidade e outros temas de maneira muito delicada. A forma da autora de falar da experiência feminina no mundo tem encantado milhões de leitores e possivelmente você vai se emocionar e identificar com vários dos textos.

Quero pedir desculpa a todas as mulheres

que descrevi como bonitas

antes de dizer inteligentes ou corajosas

Rupi Kaur (Outros Jeitos De Usar A Boca)

você é a linha tênue

entre ter fé e

esperar às cegas

- carta ao meu futuro amante

Rupi Kaur (Outros Jeitos De Usar A Boca)

eu não fui embora porque

eu deixei de te amar

eu fui embora porque quanto mais

eu ficava menos

eu me amava

Rupi Kaur (Outros Jeitos De Usar A Boca)

16. O Idiota, de André Diniz

livros para ler nas férias

Não poderíamos esquecer das histórias em quadrinhos! Das mais de 400 páginas deste livro, pouco menos de 30 contém textos. Isso porque o autor dá conta de adaptar um dos maiores clássicos mundiais apenas com imagens. Você vai conhecer a história do príncipe Michkin e seu desajuste social de uma forma genial e divertida. A gente disse: é férias, mas você continua aprendendo.

livros para ler nas férias

17. Você Vai Sair Dessa, de Max Lucado

livros para ler nas férias


O título já é bastante sugestivo. Neste livro, Max Lucado recorre ao poder da fé para encorajar os leitores a persistirem em suas lutas, superar desafios, e entender que eles não estão só. Para leitores que acreditam no poder de Deus em traçar o destino e preparar planos que, por mais dolorosos que sejam, têm um objetivo maior.

Não será sem dor. Não será rápido. Mas Deus vai usar essa bagunça toda para o bem. Por enquanto, não seja tolo nem ingênuo. Mas também não se desespere. Com a ajuda de Deus, você vai sair dessa.

Max Lucado (Você Vai Sair Dessa)

Guerra + quase morte + recuperação agonizante = família maravilhosa e esperança de um futuro brilhante. Nas mãos de Deus, o mal intencional se torna o bem eventual.

Max Lucado (Você Vai Sair Dessa)

O perdão não diminui a justiça; pelo contrário, o perdão passa a justiça para as mãos de Deus.

Max Lucado (Você Vai Sair Dessa)

Você também pode desistir de Deus. O cemitério das esperanças está superlotado com almas que preferem ficar com um deus menor. Não faça parte dessa massa.

Max Lucado (Você Vai Sair Dessa)

18. Entre Presa e Fera, de Suzel Domini

livros para ler nas férias

Uma autora nova que passa através de suas poesias muitos dos dilemas que todos nós temos: problemas familiares, dores latentes, alegrias sensíveis e mais. Uma das revelações da Editora Patuá que só publica gente bacana é que com certeza você vai gostar de ler.

Desvio para o vermelho

não estou perdida, eu juro

sou apenas uma voz perplexa na penumbra

sei que algo em mim ainda não é rosto

mas o todo sequer é todo vulto

na forma inconformada do silêncio

lanço dardos contra o mundo

há tempos os homens estão moucos  

então desfaço-me

em presença púrpura

Suzel Domini (Entre Presa e Fera)

Rosas de arame

insônia

sonhos flores imberbes

gente que diariamente morre

de amor o susto o mundo

sobre os cílios

enfim

são dias difíceis

ariadne nos trilhos (o trem

apito vermelho)

retorcendo seu fio

seu fim  

Suzel Domini (Entre Presa e Fera)

19. Para Educar Crianças Feministas, de Chimamanda Ngozi Adichie

livros para ler nas férias

É como se você estivesse lendo uma carta. De forma simples, empática e instrutiva, a autora nigeriana fala neste livro sobre oferecer uma formação igualitária a todas as crianças. São lições básicas capazes de construir uma sociedade mais justa.

Ao dizermos que os pais estão “ajudando”, o que sugerimos é que cuidar dos filhos é um território materno, onde os pais se aventuram corajosamente a entrar. Não é.

Chimamanda Ngozi Adichie (Para Educar Crianças Feministas)

Nunca fale do casamento como uma realização. […] Um casamento pode ser feliz ou infeliz, mas não é uma realização. Condicionamos as meninas a aspirarem ao matrimônio e não fazemos o mesmo com os meninos.

Chimamanda Ngozi Adichie (Para Educar Crianças Feministas)

Ensine-lhe que NÃO é papel do homem prover. Num relacionamento sadio, prover é papel de quem tem condições de prover.

Chimamanda Ngozi Adichie (Para Educar Crianças Feministas)

Os livros imperdíveis para ler nas férias: sucessos de venda

Os livros mais vendidos e queridos do momento também merecem estar por aqui. Se você só estava esperando as férias para se livrar das leituras obrigatórias e cair de cabeça nos títulos que está todo mundo falando sobre, pode pegar em qualquer um abaixo e, finalmente, comentar com a galera sobre a história. Boa viagem!

20. Os 13 Porquês, de Jay Asher

livros para ler nas férias

A polêmica história que originou uma das séries mais assistidas da Netflix. Hannah cometeu suicídio e deixou fitas cassetes para Clay explicando seus porquês. O resultado é uma emocionante e ao mesmo tempo controversa narrativa de drama psicológico.

Era exatamente isso que eu queria para mim. Queria que as pessoas confiassem em mim, apesar de qualquer coisa que tivessem ouvido. E, mais do que isso, queria que me conhecessem. Não aquilo que pensavam saber a meu respeito. Mas eu de verdade.

Jay Asher (Os 13 Porquês)

Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado. O único jeito de descobrir este segredo é apertando play.

Jay Asher (Os 13 Porquês)

Ninguém sabe ao certo o impacto que tem na vida dos outros.

Jay Asher (Os 13 Porquês)

21. Tartarugas Até Lá Embaixo, de John Green

livros para ler nas férias

John Green ficou famoso com A Culpa É Das Estrelas (adaptado para o cinema em 2014) e Quem É Você, Alasca?. Embarcamos mais uma vez na sua narrativa envolvente para conhecer Aza Holmes, uma garota com T.O.C. (transtorno obsessivo compulsivo). Cultura pop, amizade e os dramas de amadurecer são os temas que vem conquistando fãs de mais essa história pelo mundo.

Seu agora não é seu para sempre.

John Green (Tartarugas Até Lá Embaixo)

Nós nunca conversamos muito ou nos entreolhamos, mas isso não importava, porque estávamos olhando para o mesmo céu juntos, o que talvez seja ainda mais íntimo do que o contato visual. Quero dizer, qualquer um pode olhar para você. É muito raro encontrar alguém que veja o mesmo mundo que você vê.

John Green (Tartarugas Até Lá Embaixo)

O problema com finais felizes é que eles não são realmente felizes, ou não são finais, sabe? Na vida real, algumas coisas melhoram e algumas pioram. E então, eventualmente, você morre.

John Green (Tartarugas Até Lá Embaixo)

Eu estava começando a aprender que sua vida é uma história contada sobre você, não aquela que você conta.

John Green (Tartarugas Até Lá Embaixo)

22. O Homem Mais Inteligente da História, de Augusto Cury

livros para ler nas férias

O best seller mais aclamado desde 2016 volta com um livro que conta a trajetória de um psicólogo e pesquisador ateísta em uma busca de decifrar um dos textos mais famosos do Novo Testamento em Jerusalém, e entender a mente de Jesus. Para o autor, esse é o seu romance mais importante, pois exigiu mais de dez anos de pesquisas e estudos sobre emoções, a mente, e sentimentos.

Muitos casais dormem juntos mas não dividem seus sonhos e pesadelos. O relacionamento é um teatro. Sob o ângulo da gestão da emoção, nós só nos abrimos com as pessoas em quem confiamos e só confiamos em quem admiramos.

Augusto Cury (O Homem Mais Inteligente da História)

As vacinas nos protegem contra viroses, mas quais vacinas podem prevenir a violência e os transtornos psíquicos? Sem mudar a educação, é impossível.

Augusto Cury (O Homem Mais Inteligente da História)

– Mas, senhor, eu asseguro, nunca nas sociedades democráticas houve tantos escravos no único lugar em que é inadmissível ser um prisioneiro: na própria mente.

Augusto Cury (O Homem Mais Inteligente da História)

23. Ainda Sou Eu, de Jojo Moyes

livros para ler nas férias

O último livro da trilogia que arrebatou corações. Depois de “Como Eu Era Antes de Você” e “Depois de Você”, Jojo continua a história de Louisa, que agora recebeu uma proposta de trabalho no EUA e está deixando a família, namorados e amigos para trabalhar para uma socialite em Manhattan. Prepare as emoções e os lencinhos.

Eu pensei em como você é moldado tanto pelas pessoas que o cercam, e quão cuidadoso você tem que ser em escolhê-las exatamente por esse motivo, e então eu pensei, apesar de tudo isso, no final talvez você tenha que perder todos eles para realmente se encontrarem.

Jojo Moyes (Ainda Sou Eu)

Você sempre tem um pé em dois lugares. Você nunca pode ser verdadeiramente feliz porque, a partir do momento em que você partir, você é dois eus, e onde quer que você esteja, metade de você está sempre chamando o outro.

Jojo Moyes (Ainda Sou Eu)

Se alguém gosta de você, ele vai ficar com você; se ele não gostar de você o suficiente para ficar com você, ele não vale a pena de qualquer maneira. Você sabe disso. Você é sensata, madura.

Jojo Moyes (Ainda Sou Eu)

24. O Poder do Hábito, de Charles Duhigg

livros para ler nas férias

Férias geralmente é um período em que a gente tenta se organizar para fazer as coisas diferentes quando tiver que voltar à rotina, não é? Esse livro é perfeito para isso. O autor fala sobre hábitos que bloqueiam a nossa evolução e atrapalham o dia a dia, e de outros que podem ajudar a ter uma melhor qualidade de vida. É para refletir, planejar, colocar em prática e viver melhor.

A mudança pode não ser rápida e nem sempre é fácil. Mas com tempo e esforço, quase qualquer hábito pode ser reformulado.

Charles Duhigg (O Poder do Hábito)

A Regra de Ouro da Mudança de Hábito: Você não pode extinguir um mau hábito, você só pode mudá-lo.

Charles Duhigg (O Poder do Hábito)

Toda a nossa vida, na medida em que tem forma definida, é apenas uma massa de hábitos - práticos, emocionais e intelectuais - sistematicamente organizados para nosso bem ou mal e nos levando irresistivelmente para o nosso destino, quaisquer que sejam os últimos.

William James (O Poder do Hábito)

25. A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, de Mark Manson

livros para ler nas férias

Uma revolução no mercado de textos de autoajuda. Mark Manson sabe que está a hora de você tomar o controle da sua vida e te dá dicas práticas, úteis e simples para fazer isso. Você vai conseguir se divertir e pensar criticamente. Uma arma poderosa para aqueles dias que é difícil levantar da cama.

Uma vez ouvi um artista dizer que quando uma pessoa não tem problemas a mente automaticamente encontra um jeito de inventar alguns.

Mark Manson (A Sutil Arte de Ligar o Foda-se)

Grande parte do mercado de autoajuda se sustenta em vender euforia em vez de ensinar as pessoas a resolver problemas legítimos. Muitos gurus ensinam novas formas de negação e enchem o público de exercícios que causam bem-estar a curto prazo, mas que ignoram a raiz do problema. Lembre-se: nenhuma pessoa feliz de verdade tem necessidade de ficar diante de um espelho repetindo para si que é feliz.

Mark Manson (A Sutil Arte de Ligar o Foda-se)

Ainda que existe valor em “ver o lado bom das coisas”, a verdade é que às vezes a vida é uma droga mesmo, e a atitude mais saudável é admitir isso.

Mark Manson (A Sutil Arte de Ligar o Foda-se)

26. Prisioneiras, de Drauzio Varella

livros para ler nas férias

Voltemos à realidade nacional com um relato verdadeiro e sensato sobre as mulheres que fazem parte do sistema prisional brasileiro. O médico mais famoso e “pop star” do país mostra o seu talento para contar histórias e apresentar perspectivas esclarecedoras de grandes problemas sociais nacionais. Três décadas que Varella trabalha em prisões nacionais e este é um relato imperdível de uma parte do seu belo trabalho.

De todos os tormentos do cárcere, o abandono é o que mais aflige as detentas. Cumprem suas penas esquecidas pelos familiares, amigos, maridos, namorados e até pelos filhos. A sociedade é capaz de encarar com alguma complacência a prisão de um parente homem, mas a da mulher envergonha a família inteira.

Drauzio Varella (Prisioneiras)

A mesma sociedade que se queixa da vida ociosa dos presidiários e dos custos do sistema lhes nega acesso ao trabalho.

Drauzio Varella (Prisioneiras)

No Brasil, a superlotação e os índices de reincidência atestam que nossos presídios se prestam apenas à função de castigar os apenados.

Drauzio Varella (Prisioneiras)

27. Para As Solteiras, Com Amor, de Julia Faria

livros para ler nas férias

Fala-se muito em autoestima e amor próprio hoje em dia, mas a verdade é que, para a maioria das mulheres, ainda é difícil estar sozinha. Neste livro, Julia fala sobre a solteirice de forma descomplicada e ressalta a importância do autoconhecimento para viver bem sozinha, ou encarar a procura pelo amor.

Deixe doer, mas não deixe de viver.

Julia Faria (Para As Solteiras, Com Amor)

Quando você está solteira, suas expectativas são mais em cima de você mesma, acho que acaba frustrando muito menos. Você não precisa dividir a panela de brigadeiro com ninguém, olha só que coisa maravilhosa!

Julia Faria (Para As Solteiras, Com Amor)

Depois que você aprende, só alguém que mereça muito e acrescente muito para te tirar do seu conforto.

Julia Faria (Para As Solteiras, Com Amor)