Carta de Despedida

Cerca de 620 carta de Despedida

Ensaio minha despedida em palavras um tanto indecisas que me fazem duvidar que pudesse me ir embora;
Jurava que o problema que nós passávamos era meu para que você tivesse tempo de me amar com todo o seu querer;
Sempre te exaltei com minhas doces palavras para que você pudesse entender o quanto você tinha valor para mim;
Chorava as taças de vinho deixada sozinha com amores que nunca ouvia o tom da felicidade, mas que nunca havia esperado que se magoasse;

Julio Aukay
Inserida por JULIOAUKAY

Meus versos nunca foram tão decorados em uma pré-despedida na qual não te faça arrepender-se ou desistir de ir para nunca mais voltar;
Não parta sem antes perceber os pedaços que me deixa ou não espere os meus lamentos para com os seus deboches poucos significantes;
Porém saiba bem que não te procurarei em qual quer esquina que me dê motivos incabíveis para tentar te trazer de volta;
Espero que algum dia você me veja com a imensa felicidade que outro coração tenha me dado, um belo sorriso no rosto e sensações inexplicáveis;

Julio Aukay
Inserida por JULIOAUKAY

Em toda a minha vida depois de uma despedida, eles nunca olharam pra trás.
Eu sempre fico encostada num muro fitando seu caminhar e sumir com a distância na esperança de que olhem pra trás, na esperança de um aceno, um delírio, um deleite,
um sinal de hesitação ao partir.
Ninguém nunca olhou pra trás. Exceto ele.
Tão simples e intenso.
Tão humano e tão extenso.
Comum e desconhecido.
Meu amigo,
quero te ver de novo olhar pra trás.

MD
Inserida por MilenaDemetrio

PROVÁVEL DESPEDIDA

Estou me preparando
para uma provável despedida
As mãos vazias estou deixando[
para que ela seja desmedida
recebendo um grande abraço
daqueles que valem por uma vida
Vou desamarrar um laço
em seguida comprar outra fita
para iniciar nova trançça
nos meus sonhos de criança...

mel - 08/30/11

melanialudwig
Inserida por MelaniaLudwig

Despedida

Não estou pronto para te deixar.
Muito menos para deixar você ir embora.
Desejo ouvir todos os dias o seu bom dia de manhã.
Se estás longe, anseio por tua presença.
Acho que jamais estarei pronto para te deixar.
Porque a minha felicidade em seus olhos sempre estará.
Não te deixo! E peço que não insista.
Pois nunca fui bom em dizer Adeus.
Jamais estarei pronto para despedidas.

Fer Draccon
Inserida por ferdraccon

A mão do menino que quer dar a sua inocente despedida ao pai.
Um menino de 5 anos, em 1940, se pertencer ainda ao número dos vivos - e torço para que o seja - andará agora pelos 76 anos de existência.
Ele, liberta-se de súpeto, da mão da sua progenitora para se despedir do pai, ao encontro, adivinho-o eu, de uma mão transida de angústia, fria, porque o sangue se negou a correr-lhe naquela parte anatómica.
Estávamos quase no começo da Segunda Guerra Mundial (Iniciada pelo III Reich em 1 de setembro de 1939, com término a 2 de setembro de 1945, com a vitória das tropas dos países aliados).
Chegaria o menino, quando a guerra cruel, dantesca, de holocausto inenarrável, congeminada por um cérebro psicopata, acabou por abraçar seu progenitor, e a encher de beijos dos lábios de um puto de 9 anos, o rosto macerado do pai soldado (sim, porque na guerra, seja ela qual seja, não deve haver vencedores nem vencidos... apenas homens e mulheres que dizem um ai de aIívio pelo suplício vivido e nem sempre terminado...).
As guerras de agora também tem quadros de extrema negrura, como por exemplo de um pai segurando nos braços esquálidos o cadáver inerte e frio de seu filho amado!
As guerras, deveriam de ser feitas e travadas no campo de batalha, só pelos senhores do mundo e sua parentagem; e nós, população indefesa, deveríamos apenas de estarmos em frente ao televisor a vê-los cair, como tordos!...
Querem apostar como acabavam de vez as guerras e conflitos, a todos os níveis?
E eu até nunca fui, não sou e nem serei nunca homem de jogos ou de apostas!

carlos vieira de castro
1 compartilhamento

" Quando o vento soprar a canção da despedida
e todas as cores simularem o adeus
iniciando a viagem noturna,
fria
quando teus olhos cerrarem uma lágrima
e tua boca docemente me chamar de amor
deixe-me ir
é hora da partida
talvez os anjos em travessia moldem algum azul
a importância não será revelada
o que ficará será infinito na saudade
e eu que não serei mais teu
irei me encontrar
com o enigma da vida
que todo mundo involuntariamente quer descobrir...

Oscar de Jesus Klemz
Inserida por OscarKlemz

“Despedida… ainda te amo”

Eu não sei por quanto tempo irei ficar por aqui.
Por isso… se apresse.
Eu não quero partir sem antes revê-la!
Quero levar comigo, pelo menos a lembrança do teu sorriso.
Isso para mim será eterno!
Amor...
Eu não consigo sequer, expressar o tamanho do meu sentimento…
Este que sinto por você!
Assim mesmo, vou tentar me acostumar, vou tentar sobreviver…
Será que terei forças para te esquecer?
Farei o possível.
Irei lutar contra minhas vontades, contra meus desejos.
Afinal; não há mais nada que eu possa fazer!
Amor…
Eu só tenho uma certeza.
Meus olhos sempre ficarão úmidos, quando me lembrar dos nossos bons momentos.
Ah!
Foram tantos.
Tantos que meu corpo chega a desfalecer, ao imaginar nós dois juntinhos…
Jamais me esquecerei disso… pois não tenho motivo algum para esquecer.
Não tenho motivos para… deixar de te amar.
E é este minha querida; o meu grande desejo.
Que você guarde para sempre o meu amor.
O meu grande amor!
Aquele, que a você dediquei…
E que dentro de mim jamais irá morrer!

Admilson

Admilson
Inserida por Admilsondossantos
1 compartilhamento

Dos sentimentos...

Procuro um ponto de partida
e nada me vem
parto para a despedida
Que é o que me convém

Dilato anseios nas voltas dos ponteiros
aponto segundos e minutos inteiros
afio a lâmina que conduz este sentimento
não importa quem se corta

Em uma briga de razões covardes
o meu sentir aguçado revela o peso do meu querer
O meu coração amassado revela o meu sofrer...

Rosival Evangelista
Inserida por rosivalevangelista

No ínterim da vida, um mal estar, uma despedida
De mim. De quê?
Acho que eu dormi nos intervalos da chegada, da partida.
E a cada despedida eu me pergunto se é o fim

Ontem, morreu um bicho dentro de mim,
E hoje as suas tripas me degolam
Um bicho esguio e luminoso... Sei lá...
Só sei que estava aqui porque agora não está,
E se nunca esteve, tem um espaço aqui pra ele... Vazio, vazio

No ínterim da vida, um não estar, uma despedida...
Assim foi que eu fiquei desfalecida no sofá do quintal velho
Enquanto uma semente que virou broto que virou árvore e virou árvore
De repente, virava árvore que virava broto e virava semente
Semente que se enroscou e bloqueou minha garganta
Semente que dói feito pedra.

O que eu sei é que até ontem havia um caixão por aqui
Um caixão que ninguém abriu
O cadáver... Não sei bem... Mas acho que era morte/por segundo
Talvez por cárcere privado, talvez por conveniência.
O que eu sinto, vejo e ouço é que até hoje fede e bate na madeira inutilmente.

Aconteceu...
No ontem de algum dia
Em algum olhar distante, vazio e doloroso.
Eu não sei... Mas eu me lembro,
Como uma sensação no escuro.

eu
Inserida por Eu1695
1 compartilhamento

    A Despedida!!!

Ela fez sua mala e partiu, nao porque ja nao havia amor .
Mas porque a dor que ele, a fazia sentir com sua falta de sentimentos e indiferença .
Doia bem mais que a despedida...
Pois a unica coisa capaz de distruirdum amor é a falta dele o amor nunca morre de causas naturais ele é brutalmente assassinado !!!

Daniela kenia
Inserida por Danielakenia77

Despedida de um Romântico

Sou antigo romântico, porém o romantismo morreu em mim, deixar as emoções tomarem conta de você não faz bem, romantismo é uma forma que hoje nem todos querem, esse lado guarda em gavetas devemos, demonstrar demais espanta então seja como o gelo frio, as vezes como fogo em horas pequenas acender aquecer e depois apagar. O antigo romântico se retira de cena, o romantismo se foi, talvez um dia voltará.

Gabriel da Silva Salvador
Pensamentos da madrugada

Gabriel da Silva Salvador
Inserida por Gabrielsalvador

Canção de despedida

Talvez essa vida
Deva ser vivida
Como despedida
De alguém de partida

Talvez desse jeito
Se possa quem sabe
Tirar mais proveito
Antes que ela acabe

Fortalecer laços
Encontrar conforto
Em longos abraços
Quais de aeroporto

Às coisas pequenas
Poder dar valor
Valerá a pena
Espalhar amor

E ao chegar a hora
Hora derradeira
Saber que se mora
Em quem bem lhe queira

Felipe Trombim
Inserida por felipetrombim

Carta de despedida

Por muito tempo eu deixei você,
contra a minha vondade tive que
partir, em meu coração cheio de saudade o teu rosto tatuei.

Antes de partir uma carta escrevi, nela
relatava tudo o que eu sentia por você
mas que nunca conseguia lhe falar.

Na carta está escrito que todo o
amor é infinito; noite e dia o teu
amor trouxe-me a luz que tirou a
escuridão do meu coração.

Em cada solidão vencida eu desejava
O reencontro com teu corpo abrigo;
Na escuridão, o teu olhar me iluminava
E minha estrela-guia era o teu riso.

Há, se eu tivesse mais um tempo
Para te amar; reviver os nossos
instantes mais bonitos, eu regressaria.

Espero conseguir me desenhar para
Você em cada palavra dessa carta,
Você vai ler que tudo em mim diz:
-EU AMO MUITO VOCÊ.

Que o meu amor é maior
que tudo, e está escrito
Que vai ser pra sempre.

Confesso sem medo de mentir
Que em você, encontrei
Inspiração para escrever.

Você é pessoa que nem eu,
Que sente amor
Mas não sabe muito bem
Como vai dizer.

Fui chorando de saudades
Quando deixei você,
Eu viajei contra a minha vontade;
Infelismente a morte me venceu.

"Se tem um homem que leu está carta, então declare o seu amor a ela"

"Se tem uma mulher que leu está carta,
então declare o seu amor a ele"

INSISTA, INVISTA NO AMOR

Rogério. B. Santos
Inserida por EternoRomantico
1 compartilhamento

A partida

Encontramos-nos em meio à despedida,
Mas afirmo que eram dias maravilhosos...
E este era o lugar de sempre nesta alegria,
Onde trocávamos os nossos sentimentos...

Pode acreditar que o tempo ainda corre,
Mas na vida em tudo muito se renova...
Hoje o velho amanhã terá o seu renovo,
É o nascer e morrer em todas as pessoas.

Tanto na chegada quanto na triste despedida,
As lágrimas são sentidas com muita comoção...
Mas os rastros que ficam são de linda magia,
Consequência dos bons momentos de emoção.

A partida abre mão de toda continuidade,
E mesmo sentida às vezes ela é necessária.
O questionamento trai a nossa felicidade,
Orgulho descrente de uma decisão acertada.

Djalma CMF
Inserida por 81024673

CARTA DE DESPEDIDA

Aos amigos novos e aos antigos que permanecem presentes (ainda que ausentes), meu muito obrigado por me ajudar a compor a história da vida real que mais se confunde com ficção de tantas emoções que vocês, talvez até melhores que eu, sabem descrever. Obrigado por tudo que é compartilhado, raivas, risos, conhecimento, pontos de vista, teimosias, toda sorte de sentimentos, vivências, transmissão de pensamento...é uma sintonia só..rsrs!!

A você que apareceu no dia exato, balançou as estruturas da pequena sertaneja e que até hoje não sei ao certo definir o tipo de relação que temos, só tenho uma coisa a dizer: Você é o cara e eu te adoro (independente do vínculo estabelecido).

A quem partiu e não se despediu, meu Adeus e foi bom te conhecer!!

Esse ano vivi tantas experiências, alcancei praticamente todos os objetivos estabelecidos, mesmo assim foi, digamos que, um ano turbulento.
Vi amizade transformar-se e limitar-se a um “Tá tudo bem?” somado a contatos previsíveis quando necessário e vi um “Tá tudo bem?” transformar-se gradualmente em amizade. Foi um longo ano e ao mesmo tempo fugaz, foi um período de adaptações nem sempre exitosas mas gratificantes. Um ano de mudanças, de julgamentos, de incertezas/indecisões e de decisões!!

E mesmo sabendo que nem todos os destinatários dessas palavras a lerão...com essa “carta” finalizo tudo que ficou mal resolvido em 2011...esperooO ;)

Qualquer semelhança com a nossa relação não é coincidência. Esse texto não é uma indireta e sim direta a destinatários não identificados e cada trecho é dirigido a pessoa(s) específica(s) que fizeram toda diferença.

Só mais uma coisa, você que teve paciência de ler até o final, não pense: “Lídia, você é louca de expor sua vida assim?”. Não, num sou não. Só foi dito o que deve(e pode) ser dito e isso é só uma coisinha que eu quis fazer para me DESPEDIR DE 2011 lembrando de alguns aprendizados importantes: Acolha seus sentimentos(por Cilene) porque o sucesso é ser feliz(por tia Bag) e se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi(por Roberto Carlos)!!

Feliz 2012 (a nós)!!!!

Lídia L.B. Leite
Inserida por LidiaLucia
1 compartilhamento

Estrelas, minhas e tuas estrelas. Aqui não vai minha despedida pois ainda, todas as noites possíveis lhes olharei com a mesma paixão de sempre.
Mas lhes aviso que não mais me encontro naquele janela velha e surrada que lhes encontrava sempre em meus desencontros diários. Hoje, aqui olho por vocês de outro ângulo, mas com a mesma intensidade.
Meu endereço agora é fácil de ser encontrado, é aproximadamente alguns metros acima da gratidão.
Espero vê-las e revê-las por mais milênios como sempre foi.

Aldo Teixeira
Inserida por AldoTeixeira

Despedida...

Tenho que partir deixar o tempo rolar...
Ver novos horizontes, ter novas experiências
Abraçando novas oportunidades
Deixando velhas histórias
Que meus sentimentos retomem
Tentando apagar o que ja não faz mais sentido
Buscando um novo EU
Sonhando com novas novidades
Despendido de você... Para continuar minha História!
Shirlei Miriam de Souza

Shirlei Miriam de Souza
Inserida por Shirleimiriam

"Despedida"

Na hora da dor, somos todos pobres, somos todos humanos, somos todos pequenos.
Na hora da dor, somos todos iguais, somos seres em sais, somos metade do que nos tornamos, somos metade do que esperávamos ser.
Na hora da dor, acabou-se toda a alegria, triste será mais um dia em que deixamos de ser grandiosos.
Na hora da dor, voltamos a ser criança e nessa roda gigante da vida, voltamos ao inicio da partida.
Na hora da dor, bate a saudade, o desespero da perda te dissolve... E nessa hora não existe dor que seja menos dor, não existe amor que não sinta o peso da saudade.
Na hora da dor, não existe acalento, não existe argumento, existe apenas "o famoso e doloroso tempo".
Na hora da dor, você se redescobre, muda de nome e altera o sobrenome.
Na hora da dor, contamos os segundos, eles se transformam em horas.
Na hora da dor, seja do tamanho do que sente, para que mais à frente, a transforme em experiência.
Na hora da sua dor, aprenda com as suas lágrimas, elas são o caminho mais árduo e mais sincero para dissolver seus dilemas.
Na hora da dor... Despeça-se com elegância, no seu ato de criança em querer mais um pouquinho.

Tatyane Nicklas
Inserida por tatyanenicklas
1 compartilhamento

Quando anunciaste a despedida
a casa toda desabou
ficou escuro lá fora
toda lembrança veio à película
despejou-se toda tristeza em mim
não tive um rosto por usar
meus lábios me doeram
fruí escamas nos braços
tive capim na boca
tentei em vão da memória
desprender a saudade

Doeu-me amar-te.

Olhei os gestos da tua face
impossivelmente abandonável
Demorei-me na palavra
e encostei-te sem erudição
na lágrima que chovia adentro
afogando o meu céu interior

Doeu-me amar-te.

Doeu-me mais olhar-te
despertar promessas e juras
Ai! Feriu-me cobrir-te de ausências
mas, estavas em mim
desenterrando caminhos
Meus pés envelheceram
Transcrevi-te silêncios
Não tive enganos de amor
para subordinar-te, vil

Doeu-me amar-te.

Demorei morrer
impossibilitei-me de viver
de nos viver turbulentos
na aurora do arco-íris

Oh!
Quando pronunciaste a despedida
todo tumulto abarbou-me
tsunamis, sismos: catástrofes
Pupilas entraram-me fundo
Meus ossos careceram de carne
Senti-te tão perto, tão humana
Senti o mundo a fugir-me pelos dedos
Ocupei vazios antigos
arrojado de medo de açoitar-me

Doeu-me amar-te.

Esse sentimento da fala:
pura explicitação da sublimação
amputou-me das mãos à poesia
por favor, meu áspero, abjecto amor
desdiga-te e leve-me contigo
seja para que outra dor for!

Magoa-me tanto desviver-te
produzir solidão e sofrências
tua despresença
torna-me irmão próximo da morte
fatal forma de ilusão e desencanto
É que
o mar é sangue sem cor
impossivelmente real

Não vá, meu amor
até os tambores quebrarem as auroras!

Otildo Justino Guido
Inserida por otildojustino
1 compartilhamento