Carta de Despedida

Cerca de 629 carta de Despedida

Segundo os dicionários, despedida significa (entre outros) dizer adeus. Dizer adeus e não um até logo, segundo o meu sentir, representa uma decisão consciente de partir sem passagem de retorno. Ir, sobretudo, em frente. Encarando a ausência de quem resolveu permanecer lá – seja onde for - e não aqui.

Mas esta ideia crua de partida nunca fez muito sentido para mim. Ainda hoje eu procuro entender o contexto da finitude. Do então é isso, acabou. Fim da linha. Au revoir!
Sempre que me coube o poder da decisão, optei por experimentar a doce incerteza de um “até mais!” - que muitas vezes chegava a demorar mais do que o esperado -, a ter que ouvir um seco e indigesto “até nunca mais!”. Ou nem isso.

Confesso que durante muito tempo eu acreditei que a pior parte em ter que lidar com uma despedida, fosse o acordar pela manhã seguinte e perceber que a casa estava vazia. Que aqueles tão habituais sons de vozes e passos haviam, enfim, emudecido. Que tudo aquilo que poderia vir a ser, conjugou-se no tempo passado antes mesmo de ter sido um presente, num presente.

Mas eu finalmente percebi que no final das contas, saber que alguém partiu para não mais voltar não representava em si a dor maior. O epicentro de todo o meu sofrimento.
O que de fato orquestrava - e com mestria – os efeitos da despedida como ato irretocável, era a sensação de que alguém se foi, sem ter, de fato, ido; que é quando a razão olha para os lados e só vê um espaço amplo, porém, oco, e então a emoção vem e diz: - Nâo. Olhe direito! As lembranças estão aqui. Todas elas. Em todo canto. Em cada parede. Em cada piscar de olhos que remete a sorriso. Em cada silêncio que entoa aquela voz reconhecível no meio de uma multidão de outras vozes. Em cada marcação de tempo que faz recordar uma mão que sempre encontrava a outra no meio de uma daquelas noites tempestuosas que inspirava a ficar junto. Unindo forças e sentimentos. Sendo e permanecendo.

Talvez um dia eu amadureça o suficiente para compreender essas coisas acabáveis. Ou talvez continue acreditando que em algum momento acontecerá um reencontro e então o adeus, por fim, se redimirá.

Jorge Nicodemos
Inserida por JorgeNicodemos
1 compartilhamento

Choro da Despedida

Eu demorei pra ter ver
Você não me viu
Meu coração te enxergou
A sua boca se calou
E disse a minha boca
O que ela nunca dizia

Sua mão acenava um "Olá"
Quando na verdade era uma despedida
Seus passos se distanciavam da minha visão
Mas estavam ao meu lado nos choros e poesias

Parte do seu carinho está em mim
Parte do meu carinho está em nós

Por mais que eu pudesse dizer
As palavras não diriam
E por mais que eu tente esconder
Essas palavras dizem

Giovanny Xavier
Inserida por GiovannyXavier

Minha estrela

Estrela que encanta minha vida
me diz que nunca terá despedida,
pois viver sem tua luz é mesmo que
estar no mundo escuro e sombrio.

Estrela que alegra os meus dias
me diz qual é a tua maior alegria,
que prometo te guiar para sempre
estando em todos os momentos presentes.

Estrela que carrega o meu coração
me diz a verdade, qual tua maior paixão,
grita para o mundo mostrando essa
grandiosa emoção.

Estrela que habita os sonhos meus
me diz se é capaz de amar outros
sentimentos além dos meus, nessa passagem
maravilhosa que novamente o destino nos prometeu.

Emerson Lima
Inserida por emersonlima1

Um gosto amargo
uma despedida
uma lágrima
estou de partida...

Agora sim,
mudo de ares
irei a outros bares...
navegarei por outros mares.

Até aqui viajamos juntos,
tiramos algumas pedras do caminho,
outras contornamos,
arrancamos os espinhos...
seguimos em linha reta,
subimos ladeiras,
quebramos barreiras...

um dia me vi esquecida num canto
o riso virou pranto.

E o riso virou pranto
um dia me vi esquecida num canto
quebramos barreiras...
subimos ladeiras,
seguimos em linha reta,
arrancamos os espinhos...
outras contornamos,
tiramos algumas pedras do caminho,
até aqui viajamos juntos.

Navegarei por outros mares...
irei a outros bares...
mudo de ares
agora sim.

Estou de partida...
uma lágrima
uma despedida
um gosto amargo
de fim.

Rosangela Calza
Inserida por RosangelaCalza

É muito triste só ser notada e enxergada na hora do maior tombo e da despedida.

Melancólico abandono, de quem partiu, sem ser afagada, amada.

É muito desgostoso ser uma carta não lida, nem aberta, nem muito menos, guardada amarelada como demonstração de um verdadeiro carinho, afeto, irmandade, saudade, amor...

Aimara Maia Schindler
Inserida por servamara

DESPEDIDA
Vou partindo assim,bem assim
A noite está calma e acordada como sempre
Ela testemunha a minha despedida
Vou levando pouca coisa comigo,agora
Da tua alma peguei um pouco de doçura
E você nem percebeu,pois está adormecida
Quando amanhecer verei o sol de outro lugar
Será estranho,tudo muito estranho
Celebrarei a cada momento aquele lindo anjo
Estou indo mas um fio de mim vai ficando
Não corte ele,se eu me perder vou precisar dele
Vou esperar mais alguns minutos
A dor da despedida está me esperando ali fora
Qual rosa deixarei para você?
Acho que vou deixar todas que eu plantei um dia
Flores ficam mais lindas entre outras flores
Juro que eu queria ficar bem pequenininho
Pra poder ocupar um cantinho pequeno em você
A vela ainda está queimando
A cama está em paz agora depois de tudo divino
Sei que isso não vai se esquecer
Quero que você se lembre daquele paraíso
Quando querer me encontrar estarei lá
Me espere num dia de chuva ou num dia se sol
Vou embora caminhando devagar
Se eu aprender a voar,volto pra te levar até ao céu
Deixe aquelas rosas para mim voltar pra beija-las
Estou saindo de mansinho agora,não quero acorda-la
A nossa canção está acabando
Quando acordar pense em mim
Preparei aquele café que tanto ama
Nem sei o motivo disso tudo,eu não queria ir
Mas agora saio da nossa grande brincadeira
Esse não é o fim do nosso jogo
E se alguma voz vir te dizer,siga o teu coração
Ele te levará até a mim
Sei que chegou a hora, não tem mais solução
Estou te dando nesse momento um beijo na testa
Deixe a porta aberta pra mim...

Guilherme boldrin
Inserida por guilhermeboldrin
1 compartilhamento

Despedida


De tudo que vivemos,
aprendi melhor a aceitar tudo,
a lhe ver sempre indo e voltando
para os meus braços...
Deixei de ser eu mesma
para habitar em seu mundo.
Esqueci de sonhar,
esqueci de viver,
apenas te amei...
Se hoje vejo-te partindo,
não me assusto,
apenas lamento os anos
que tentei ser feliz com você.
Lamento as alegrias que guardei
e que você não entendeu.
Lamento o amor
que você não amou.
Lamento a sua falta de saudade,
de compreensão...

Se hoje está me deixando,
é porque eu não fui capaz de completar algo,
talvez seja mesmo minha culpa,
porque aceitei sua volta depois de cada adeus...

Deixo-te ir...
Continuarei a viver,
a esperar que a vida o faça entender,
que tudo o que eu tinha
entreguei a você,
os meus melhores anos,
as minhas mais puras esperanças,
os meus mais eternos sonhos...
Talvez um dia você compreenda
o quanto amei,
e que só lhe desejei a felicidade,
e que agora em sua partida,
parte também o meu coração sonhador
vai para outro lado
em busca de alguém que saiba
ser amado...

Vilma Galvão
Inserida por vilmagalvao
1 compartilhamento

Despedida




De tudo que vivemos,
aprendi melhor a aceitar tudo,
a lhe ver sempre indo e voltando
para os meus braços...
Deixei de ser eu mesma
para habitar em seu mundo.
Esqueci de sonhar,
esqueci de viver,
apenas te amei...
Se hoje vejo-te partindo,
não me assuto,
apenas lamento os anos
que tentei ser feliz com você.
Lamento as alegrias que guardei
e que você não entendeu.
Lamento o amor
que você não me amou.
Lamento a sua falta de saudade,
de compreensão...
Se hoje está me deixando,
é porque eu não fui capaz de completar algo,
talvez seja mesmo minha culpa,
porque aceitei sua volta depois de cada adeus...

Deixo-te ir...
Continuarei a viver,
a esperar que a vida o faça entender,
que tudo o que eu tinha
entreguei a você,
os meus melhores anos,
as minhas mais puras esperanças,
os meus mais eternos sonhos...
Talvez um dia você compreenda
o quanto amei,
e que só lhe desejei a felicidade,
e que agora em sua partida,
parte também o meu coração sonhador
vai para outro lado
em busca de alguém que saiba
ser amado...

Vilma Galvão
Inserida por vilmagalvao
1 compartilhamento

É chegado o momento. Talvez algo duradouro, talvez uma breve despedida, mas o que importa é a essência do que fica.A leve brisa da sabedoria de parar e sentir.
Refletir o que há de melhor dentro do coração e enfim se encontrar.Certa vez um poeta disse: "é impossível ser feliz sozinho!"eu discordo, acho imprescindível ser feliz sozinho, pois quando vc consegue ser a sua melhor companhia dificilmente terá problemas em estar acompanhado, pois como já diria outro grande poeta "o fim é belo e incerto, depende de como você vê, o novo, o credo, a fé que você deposita em você e só".

Juliana Vaz
Inserida por julianavaz

afogo meus sentimentos em um copo de veneno,
vanglorio cada momento nessa despedida,
desse que foi o amor embora não compreenda,
seja mais a morrer de amor parece uma doença,
sei que não acharam a cura,
só a bebida para afogar as magoas, ou veneno tardio,
que acalma o desespero no final nada acaba,
embora o passado seja melhor remédio,
a dor sempre será intercalada no nome do desejo,
me calo na escuridão murmuro meus pensamento,
no foi por que foi então já se foi,
nada como antes apenas o tempo passou,
as marcas no coração são vestígios da emoção.
por celso roberto nadilo

Celso Roberto Nadilo
Inserida por hellmouse666

Seemann
A angústia, assim como uma despedida de um marinheiro, que dá um beijo apaixonado em sua amada e parte para o horizonte é como me sinto. Mas sou um marinheiro fantasma, que nunca partiu e tem apenas a esperança de um dia achar sua amada, a qual o fará voltar a vida, ao sentimento de antes da partida. Mas enquanto não chega, ele vaga solitariamente e derruba suas lágrimas misturando-as com a água do mar. Tentando desesperadamente, que essa mistura de destino (água) + lágrimas (sentimento) culmine na direção certa de sua amada.
E é assim, aonde alguém nos ama é para onde devemos retornar.

Gilson Miranda Junior
Inserida por gilsonmj

Entre uma nota e outra estão implícitas tantas lágrimas de alegria, tantos choros de despedida, tantos sonhos de conquistas.

Quando ouço dedilhar aquela música ao luar nem sei o que fazer, porque não quero e não vou chorar.
Posso então dizer que é o orvalho no olhar, mas é lembranças, lembranças de amar, de amar...

Toque outra vez, toque de novo, toque o velho, toque no novo que eu traduzo estas notas e escrevo nova letra na música nada lenta deste tempo que não perdoa, não esquece e só, só voa.

Pousa agora, pousa na partitura, pousa nas cordas, pousa na lua, mas pousa agora e descansa, num ritmo mais lento, para eu abraçar teu sentimento e você deitar no meu ombro e dançar todos os sorrisos, toda as lembranças.

Não para de tocar, repete o estribilho tantas vezes que puder, vá dedilhando nestas cordas para que a música amarre todo o tempo num só instante, num só momento que dure para sempre, porque é isto que a música faz.

Andre Saut
Inserida por andresaut

Estrelas, minhas e tuas estrelas. Aqui não vai minha despedida pois ainda, todas as noites possíveis lhes olharei com a mesma paixão de sempre.
Mas lhes aviso que não mais me encontro naquele janela velha e surrada que lhes encontrava sempre em meus desencontros diários. Hoje, aqui olho por vocês de outro ângulo, mas com a mesma intensidade.
Meu endereço agora é fácil de ser encontrado, é aproximadamente alguns metros acima da gratidão.
Espero vê-las e revê-las por mais milênios como sempre foi.

Aldo Teixeira
Inserida por AldoTeixeira

DESPEDIDA

Hei, eu preciso ir, mas, se você quiser eu espero mais um pouco. Se você estiver com medo do escuro e achar que tem um bicho papão embaixo da cama, eu fico, seguro na sua mão e espero você dormir. Realmente eu tenho que ir agora, já é tarde. Algo me aguarda lá fora, não sei o que é ainda, mas será inevitável, terei que descobrir. Claro que não vou fazer essa desfeita com você, aceito sim essa última xícara de café. Você sabe que me tira o sono, o café, mas não vou negar essa gentileza justamente agora, pode servir. Deixa que eu lavo essa louça pra você, é o mínimo que posso fazer pra retribuir o café. bem, agora realmente preciso ir, vai passar um filme ótimo na tv e não quero perder. Ja vai começar. Ah, já começou? Acho que não devo, mas ja que insiste, eu assisto e depois sigo de uma vez. Bom, o café estava ótimo, não tem bicho papão embaixo da sua cama e o filme ja terminou. Agora, acho que ja posso ir. Então é isso... Hei, eu preciso ir, mas, se você quiser eu espero...

Monica Ermirio
Inserida por monicaermirio
1 compartilhamento

Soneto de Despedida

Distante deste mundo vão
Agarro as minhas memórias
Para me consolar elas estão
Não esqueço velhas histórias

Sinto muito mas nada sinto
A não ser uma longa saudade
Eu não te amo e não minto
Por mais que tivesse vontade

Amo o que foi e ainda fica
Como a cinza que incendeia
Meu sentimento não se explica

Perdão mas tenho que ir
Meu pensamento ainda é teu
O coração nunca te pertenceu.

Allan Caetano Zanetti
Inserida por PensadorRS

Despedida

Despeço-me de ti
Sem mágoa nenhuma
Antes grata
Pelas tantas sensações
Se de prazer ou sofrer
Tanto faz
Importa que as vivi
E em mim se eternizaram

Despeço-me de ti
No afã de novas ondas
Que me lavem a alma
E te embasa o inesquecível
Dos momentos propícios
Que a mim dedicou
E por aqui...ficaram

Despeço-me de ti
Admirando teu estilo
Sempre sóbrio e envolvente
E levando comigo
O que de bom me ensinou
E portanto...deixou

Despeço-me de ti
Sabendo que amanhã
Outro dia virá
Independente da presença
Tão abrangente
Que enche de vazio
Mas que esvazia aos poucos
Essa ausência torturante

Despeço-me de ti
Na certeza de que o tempo
Sábio e implacável
Apagará todas as mágoas
Que fez doer no coração
O que julguei ser imutável
Mas no fundo...era apenas o fruto da minha solidão

Despeço-me de ti...assim
Sem mais

Nanevs
Inserida por Nanevs

Cada despedida pode ser somente uma simples despedida
Como também um ponto de partida
Pra uma alma tão doída
E por vezes sofrida
Que está quase derretida
Mas talvez esse ponto de partida
Dê uma aquecida
Nessa alma doída
Pra que ela fique mais colorida
E veja a vida de forma simples
E divertida.

Clarissa Corrêa
Inserida por meustextos2

Sou nuances dividida
Sou a alva da madrugada,
O negro da despedida.
Sou o doce da paixão,
O salgado da desilusão.
Sou o despertar da vida,
A perda da ilusão.
Sou a alegria prometida,
A lágrima sentida.
Sou a alma desnuda,
A face em oculto.
Sou a emoção nascida,
O sentimento sepulto.
Sou dia iluminado de sol,
A noite escura sem lua.
Sou do porto seguro o farol,
O sem saída da rua.
Sou eu!
Sem eira e nem beira.
O plumo, o rumo.
Estranha sensação de ser.
Sou tudo, sou nada!

May Lu
Inserida por maylu

Arruma e desarruma as malas aonde encontrar guarita
Mas a vida sempre será angustia na despedida das escolhas que “perfaz” o amanhã…
Em qualquer sombra haverá sempre um desamparo…
O que fica de uma certa forma parte com o que foi…
Busca o riso, a alegria, pois todo dia é dia de aprender uma lição.
Essa é a mitologia, a filosofia e a religião

Katiana Santiago
Inserida por KatianaSantiago

BEIJO DE DESPEDIDA

E naquela tarde
triste e chuvosa
tu não sabias
que meu coração
estava a chorar

pois o destino
tramava em nos separar
não poderia seguir a teu lado
pois minha vida estava em dias contados
queria deixa-lo livre
para outro amor se entregar

sei que sofrerias
mas não podia te falar
guardei este segredo
com coração aos prantos
sangrando em lamentos
por de ti separar

e num pranto em teu olhar
lábios em tremor
tu me envolveu em teus braços
lábios se tocaram (beijaram - se)
querendo encontrar resposta
para essa repentina despedida

de uma vida de AMOR

Lindy Santos
Inserida por lindysantossp