Todas as poesias de Amor São Ridículas

Cerca de 16 poesias Todas as de Amor São Ridículas

Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor. Como as outras, ridículas...

Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Ridícula Paixão

Já dizia o poeta que todas as cartas de amor são ridículas.
E que, se há amor, tem que ser ridículas.
Ridícula é a paixão!
A paixão é uma das formas mais desarmadas de se entender o amor.
Ela sim é ridícula!

Ridícula porque não se explica,
Se cativa em poucos segundos e não se liberta tão fácil.
Ridícula pelos seus sentimentos anexos:
Uma mistura de dor, de constante presença e vontade de estar perto...

Ridícula pela incessante busca de alguém
E pela cegueira que incapacita a razão.
A paixão é ridícula!
Sentimo-nos saciados sem alimentos, bêbados sem estarmos alcoolizados,
Vislumbrando horizontes a cada momento... é ridícula!

Pergunto-me: “O que é ser ridícula?”
É provocar escárnio dos outros. A paixão é ridícula!
Ridícula porque é uma completude e independe dos risos de indivíduos secos por dentro...
A paixão é ridícula e sua maior sensação é: Apaixonar-se! Ridicularizar-se!
Deixemo-nos pois, expor ao ridículo de uma paixão! Ela sim é ridícula!

Todas as cartas de amor são ridículas.
Não seriam cartas de amor, se não fossem ridículas
Também escrevi, no meu tempo, cartas de amor como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas.
Quem me dera o tempo em que eu escrevia, sem dar por isso, cartas de amor ridículas.
Afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas.

Da música, MENSAGEM (1946)

TOLICES

"Todas as cartas de amor são ridículas"
Pessoa bem o disse, com razão
Uma fala de amor é uma gotícula
No mar revolto e turvo da paixão

Pior quando há palavras de ironia
Camuflando os agrores do ciúme
Instigando o torpor de uma agonia
Que surge, imotivada, num queixume

Prefiro então ridículas tolices
Declarações, ainda que mesmices,
Palavras ternas de doce sabor

Então desejo pois de minha amada:
Se para me dizer não tem mais nada
Diga-me ao menos tolices de amor!

Fernando, Fernando...

Quando escreveste que todas as cartas de amor são ridículas não sabias que ridícula seria eu em escrever todas as cartas de amor? Que ridículo era o amor em se deixar ser escrito em cartas? Mas tinhas razão! Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas!

CARTA DE AMOR

Escreveu o poeta que as cartas de amor são ridículas
Quem me dera escrever uma carta de amor ridícula
Mas o que sinto não há palavras que consiga expressar
Tu sabes que a nossa vida não tem sido fácil
Mas não existe sacrifício mas doação
Não existe renúncia, mas entrega
Não existe amor sem dor
Não existe sentimento sem renúncia
Não existe paixão sem carinho
Não existe rosas sem espinhos
Ninguém sabe o amor que estamos
A viver e vivemos todos os dias
E quando vejo o sorriso das crianças
Não há preocupação, não há dor
Não há problema que não sejamos
Capaz de prevalecer e tudo vale a pena
E ao teu lado as discussões mais banais
São fúteis e deixam de ser importantes
Quantos anos já se passaram
Quantas histórias já vivemos juntos
Tantas dificuldades e tantas conquistas
Tu és o homem da minha vida
Mesmo passados todos estes anos
Continuas a ser o dono do meu coração
E mesmo sabendo de todos os teus defeitos e qualidades
Sinto que fiz a escolha certa
Sou grata por ter encontrado o homem
Que me faz sentir única e amada cada dia mais e mais
E nas noites em que dormimos juntos
Somos água e fogo, terra e vento, amor e paixão
"Pois"Gosto quando as minhas palavras
Se aninham na tua alma em silêncio
Gosto quando as minhas palavras sorriem
Para dentro do teu coração, florescendo amor
Gosto de ti como um verso, desses versos
Que se escrevem nos troncos das árvores
Daqueles que ficam eternos sem se conseguir apagar
Não há maneira mais romântica e simples
Do que dizer na língua de Camões "Amo-te"
Com a certeza que embebedo-me
Nas letras que vou escrevendo pelo teu amor

Quão ridículo são os ditos homens de hoje em dia?
Pensam em conquistar um corpo ,uma coisa que envelhece ,enruga ,apodrece ! Ao invés de ter a eternidade do Amor na Alma de uma mulher !

Inserida por kimyanjo

"O amor, algumas pessoas dizem que amar é algo ridiculo, pois na verdade o ridiculo mesmo são aqueles que não sabem oque é amar nem o que e o amor..."

Inserida por leonardofelipe

Falar de amor
não é poesia,
é falar de alguém,
de uma pessoa.
É expor ao ridículo,
os próprios sentimentos,
como são ridículos
todos os poemas
que falam de amor.

Inserida por luizguglielmetti

É verdade «que um baixo amor os fortes enfraquece»
mas também o grande amor torna ridículos os grandes,
pois o amor é, em energia material sobre o mundo, um roubo — apesar
de, em sensações, ser magnífico. 0 amor será útil internamente,
mas externamente não carrega um tijolo.
Disso nunca tive dúvidas.

Inserida por pensador

⁠Talvez eu esteja me apegando
Me entregando.
Ridiculamente me apaixonando.
E eu não quero acreditar, que sem ele sinto que algo está faltando.
Em tão pouco tempo...
Eu sei onde isso vai dar
Sei que mesmo não aparentando
Meu coração não evita acelerar.
Contudo, eu não posso continuar.
Porque o amor é um caminho com pedregulhos e eu sei...que vou me machucar.
E no fim de tudo isso vou odiar ter amado tanto ele e fingir não ve-lo quando o encontrar.
Por experiência própria, quando eu amo
Não limito,não me engano, deixo visível o meu encanto.
E acabo de uma forma arrasada, decepcionada sem rumo, sem nada

Inserida por lima_mica

Toda carta de amor é ridiculamente linda, porque foi escrita por um amor, que não tem medo de se expôr ao ridículo!

depois de um ano e meio você começa a se achar ridículo por ainda esperar por um Amor que se quisesse realmente, já teria voltado..

Inserida por arremedos_poeticos

A exposição humana desenfreada é o que posso chamar de "O RIDÍCULO DA VIDA". Apelativamente alguns buscam a degradação pra sua própria ostentação. Isto é fatal e ridicularizante para quem quer ser relevante a todo custo - Almany Sol, 06/11/13