Os filmes franceses estão sempre na lista dos mais queridos entre os cinéfilos. Isso porque, depois de passar pelos "filmes da Sessão da Tarde", dos blockbusters hollywoodianos e alguns títulos brasileiros, inevitavelmente quem gosta de cinema vai recorrer à criatividade francesa.

Sensíveis, com um ritmo todo especial e temas que rondam a paixão, emoção e intriga são típicos dos franceses e, geralmente, isso vem acompanhado por uma boa dose de ousadia e originalidade.

Se você já gosta do cinema francês, ou se está começando a se aventurar por esses lados da indústria cinematográfica, vai encontrar abaixo títulos incríveis. Confira os 30 melhores filmes franceses que selecionamos para você ficar por dentro do assunto!

Filmes franceses clássicos e famosos

Aqui misturamos os clássicos produzidos antes da década de 1980 e os filmes franceses que quase todo mundo já ouviu falar. São películas “obrigatórias” para quem deseja ter uma boa ideia do que é uma produção francesa.

1. Viagem à Lua (1902), de Georges Méliès

os melhores filmes franceses

O clássico dos clássicos! Há mais de 100 anos era produzido o que muitos consideram o primeiro filme de ficção científica do mundo. É um filme curto, de apenas 14 minutos, que conta a história da expedição de cinco astrônomos (esquisitos) à lua, em um canhão gigante. Georges Méliès foi inspiração para muitos dos filmes do gênero que vieram depois, incluindo a famosa saga Star Wars.

2. Acossado (1960), de Jean-Luc Gódard

os melhores filmes franceses

O primeiro filme de um dos cineastas franceses mais polêmicos de todos os tempos. O protagonista é um jovem fora-da-lei que, depois de matar um homem, empreende uma fuga louca em busca de uma sociedade que possa compreendê-lo.

Há paixão, reviravoltas e mil coisas no caminho, e o final é, como sugere o título original do filme: “À Bout de Souffle”, de ficar ‘sem fôlego’.

3. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001), de Jean-Pierre Jeunet

os melhores filmes franceses

A história de Amélie é provavelmente a mais conhecida entre os filmes franceses atuais. Seu jeito doce, inocente e puro de enxergar a vida e as pequenas delícias que ela proporciona é encantador do primeiro ao último minuto do filme.

Entre ajudar pessoas a se reencontrarem com seu passado, uma amizade com um pintor preso a uma rara doença e a busca por um grande amor, a protagonista constrói um percurso que faz jus ao título do filme. É mesmo fabuloso! Ah, e a trilha sonora também é incrível 💙

Se Amélie prefere viver no sonho e ser uma moça introvertida, é direito dela.
Pois estragar a própria vida é um direito inalienável.

4. O Profissional (1994), de Luc Besson

os melhores filmes franceses

É um filme bastante conhecido, mas que poucas pessoas sabem que vem da França. Pudera, a sensibilidade atribuída à um assassino profissional nova iorquino é típico do cinema francês. A relação desse homem bruto e sozinho com a pequena Mathilda, de 12 anos, que acaba de perder toda a família assassinada, é simplesmente de chorar. Um filme que fala sobre aprendizagem, trocas, desejo de vingança e compaixão.

5. Jules e Jim - Uma Mulher para Dois (1962), de François Truffaut

os melhores filmes franceses

A amizade de duas décadas de Jules, um austríaco garanhão, e Jim, um francês doce e bonito, conquistou as telas e corações do mundo inteiro na época, sendo o filme mais famoso do diretor. Eles vivem cheios de amor à poesia, arte, e não ligam para dinheiro.

No entanto, tudo gira em torno da paixão de ambos por Catherine, uma bela jovem francesa enérgica e ambiciosa. A fotografia em preto e branco é belíssima e o filme nos faz pensar muito sobre os nossos próprios altos e baixos e a forma como encaramos o mundo. Vale a pena!

6. Holy Motors (2012), de Leos Carax

os melhores filmes franceses

Provavelmente o filme mais esquisito que você verá. Considerado o melhor filme francês do século XXI pelo site americano Indiewire, conta a história - se é que há uma história - de Monsieur Oscar, um cara que assume diferentes papéis: pai de família, mendigo, assassino, empresário, tudo isso enquanto viaja em uma limusine pela bela Paris. É dessas películas para ver três, quatro, cinco vezes e sempre encontrar algo surpreendente e genial.

- O que faz você continuar, Oscar?

- O que me fez começar, a beleza do ato.

- Beleza? Eles dizem que está nos olhos, o olho do espectador.

- E se não houver mais espectador?

Filmes franceses disponíveis na Netflix

Uma das primeiras perguntas que vem à cabeça quando alguém nos indica um filme é: “Tem na Netfflix?”. Então não se preocupe, pois esses estão por lá e você pode assistir sem se esforçar muito 🙂

7. Divinas (2016), de Houda Benyamina

os melhores filmes franceses

O cenário é de gueto, violência e pobreza. Dounia sonha grande, quer mudar de vida e ganhar dinheiro. Maimouna, sua melhor amiga, de início resiste, mas depois entra no jogo. O espelho delas é Rebecca, uma traficante de “sucesso”, poderosa e segura de si.

O jogo do tráfico, afinal, é mais perigoso do que as duas imaginavam e as suga por um caminho delicado. Um filme sobre carência, poder, mas principalmente amizade.

8. Bem-vindo a Marly-Gomont (2016), de Julien Rambaldi

os melhores filmes franceses

O ano é 1975 e o recém-graduado Seyolo Zantoko, nascido no Congo, não vê a hora de poder atuar na sua profissão e reunir a sua família. Surge a oportunidade de trabalhar em um pequeno vilarejo francês, onde o médico se muda com a sua família. O único problema é que lá nunca ninguém viu negros sequer uma vez na vida e Seyolo precisa ganhar a confiança das pessoas. O resultado é uma comédia dramática no mínimo interessante.

Apenas educação importa, especialmente quando você é negro.

9. Eu não sou um homem fácil (2018), de Éléonore Pourriat

os melhores filmes franceses

Um garanhão (e machista) inveterado sofre um acidente e, quando acorda, se vê em um mundo em que os papéis sociais estão todo invertidos.

As mulheres são chefes, saem para trabalhar enquanto o homem fica em casa, andam sem camisa na rua. O conflito que isso causa no personagem é um convite à reflexão sobre como nosso mundo funciona hoje em dia.

Eu acordei esta manhã em um mundo doido. Um mundo paralelo onde as mulheres me dizem o que fazer.

10. A Escalada (2017), de Ludovic Bernard

os melhores filmes franceses

Uma mistura de romance, aventura e comédia. Um homem sem nenhuma experiência em montanhismo decide subir o Monte Everest para provar o seu amor à mulher dos seus sonhos. A experiência acaba ganhando a atenção da mídia e toda a escalada torna-se uma aventura divertida e ao mesmo tempo dramática.

Os melhores filmes franceses contemporâneos

Produções recentes, fáceis de serem encontradas para ver na internet, na Netflix, em DVD e etc. São histórias incríveis que valem a pena conhecer e ainda estão "fresquinhas" no mercado cinematográfico. Filmes franceses atuais de qualidade? Temos de monte!

11. O Artista (2011), de Michel Hazanavicius

os melhores filmes franceses

Um filme principalmente sobre amor ao cinema. Um ator em declínio e uma atriz em ascensão protagonizam esta história que se passa entre 1927 e 1932, época em que o cinema mudo estava saindo de moda, e o falado entrava em cena.

O filme é genial não só por ser em preto e branco e mudo, mas também por apresentar um roteiro emocionante, uma estética impecável e um bom humor contagiante. Não à toa levou o Oscar de Melhor Filme em 2012.

12. Persépolis (2007), de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud

os melhores filmes franceses

A biografia de Satrapi tornou-se uma bela animação, indicada ao Oscar, que se passa desde que a garota tinha apenas dez anos, um pouco antes da Revolução Iraniana de 1979 até seus 22 anos de idade, já como expatriada. Não só a história é fascinante, mas a estética também agrada muito. Para os fãs de animação é um prato pra lá de cheio.

Você diz que nossos lenços e calças são indecentes e que nós fazemos maquiagem, etc. Como estudante de arte, eu geralmente estou no estúdio. Eu preciso me mover livremente para desenhar. Um lenço mais longo me atrapalhará. Quanto às nossas calças, você diz que elas são muito largas, apesar de esconderem a nossa forma. Como essas calças estão na moda agora, pergunto, a religião está defendendo nossa integridade física ou se opõe simplesmente à moda?

13. Os Nomes do Amor (2010), de Michel Leclerc

os melhores filmes franceses

Bom humor, política, romance e crítica social em um só pacote, não é ótimo? Bahia, jovem de origem árabe, esquerdista, pacifista, ambientalista, dorme com todas as pessoas que pensam o contrário dela, tentando convertê-los. A história muda quando se apaixona por Arthur, um biólogo sério e conservador. A premissa não é muito original, mas os diálogos e humor definitivamente são. Vale muito para aqueles dias que você quer se divertir pensando.

14. Entre Os Muros Da Escola (2008), de Laurent Cantet

os melhores filmes franceses

Um filme que coleciona prêmios europeus e uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Se passa numa escola localizada em um bairro cheio de conflitos, com alunos cheios de conflitos. O desafio do professor François é grande e, justamente por isso, a empreitada é cheia de reviravoltas e linda. É para rir, chorar, se emocionar, tudo ao mesmo tempo.

Eu não perguntei o que você gostou na aula, eu quero saber o que você aprendeu com ela.

Filmes franceses românticos e dramáticos: prepare os lencinhos! 

Para sentir o coração bater mais forte e as lágrimas caindo do rosto. São histórias de amor, de superação, de desejo, preconceito e formação pessoal que definitivamente vão marcar o seu repertório de filmes. Veja a nossa seleção dos melhores romances e dramas franceses.

15. Azul é a Cor Mais Quente (2013), de Abdellatif Kechiche

os melhores filmes franceses

Adaptado de uma história em quadrinhos e um dos filmes mais premiados do ano de 2013, essa história de conquista de maturidade e paixão é definitivamente marcante. Adéle é uma adolescente que, após relacionamentos heterossexuais frustrados, descobre gostar de garotas. Se apaixona por Emma, e as duas vivem uma ardente e complicada paixão.

A evolução das personagens como casal anda em paralelo com a evolução de Adéle como pessoa. O filme tem uma fotografia linda e o final é de fazer o coração parar.

16. Amor (2012), de Michael Haneke

os melhores filmes franceses

Você vai precisar de uma caixa de lenços para dar conta de tanta emoção. Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, o drama acompanha um casal de idosos que vê sua vida desmoronar quando a mulher, Anne, sofre um derrame e precisa ser cuidada pelo marido. É um filme sobre amor, lógico, mas também sobre comprometimento, lealdade e cumplicidade. Maravilhoso.

17. O Escafandro e a Borboleta (2007), de Julian Schnabel

os melhores filmes franceses

Uma comovente história de um editor da revista Elle que, após sofrer um AVC que o deixa totalmente paralisado, só consegue se comunicar com a movimentação do olho esquerdo.

Célline é a pessoa que desenvolve junto com Jean-Dominique o método de comunicação capaz de traduzir sua imaginação, memória e criatividade, que continuam intactas. Um filme sobre paixão pela vida, superação, dedicação e compaixão que vale a pena ver, pelo menos, duas vezes.

18. Amar não Tem Preço (2006), de Pierre Salvadori

os melhores filmes franceses

Uma comédia romântica com um roteiro delicioso e dois dos atores franceses contemporâneos mais famosos: Audrey Tautou e Gad Elmaleh.

Irene é uma oportunista que se relaciona com velhos ricos para aproveitar do seu dinheiro e Jean é apenas um funcionário bem intencionado de um hotel de luxo. Ela o confunde com um possível “cliente” e ele se apaixona por ela. O resultado é um romance divertido e pouco previsível que conta como pano de fundo cenários belíssimos da Riviera Francesa.

19. Tomboy (2011) da excelente Céline Sciamma

os melhores filmes franceses

A história de uma garota que simplesmente gosta de se vestir como menino. Ela acabou de se mudar para um novo bairro com a família e, ao ser confundida com um menino pela “nova amiga”, Lisa, ela simplesmente decide continuar a farsa entre os novos colegas, sem que a família saiba. Uma filme muito sensível, bonito e delicado, com atuações impressionantes, especialmente da protagonista, que na época tinha apenas doze anos de idade.

Filmes franceses de comédia: a união de bom humor e inteligência

Sem estresse, sem tensão, um filme que você possa sentar no sofá tranquila, relaxar e rir, de preferência, rir muito. Os franceses também tem ótimas produções engraçadas, selecionamos as mais bacanas para fazer o seu dia mais divertido.

20. Intocáveis (2011), de Eric Toledano e Olivier Nakach

os melhores filmes franceses

A história da construção de amizade entre um milionário tetraplégico e um assistente problemático sem experiência nenhuma em cuidar de pessoas. Ao passo que Philippe consegue enxergar em Driss, uma pessoa capaz de cuidá-lo sem o tratamento de coitadinho, Driss começa a enxergar no aristocrata uma pessoa bondosa, capaz de ensinar e ansiosa por aproveitar o máximo da vida. É engraçado, comovente e marcante.

Philippe: Diga-me, Driss, por que você acha que as pessoas são interessadas em arte?

Driss: Eu não sei, é um negócio?

Philippe: Não. Porque é a única coisa que deixamos como legado. 

21. Oito Mulheres (2002), de François Ozon

os melhores filmes franceses

Um musical genial onde o pano de fundo é o assassinato de um homem e oito mulheres, todas suspeitas, presas em uma casa com o cadáver dele. Quem matou o cara? O desenrolar da trama mostra que há muito o que descobrir de cada uma delas, muitos conflitos familiares e também muitas risadas.

22. O Verão do Skylab (2013), de Julie Delpy

os melhores filmes franceses

Sabe quando a gente olha o álbum de família e relembra os momentos malucos, as brigas, as reuniões com um monte de gente em volta da mesa? É mais ou menos isso que é retratado no filme: uma grande e variada família, com pessoas muito diversas, tentando interagir. O filme é tragicômico, sensível e diferente das comédias clássicas familiares norte-americanas.

23. Um Conto de Natal (2008), de Arnaud Desplechin

os melhores filmes franceses

Um natal frio, denso e cheio de desencontros espera uma família que, se não fosse pelo laço de sangue, estariam cada um para um lado. A matriarca precisa de uma doação de medula óssea para sobreviver, mas a única pessoa compatível é justamente o filho que ela mais odeia. Um filme ácido, sarcástico e sagaz sobre como, às vezes, a vida em família exige um cinismo e jogo de cintura além do que a gente pode imaginar.

Haja estômago: filmes franceses de suspense e terror

Então o seu negócio é sentir medo, ficar com olhos arregalados, vibrar com cenas sangrentas e colecionar mais uma história de terror para compartilhar com as pessoas? A lista abaixo tem tudo isso e mais. Confira os melhores filmes franceses que envolvem terror e suspense.

24. Irreversível (2002), de Gaspar Noé

os melhores filmes franceses

Controverso, perturbador, estranho. Um filme que causou muito burburio quando foi lançado e até hoje é tema de polêmica. É um filme sobre vingança, contado de trás pra frente: dois homens estão a procura do estuprador de Alex, uma bela jovem.

O cenário escuro do submundo de Paris, a sujeira, as cenas de violência, os ângulos esquisitos de câmera tornam a experiência bastante desconfortante. Mas o objetivo é esse mesmo. Se você gosta de filmes provocantes, achou o certo.

O tempo destrói tudo.

25. Grave (2016), Julia Ducournau

os melhores filmes franceses

Um dos filmes mais angustiantes que você vai ver na vida. Uma jovem garota vegetariana ingressa na faculdade de veterinária. No dia do trote, ela vive um pesadelo: é obrigada a comer carne animal pela primeira vez na vida e leva um banho de sangue. Tal situação transforma a garota de uma forma inesperada e provoca reações instintivas, no mínimo, assustadoras.

26. Os Olhos Sem Rosto (1960), de Georges Franju

os melhores filmes franceses

Um pai desesperado tenta reconstruir o rosto da filha desfigurada após um acidente de carro. Para isso, com a ajuda de uma assistente que se passa por lésbica, ele sequestra jovens moças para roubar seus rostos. Várias delas, porque o corpo da filha acaba por rejeitar os transplantes. Um misto de horror e psicopatia que é um prato cheio para quem admira a beleza do cinema, a fotografia, e cenas de mutilação que, de tão bem descritas, parecem poesia. Um clássico do cinema francês para quem ama horror.

Meu rosto me assusta. Minha máscara me assusta ainda mais.

27. Alta Tensão (2003), de Alexandre Aja

os melhores filmes franceses

Cenas de perseguição noturna, muito sangue, dor e crueldade. A premissa é simples: Alex e Marie são estudantes que estão indo à casa de campo da família de Alex para estudarem tranquilamente. Ao chegarem, descobrem que a família já foi toda morta por um maníaco. A partir daí é só horror, tensão, suspense, e uma reviravolta no final pensada para surpreender qualquer espectador.


Filmes franceses autobiográficos e baseados em fatos reais

Terminar de ver o filme e sair procurando no Google mais sobre a história da pessoa. É dessa dinâmica que você gosta? Então selecionamos filmes que contam a vida real de pessoas marcantes que realizaram grandes coisas na vida e podem nos ensinar muito com suas trajetórias.  

28. Coco antes de Chanel (2009), de Anne Fontaine

os melhores filmes franceses

A invenção da mulher moderna através da história de vida da  famosa estilista francesa Gabrielle "Coco" Chanel . Da infância pobre em um orfanato, aos trabalhos mal-remunerados e amores difíceis. O filme acompanha Gabrielle antes de tornar-se um dos nomes mais clássicos e renomados da moda no mundo.

Uma mulher que corta o cabelo está prestes a mudar sua vida.

29. Renoir (2012), de Gilles Bourdos

os melhores filmes franceses

O filme tem em si uma beleza que simula os quadros do famoso pintor.  Na história, Pierre-Auguste Renoir e Jean Renoir, seu filho, são inspirados pela mesma mulher e musa, Andrée, que representa a solução para o luto pela morte da esposa de Pierre, o descansar da guerra a do filho Jean e a beleza que pode ser retratada tanto nas telas do pai quanto nos sonhos cinematográficos do filho.

30. Piaf: Um Hino ao Amor (2007), de Olivier Dahan

os melhores filmes franceses

A tocante história de Edith Piaf, uma das cantoras francesas mais conhecidas mundialmente. Desde o berço até o seu leito de morte, acompanhamos na película, regada às suas belas canções e uma atuação impressionante de Marion Cotillard, a sua trajetória complicada até a ascensão definitiva. No final, dá vontade de levantar do sofá, aplaudir e gritar: “bravo! bravo!”.

- Se você fosse dar conselhos a uma mulher, o que seria?

Edith Piaf: Ame.

- Para uma jovem garota?

- Ame.

- Para uma criança?

- Ame.

Bônus:

31. Nós ou Nada em Paris (2015), de Kheiron

os melhores filmes franceses

O tema dos refugiados aparece aqui na história de Hibat Tabib, um iraniano que se vê obrigado a migrar para França e tenta implantar os seus ideais de democracia na criação do filho. Um filme que não só vale para entender um momento histórico importante para o mundo, como para construir uma visão não-estereotipada de pessoas de outras nacionalidades.