Adaptar uma obra literária para o cinema é um grande desafio para qualquer cineasta. As expectativas que envolvem um livro consagrado podem não traduzir da forma desejada nas telonas. Contudo, um filme pode também elevar o nome do escritor e ganhar interesse de novos leitores.

Para esta lista, separamos os melhores livros que viraram filmes desde o começo da história do cinema.

Os maiores clássicos do cinema que foram baseados em livros

1. O Sol é para Todos (To Kill a Mockingbird)

01-livros-filmes-pensador

Um dos maiores clássicos da literatura moderna, “O Sol é para Todos”, aborda questões raciais e de injustiças através dos olhos de uma criança. Na história, o advogado Atticus Finch recebe a missão de defender um homem negro das acusações de estupro na cidade de Monroeville no Alabama. O livro recebeu o Prêmio Pulitzer e sua versão para o cinema se tornou um clássico instantâneo, recebendo 3 Oscars em 1963.

A única coisa que não deve se curvar ao julgamento da maioria é a consciência de uma pessoa.

Harper Lee (O Sol é para Todos)

A história deste livro é sem dúvida uma das mais importantes para o debate das questões raciais nos Estados Unidos. Ele consagrou a escritora Harper Lee como uma das mais importantes da literatura e continua a ser explorado em outros formatos. “O Sol é para Todos” ganhou uma versão para o teatro em 2018 com aclamação de crítica e público.

2. E o Vento Levou (Gone With the Wind)

02-livros-filmes-pensador

Poucas histórias estão fixadas no imaginário popular global quanto “E o Vento Levou”. O romance foi recordista de vendas quando publicado em 1936 e sua adaptação para o cinema ajudou a consolidá-lo como um dos maiores clássicos da literatura moderna. O livro se passa no sul dos Estados Unidos durante a Guerra Civil e os anos de sua reconstrução.

Por pior que seja a noite, amanhã é outro dia.

Margareth Mitchell (E o Vento Levou)

O processo de adaptação do livro foi na realidade um caos. O livro era um sucesso e as expectativas do público para o papel da protagonista Scarlett O’Hara eram grandes. Diversas atrizes fizeram testes para conquistar o papel mais cobiçado do mundo naquele ano, mas foi a desconhecida atriz britânica Vivien Leigh quem acabou por consegui-lo. Ela passa por uma transformação fascinante ao longo do filme: de sulista rica mimada à guerreira resiliente. A cena de Scarlett gritando “eu nunca passarei fome novamente” é uma das mais emblemáticas da história do cinema.

3. Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice)

03-livros-filmes-pensador

Jane Austen é sem dúvida uma das escritoras mais aclamadas do mundo. Sua obra “Orgulho e Preconceito”, no entanto, é a mais conhecida e celebrada. O filme de 2005, estrelado por Keira Knightley, ajudou a consolidar a história de Austen para uma nova geração.

Garanto que não há nada mais divertido que ler. Tudo cansa, menos um livro.

Jane Austen (Orgulho e Preconceito)

Publicado pela primeira vez em 1813, o livro conta a história de Elizabeth Bennet e suas quatro irmãs. A chegada de dois cavalheiros ricos à cidade é vista pela mãe das meninas como uma oportunidade de casamento para as filhas. Elizabeth conhece o “arrogante” Senhor Darcy que apesar de todos os imprevistos se apaixonará pela independente e forte protagonista.

4. O Retrato de Dorian Grey (The Picture of Dorian Grey)

04-livros-filmes-pensador

Oscar Wilde ficou conhecido no mundo por sua ácida visão da sociedade e seus comentários sarcásticos sobre temas filosóficos. O único romance do escritor apresenta temas como vaidade, hedonismo e moralidade. “O Retrato de Dorian Gray” sofreu censuras quando publicado por seu tom homoerótico e situações “imorais” pelas quais o personagem principal passa.

As criaturas vulgares não nos impressionam a imaginação. Ficam limitadas ao seu século.

Oscar Wilde (O Retrato de Dorian Gray)

O livro teve dezenas de adaptações ao longo da história, sendo a mais recente estrelada pelo ator Ben Barnes em 2009. Nesta versão, é ressaltada a escuridão por trás da história de Dorian Gray, que vende sua alma para continuar belo por toda a vida. Em contraponto, o seu retrato recebe todas as marcas da idade e pecados cometidos pelo protagonista ao longo dos anos.

5. O Grande Gatsby (The Great Gatsby)

05-livros-filmes-pensador

Scott Fitzgerald fazia parte de um seleto grupo de artistas, pensadores e influenciadores culturais do começo do Século XX. Conhecido como “a geração perdida”, este grupo impactou a história da arte de diversas formas diferentes. No livro “O Grande Gatsby”, Fitzgerald apresenta a história de um misterioso magnata que compra uma mansão em Nova York, onde dá festas épicas. Seu intuito na realidade é reconquistar o grande amor de sua vida: a adorável Dasy.

Sempre que tiver vontade de criticar alguém, lembre-se de que nem todo mundo teve as oportunidades que você teve.

F. Scott Fitzgerald (O Grande Gatsby)

A adaptação de Baz Luhrmann em 2013 não foi a primeira, mas com certeza foi a mais impactante de “O Grande Gatsby”. O filme faz questão de ressaltar a exuberância dos anos 20 através de trajes magníficos, efeitos especiais alucinantes e a sórdida embriaguez na época da proibição de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos.

6. Uma Janela para o Amor (A Room with a View)

06-livros-filmes-pensador

A sensibilidade da escrita de E.M Forster foi capturada com maestria pelo diretor e roteirista James Ivory em três adaptações. Uma delas foi a adaptação do livro “Uma Janela para o Amor”, lançado em 1985 estrelando Helena Bonham Carter e Maggie Smith.

É pelo destino que eu estou aqui, George insistiu, mas você pode chamá-lo de Itália se isso te deixar menos infeliz.

E.M. Forster (Uma Janela para o Amor)

O livro e o filme contam a história de uma jovem inglesa que viaja com sua prima para a região da Florença na Itália. Na cidade, ela conhece o jovem George Emmerson, por quem se apaixonará e dividirá seu coração.

Os melhores filmes brasileiros adaptados de livros

7. O Pagador de Promessas

07-livros-filmes-pensador

Baseado no texto para teatro de Dia Gomes, “O Pagador de Promessas” foi adaptado para o cinema por Anselmo Duarte em 1962. Ele é o único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro, maior prêmio de Cannes.

Não foi ao senhor (se dirigindo a Mosenhor Octaviano) que eu fiz a promessa, foi à Santa Bárbara!

Dias Gomes (O Pagador de promessas)

A história de Zé do Burro aborda temas como intolerância religiosa, humildade e resiliência. O enredo nos apresenta um homem que fez uma promessa a uma mãe de santo: se seu burro Nicolau se recuperasse, ele dividiria sua terra com as pessoas mais pobres da vila e iria carregar uma pesada cruz de madeira até a Igreja de Santa Bárbara na Bahia.

8. Cidade de Deus

08-livros-filmes-pensador

Poucos sabem que o clássico brasileiro “Cidade de Deus” é baseado em uma obra literária de mesmo nome do escritor Paulo Lins. O filme foi aclamado pela crítica ao redor do mundo e elevou o nome de Fernando Meirelles à altura dos maiores diretores de sua geração.

Matar, matar, matar... Verbo transitivo exigindo objeto direto ensanguentado.

Paulo Lins (Cidade de Deus)

A história se passa em uma favela do Rio de Janeiro e acompanha a vida de personagens envolvidos em crime, abusos policiais e a vida na miserável Cidade de Deus. O filme foi indicado a quatro Oscars na cerimônia de 2004.

9. Tropa de Elite

09-livros-filmes-pensador

O mundo do tráfico de drogas e da corrupção policial que assola o Rio de Janeiro é retratada com maestria neste filme de José Padilha. O texto é na verdade uma adaptação do livro “Elite da Tropa” dos escritores Luiz Eduardo Soares, André Batista e Rodrigo Pimentel.

Engana-se quem pensa que o mundo real são os poderes visíveis, as leis escritas e a grana.

Luiz Eduardo Soares, André Batista e Rodrigo Pimentel (Elite da Tropa)

Lançado em 2007, o filme causou uma grande controvérsia na era “pré-streaming”. Foi um dos primeiros filmes brasileiros a cair na pirataria cibernética antes do seu lançamento. Apesar disso, a película foi um sucesso de bilheteria e ganhou o Urso de Ouro de melhor filme no Festival de Cinema de Berlim.

10. O Auto da Compadecida

10-livros-filmes-pensador

Um dos maiores sucessos de bilheteria do cinema nacional, “O Auto da Compadecida” foi adaptado a partir da peça teatral de 1955 do escritor Ariano Suassuna. Com um elenco de peso, o filme contou com as atuações de Matheus Nachtergaele, Fernanda Montenegro e Selton Mello.

Matar padre dá um azar danado. Sobretudo para o padre.

Ariano Suassuna

Misturando diversos elementos da cultura do sertão, o filme conta a história de Chicó e João Grilo e suas interações com outros personagens do pequeno vilarejo. A película foi dirigida por Guel Arraes e se tornou um dos filmes mais conhecidos do cinema nacional.

11. Vidas Secas

11-livros-filmes-pensador

Um dos maiores clássicos da literatura brasileira, “Vidas Secas” teve sua adaptação para os cinema no ano de 1963 com direção de Nelson Pereira dos Santos. Na obra de Graciliano Ramos acompanhamos a miserável vida de retirantes pelo sertão brasileiro.

Tinham deixado os caminhos, cheios de espinho e seixos, fazia horas que pisavam a margem do rio, a lama seca e rachada que escaldava os pés.

Graciliano Ramos (Vidas Secas)

No cinema, a história de Fabiano, Sinhá Vitória, dos dois filhos e da cadela baleia comoveu o mundo, sendo indicado a dois prêmios em Cannes e se tornou um dos maiores representantes do que hoje conhecemos como o movimento do “Cinema Novo” brasileiro.

As séries de filmes mais populares baseadas em livros

12. Harry Potter

12-livros-filmes-pensador

Uma das franquias mais idolatradas ao redor do mundo, o primeiro filme da saga Harry Potter, A Pedra Filosofal, foi adaptado para o cinema no ano de 2001, elevando o já aclamado best-seller ao status de clássico contemporâneo.

É preciso ter coragem para enfrentar os inimigos, e ainda mais para enfrentar os amigos.

J.K. Rowling (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Ao longo de uma década, oito filmes apresentaram a jornada do jovem bruxo e suas aventuras na Escola de Bruxaria de Hogwarts. Ao lado de seus fiéis companheiros Rony Weasley e Hermione Granger, Harry terá a difícil missão de enfrentar a magia negra liderada por Lorde Voldemort.

13. O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)

13-livros-filmes-pensador

Um dos maiores clássicos da literatura, a trilogia “O Senhor dos Anéis” foi adaptada pela primeira vez para o cinema em 2001. Combinados, “A Sociedade do Anel”, “As Duas Torres” e “O Retorno do Rei” receberam 30 indicações ao Oscar, vencendo em 17 categorias.

Não devemos nos questionar porque algumas coisas nos acontecem e sim o que podemos fazer com o tempo que nos é dado.

J.R.R. Tolkien (O Senhor dos Anéis - A Soceidade do Anel)

A obra de J.R.R Tolkien se passa em um mundo fantástico na Idade Média, onde o hobbit, Frodo Bolseiro recebe a missão de destruir um poderoso e maligno anel desejado por muitos. Entre elfos, humanos, anões e ogros, o jovem hobbit passará por provações ao longo da saga, desafiando seus instintos mais primários e suas amizades mais próximas.

14. Jogos Vorazes (Hunger Games)

14-livros-filmes-pensador

Sagas adolescentes em universos distópicos ganharam muita atenção no começo dos anos 2000, mas nenhuma série foi tão bem sucedida quanto Jogos Vorazes. Escrita por Suzanne Collins, o livro conta a história de Katniss Everdeen e sua entrada nos jogos vorazes.

Você não esquece o rosto da pessoa que representou sua última esperança.

Suzanne Collins (Jogos Vorazes)

Neste universo literário, a nação de Panem é dividida em distritos. Todo ano é televisionado um jogo no qual meninos e meninas de 12 a 18 anos competem até a morte representando seus distritos como “tributos”. Katniss desafiará a tirania da capital e mobilizará uma revolução ao longo da saga.

15. 50 Tons de Cinza (50 Shades of Grey)

15-livros-filmes-pensador

O controverso livro “50 Tons de Cinza” foi um sucesso de vendas ao redor do mundo, em especial, por atrair o público feminino à jornada de amor e sexo de Anastasia com o misterioso Christian Grey.

No fundo da minha mente, o mantra de minha mãe ressoa: nunca confie em um homem que sabe dançar.

E L James (50 Tonds de Cinza)

A trilogia erótica conta a história da virgem Anastasia que se apaixona por um magnata atraído pelas práticas de bondagem e submissão. O primeiro livro foi adaptado para o cinema em 2015 estrelando Dakota Johnson e Jamie Dornan como protagonistas. A saga terminou em 2018 com o filme “50 tons de liberdade”. Entre críticas negativas e números astronômicos de bilheteria, esta trilogia sem dúvida, marcou muitas pessoas.

Os mais novos lançamentos de filmes baseados em livros

16. Alita - Anjo de Combate (Alita: Battle Angel)

Alita - Anjo de Combate (Alita: Battle Angel)

Finalmente a tecnologia chegou ao nível do que os produtores esperavam para fazer a adaptação do mangá Gunnm, escrito pelo japonês Yukito Kishiro. James Cameron (diretor de Titanic e Avatar) e um dos que assina o roteiro, que já está há quase 20 anos esperando para ser filmado. O motivo? Ainda não havia CGI à altura do que queriam.

A trama se passa em um mundo cyberpunk no século 26, onde Alita, a personagem-título, é uma ciborgue com cérebro humano adotada por um médico, chamado Ido. Embora ele tente proteger sua “filha” das memórias, ela quer enfrentar o mundo em respostas pelo seu passado e descobre ter dons de combate incríveis quando se depara com os perigos da Cidade de Ferro.

Não há nada neste mundo de valor ... nada que valha a pena arriscar nossas vidas por ... exceto talvez ... o pouco que podemos criar para nós mesmos. Sem você, Alita, minha vida não tem valor.

Ido - Yukito Kishiro (Alita - Anjo de Combate)

Neste mundo, não há sanidade ou insanidade. Aqui estão apenas as mil faces da loucura.

Yukito Kishiro (Alita - Anjo de Combate)

17. Mundo em Caos (Chaos Walking)

Mundo em Caos (Chaos Walking)

O diretor de “No Limite do Amanhã” (2014) e “Sr. e Sra Smith“ (2004) dirigirá o filme baseado no primeiro livro da trilogia Mundo em Caos (chamado “O Motivo”), escrita pelo britânico Patrick Ness.

Na trama, Todd Hewitt (Tom Holland) vive em um distante planeta onde, supostamente, todas as mulheres foram mortas por um vírus e os pensamentos de cada humano são públicos, através de fluxo místico. Ao conhecer a misteriosa Viola, sua vida muda e ambos são obrigados a embarcar em busca por respostas em um mundo que se acostumaram a chamar de lar, mas que esconde verdades sombrias.

Nós somos as escolhas que fazemos. E tem que fazer. Nós não somos mais nada.

Patrick Ness (Mundo em Caos)

- Você acredita que há esperança no final?
- Não, não, eu não, mas eu ainda estou indo, você vem comigo?

Patrick Ness (Mundo em Caos)

18. Hellboy: A Ascensão da Rainha de Sangue (Hellboy: Rise of the Blood Queen)

Hellboy: A Ascensão da Rainha de Sangue (Hellboy: Rise of the Blood Queen)

Duas vezes a história do garoto com aparência de demônio e coração de anjinho já foi adaptada para o cinema. O mais novo filme da franquia lançado em 2019, contudo, não é um filme de super-herói e nem de fantasia, mas sim um filme de terror.

Este novo reboot foi inspirado no arco da HQ que apresenta a Rainha de Sangue, Nimue, a maior de todas as bruxas britânicas, que roubou os poderes de Merlin. Depois de ser silenciada por séculos, ela é ressuscitada e instaura uma guerra apocalíptica na humanidade.

19. O Projeto Rosie (The Rosie Project)

O Projeto Rosie (The Rosie Project)

Tudo ainda é uma incógnita nessa adaptação do romance australiano de Graeme Simsion. O elenco e a própria direção ainda não estão confirmados e o próprio roteiro não está fechado, só sabemos que haverá filme.

A trama do livro gira em torno do professor de genética Don Tillman, a ser interpretado por Ryan, que prestes a completar 40 anos, decide encontrar a mulher perfeita com base em um método meticuloso de questionário. Ele é quadrado, gosta de tudo perfeito e tem pouca habilidade para lidar com pessoas, por isso o seu “projeto” parece ser a melhor forma de sair da solidão: até que se depara com Rosie Jarman, que vira de cabeça para baixo as pretensões do cientista.

Eu pedi a você aqui hoje à noite porque quando você percebe que quer passar o resto da sua vida com alguém, você quer que o resto de sua vida comece o quanto antes.

Graeme Simsion (O Projeto Rosie)

Restaurantes são campos minados para os socialmente ineptos.

Graeme Simsion (O Projeto Rosie)

Nosso primeiro relacionamento com um homem é com nossos pais. Afeta como nos relacionamos com os homens para sempre.

Graeme Simsion (O Projeto Rosie)

20. Os Novos Mutantes (The New Mutants)

os novos mutantes

O décimo filme baseado na série de quadrinhos dos X-Men é um dos mais aguardados pelos nerds do mundo. A história dos Novos Mutantes surgiu pela primeira vez na HQ Graphic Novel Marvel # 4, em 1982.

O diretor de A Culpa é das Estrelas (2014) assume essa produção em que cinco novos e jovens mutantes estão descobrindo suas habilidades (e, segundo o próprio diretor, matando pessoas, intencionalmente ou não). Presos em um lugar secreto contra as suas vontades, Lupina, Miragem, Magia, Míssil e Mancha Solar precisam lutar para se salvar e ao mesmo tempo lidar com fantasmas de seu passado.

Isso não é um hospital. É uma casa assombrada!

Míssil

21. Artemis Fowl

artemis fowl

A saga literária criada pelo irlandês Eoin Colfer contém oito livros, que misturam os gêneros policial, ação e fantasia, e já vendeu mais de 20 milhões de unidades em todo o mundo.

O filme abrangerá os dois primeiros livros da série, que tem como base a história de Artemis Fowl, garoto com alto Q.I., único herdeiro de uma família com lendária trajetória no crime. Tentando retomar a glória de sua família, ele descobre um submundo mágico, sequestra e enfrentas fadas em busca de saber o paradeiro de seu pai.

Confiança é ignorância. Se você está se sentindo convencido, é porque há algo que você não conhece.

Eoin Colfer (Artemis Fowl)

Se eu ganhar, sou um prodígio. Se eu perder, então sou louco. É assim que a história é escrita.

Eoin Colfer (Artemis Fowl)

Um gênio. Um mentor do crime. Um milionário. E ele tem apenas doze anos de idade.

Eoin Colfer (Artemis Fowl)

22. It: A Coisa, Capítulo 2 (It: Chapter 2)

It: A Coisa, Capítulo 2 (It: Chapter 2)

Vinte e sete anos após o primeiro episódio, Pennywise volta à rotina do Clube dos Perdedores, que agora é formado por adultos cheios de dilemas pessoais e fantasmas internos. O segundo filme da adaptação do clássico de Stephen King foi lançado em 2019 e é considerado ainda mais assustador e impactante que o primeiro. O Palhaço Dançante retornou para tornar um reencontro de amigos em um verdadeiro espetáculo vermelho.

Nós mentimos melhor quando mentimos para nós mesmos.

Stephen King (It: A Coisa)

Eddie descobriu uma das grandes verdades de sua infância. Os adultos são os verdadeiros monstros, ele pensou.

Stephen King (It: A Coisa)

Volte e vamos ver se você se lembra da coisa mais simples de todas - como é ser criança, crente e, portanto, com medo do escuro.

Stephen King (It: A Coisa)

23. A Cozinha (The Kitchen)

A Cozinha (The Kitchen) vertigo

A série de quadrinhos da Vertigo focada em uma máfia irlandesa em Hell's Kitchen, Nova York, durante a década de 1970 foi adaptada para o cinema com o título de "Rainhas do Crime" em 2019. As protagonistas reafirmam a tendência feminina para os filmes de quadrinho: três esposas de chefes da máfia comandam os negócios depois que os líderes são capturados pelo FBI.

É quase que uma versão adulta de “Três Espiãs Demais”, com mulheres muito diferentes que, nesta criação, não estão do lado bonzinho da história.

Quando os líderes são presos, cabe às esposas continuar fazendo o jogo. E uma vez que elas têm um gostinho de vida fácil e dinheiro rápido, não será fácil parar.

Ollie Masters (A Cozinha)

24. O Pintassilgo (The Goldfinch)

O Pintassilgo (The Goldfinch)

O livro escrito por Donna Tartt que ganhou o Prêmio Pulitzer de Melhor Ficção ganhou uma adaptação para o cinema estrelada pelo protagonista de “A Culpa é das Estrelas” (2014).

Na trama, Theodore Decker perde a mãe aos 13 anos em um atentado terrorista a um museu em Nova York. Ao sair dos escombros, ele acaba por levar consigo o quadro O Pintassilgo, de Carel Fabritius. Devastado, o menino encontra no quadro um novo sentido, cheio de mistérios, que o leva a atuar no mercado de falsificação de obras de arte. É uma história dessas intrigantes que você não pode piscar para não perder os detalhes.

Eu tive a epifania de que o riso era leve, e a luz era riso, e que esse era o segredo do universo.

Donna Tartt (O Pintassilgo)

Cuidar demais de objetos pode destruir você. Apenas - se você se importa com uma coisa, ela ganha vida própria, não é? E não é o ponto principal das coisas - coisas bonitas - que elas conectam você a alguma beleza maior?

Donna Tartt (O Pintassilgo)

Fique longe daqueles que você ama demais. Esses são os que vão te matar.

Donna Tartt (O Pintassilgo)

25. Spawn

Spawn

Os fãs de histórias em quadrinho estiveram bem servidos em 2019 com adaptações como Vingadores 4, X-Men – A Fênix Negra, Mulher-Maravilha 2, Shazam, Capitã Marvel, entre outros, mas um dos filmes mais esperados é o reboot de Spawn, HQ homônima lançada dos anos 90.

Nesta nova adaptação, o agente da CIA que é traído por amigos, morto, e decide vender sua alma ao diabo, a atmosfera será de terror. Ainda não há detalhes sobre a trama, mas o que se sabe é que Al Simmons volta como um anti-herói rude e desagradável, em uma história que não fala do passado, apenas apresenta a figura sóbria e violenta de um homem cheio de poderes que retorna do inferno para vingar-se dos seus algozes e recuperar o amor de sua vida.

26. A Mulher na Janela (Woman in the Window)

A mulher na janela

O roteirista Tracy Letts já venceu um Prêmio Pulitzer, e esta é a adaptação de um livro já traduzido para quase 40 línguas e campeão de vendas no EUA.

Na trama, Anna Fox é uma mulher divorciada e solitária que passa os dias em sua casa, outrora feliz, bebendo vinho, vendo filmes antigos e espionando os vizinhos. Quando uma nova família, os Russells, se muda para a casa do outro lado do parque, ela foca sua atenção neles e fica obcecada pela vida perfeita que levam: até que uma noite vê algo que muda tudo.

Minha cabeça já foi um arquivo. Agora é uma enxurrada de papéis, flutuando em um rascunho.

AJ Finn (A Mulher na Janela)

Assistir é como a fotografia da natureza: você não interfere com a vida selvagem.

AJ Finn (A Mulher na Janela)

Você pode ouvir os segredos de alguém e seus medos e seus desejos, mas lembre-se de que eles existem ao lado dos segredos e medos de outras pessoas, pessoas que moram na mesma sala.

AJ Finn (A Mulher na Janela)