Era uma vez um casal sem filhos que vivia em uma pequena cidade do interior. Eles eram conhecidos por serem muito avarentos e nunca estarem satisfeitos com nada. Se estava sol, reclamavam do calor; se estava frio e chuva reclamavam de viver em um sítio onde nem sequer podiam sair de casa.

Além disso, o casal era capaz de fazer qualquer coisa por uma moeda de ouro!

Um dia, um duende brincalhão passava na região ouviu o que se comentava na cidade sobre esse casal. Ele decidiu, então, provar se era verdade tudo aquilo que se dizia sobre eles.

Numa tarde em que o marido vinha da floresta carregando lenha, o duende saltou de dentro do tronco de uma árvore e disse: “Olá, bom homem! Como você está? Parece cansado e triste… Será que está com fome ou doente?

O homem, um pouco assustado com a presença do duende, respondeu: “Não… não estou doente nem cansado, e também não tenho fome… nada de mal se passa comigo. Só estou triste porque eu e a minha mulher somos pobres e não conseguimos ter muitas coisas boas como gostaríamos de ter.

Então o duende respondeu: ”Se não tem fome, nem frio e também não está doente, deve se alegrar porque não você não é pobre!”.

Mas o homem insistiu: “Sou sim. Um homem que não tem ouro é pobre!”.

O duende riu e respondeu: “Você está enganado. Eu se quiser posso ter todo o ouro do mundo, pois como sou duende sei onde se escondem todos os tesouros. Mas para mim o que me faz falta é a luz do dia, ter o que comer e uma casa quentinha onde posso dormir descansado. Além disso, preciso ter saúde e ser forte para poder caminhar e apreciar tudo o que me rodeia. E como tenho tudo isso, sou muito rico e feliz!

“Mentira!” Disse o homem, e insistiu “Ser pobre quer dizer que não tem ouro. E como eu não tenho ouro não posso ser feliz”.

“Tenho muita pena de ti homem” disse o duende “E para que seja feliz como acha que deve ser, vou te dar uma galinha que todos os dias vai botar um ovo de ouro. Só terá que esperar e recolher todos os dias um ovo. Em pouco tempo, você terá todo o ouro que sempre desejou ter e você e a sua esposa serão felizes para sempre”.

Do tronco onde estava o duende saiu uma galinha que cacarejava alegremente. O homem, espantado, colocou rapidamente debaixo do braço e desatou a correr ladeira abaixo direto para sua casa, enquanto o duende ria às gargalhadas.

Assim que entrou em casa, mostrou à sua esposa a galinha e lhe contou tudo o que tinha acontecido.

Marido e mulher ficaram toda a noite à espera que a galinha pusesse o tão desejado ovo de ouro. De manhã cedo, a galinha começou a cacarejar e, pouco depois, surgiu debaixo dela um enorme e brilhante ovo de ouro!

Ao verem o ovo, o casal ficou radiante mas, minutos depois, a mulher comentou: “Que chatice… teremos de esperar até amanhã para termos outro ovo de ouro!”. Ao que o marido respondeu: “Pois é… que azar. Terão de passar muitas semanas até termos ovos suficientes para sermos os mais ricos da cidade. Devia ser por isso que o duende ria às gargalhadas quando me deu a galinha”.

Então a mulher lembrou-se: “Sempre ouvi dizer que as galinhas já têm dentro delas todos os ovos que vão pôr… Se isso é verdade, porque é que não matamos agora a galinha e tiramos todos os ovos de ouro de uma vez? Seremos bem mais espertos do que o duende pensa!”.

O homem concordou, e sem hesitar, pegaram a pobre galinha e abriram ela para poderem tirar todos os ovos. O casal, espantado, percebeu que não havia nenhum ovo de ouro dentro da galinha.

Marido e mulher começaram a praguejar e a chorar, lamentando-se da sua sorte, pois por ganância tinham perdido para sempre a galinha dos ovos de ouro.

Espreitando pela janela, o duende ria e abanava a cabeça, pensando que a verdadeira felicidade não está em ter ou não ouro mas está sim no coração de cada um.

Moral da história

A história da galinha dos ovos de ouro nos mostra que a verdadeira felicidade não está no acumulo de dinheiro, riquezas ou posses, mas sim, na saúde, no bem-estar e na família.

O casal avarento menosprezava todas as coisas boas que tinham em sua vida. O sábio duende aparece para provar isto a eles. Quando ele dá de presente uma galinha que bota ovos de ouro, o casal se empolga, acreditando que finalmente serão felizes. No entanto, a essência do casal era pessimista e mesmo com o raro presente, continuaram descontentes.

No fim, a ganancia do casal falou mais alto. Por não terem paciência em esperar todas as manhãs por um novo ovo de ouro, decidem matar a galinha por acreditarem que todos os ovos estariam dentro dela. Para a infelicidade do casal, a galinha não tinha nenhum ovo de ouro dentro dela e quem acabou perdendo tudo foram eles.

Veja também: