Coleção pessoal de Gracaleal

161 - 180 do total de 1262 pensamentos na coleção de Gracaleal

Dá tristeza vir tanta gente vivendo só das memórias do passado ou de um presente sem conteúdo, pois esta improdutividade de vida só faz dificultar os esforços do Tempo com a sua oferta de possibilidades a fim de proporcionar a estas pessoas condições de terem boas lembranças no seu futuro passado

Graça Leal

Divisor de águas - Mandetta elevou o nível de inteligência no jogo político, não será mais possível, a partir de hoje, tratar o povo como anencéfalo nas entrevistas para as redes de comunicação, nem nas campanhas eleitorais.
"Virus" o que o corona fez?
"Convid ou" o povo a aprender a ler nas entrelinhas.

Graça Leal

As redes socias foram um veículo importantíssimo de incentivo aos eleitores, especialmente nas últimas eleições, a não comparecerem às urnas, pois o valor da multa é simbólico e as opções de candidatos eram frustrantes e desastrosas, o que eu concordo plenamente. Contudo, muitos dos pobres e o autônomos que seguiram a orientação deste desserviço na rede e optaram por pagar o valor de R$1,05 no 1° turno e R$3,51 no 2°turno estão com o CPF irregular, entre outros motivos, claro, além da ausência na sua seção eleitoral, e agora estão ralando para regulariza-lo a fim de não perderem o auxílio emergencial de R$600,00. Pois é, a vida tem dessas coisas.
Pensem antes de incentivar o erro, informar o errado, aliciar desinformados, compartilhar e manipular mentiras. Muitos dos que incentivaram o seu próximo a não votarem não fizeram o mesmo e foram às urnas cumprir o seu dever cívico. Na verdade nem sempre as pessoas seguem o que orientam, o que elas na verdade fazem é multiplicar baboseiras como se isto não tivesse consequência em se tratando de lei.
Mais responsabilidade na rede já é uma contribuição valiosa com o processos de cidadania.
O voto é livre, a revolta com o oportunismo e com a corrupção é natural, participar do processo políticoeleitoral do Brasil é fundamental, porém se não qualificarmos a nossa contribuição, seja através da informação, seja através do comportamento e trato nas relações nas adversidades estaremos fadados a estagnarmos no processo de aprendizado como cidadãos, consequentemente levaremos muito mas tempo para fazermos a faxina que país está precisando.

Graça Leal

Segundo a tradição, sábado de aleluia é dia de malhar o Judas. No Brasil, esta tradição já perdeu a graça faz tempo, pois o brasileiro "malha Judas", "inventa Judas" "assassina Judas" , "desmoralizar Judas", "idolatra Judas", "castiga Judas", "cria Judas" nas redes sociais o ano inteiro, sem falar que neste ano, devido ao coronavírus, ninguém deve sair de casa nem que seja para "abraçar e beijar" o Judas. Podemos ir direto para o domingo para comermos o chocolate sagrado

Graça Leal

Hoje, como parte viva da história, posso afirmar que a política conduziu a humanidade em todos os tempos da civilização e em todos os segmentos institucionalizados da sociedade, e que os políticos não perdem nenhuma oportunidade, seja com a vida ou com a morte.
Seguimos evoluindo!

Graça Leal

Não escrevo para receber veneração, mas, sim, para exercitar a minha vocação, registar a inspiração, provocar reflexão e contribuir para que mentes não pratiquem a paralisação

Graça Leal

A sociedade precisa de líderes, pois sem tê-los seria um aglomerado de selvagens e canibais e, ainda assim, mesmo tendo-os....

Graça Leal

O presidente se preocupa com o povo".

Pergunto:

Será que dá para identificar se esta frase foi dita por um pobre, e fiel, eleitor da esquerda, ou se por um pobre, e fiel, eleitor da direita?

Deixo a reflexão!

Graça Leal

Liberdade é, também, poder expressar tudo aquilo que o excesso do politicamente correto te obriga a calar, ou mascarar numa ditadura social, bem como liberdade é não pertencer à grupos cujo as lideranças padronizam o pensamento dos seus membros e seguidores.
Fale o que a maioria fala. Faça o que a maioria faz. Acredite em tudo que a maioria acredita, porque não foi à toa que a civilização chegou ao século XXI, ano 2020, tomada, ainda, de tantas injustiças, insatisfações, violências, miséria entre diversas outras mazelas, pois notoriamente a maioria contribuiu muito para a manutenção de tudo isto, uma vez que a força vem dos que estão juntos e o poder se nutri da união dos fracos. Os independentes, à margem dos padrões de pensamentos, ainda nos tempos atuais, continuam não tendo permissão para serem ouvidos com o devido respeito que demanda a individualidade humana, por mais que possam estar equivocados nas suas posições intelectuais, mas se insistem em se expressar são massacrados pela maioria e continuam sendo levados à forca, à fogueira, ao espancamento em praça pública só que, nos novos tempos, virtualmente. Porém, os danos continuam sendo reais e o processo de cabresto social continua sem retoques.

Graça Leal

Que o isolamento nos sirva

Que o isolamento social sirva para revitalizarmos valores reais, valorizarmos a vida real e preservarmos o que, no nosso íntimo, é, ou passou a ser, precioso.
Que o isolamento social sirva para olharmos menos para espelho e mais pela janela; sirva para, quando voltarmos às ruas, contemplarmos o movimento inevitável que conduz a rotina diária de cada um de nós, que é o principal recurso para a nossa sobrevivência psiquicosocial, e contemplarmos menos os supérfluos que se apresentam na palma das nossas mãos através de publicações deprimentes que bombardeiam o nosso intelecto na tentativa de nos recrutar para multiplicarmos vazios célebres e anônimos, notórios e ocultos, contidos em conteúdos e imagens produzidas, filtradas, frias, inúteis e ineficazes no processo da evolução civilizatória, bem como no nosso processo individual de crescimento.
Que o isolamento social tenha o poder de nos mostrar a
Importância que devemos atribuir às pessoas que cruzam os nossos caminhos e não sucumbem diante da demanda da hipocrisia na consequente troca natural na relação, e que são capazes de nos dizer o "não" e nos trazer à realidade quando insistimos em fugir do rumo da paz interior, muitas vezes sem percebermos, por mera vaidade, influências externas, ou por devaneios da alma, pois estas pessoas, no fundo, nos desejam o bem de verdade; o bem pouco praticado, porque perdeu espaço para o bem conveniente e para o politicamente correto.
Que o isolamento social sirva para resgatarmos, no caso de alguns dispersos que sirva para apresentar, tudo aquilo que compõe a individualidade, a identidade impressa em cada um de nós, e que é capaz de nos fortalecer frente aos chamados das fraquezas diversas a fim de evitar que passemos a vida tentando nos adaptar à padronização de comportamentos, de aparência, expressões e bandeiras que só nos distanciam de nós mesmos, e de muitos dos nossos iguais, enquanto nos tornam incoerentes no processo linguístico de defesa dos valores coletivos quando, simultaneamente, agimos investindo no que só vai beneficiar poucos individuos, em especial aos que compartilham da mesma carência - da ausência de relação ativa com a própria identidade - ou aos nossos seletos iguais.
Que o isolamento social sirva para nos proteger, ou nos curar, não só do Covid19 mas especialmente do que em nós só nos torna uma mera figura, um objeto de exibição e manipulação que contamina e adoece o nosso bom senso na arte, por vezes, literalmente, cênica, de nos posicionarmos como "bem intencionados" nas nossas ações.

Graça Leal

E as pessoas ficaram em casa.
E leram livros e ouviram música
E descansaram e fizeram exercícios
E fizeram arte e jogaram
E aprenderam novas maneiras de ser
E pararam
E ouviram mais fundo
Alguém meditou
Alguém rezava
Alguém dançava
Alguém conheceu a sua própria sombra
E as pessoas começaram a pensar de forma diferente.
E as pessoas curaram.

E na ausência de gente que vivia
De maneiras ignorantes
Perigosos, perigosos.
Sem sentido e sem coração,
Até a terra começou a curar
E quando o perigo acabou
E as pessoas se encontraram
Eles ficaram tristes pelos mortos.
E fizeram novas escolhas
E sonharam com novas visões
E criaram novas maneiras de viver
E curaram completamente a terra
Assim como eles estavam curados.

Catherine O'Meara
317 compartilhamentos

Existem diversas maneiras de um político fazer mal ao povo e uma delas é ele dizer que está trabalhando para o seu bem

Sei lá, só acho!

Graça Leal

Yuri

Só porque eu estou à toa
Escrevi este singelo versinho
Dedico à uma pessoa
Um perturbado homenzinho

Ele até é gente boa
Apesar de muito implicante
Diante de um vacilo não perdoar
E na zoação é brilhante

Até aqui nada o desqualifica
É bem humorado e bom amigo
Mas não devo omitir uma dica
Nem tudo nele é positivo

Há uma realidade cruel
Ele é um aquariano integral
Não chega à ser cascavel
Mas um chato monumental

Yuri, meu querido amiguinho
A sua sorte é que sou pisciana
Sincero é o meu carinho
Por isso minha paciência não te abandona

Mas preciso fazer-te um elogio
Tu tens um bom coração
Apesar do imenso desafio
De te aturar sem botão de configuração

Finalizo este verso, garoto
Ciente que te encontrei por destino
Mas da sua estrada seja sempre o piloto
Gratidão pelo nosso encontro matutino

Graça Leal

Em tempos de isolamento devido ao coronavírus minha declaração pra você, meu eterno grande amor.

Hoje, solitária, posso refletir melhor sobre o bem que você me faz. Sim, já é público o tamanho do meu amor por você, mas longe de ti posso dimensionar o quanto meu corpo sente a sua falta e o tanto de alegria que você me proporciona "antes", quando me preparopara te encontrar, "durante" quando trocamos calor e prazer e "depois", quando satisfeita volto para casa feliz, leve e cheia de energia, o que me leva a compartilhar com o mundo o resultado desta nossa relação intensa e sem o menorpudor quando deixo à mostra as marcas que você deixa no meu corpo.

Sol, vê se não me esquece, e espera por mim.

Graça Leal

No carnaval, o povo vai aos ensaios e depois para a avenida assistir e cantar os sambas que exaltam as divindades, personagens cultuadas nas religiões com descendência afro, bebem, fumam, sambam, se divertem, fazem mil fotos para as suas redes sociais e agora, com uma postura de quem é muito sábio e dotado de uma alma pura e elevada, através de memes, atribuí às escolas de samba a tragédia do coronavírus que começou num país que nem carnaval tem. Aff...
Todos mundo sabe, e/ou tem acesso ao saber, antes do evento acontecer, o tema do samba enredo de cada agremiação. Pergunto: Prestigia porquê se é tão espiritualizado?

É a necessidade de aparecer aniquilando a própria memória

Graça Leal

Vamos refletir sobre a real - as relações estão praticamente limitadas às mensagens no Whatsapp. Membros mais antigos das famílias reclamam que não se reúnem mais. Faz tempo que ninguém têm tempo sequer para sentar à mesa com os seus, no jantar. Muitos idosos não recebem a visita dos seus filhos por semanas, muitos pais separados ficam, tranquilamente, um tempo maior do que o decretado pela justiça para visitarem os seus filhos e agora, que devemos, efetivamente, nos manter afastados percebo um desejo súbito em algumas pessoas de visitarem seus entes queridos. O quê a sensação da perda não provoca, né?! Ou será só um bom motivo para driblar o isolamento obrigatório?
Será que esta pandemia e a necessidade de reclusão irão servir de alerta para mudarmos este quadro permanente de prioridade na convivência virtual?

Graça Leal

Sair da condição de macaco para viver como um papagaio, é triste, melhor seria ter continuado primata, porque, pelo menos, éramos livres na floresta. Como papagaios, se não estamos dentro de uma gaiola, estamos acorrentados pelos pés - ou seria pelas mentes?

Graça Leal

O ser humano, até então, ainda, notoriamente primitivo no trato dos seus desiguais, está evoluindo bem e já alcançou, inclusive, o patamar de gladiador, no ambiente virtual. Às redes sociais tornaram-se uma espécie de coliseu e o celular é a espada que assassina o adversário do escravo que está na arena protagonizando o espetáculo da vez enquanto satisfaz os seus imperadores na demanda dos seus interesses.
Pão e circo - nada mudou comparado à velha Roma

Graça Leal

Resolva-se com o seu espelho, com o seu travesseiro, com a sua conta bancária, com o seu guarda-roupa, com o seu coração, com a sua libido, com a sua consciência, com as suas limitações, com os seus aprisionamentos e com tudo mais que possa ser o vetor da sua insatisfação com você mesmo, bem como com a sua própria vida, e que te leva a se incomodar com quem está bem resolvido consigo próprio e que não tem culpa que só por existir e estar de boa na vida te causa algum incômodo. Ocupe o seu espaço ao invés de ser amargurado porque outro ocupou o dele.

Graça Leal

Os omissos, os acomodados e os hipócritas, em geral, levam a vida com mais leveza e são, pela sociedade, recompensados com o bônus da aceitação pacífica deste seu
comportamento. Já os seus opositores, em geral, ficam com o ônus que são as críticas, o olhar atravessado e a solidão social por se exporem pelo bem comum.

Graça Leal