Luiz Carlos Guglielmetti

1 - 25 do total de 254 pensamentos de Luiz Carlos Guglielmetti

Não ha nada que separa as pessoas,
ou os continentes,
apenas um abismo.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Em algum momento eu vou perder o equilíbrio, e serei arremessado para outra dimensão, onde habita a minha insanidade.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Que ninguém jamais se prive da esperança, porque é nela que os sonhos germinam e se transformam na realidade.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Nós não sabemos interpretar o silêncio,
nele tudo dará margens para a presunção,
a interpretação errada
e a desconstrução dos nossos sonhos.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Que os nossos sonhos não terminem pela manhã,
ao nos despertarmos,
mas que tenhamos sempre disposição
para colocá-los em prática,
superando todos desafios e obstáculos,
até atingirmos os nossos objetivos.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Não espere que a felicidade chegue na troca do celular, do carro, da casa nova, na formatura, no casamento ou separação, porque ela não está no futuro, mas no presente, dentro do seu coração.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Que as marcas de amor não estejam apenas na cama, mas no ar, no corpo e na alma.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

A arte de ser feliz

Não é fácil ser feliz,
mas é preciso coragem
para não se entregar,
e caminhar na direção
dos nossos sonhos e objetivos,
no exercício da arte de ser feliz.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Eu não sou daqui,
não vim para ficar.
Tudo o que eu tenho,
tudo o eu posso levar,
está no meu barco.
Agora é hora de voltar para casa.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

As borboletas são extremamente frágeis,
não suportam uma chuva,
além de serem presas fáceis dos pássaros,
mas nada as impede de voar,
porque sabem o que querem,
e aprenderam a superarem as suas deficiências,
e contornarem as adversidades.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Não exponha o meu coração

Não queira desnudar a minha alma
e expor meu coração,
antes que tenhas um abrigo
que possas me acolher.
Antes que possas me abraçar
e me aquecer,
antes que possas me amar
e me libertar.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Exaltação da natureza

Muitos poetas exaltaram
a beleza da natureza,
a exuberância das plantas;
o perfume das flores;
as cores das plumas das aves;
o frescor da brisa do mar;
o calor da areia da praia;
a suavidade do toque dos ventos;
o canto triste dos pássaros;
o estrondo das cachoeiras,
mas tudo isso pode estar contido,
na suavidade do movimento
de uma simples borboleta,
na luz que irradia dos teus olhos,
no timbre da sua voz,
ou apenas no teu cheiro.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Ainda que não haja caminho

Enfrente os teus próprios medos, obstáculos, desertos ou pedras: que o caminho se fará debaixo dos teus pés!

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

"Um país se edifica com professores e livros". (Parafraseando Monteiro Lobato).

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Interesse

Se cessa com o tempo,
se verga com o vento,
se diminui com a distância,
se dilui na inconstância,
se causa tristeza:
não é amor,
é interesse!

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

O homem é um rio poluído

O homem é um rio poluído,
pelas impurezas que encontra no seu percurso.
O pensamento que antes fluía intensamente,
agora se arrasta lentamente,
carregado dos males, inquietudes e incertezas,
que os esgotos e as águas de outros rios,
despejam na sua correnteza.
Nenhum homem é capaz de ser como o mar,
tão imenso e vasto, que nem se importa
com a sujeira que despejam nas suas águas.
Mas, se não se pode ser como o mar,
que tem a água salina pela indiferença,
também não se pode ser como a água doce,
e temos, como o rio,
o direito de mudarmos o curso do trajeto,
e se represados todos os males,
um dia transborda
e lança nas margens,
toda a sujeira,
com a maré da enchente.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Flor paradisíaca

Flor que tem perfume,
textura, cor e sabor.
Flor que dá fruto,
reproduz a vida,
amamenta, alimenta,
sustenta e gera o amor.

Flor que pode ser calma
e serena,
até o momento
em que age por instinto,
e se transforma numa fera
destemida.

Flor que é amante
e companheira,
mas desperta ciúmes.
Flor que ama e perdoa,
porque se abre para ser mulher.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Amor perfeito

O princípio eram apenas palavras,
surgiram na forma de adjetivos,
que deram forma ao desejo,
quando só o olhar se encontrou.

Depois vem o substantivo,
o desejo que também é paixão,
e pode ser avassaladora,
capaz de suplantar a razão,
quando os lábios se encontram.

Mas o amor é verbo
que exige movimento,
e quando os corpos se encontram
surgem as diferenças,
desavenças e as brigas.

Se os seres seguem juntos,
as palavras se transformam em verbos,
os adjetivos e substantivos em atitude,
porque o amor exige movimento.

O desejo surge no olhar,
a paixão nasce no corpo,
o amor se forma no coração,
mas a perfeição só existe na alma,
quando o amor se torna perfeito.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Espécie de arte

Ela é espécie
do gênero arte.
É música,
pintura, teatro,
dança, poesia.

É encanto, desencontro,
tormento e melodia,
de uma nota só.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Se não fosses mulher

Meiga, delicada, espontânea,
alegre e descontraída,
Concentrada, forte, impetuosa,
decidida e surpreendente,
Às vezes frágil, nervosa,
tímida, distraída e retraída,
Prefere ficar sozinha,
mas fica triste por estar só,
Ri sem qualquer motivo,
mas chora sem ter razão.
Mesmo complexa ou complicada
é muito interessante,
Apaixonada fala uma coisa
querendo dizer outra,
e fica muito mais linda
quando está brava ou irritada,
Se não fosses mulher
seria uma poesia.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Beleza rara

A sua beleza é rara,
única e exclusiva.
A sua formosura
está nos seus olhos,
na sua face
e até no seu corpo,
mas também na sua voz,
no teu coração
e na tua alma.

A sua perfeição
está em não precisar
se parecer com ninguém,
nem em seguir
qualquer padrão.

Você é exclusiva
e possui características
que a tornam
incomparável.

Você é a mais especial,
e será sempre reconhecida
pelo seu nome
e seu modo de agir,
e não pelas suas roupas
ou cor dos cabelos.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Que o amor seja brando

Que os olhos falem
mais que as palavras.
Que as mãos se entrelacem,
tanto quanto os braços.
Que o abraço conforte mais a alma
do que os corpos.
Que os corpos se aqueçam
até por estarem próximos.
Que os lábios se encontrem
em silêncio.
Que o amor seja brando
como uma brisa.
Que o desejo flua
com a impetuosidade de um rio.
Que seja ardente,
e sua chama nunca se apague.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Que as palavras sejam livres

Que as palavras sejam livres,
como as flores baldias.
Que as promessas sejam sinceras
de um coração aberto.
Que o amor seja verdadeiro,
puro e completo.

Que o desejo não passe,
não acalme,
não cesse,
não cure,
e nunca vá embora.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Marcas de amor


Que as marcas de amor
não fiquem apenas na cama,
mas no ar,
no corpo
e na alma.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti

Desejo, vontade, ação e movimento

A vida é despertada pelo desejo,
impulsionada pela vontade,
e realizada pela força.

A força é alimentada pela persistência,
mas é a resiliência que não nos deixa desistir,
e nos faz recomeçar,
quantas vezes for preciso.

Para todas as coisas é preciso vontade.
Amar é um verbo de ação
e exige movimento,
como caminhar na direção do outro,

com a leveza e simplicidade
que nos torna cúmplices
da nossa própria história.

Porque o amor é uma chama
que se assopra com força,
sem medo de apagar.

Eu quero ver o amanhecer;
contemplar o entardecer,
e admirar o céu estrelado.

Eu quero sorrir sem motivo
e desprezar a tristeza.
Eu quero me contentar com pouco
e fazer o melhor com o que tenho.

Eu quero abraçar com força
e beijar com intensidade e movimento.
Eu quero ouvir a minha alma
dizendo que é hora de ser feliz.

Luiz Carlos Guglielmetti
Inserida por luizguglielmetti