Insanidade Amorosa

Cerca de 257 frases e pensamentos: Insanidade Amorosa

Eu cortejo o amor com insanidade.

Renan Nascimento
Inserida por Renascimento7

O amor insano maltrata: feito de açúcar e loucura,de desolações ainda trancafiadas na doçura.Torpor belo quando longe,fratura quando perto.

Gabriela Carlotto
Inserida por gabrielacarlotto

É Insano elogiar a Solidão e Dizer que o amor é Mau

Valdemar Beirão Carlos
Inserida por LOVEPOSTMAN

Não quero flores, carros e bens como diamante
A insanidade do nosso amor é o que nos leva à diante.

Meryellen Rangel.
Inserida por meryellenrangel

Bebe amor. Pode beber, é no álcool que você encontra a coragem para me dizer as tais insanidades que estão guardadas. E que essa pose de homem sério, culto, não permite mostrar.
Bebe amor. Que essa noite eu fico sabendo o que fazer para deixar um pensamento de quero mais.

Aline Sanazar
Inserida por AlineSanazar

INSANIDADE!

Insano o meu ser, sem ti sem o querer...
O amor que tenho hoje vai além do meu querer...
A morte em mim acarreta enfim...
O vazio de ti não lembra em mim....
Oh insano desejo que acomete os meus erros...
A historia eu vivi e me perdi por si...
O insano amor que me libertou...
O meu caminho segui para longe de ti...
O pureza da alma vem e me acalma...
O tristeza medonha que acanha...
O vida infinita que leva...

LICIAMADEIRA
Inserida por LICIAMADEIRA

Eu amo o amor, o louco e insano amor.
Eu gostaria de compartilhar com você

ederlaine
Inserida por ederlaine

Esta ternura débil e insana é a mãe deste amor platônico

tadeumemoria
Inserida por tadeumemoria

Diz-me duas palavras
(Amor: sentimento insano)

O vento o tocava, era algo que lhe incomodava: o vento assanhando os seus cabelos, amarrotando suas roupas já amassadas, jogando respingos d’água em seu All Star preto, mas se conformava com o vento, pois era algo que lhe recobrava o fôlego.
Só mais uma tarde vazia como todas as outras, tentando definir uma direção qualquer, foi quando os olhares se cruzando por dentro de todos os demais e vindo em sua direção o atingiram, como um rifle carregado com balas sem som, tocando toda estrutura móvel em sua direção. Um tremor repentino, algo o acertou e ele sentira tudo aquilo como se fosse verdade. Sentindo o fim de tudo, Mr. Jeck não sabia o que lhe impunha aquele ar goro, insolente, que o deixava em cárcere privado, com força abaixo de um, onde o padrão habitual é um milhão, não sabia o que era, mas queria se livrar de tudo aquilo e tentar voltar ao padrão.
Não sentia mais o mesmo sentimento insano que antes o tocava loucamente. Mr. Jeck estava anormal, louco para que aquela troca de olhares se findasse, queria ver logo o fim daquela guerra. Então virou a cabeça na direção oposta para tentar livrar-se dos tiros sem som aos quais olhara antes, causando à Sophia pequeno desconforto, pois ela não sabia o motivo do movimento logo após a troca tão intensa de tiros sem som. Mr. Jeck saiu em passos lentos ouvindo a musica que em seu ouvido dizia:
“THIS IS THE END OF THE WORLD TO ME...” (este é o fim do mundo para mim).
Passos eternos, quase intermináveis, em direção ao nada, tocando o chão, com pouca vegetação, que se colocava a sua frente. E a cada momento se afastava mais do seu rumo, deixando Sophia para trás e seguindo em direção ao nada.
O vento o tocava, era algo que lhe incomodava: o vento assanhando os seus cabelos lisos, amarrotando suas roupas já amassadas, jogando respingos d’água em seu All Star preto, mas se conformava com o vento, pois era algo que lhe recobrava o fôlego.
Parecia que tudo aquilo era para sempre. Queria chegar logo ao fim de tudo, não queria sentir pensamentos insanos, tentou apressar os passos, mas para Mr. Jeck aquilo parecia uma caminhada de vinte quilômetros.
Já cansado de todo aquele sentimento que o aprisionava, parou, pensou em voltar e olhar nos olhos verdes de Sophia e falar-lhe toda a verdade, tudo o que ele sentia e pensara naquele momento, só queria expor sua insanidade, mas se lembrava dos dois longos passos que tinha de voltar, e isso o deixava perplexo, imóvel, no mesmo estado que Sophia.
Virou lentamente a cabeça, via o vento derrubando as folhas já secas pelo tempo, via todas aquelas aves voando sem asas, viu os anjos contemplando a imensa beleza de Sophia, parados em qualquer lugar. Mr. Jeck sentia-se frustrado por ter iniciado toda aquela loucura, e nesse momento já tinha perdido todo o controle, não sabia o que fazer.
Com o corpo já todo virado em direção à Sophia, tentou falar, mas era em vão, estava sufocado pelos tiros que havia tomado há pouco.
Ficou parado observando e contemplando a imensa beleza perfeita de Sophia, que mais parecia esculpida à mão, podendo se perceber cada detalhe com nitidez.
Há supostos vinte quilômetros de distância podia descrever perfeitamente o que via em Sophia. Os olhos brilhavam como se fossem de vidro, como duas estrelas, solitárias e melancólicas, com toda a imensidão que as rodeavam num findar de tarde. Seus longos cabelos lisos mais pareciam uma queda d’água interminável e cristalina, as curvas de seu corpo perfeitamente corretas, como jamais vistas em um corpo feminino.
Os anjos que há todo momento observavam a solene beleza de Sophia, sem sequer sair um minuto de sua presença, faziam tudo parecer ainda mais belo e difícil de encarar, não era simples para ele.
Ao tentar dar o primeiro passo para trás, não conseguiu, estava preso ao sentimento insano, se encontrava sufocado pelos tiros do olhar solene de Sophia, então, se recordou de algo que poderia recobrar-lhe o fôlego, o ar em volta, que alguns segundos atrás o incomodava, respirou fundo, e, enfim, foi solto, conseguiu dar aquele primeiro longo passo, e lembrou-se de tudo que se passara até ali, como se fosse um filme reprisado em câmera lenta.
O vento tocando-o, os respingos d’água em seu velho All Star, já gasto por dois longos passos, tudo aquilo outra vez, mas agora será diferente, está destinado a expelir aquela bomba que tanto o incomodava. Mas o som era falho e ele não queria tentar refazer os destroços depois da explosão.
Olhou subitamente nos olhos dela e levou outro tiro sem som. Hesitou e decidiu voltar os dez quilômetros restantes, deixar explícito todo aquele sentimento insano, toda essa dor que comprime o seu peito ia ter que sair. Tentou reunir o resto da mísera força que ainda havia dentro de si.
Então, algo o tocou, fez-lhe ver que Sophia não era aquilo que achara ser. Olhou subitamente nos olhos de dela, enquanto tudo o que pensava passava em sua mente como um filme.
Não mas hesitou e, enfim, conseguiu expor o que estava sufocando-o, uma simples pergunta:
“Sophia, diz-me duas palavras?”
Ela imóvel como sempre, com todos aqueles anjos ao seu redor, pois sua beleza era tão sublime que os anjos rodeavam-na, docemente o respondeu:
“AMO-TE.”
Mr. Jeck imóvel com tal resposta pensou:
“Então isso que é um sentimento insano?”
Em seguida Sophia o fez a mesma pergunta:
“Mr. Jeck, diz-me duas palavras?”
Ele respondeu:
“DEIXA-ME!”
E como antes, Sophia está do mesmo jeito, imóvel, com todos aqueles anjos ao seu redor.
Mr. Jeck outra vez virou-se como quem fosse sair, e em seu ouvido ainda tocava a mesma musica:
“THIS IS THE END OF THE WORLD TO ME...” (este é o fim do mundo para mim).
Tirou o fone do ouvido, e o mundo ao seu redor correu outra vez normalmente, como antes, e todo aquele sentimento insano fugira de Mr. Jeck, como os anjos que estavam ao redor de Sophia. Virou-se e voltou à realidade, foi quando ao longe ouviu uma voz que dizia:
Ei Mr. Jeck, você esta ficando louco?
Deixa essa ESTÁTUA ai e vamos embora.



























Autor: Kenny Anderson da Silva
Mr. Jeck
Revisão: Admilson Lins da Silva Júnior
Agosto de 2009

Kenny Anderson (Mr. Jeck)
Inserida por KennyAnderson
1 compartilhamento

A única insanidade que aceito em minha vida é a do amor. É a insanidade de amar até mesmo aqueles que te odeiam.

Francisco Wallas Da Silva
Inserida por FranciscoWallas

A maior insanidade do mundo, não se compara ao amor que tenho por você.

Piccaso
Inserida por Piccaso

Amor de verdade

Depois do meio dia
Amei demais perdi a medida
Fui insana
Louca
Evasiva
Fui mulher lasciva...

Fui doadora
Doei tudo de mim
Amor sem limite
Razão contida
Paixão desmedida...

No amor perdi
A vontade de viver
A razão de ser
O desprezo por você...

Amei de olhos vendados
Fui fantasia
Fui verdade
Fui faceira
Mulher brejeira...

No final fui teu querer
Sem noção
Sem razão
Sem maldade
Só sei a certeza
Que te amo de verdade...

Irarodrigues
Inserida por Irarodrigues

Hoje
Acordei insana!

Insana
De amor
De saudades
E desejos.

E com uma vontade louca de te amar
Por inteiro.

Lourdes Sousa
Inserida por Lourdesousa2016

Havíamos vivido o amor mais insano e verdadeiro que senti
de toda a minha vida ate o momento
anos se passaram e eu ainda a vejo com aqueles olhos
apaixonados
e aquele coração que sempre bate mais forte ao te ver
de longe eu a observo, mesmo sem poder toca-la
eu me sinto feliz por você, por te ver sorrir e ver que está feliz
então eu descobri que isso é o amor incondicional
é quando nos sentimos feliz pela pessoa que amamos, mesmo sem poder tê-la nos braços.
Eu te amo
vecariamente.

Lya Dexter
Inserida por LyaDexter

Não tenho presa pra acabar com vc tudo e amor e fogo desejo insano vem tomar conta de mim .
Com vc não existe solidão tudo que era sombrio se iluminou .
Toda dor e sofrimento que um dia um alguém causou vc veio e apagou .
Já naufráguei em mar de lágrimas já me abandonei não me olhei e hoje sei que verdade dói mais passa a ferida cura e um dia sara .
A felicidade não e só uma palavra .
Vc com teu sorriso me conquistou. Seu jeito simples

JfRamos
Inserida por JfRamos

Coração insano.
Ama sem ser amado.
Idolatra mesmo sendo humilhado.
Queres sentir o amor próximo,
Sem ao menos conhecer ao amor próprio.

Luciane Gr Luz
Inserida por luciane_gr_luz

Nosso amor foi apenas uma pira.
Um momento insano, louco, sem limites e livre...
Te amei uma, duas, três vezes mais
De surpresas este amor surgiu, foi...
Voltou e foi...
De uma pira quase que psicodélica...
Viajei nas mais profundas ilusões.
E de variadas cores pintei e inventei meu mundo...
E com fogo este mundo se consome...
E das labaredas que queimam meu corpo num desejo mórbido de descanso está o fim.
O fim de tudo...
Apaguem as luzes
Pois meu corpo em chamas traz a claridade do que foi verdadeiro, puro e simples...
Apreciem o fogo...
Sintam o calor do que ainda arde...

Hércules Borges
Inserida por hercules_borges

o amor me deixou insano ou sempre fui louco.... por um momento sinto que vida é o amor...

Celso Roberto Nadilo
Inserida por celsonadilo

AMOR...
Em nome desse grandioso ser é cometido várias insanidade, mais também coisas bonitas e marcantes na história desse mundo cruel. Veja o que disse Voltaire "O amor é uma lona fornecida pela natureza e bordada pela imaginação". Para ele o amor é um presente da natureza, algo que você pode embelezar usando a sua mente. Lindo não?! Agora te pergunto, como você tem decorado seu amor?! Vamos que vamos! Henry David Thoreau, enfatizou: "Há apenas um remédio para o amor, que é amar mais". Perfeito! Já pensou se só no mundo existisse o "amor" como ele seria? Mágico?! Por vez o amor causa "dor", mas "o crucial é ele não se extinguir da face da terra". Adiante! Olha só o que Aristóteles frisou: "O amor é formado por uma única alma habitando em dois corpos". Agora vai! Ele deixa no ar que, o verdadeiro amor significa que duas pessoas têm uma conexão única. Fortíssimo! Suspira aí! Ver o paradoxo de Elbert Hubbar, "O amor que nós damos é o único amor que mantemos". Forte! Ele alega que, o amor altruísta é capaz de mudar a vida de quem ama. Avante! Segundo Sófocles o amor tem um poder libertador inigualável! Lá vai! Cito-o: "Uma palavra nos liberta de todo o peso e da dor da vida". Beleza! Sentiu?! Já pensou se todos usassem as palavras doce, ninguém queria caminhar só ficar alheio. Respira! " O amor é a única resposta sã e satisfatória ao problema da existência da humanidade". Eita bagaceira! Sabe o que Erich Fromm, quis dizer?! Se temos dúvida sobre a nossa existência, e se estamos aqui é para algum propósito. Portanto, aprecia tudo o que está ao teu redor, "do grão de areia aos exército dos céus". Por fim, cavalga nesse! "Ao toque do amor, todas as pessoas se tornam poetas". Supimpa! Só Platão para proferi isso! Viva! Ele explana, quem vê o amor seja lá como for, o expressa com a eloquência da alma, e respeita a vida, ou melhor, a obra prima que é o mundo! Portanto, deixo aqui, respeitar o "abstrato" é um espírito de harmonia que interpreta aquilo que não se ver, mais sente.

Li Ferreira
Inserida por eliane_ferreira_1
1 compartilhamento

Movamo-nos para a insanidade no amor!

Luiz Guilherme Todeschi
Inserida por Todeschi