Coleção pessoal de michelfm

61 - 80 do total de 1017 pensamentos na coleção de michelfm

⁠Confete é o que há,   
Só o que há.   
Sol que arde há.   
Meramente Mafuá.     

Michel F.M.

⁠Fartura sem fortuna, 
Firula sem fratura, 
Conferindo o ferro que fere, 
Ferindo a fé que confere. 

Michel F.M.

⁠Nicotina pra quem não fuma, 
Barulho pros que dormem, 
Trânsito pra quem apressa, 
Obediência na desordem.   

Michel F.M.

⁠Obrigado ao constrangimento, 
Sou grato pelas humilhações; 
A difícil fase, face ao descontentamento, 
Cria e resolve as perseguições.  
E criará... 

Michel F.M.

⁠Aprendizados presos aos costumes, 
Acostumado com repreensões. 
Abandonado por falta de ciúmes, 
Quem compreende compulsões ? 

Michel F.M.

⁠Sedução adolescente ou recordação recortada,   
Recordo os apelidos e palmas nas conclusões, 
Lembro antes das palmadas pelas malcriações. 
Senhorita apalpada atrás da sala, colo e acolá. 

Michel F.M.

⁠Sete é um número forte, 
Fui ele durante as chamadas; 
A Professora lia, eu respondia presente, 
Me chamava atenção suas requebradas.

Michel F.M.

⁠Observações 

O moço observava rapazes, 
O pai do moço observava ninfetas, 
A mãe do moço observava vitrines; 
Fingindo que nada observavam, Continuavam a observar. 
Enquanto eu os observava, 
Fazendo minhas próprias observações.  

Michel F.M.

⁠Votos (meus) 

Fax tanto tempo que não envio nem recebo (desejos), 
Solamente cartões postais de natal, ano novo, 
Lembrançinhas douradas, prateadas, de latão, 
Delatam à fossa a nossa e a vossa importância. 
Ocasiões especiais e comemorativas, 
Mensagens automáticas, instantaneamente emotivas, 
Os mesmos dizeres, as mesmas paisagens, 
Os mesmos parentes que não se parecem conosco, 
Cuja distância sagrada e divina nos distancia. 
Honestamente em desuso caminha a honestidade. 
Os mesmos votos (meus): Paz, saúde e felicidade, 
A tríade que em hipótese nenhuma alcançaremos, 
É o que desejo-lhe.       

Michel F.M.

⁠O Mito que o Mundo não Conheceu 

No fundo ainda sou aquele garoto, 
Que sonhava em ser herói, 
Salvar a ninfa, abater o nefasto, 
Um garoto com um hobby que não dói. 

Entretanto, a ninfa não me quis, 
Mas ainda nos trombamos, 
Nossos olhos se fitam, ela diz: 
Como vão os seus planos ? 

Respondo: vão bem e vós ? 
Completa: eu também. 
A isso se resume o veloz 
Contato apaixonante que a gente tem. 

Sou o sapo que não foi beijado, 
Um sapo desencantado. 

Já o nefasto, subestimei-o;  
Se promoveu e saiu. 
Quando foi transferido 
Do departamento, gargalhou e riu. 
Encerrou-se aí o grande confronto. 

O heroísmo me levou a um cortiço, 
Afastado, mal localizado, onde me entoco. 
Pago aluguel do buraco, 
Prestes a ser interditado, 
Saio ou serei despejado. 

Recebo um salário mirrado, 
Similar a infiltração na parede de onde esquivo. 
Deleito-me nos passeios de coletivo. 

O contrário de deslumbrante, 
Até que seria um título instigante: 
“O mito que o mundo não conheceu” 
Ele não viveu feliz para sempre, mas viveu. 

Michel F.M.

⁠O contrário de deslumbrante, 
Até que seria um título instigante: 
“O mito que o mundo não conheceu” 
Ele não viveu feliz para sempre, mas viveu. 

Michel F.M.

⁠Recebo um salário mirrado, 
Similar a infiltração na parede de onde esquivo. 
Deleito-me nos passeios de coletivo. 

Michel F.M.

⁠O heroísmo me levou a um cortiço, 
Afastado, mal localizado, onde me entoco. 
Pago aluguel do buraco, 
Prestes a ser interditado, 
Saio ou serei despejado. 

Michel F.M.

⁠Já o nefasto, subestimei-o;  
Se promoveu e saiu. 
Quando foi transferido 
Do departamento, gargalhou e riu. 
Encerrou-se aí o grande confronto. 

Michel F.M.

⁠Sou o sapo que não foi beijado, 
Um sapo desencantado. 

Michel F.M.

⁠Respondo: vão bem e vós ? 
Completa: eu também. 
A isso se resume o veloz 
Contato apaixonante que a gente tem. 

Michel F.M.

⁠Entretanto, a ninfa não me quis, 
Mas ainda nos trombamos, 
Nossos olhos se fitam, ela diz: 
Como vão os seus planos ? 

Michel F.M.

⁠No fundo ainda sou aquele garoto, 
Que sonhava em ser herói, 
Salvar a ninfa, abater o nefasto, 
Um garoto com um hobby que não dói.

Michel F.M.

⁠A Temível Batalha de um Só contra Si 

Os Relacionamentos cristalinos, 
São Turvos como as profundezas, 
O Forasteiro é baleado sem motivos, 
Os Pretextos comprovam incertezas.

Surge migrando como uma gaivota, 
O Enraizado patriota, peregrino. 
Gigantesco, porte-médio, pequenino, 
Estrangeiro perto de ser recebido, 
Fatalmente banido, bandido. 

Nem tudo precisa rimar, 
Nem tudo precisa fazer sentido, 
Mas tudo precisa ser escrito, 
Como se tudo fosse aquilo. 

Na Temível Batalha de um Só contra Si, 
Intimamente confrontado, vê o que vi, 
Culposamente inocente, lê o que li, 
Despovoado está;  
Só está em Si. 

Está Só em Si, 
Na Temível Batalha de um Só contra Si. 

Michel F.M.

⁠Na Temível Batalha de um Só contra Si, 
Intimamente confrontado, vê o que vi, 
Culposamente inocente, lê o que li, 
Despovoado está;  
Só está em Si. 

Está Só em Si, 
Na Temível Batalha de um Só contra Si.

Michel F.M.