Carta de Despedida

Cerca de 553 carta de Despedida

Despedida
Com carinho e tristeza caia uma lagrima daquela fortaleza chamada pai, meio sem jeito me deu um abraço forte, um “eu te amo” não declarado, mãe, com um choro na garganta, baixo e contido me deu uma pequena bolsa com nada mais que trocados, mais que se resumia a tudo que ela tinha. Um minuto e nem uma palavra dita, naquele fim de tarde chuvoso, pesado. Ao final peguei minha mala, com mais sonhos do que roupas e fui desbravar minha vida.

Anderson Mattos
Inserida por AndersonMattosAM

CORDEL DE NOVELAS.

Belíssima. Despedida de solteiro
A próxima vítima. O rei do gado
O profeta. Roque santeiro
Sassaricando. O bem amado

Cabocla. Da cor do pecado
A favorita. Estrela guia
O astro. Cordel encantado
A padroeira. Eterna magia

Alma gêmea. As três Marias
A sucessora. Vereda tropical
Mulheres de areia. Maria Maria
Selva de pedra. Lua de cristal

Olho no olho. Pecado capital
O amor está no ar
Salomé. Fera radical
Escrava Isaura. Livre para voar

Aquele beijo. Toma lá da cá
Carinhoso. Sabor da paixão
Corpo a corpo. Direito de amar
Final feliz. Explode coração

Pedra sobre pedra. O casarão
Terra Nostra. O mapa da mina
Dancin Days. A próxima atração
Cambalacho. Negócio da China

Feijão maravilha. Gina
A gata comeu. Marron glacê
Anjo mau. Gente fina
Tiêta. Voltei pra você

Roda de fogo. Bambolê
Laços de família. Esplendor
Começar de novo. Renascer
Amor eterno amor.

Mandala. Vila Madalena
Torre de babel. Escalada
Deus nos acuda. Helena
Minha doce namorada.

Eu prometo. A viagem
Viver a vida. Um sonho a mais
Vida nova. Irmãos coragem
A sombra dos laranjais.

América. Pátria minha
Paraíso. Tropicaliente
Gabriela. A Moreninha
Por amor. A vida da gente

Chega mais. Cama de gato
Beleza pura. Felicidade
Mico preto. Bicho do mato
O dono do mundo. Celebridade

Um anjo que caiu do céu
Fina estampa. Sete pecados
Dona Xepa. Barriga de aluguel
De corpo e alma. Coração alado

Baila comigo. Estúpido cupido
O amor é nosso. Passione
O noviço. O homem proibido
Tempos modernos. O clone

Quatro por quatro. Locomotivas
Louco amor. Pecado rasgado
Como uma onda. Água viva
Sol de verão. Corpo dourado.

Sinhá moça. Meu bem querer
Perigosas peruas. Vira lata
Senhora do destino. Quem é você
Zazá. Rainha da sucata

Fogo sobre terra. Bang bang
Porto dos milagres. Araguaia
Jogo da vida. Pacto de sangue
Era uma vez. Saramandaia.

De quina pra lua. Brilhante
Marina. Meu bem meu mal
Pai herói. Coração de estudante
Cubanacan. Paraíso tropical

Sinhazinha flô. Desejo proibido
O primeiro amor. Hipertensão
Partido alto. Sétimo sentido
Vale tudo. Insensato coração.

O outro. Anjo de mim
Morde e assopra. Padre Tião
Pé na jaca. terras do sem fim
Meu pedacinho de chão.

O cravo e a Rosa. Duas vidas
Te contei. Que Rei sou eu
O semiDeus. Fera ferida
As três irmãs. Sonho meu.

Guibson Medeiros
Inserida por GVM
1 compartilhamento

Em toda a minha vida depois de uma despedida, eles nunca olharam pra trás.
Eu sempre fico encostada num muro fitando seu caminhar e sumir com a distância na esperança de que olhem pra trás, na esperança de um aceno, um delírio, um deleite,
um sinal de hesitação ao partir.
Ninguém nunca olhou pra trás. Exceto ele.
Tão simples e intenso.
Tão humano e tão extenso.
Comum e desconhecido.
Meu amigo,
quero te ver de novo olhar pra trás.

MD
Inserida por MilenaDemetrio

SONETO PARA UMA DESPEDIDA
Marcial Salaverry

Numa triste despedida,
ainda que tendo a alma ferida,
mostre sua dignidade,
lembrando só que houve felicidade...

Se algo ainda entristece,
sem duvida o melhor caminho,
evitando o que aborrece,
é lembrar apenas que houve carinho...

E se algo não deu certo,
apesar do amor que aconteceu,
não deve causar tristeza, decerto...

O que houve de bom, não morreu...
Permaneceu no coração,
deixando uma gostosa emoção...

Marcial Salaverry

Marcial Salaverry
Inserida por Marcial1Salaverry

Demonstre o seu amor hoje, como se você estivesse em uma despedida.
Fale com as pessoas de tal modo que elas guardem de você as palavras mais ternas. Não perca a oportunidade de mostrar o seu afeto a cada pessoa que cruza o seu caminho hoje. Não adie o amor, não adie o sorriso, o olhar puro, a boa palavra, o abraço caloroso e o beijo de ternura, porque ninguém sabe se amanhã reencontraremos essas pessoas.
Um dia sem amor é um dia perdido! E um dia que não volta mais! Somos espíritos imortais, mas a experiência na terra tem prazo de validade. E ninguém sabe quando esse prazo se expira.
Aproveite bem o dia!

edite lima ,Janeiro /2017

editelima
Inserida por editelima

    A Despedida!!!

Ela fez sua mala e partiu, nao porque ja nao havia amor .
Mas porque a dor que ele, a fazia sentir com sua falta de sentimentos e indiferença .
Doia bem mais que a despedida...
Pois a unica coisa capaz de distruirdum amor é a falta dele o amor nunca morre de causas naturais ele é brutalmente assassinado !!!

Daniela kenia
Inserida por Danielakenia77

A despedida...

***
Amanheceu e seu amado partiu tristemente...
Deixando-a com coração partido.
E voltou a adormecer eternamente...
As coisas já não tinham mais sentido.

Pois de que adianta ter as estrelas, a luz do luar... Ter o mundo...
Se não irá mais o encontrar.
O amor, um sentimento lindo e mais profundo...
Mas muito difícil de explicar.

Anoiteceu e tudo ficou mais triste...
Saiu a noite pra contemplar o mar.
Lua cheia no céu, não mais existe...
Agora tão longe do seu amor, já não podes mais o amar...

Rio, 06/05/06.

Silviane Moon
Inserida por SilvianeMoon

Despedida

A luta foi grande, a esperança também
mas, o que tentei fazer certo
foi danoso
Persisti, afundei no lodo
Em cada luta uma derrota
Em cada ponta de esperança
apreciei inenarrável promiscuidade
Segregada e ferida, foi-se a ilusão
Hoje, mais velha e sábia
permito-me caminhar sozinha
como apoio, uma bengala de madeira
que a minha mão com delicadeza abraça
um busto masculino entalhado
no mais precioso marfim.

Maria da Penha Boina
Inserida por mpboina

DESPEDIDA

Cai no horizonte uma estrela, a sombra da lua, a silhueta curvilínea dançando uma música triste. Já não era você rabiscada em uma tela, num movimento apaixonado de um pintor, criando sua obra de amor. Canta essa musica ao soluçar do poeta, um cortejo de versos inacabados, todos do futuro para o passado, será a dor pela frente. Grita a noite nublada sob protestos dos enamorados, chora o viúvo sua bela amada, mendiga um único beijo, um único abraço, já vai longe a fantasia imaginada, singra o peito como sangue caindo sobre a terra. Seria o quarto vazio do filho desaparecido, a despedida da mãe que se foi para sempre? Qual dor se compara a solidão, mesmo diante do espelho? Se na própria imagem o nada é seu amigo companheiro, tens a morte como divida não paga, e o horror da infeliz condição, o palhaço chora por não fazer sorrir.

José Carlos Cavalcante
Inserida por JCCAVALCANTE

DESPEDIDA

Em cada despedida há um adeus
Na incerteza de um novo encontro
Da ansiedade que suspende-se na alma
Morremos, rezamos, rogamos, suplicamos
Amamos a esperança que é eterna
Imploramos ao tempo que a saudade
Nos cure deste maldito tormento
Imploro-lhe a paz que as ausências
Sequestram os nossos desencontros
Que da vida afasta-nos por mera abstração
Da mente doente que envolve as emoções
Talvez com o vinho entre as ruínas
Que habitam estas quatro paredes
Embalsamemos com as pinceladas de cores
Num duelo na sombra explorando a noite
Em cada despedida em cada adeus.
❤╰⊱♥⊱╮❤

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Despedida

Estou me despedindo na madrugada quente onde o coração é frio...
Não gosto de me despedir da ideia do que me fez tão bem. Porém trago comigo todos os bons momentos e a eterna admiração que tenho por toda sinceridade destilada.
Aprendi que no momento da vida em que nos encontramos divididos, devemos escolher amar primeiramente o nosso bem estar, mesmo que tenhamos que abrir mão de algo ou de alguém.
Eu respeito coisas destes tipos, aliás, é exatamente TUDO isso o que o torna apaixonante!
Bons exemplos devem ser seguidos, e eu vou em paz pelo mesmo caminho, pois a vida às vezes nos coloca em situações difíceis onde não existe o "certo" e o "errado", o que existe é uma palavrinha chamada:
Escolha.

- Paz e Bem.

Estela Vilas Boas
Inserida por EstelaVilasBoas

DESPEDIDA...
Você se foi!!

Você partiu...
Deixou as chaves da porta.
Desistiu dos seus direitos sobre a casa.
A luz que clareava seu quarto, agora brilha nos céus.
Ela está a luminar sua nova jornada.
Os anjos dançam contigo no infinito,
eles cantam a música que você gostava!
A intimação chegou nesta noite,
e você não exitou, você partiu!
Não vou indagar sobre o que levou...
Sei que não levas nada nas mãos.
Mas sei que levas um coração puro e confiante...
Um coração recheado de amigos.
Sua alma é forte...voe...

Adeus amigo!
Um "abraço eterno..."

"Que teu corpo descanse em paz em um campo florido...
Que tua alma voe os mais altos céus..."
ADEUS!!!

Emilsen Lemes
Inserida por Emilsen

Soneto de Despedida

Que não sejam só promessas, palavras
Que seja, contudo e antes de tudo, o ato.
Que não seja o que evolui, apenas.
Mas que seja a pureza do princípio, o nato.

Que não seja o imutável, mas que não mude.
Que seja ao menos o mínimo, mas cresça.
Que não seja só mais uma paixão - que ilude
E se não for para subir, que ao menos não desça.

Se não for para sorrir, que eu chore.
Se um dia for florir, que eu regue.
Que se tiveres de partir, que eu não implore.

Se não for nos seus braços, que eu nem me aqueça
Se não for o nu e cru da verdade, que eu apenas negue.
Se não for a tua voz, e o teu beijo, que eu esqueça.

Anderson Júnior
Inserida por AndersonJunior97

PASSAGEIROS

Minha mão se calou
diante da despedida
e o aceno do adeus
paralisou na estação.
Meu coração conhece
o medo de ir embora,
mas meus sonhos
não o permitem parar.
Alimentei minha saudade
só para não perder a canção.
Tudo passa, sempre passa
e os passos passam
passo a passo.
Eu vou, mas volto...
ou não.
Toda vez que volto
estou partindo
e toda vez que parto
de algum lugar
volto para mim.
De partes em partes
monto meu próprio
quebra-cabeças.
Não me espere para jantar,
eu como no caminho.
Caso demore,
acenda as estrelas
e apague o cigarro.
Há uma festa em cada idade.
Quanto mais se vive,
mais se chega ao fim.
Quanto mais se
aproxima o final,
mais se quer
voltar ao começo
e recomeçar.
Eu vou, mas volto...
ou não.
Tudo é passageiro
e nessa passagem
somos todos passageiros
dessa embarcação.

Janaína da Cunha
(Do livro: Versos Soltos)

Janaína da Cunha
Inserida por janaina_da_cunha

Despedida

O momento da partida é doloroso
Dói sem deixar marcas pelo corpo
Parece ser o fim de tudo na vida
Em alguns casos é daqui a pouco

Nela vivemos tristeza e alegria
Sentimento profundo da partida
E não damos conta dos estragos
Que cada despedida proporciona

Nas gavetas ficam as recordações
Lembranças dos tempos juntos
Quando amareladas é muito tempo
Saudade às vezes torna-se eterna

O buraco do vazio que fica é enorme
Não dá para traduzir em palavras
Toda despedida é momento triste
Afinal a separação sempre nos afeta

Djalma CMF
Inserida por 81024673

A partida

Encontramos-nos em meio à despedida,
Mas afirmo que eram dias maravilhosos...
E este era o lugar de sempre nesta alegria,
Onde trocávamos os nossos sentimentos...

Pode acreditar que o tempo ainda corre,
Mas na vida em tudo muito se renova...
Hoje o velho amanhã terá o seu renovo,
É o nascer e morrer em todas as pessoas.

Tanto na chegada quanto na triste despedida,
As lágrimas são sentidas com muita comoção...
Mas os rastros que ficam são de linda magia,
Consequência dos bons momentos de emoção.

A partida abre mão de toda continuidade,
E mesmo sentida às vezes ela é necessária.
O questionamento trai a nossa felicidade,
Orgulho descrente de uma decisão acertada.

Djalma CMF
Inserida por 81024673

Da despedida daqui
disse até mais
ao pó do meu quarto
e afaguei minhas duas gatas
com a força instantânea da saudade prévia
Disse, também
aos meus pais
que eu um dia volto
mas preciso do destino
onde tem a pele dela
e os cabelos onde acho meus sonhos
Preciso
da boca que diz que me ama
quando chego
Disse que um dia volto
mas não por inteiro
Um pedaço habita lá - talvez o melhor
Entrego a passagem
enquanto brigo com o relógio
que diz faltar umas horas
Claro que eu disse boa noite
às minhas memórias
sem rancor algum
das más
Porque agora sou fé
e, também
é claro
que disse que a amo
antes da pele ser pele
Porque poesia é artéria
E ela meu coração.

Kevin Martins
Inserida por kevinmartins6

Até o próximo jantar...
(Nilo Ribeiro)

Abraçados na porta do prédio,
uma gostosa despedida,
não é um assédio,
mas é o amor que sinaliza

não esqueço esta noite,
até o próximo jantar,
mesmo que a saudade me açoite,
de você vou sempre lembrar

o restaurante discreto,
mesa reservada,
um jantar completo,
tudo para a amada

a música era suave,
a noite prometia,
que este amor propague
e se torne poesia

um vinho, um brinde,
desejo de eternidade,
"que este amor não finde,
que se estruture na verdade"

convido para dançar,
convite é aceito,
passo a te abraçar,
você aninha no meu peito

olhos fechados,
alma divaga,
sonhos sonhados,
amor que propaga

final do jantar,
começo da madrugada,
queremos nos amar
em um motel de estrada

nada a descrever,
apenas sonhar,
foi tudo prazer,
isto é amar

até o próximo jantar...

Nilo Ribeiro
Inserida por NILOCRIBEIRO

Quando anunciaste a despedida
a casa toda desabou
ficou escuro lá fora
toda lembrança veio à película
despejou-se toda tristeza em mim
não tive um rosto por usar
meus lábios me doeram
fruí escamas nos braços
tive capim na boca
tentei em vão da memória
desprender a saudade

Doeu-me amar-te.

Olhei os gestos da tua face
impossivelmente abandonável
Demorei-me na palavra
e encostei-te sem erudição
na lágrima que chovia adentro
afogando o meu céu interior

Doeu-me amar-te.

Doeu-me mais olhar-te
despertar promessas e juras
Ai! Feriu-me cobrir-te de ausências
mas, estavas em mim
desenterrando caminhos
Meus pés envelheceram
Transcrevi-te silêncios
Não tive enganos de amor
para subordinar-te, vil

Doeu-me amar-te.

Demorei morrer
impossibilitei-me de viver
de nos viver turbulentos
na aurora do arco-íris

Oh!
Quando pronunciaste a despedida
todo tumulto abarbou-me
tsunamis, sismos: catástrofes
Pupilas entraram-me fundo
Meus ossos careceram de carne
Senti-te tão perto, tão humana
Senti o mundo a fugir-me pelos dedos
Ocupei vazios antigos
arrojado de medo de açoitar-me

Doeu-me amar-te.

Esse sentimento da fala:
pura explicitação da sublimação
amputou-me das mãos à poesia
por favor, meu áspero, abjecto amor
desdiga-te e leve-me contigo
seja para que outra dor for!

Magoa-me tanto desviver-te
produzir solidão e sofrências
tua despresença
torna-me irmão próximo da morte
fatal forma de ilusão e desencanto
É que
o mar é sangue sem cor
impossivelmente real

Não vá, meu amor
até os tambores quebrarem as auroras!

Otildo Justino Guido
Inserida por otildojustino
1 compartilhamento

Então , então é chegada a despedida...
E qual dentre todas despedidas será?
Talvez seja a morte , mas a morte nem sempre é morrer verdadeiramente, tendo um velório , onde 10% lhe ama, 30% acha que tem obrigação de ir, 30% vão olhar se você está bonito, e 30% vão apenas pra fofocar, e comer bolo...
Não é essa a única forma de morte...
Morte significa passamento, então quando você passa de fase, decide mudar, mudar sua vida , hábitos e costumes, então , ali você morre ...
Então , morremos pra um recomeço, abrindo mão das coisas ...
Devemos morrer todos os dias, pois, todos os dias devemos recomeçar, procurando se livrar de tudo que é ruim...
Não pense que isso é apenas uma besteira...
Mas, tudo, quando deixamos para depois fica mais difícil de se desfazer ...
Devemos morrer pra amores, pois quanto mais eles duram mais nós iremos sofrer ...
Devemos se desfazer de todos os pecados, pois o que nos prejudica deve ser cortado ...
Então , hoje eu morro, e amanhã ,
há amanhã...
encontrarei mais um motivo pra morrer ...

jose neto
Inserida por JoseNeto2211
1 compartilhamento