Celina Vasques

76 - 100 do total de 236 pensamentos de Celina Vasques

VEM ALMA MINHA...

Quero apenas as manhãs aprisionadas
Ao teu corpo meu mais doce desejo
Minha oração sussurrada em meio a
Gemidos... Num ingênuo viajar de sonhos...
Vendaval de ilusões cativo no meu coração...

Vem alma minha... Sempre haverá um novo tempo
No encontro de um desencantado...

Este sonho seduzido transportou-me á dor...
Mas seguirei meus passos caminhando quais pássaros voando
Olharei o mar... E verei as ondas tocando nas pedras
Verdadeiros lamentos melodiosos...

Mas quero apenas escuta-las... Como se fossem
Palavras vindas de ti... A misturar-se com canções e a
Meus lamentos de amor... Que um dia calei...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

POEMAS...

Em noites passadas tive sonhos...
Tão lindos em que eu escrevia... Poemas pra ti...
E eu olhava a lua apaixonada... Fiz rimas...quase canção...
Falei-te de amor em versos tão lindos...
Mas a minha poesia
Iguais às estrelas... Desapareceu na madrugada!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Sou pássaro que passa em revoada...

Migrando em firmamentos azuis...
No crepúsculo de um dia de outono
Fui nativa hoje sou partida
Fui amor hoje desamor...
Puro desencanto
Pássaro cativo... De uma saudade que a brisa levou...
Sou poesia em rimas a cantar...
Um pássaro que tem alma delirante... Onde a poesia é
Meu respirar constante... Cuja alvorada brota junto
Ao meu poente!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

...navegando em discretos sonhos
Viajante... Em extensas estrelas
Divagando numa alameda infindável
Abraçada a um destino

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Fugitiva visão,,,

Eu sou esta imagem refletida nas
Águas deste rio em noites de lua cheia...
Qual eu fora apenas uma pintura... Tal qual uma sereia...
Ou uma fugitiva visão a esvanecer-se...

...não viaja poeta... Triste ilusão...!
Tu és apenas o espelho d’água refletindo
Em teu instante de saudades e paixão...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Navegar no rio mágico de sonhos cheios de
doçura e fantástica imaginação...
Ah! E me atrevo a sonhar que somos livres...
somente em sonhos ..... livres para sonhar!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

E vi o sol... Radioso

E vi nas manhãs sorridentes
Passarinhos acenando com suas asas
Dando boas vindas a mais um dia...
Senti a fragrância de devaneios passados...
E eu quieto como as pedras...escuto o mar...
Com olhos serenos... Ausentes de dor...
... e retorno ao encontro de uma saudade
Busquei o alento deste Sol de verão
Sou pescador de ilusões e brisas
Poeta das encantadas almas...

celina vasques

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Teu rosto...

Escrevi este poema com um galhinho de planta...
Na areia quente...olhando para o poente...
As palavras brotavam de minha boca e eu seguia
A anotar...palavra por palavra...
E me pus a sussurrar o amor... E qual uma louca
Vou falando palavras e versos entre sorrisos
E suspiros...
E pressinto uma energia gigantesca...
... invisível...e entre murmúrios
Deixo ao largo a solidão...
e desenho teu rosto tu...
És a poesia!
(Era o teu rosto que eu escrevia....)

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

E vivo...

E sinto a vida... O vento forte levantar a areia...
E olho o céu de anil
E me deslumbro com suas cores...ao nascer do sol..
Pinto-as em versos
Encantada pela paixão... E escrevo o
Quanto sublime que é o existir... Depois
Entardece... E vislumbro as estrelas... A lua...
A brisa... O perfume de jasmins e dama da noite que
Vem da floresta...
E vejo o vento sorrir... Reinvento-me...
Fecho os olhos e sorvo o que me parece real...
E vivo...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

VERSOS LENTOS...

Amo o silêncio por que tu nele habitas
Trago comigo as dores desta paixão... Breve... E pura...
Murmuro versos lentos... Compondo a minha solidão...
Onde cabe um poema para te sentir e ver?

Escondo os júbilos na lembrança do que um dia fomos
Eu acordo todos os dias lentamente com o aroma da alucinação...
Deste passado... Tão recente...

É tão difícil acordar num vazio assim tão profundo
E uma caricia serena de amor... Separa-me da solidão!

Sei que me alcanças mesmo não me sabendo...
É que a memória não esquece... Deste amor que devaneio
Todos os dias...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Minha ausência...

Quero deixar de chamar-me
- Ausência-
Na tua vida... Quero dar-te
Os meus sorrisos mais formosos
Também a minha alegria entorpecida
E nas longas noites em que não pude falar-te
As palavras que vem de minha alma...
Quero ver-te... Querer-te... Amar-te
Não mais sentir o teu partir
Já plantei saudades e vi a dor surgir
Sou pássaro e voo por entre mares e montanhas
E do firmamento vejo o tempo e a vida passar veloz... Sem ti!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

É teu meu coração...

Empresto-te meu peito onde sangra meu coração casto

Pois sofre as dores de um amor nunca correspondido... E

Assim espero por qualquer dia que a este amor venhas

A acolher...

Forte... Insaciável com todo o entusiasmo que tenhas

E nunca mais devolvas a este peito o coração...

Que sempre bateu por ti!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

"...e quando não me restar mais tempo, nesse tempo, ainda estarei, em outra eternidade, esperanto por ti..." Essa dor, em dom de entrega, desassossega o amor verdadeiro, mas continua a esperar...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

"eu era o amor desejado... não reconhecido". Dizer sem dizer, sentir sem sentir... desvendar a ânsia do resultado antes que ele aconteça, desejar que isso seja visto

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Sendo real a dor, deixa de ser abstrata quando se sabe porque dói. Tão tocante quanto convulsivo, tão chocante quanto impulsivo...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

"...e em tua viagem, pergunto: onde vais?
se sou o mar calmo e respondo teu impulso,
se em marés respeito teu instante convulso,
porque precisas ir em busca de outro cais?".
Desenhou ondas em meu pensar, como uma pérola
sem sua ostra

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

"ontem, quando dormi ao lado de tua ausência, senti falta de mim..."

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Amor saudoso, saído sem resquícios de dor, lembrado em noites insones, perdido a levar em seu bojo, do conjunto, o valor.

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Delírios que clamam por momentos passados, que sejam relembrados, que sejam revividos, num amor indivisível e incondicional. Forte onde precisou ser, manso em seu descanso, quando de um inesquecível cansaço...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Entre o amor e a tristeza, o amor mais triste é o de dois corações que verdadeiramente nunca se encontraram

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

O Voo que ouso, em liberdade, só é verdade quando há o pouso!

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

."e do vazio de minha solidez, te peço que não me deixe perceber o que tua falta me faz"

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Marchar rumo ao horizonte incomum e desabitado
Atormentar o corpo a fleuma do vento...
Com a sensação de temor e da audácia de ser eu mesma...
As razões que tenho são frágeis... Mesmo quando anseio ser intensa
Assim, pago pela causa e efeito de ser louca...
E pela coisa de somente a lágrima revelar que existo...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Ausentes ao meu acaso estão às estradas,
Sem saber quantas lágrimas escorreram de meus olhos
Sem conseguir esquecer por quem a minha saudade chora...
Noto o tempo varrer meus passos...
Por isso... Jamais deixei marcas onde passei...
Nem nunca viajei por onde quis...

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento

Por mais que queiramos ver e entender a nossa vida e tudo o que nos cerca racionalmente e objetivamente, não conseguimos. E se caso nos fosse possível, a vida sem sentimentos, sem a emoção seria um vazio. Porque sentir é o que nos faz humanos e constrói o que somos.

Celina Vasques
Inserida por celinavasques
1 compartilhamento