PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz

176 - 185 do total de 185 pensamentos de PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz

Se a vida fosse música ou dança, diria que a gratidão é a solista do caráter.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Poetas são seres de cultivo ao inútil, a beleza presente no inútil. Os que se sentem importantes não deveriam se dizer poetas; melhor que se autodenominem impostores.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

A vida não é para sempre, mas as amizades gostaria que fossem.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Quanto ao uso da língua portuguesa no meio digital, os brasileiros podem ser classificados em dois tipos: os que escrevem errado e os que escrevem errado, mas põem a culpa no corretor ortográfico. Certo mesmo ninguém escreve.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Depois do advento das redes sociais, acho que as relações afetivas mudaram bastante. É intensa e efêmera; num dia 'love, noutro 'block'. Conhece-se pelas redes - cai na rede de um, depois cai na rede de outro... A internet abriu pro beijo e fechou pro abraço.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Dessa vida a gente leva justamente o que se deixa.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Nada de latitude. Indiferença nem pensar; nada de longitude, dessa coisa bem longe do abraço. O amor precisa de atitude.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

O ser humano não pode aceitar ser coadjuvante da sua própria vida.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Cada vez mais se confunde "silêncio" com "silenciamento". Um dia desses comentei entre amigos que o silêncio é a alvenaria da escuta ou o prelúdio da sabedoria e o silenciamento, a porta dos fundos para a chegada da barbárie. Um desses amigos me disse que eu deveria compartilhar a reflexão - é o que estou fazendo agora. Salva uma mudança no final do texto: acredito que seja a porta da frente para a chegada da barbárie e a dos fundos para a naturalização da mesma.

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO

Porque todo papa antes de ser papa quando ainda não tem cara de papa fica com cara de papa depois de ser papa?

PAULO EMÍLIO AZEVEDO, poeta PAz
Inserida por PAULOEMILIOAZEVEDO