Textos para um Professor de Matemática

Cerca de 144 textos para um Professor de Matemática

Ele é o sujeito e o verbo de uma grande obra na busca do saber. Na matemática de vida, nos ensina a somar com os outros, multiplicar o conhecimento e mostrar que às vezes dividir também é uma ótima solução. Que é preciso misturar as fórmulas e combinar tudo.

Ser professor não é só dar aulas, mas ensinar a procurar respostas. É pelas mãos desse profissional que se formam bons cidadãos, desenvolve uma cidade, um estado e um país.

Uma homenagem a todos os profissionais de educação, em especial você, professor!

Célio Magrini
Inserida por celiomagrinni

Outra coisa que me amedronta mesmo é quando eu falo que o aluno fulano de tal é um péssimo aluno, desrespeitador e desvalorizador da escola, e a minha colega professora diz: — "Pois comigo ele é ótimo"!
A escola é uma, os alunos são os mesmos; minha aula de Língua Portuguesa é tão sem admiração tanto quanto as de matemática, percebo pelos resultados.

Claudeci Ferreira de Andrade
Inserida por Kllawdessy

Estou muito preocupado com todos os professores de Matemática, que entram na sala, mediam a aula e não deixam trabalho de casa para os alunos. permitir que os alunos vão para casa sem Trabalho para fazer em casa, é como se tivessem deixado seus filhos dormindos a fome enquanto ele está bem assasseado.

Furucuto
Inserida por Furucuto

Só pra ficar claro uma coisa, para os professores de matemática que faltaram a aula de ciência política: insiste em dizer, repetiu três vezes, que se votei na Dilma votei no Temer. "Você votou no Temer cara". Professor, vou lhe ensinar algo sobre História: quem votou na Dilma, não votou nesse plano de governo do Temer. Esse argumento é de uma canalhice sem tamanho. Explico: se quem votou no Partido dos Trabalhadores realmente pretendesse um governo que cortasse políticas sociais, sucateasse a educação, vendesse as riquezas nacionais e se submetesse incondicionalmente aos ditames do Imperialismo, entre outras medidas adotadas pelo governo usurpador, não perderia seu tempo digitando o número 13 na urna eletrônica. Para que estas políticas fossem colocadas em prática, sem todo o imbróglio e desgaste que envolveu o processo de impeachment, bastaria ser mais pragmático e digitar o número 45 e confirmar, para que, assim, a ave preferida pelo capital internacional voltasse a comandar a fauna política tupiniquim. O modelo entreguista proposto por Temer dificilmente sairia vitorioso nas urnas. Em última instância, ninguém votou em uma chapa esperando por um Golpe de Estado em pleno século XXI. Questão de princípios e respeito pela vontade popular. Obs: Também não vou cobrar por mais essa explicação, professor, porque o acesso à educação é um direito de todos os brasileiros. Mas, por favor... Pega mal uma afirmação dessa sair de um professor - vereador pelo PMDB, tudo bem - mas, mesmo assim, professor... Vida que segue...

Alessandro Lo-Bianco
Inserida por AlessandroLoBianco
1 compartilhamento

A matemática da vida.

A vida é um grande cálculo matemático.
Imagine uma conta que envolve uma quantidade quase infinita de números pra chegar em um resultado de apenas dois números por exemplo 10.
Agora oq vc acha que deveria ser necessário para mudar o resultado?
Isso mesmo, bastaria entre infinitos números vc modificar o valor de um, não importa em qual posição do cálculo vc modifique algum número o resultado sempre mudará.
Agora reflita, vc tem o poder de decidir o resultado do seu futuro, cuidado com os numeros que vc coloca na conta, eles representam suas escolhas.
Será que está sabendo fazer o cálculo ou esta agindo sem pensar. Se vc não souber resolver pessa ajuda ao professor, isso mesmo, Deus é o único capacitado de te ensinar esse tipo de liçao.

gabriel brandão
2 compartilhamentos

O Amor não é matemática exata, não se pode definir contas de até quando se deve insistir ou qual a equação correta para dar certo.
Amor é uma chama invisível que se deve deixar queimar enquanto houver calor.
Apenas não permita que seu fogo se apague, como também não permiti-lo se acender...

Amar é viver, viva!

Filipe Walisson
2 compartilhamentos

" Matemática da vida

É impossível ter filhos se não souber somar.
Como ter amigos se não souber dividir?
Não existe família sem multiplicação.
Vai perder tudo se não souber subtrair.
Como amar a vida odiando a matemática?
É possível ser feliz,
Basta encontrar a raiz da sua essência."J.M.

João Mateus Chagas
2 compartilhamentos

Oh aula de matemática,
por que não acabais?
Não há nada que tu faça,
que a calculadora também não faz.

Somar,somar,somar
Diminuir,diminuir
Não há escapatória,não há como fugir.

O relógio a olhar,mais uma vez a suspirar
essa hora que não passa,para que
para a casa eu possa voltar.

Oh onde está o sinal?
Para me livrar desse mal...

Marília Daniel
Inserida por youfoundme

Meu semblante recolhe os cacos do destino perdido como se nada fosse uma variável na matemática intensa numérica da vida inacabada que ainda terminaria com um ângulo quadrilátero dos meus olhares partindo aos seus, espalhando minha respiração aos ares compondo sonho e me perdendo em perfeição de lugares.


Gostaria de reviver em outros lugares que podem fazer um marco em minha infância que eu nunca tive, pois ás vezes as mágoas do mundo se encolhe como o frio de uma madrugada que invade a pele incandescente de um órfão desprotegido pelo medo, jogado a cova dos leões e rodeado de urubus que se alimento de sofrimento repentino.


Ás vezes a lagoa da verdade se encontra na fonte da juventude de cada um de nós, não sorrimos com a verdade, mais choramos com a mentira, com tudo, ao pior que seja o mundo, nada consiste o teu desejo de viver como se fosse morrer agora, ou o agora não é nada comparado as inalações de palavras engolidas por momentos de ódio, mais entre tanta tristeza e um pouco de felicidade, pode ser que exista uma tarja negra corrompendo teu cego globo ocular trilhando sua visão rente, para que você não veja nada além do escuro, onde não existe luz reluzente, te cegam por uma eternidade para que você não veja o caminho onde existe um novo começo.

Walace Miguel
Inserida por walacemiguel
1 compartilhamento

Uma vez me perguntaram qual das operações matemáticas eu mais gostava
Eu disse: Depende!

Todos nós somos uma adição na qual nos acrescentamos e somos acrescentados, somamos esforços e mudamos o mundo, somamos forças e viramos fortaleza, somamos alegrias e viramos felicidade, somamos vidas e viramos eternidade.

Mas, quando algo nos faz mal, somos subtração. Retiramos o que nos faz sofrer, subtraímos sofrimentos e assim por diante. Podemos ser subtração quando temos o desejo da oportunidade e queremos tirar sempre do maior, pois, se for ao contrário, ficaremos negativos.

E quem não gosta de ser uma multiplicação? Amigos, dinheiro, paz tudo multiplicado. Somos seres múltiplos e somos o produto de uma série de fatores.

A divisão é a partilha, a doação, a entrega múltipla de números que não deixam restos. Dividimos experiência, conhecimento, amor, carinho, amizade.

Não era só por isso que minha resposta dependia....

Muitas vezes somamos tudo e não percebemos que nossa ambição está passando dos limites, queremos tanto somar que nos tornamos cegos.

Quando subtraímos experiências de nossa mente ficamos mais indefesos, ficamos menores e perdemos uma parte do que fomos um dia.

Corrermos o risco da multiplicação excessiva de sermos vários e ao mesmo tempo nenhum, corremos o risco de muito nos multiplicarmos e não sermos correspondidos, e ao contrário da matemática, na vida a ordem dos fatores alterará o produto final.

E a divisão, tão doce e, ao mesmo tempo, tão amarga. A divisão nos traz o egoísmo, ninguém quer ser o dividendo, ninguém gosta de dividir seus tesouros pessoais, suas pessoas especiais.

No final, respondi:

- O ser humano é uma equação muito complexa. Temos que medir os limites, as derivadas, devemos ver a raiz de cada ser, definir a função das coisas, montarmos um conjunto de coisas boas. Enfim, somos o maior teorema que já existiu, e o melhor de tudo? Não há fórmula que nos defina, somos diferentes.

Jefferson Cavalcante
Inserida por Jeffersoncavalcante
1 compartilhamento

AMOR MATEMÁTICO

matemática
"meu calcanhar de Aquiles"
Você?
Uma incógnita: X
Eu: Y
Te encontro tímido,frágil
oculto
Sem disfarces
Completamente só...
Eu Y tão perto...ao teu alcance...
Você X...distante
buscando fórmulas maiores
Distanciamento entre dois pontos
Enquanto:
Corria no compasso do amor
Você fazia projeões ortogonais
caminhava num ponto reto e plano
você dispersava-se em múltiplos desvios padrão
Eu alí
Uma equação simples, uma variável apenas
VOCÊm posições intuirivas
projeções ortogonais distantes geomericamente
angulos e teoremas fundamentais
prismas diferenciados...
Houve distanciamento entre dois pontos.
Desde então Y se tornou metade
somava saudades
dividia solidão com a noite
Um dia em protesto
a noite escureceu de vez
A lua fugiu...
Também protestou
Nunca mais se mostrava inteira
Minguava...
Até as estrelas protestaram
se apagaram...
A distância diminuia a esperança
r mulriplicava em Y a dor
Fixou um prazo o Y
Sem juros
correção
mora...
Fixou outro,mais outro...
e outro...
em vão...
O amor X se foi
Ficou só o Y...
Se calou
Só ele não protetou...
Aceitou o orgulho do X
Mergulhou em seu orgulho Y
E então experimentou
todas as dores "precoce"
de uma variáavel "adolescente"
Que perdeu o seu "primeiro
e único amor" a variável Y...

sorioapenas
Inserida por sorioapenas
1 compartilhamento

Um + um

Aquele era quem se poderia amar
Era matemático
Dois completos incompletos
Dois jovens sedentos de amor
Mas, a equação estava errada...
Faltava somar
Desconhecia-se o como,
Achavam que seriam 1 número...
Mas, e não mais,
1 somado a 1 são 2
Não 11 ou 1.
A igualdade não se fez
Cansados de não entender
Se subtraíram.

Amanda
Inserida por amandapelle

Você acredita na matemática?
Você acredita na física?
Você acredita na existência da lua?
O que voce sabe de Matemática?
O que voce sabe sobre física?
Você so acredita na existência da lua por que a vê, o que voce sabe sobre ela?
Então como é que voce pode afirmar que o oculto não existe?
Então como é que voce pode afirmar que extraterrestre não existe?
Então com é que voce pode afirmar espíritos existem?

Janicelio
Inserida por janicelio

Caneta
Deixas no papel estampas do meu pensamento,
Acaba-se dignamente em matemática e versos.
Tens alma viva em sentenças proferidas e registradas.
Na força extrema ainda dá fé,
E ao morrer num poema,
A tinta trêmula busca a reticência...
Esforço final pra dizer que
O show sempre vai ter sequência.

Moacir LuÌs Araldi
Inserida por Moapoesias

Comecei com a matemática,parei e comecei a contar o tempo e parecia uma eternidade, corria a cada mensagem para o telefone e nada vinha de ti...
Então passei para Física, dividi a saudade com a distância e o resultado foi desejo de ouvir a tua voz...
Passei para língua portuguesa, estava difícil conjulgar o verbo esperar,pós, o sono estava a me levar...
Passei para a Bíblia e agradeçi a Deus por estarmos juntos. E para que possamos ficar juntos para sempre...
Passei para química e lembrei das reacções causadas pelo teu sorriso.
Das cargas positivas que eu quero ganhar em teu beijo.
Das energias recarregadas com o teu abraço forte.
Da misturá homogénea do teu coração tão perto do meu...
E finalmente decidi passar para a história,
Ah! Apesar dela basear-se no passado
Foi um espectáculo, por que
Todo momento que passamos juntos, é um momento que eu valorizo. Sim. Mesmo estando num futuro perfeito sonho repousando perto de você, sentindo seu coração bater, e imaginando o que você está sonhando. Imaginando eu e você rindo e brincado...
Mais como a nossa história está no presente então parei de viajar e resolvi fazer o que o presente me concede, desejar- te Feliz Noite

ABEL ALBERTO" FERRO QUENTE"
Inserida por Gostoso1823
1 compartilhamento

Insónia+saudades=a tua ausência...
É!!!...
O amor me transformou num autêntico matemático.
Tentei aplicar a LEI DO ANULAMENTO DO PRODUTO no nosso relacionamento e partir para um novo amor,mas não consegui a PROBABILIDADE foi nula.
Por isso passei a SUBTRAIR a ansiedade com a paciência, a SOMAR a saudade com as recordações só para poder ter ela novamente nos meus braços.
Para que eu possa INSOLAR a distância que existe entre nós, DERIVAR as nossas emoções, aplicar LIMITE de X-0 as nossas desavenças, passei a SIMPLICAR o meu tempo para que no final possamos nos aplicar INTEGRAÇÃO um com o outro.
Como os ANGOLANOS dizem LHE CURTO BUÉ por isso ela sempre será a minha
MY DOLL

ABEL ALBERTO" FERRO QUENTE"
Inserida por Gostoso1823

A VIDA NÃO TEM SOLUÇÃO
(Bartolomeu Assis Souza

A vida não tem solução
Ela não é uma matemática
Ela não é uma equação
A vida não tem solução
Nunca terá uma solução
Não tem que ser resolvida,
mas vivida...

Pois a paixão se mostrou sem solução
Pois não tinha a razão
A razão por sua vez, mostrou-se
uma grande ilusão...
O destino só encontrei desatino e dores
Só compreendi que razão e ilusão
Ambas tem seu lugar
Por isto a vida não tem solução...
Jamais terá...

Bartolomeu Assis Souza
Inserida por bmdfbas

MATEMÁTICA DE SOLTEIRO
"Nós", solteiros, de certa forma, estamos todos nas prateleiras, sendo escolhidos e escolhendo pelo sabor e pela embalagem. Por descuido somos substituídos pelo produto mais novo, que também será substituído, numa sucessão frenética que alimenta a solidão e não aplaca a fome. Tornamos-nos mais um rostinho na lista de nomes do "Whatsapp" e do "Facebook", tornamos-nos estatística e vaga lembrança. Nunca gostei de matemática, mas não tem como a ignorar, afinal nos tornamos números de uma simples equação que fazemos questão de complicar.

Matheus Ferreira de Vasconcelos
Inserida por Matheusfv

A ciência nos coloca num mundo glacial e mecânico,

matematicamente preciso e tecnicamente manipulável, mas vazio de significações

humanas e indiferente ao nosso amor. Bem dizia Max Weber que a dura lição que

aprendemos da ciência é que o sentido da vida não pode ser

encontrado ao fim da análise científica, por mais completa que seja. E nos

descobrimos expulsos do paraíso, ainda com os restos do fruto do conhecimento em

nossas mãos...

Rubem Alves
Inserida por gabisms02

Da matemática só me lembro do velho jargão: "a ordem dos fatores não altera o produto". Lembro pouco porque enveredei meu caminho para longe dos números e dos cálculos, pois não gosto da exatidão das coisas, mas da discussão proporcionada por pontos de vista distintos. E, por incrível que pareça, pouco gosto das regras gramaticais, apesar de ser graduado na área e tentar obedecê-las, mas elas não exigem argumentações; afinal, o "m" vem antes do "p" e do "b" porque assim se quis, e somente por isso, só para citar um exemplo.
Gosto do Direito, da Literatura e da Filosofia porque chego perto daquilo que sempre prezei enquanto estudante: o debate e a circulação de ideias. De sorte que, mesmo incauto na matemática, chego a pensar que a regra da ordem dos fatores que não altera o produto se faz totalmente presente no processo civil, uma vez que não importa como se deu o ato processual, desde que alcançado o seu fim devemos tê-lo como válido e existente.
Na seara da Literatura, penso que a ordem dos fatores altera sim o produto, pois basta ler as Memórias Póstumas de Brás Cubas para notar que uma vida narrada a partir da morte altera totalmente o ponto de vista do narrador-personagem sobre os seus atos em vida, a morte torna-o mais sensato, ou, pelo menos, deveria torná-lo, visto que defunto-autor e sem compromisso algum com a sociedade.
Já no campo da Filosofia, prefiro crer que se a ordem dos fatores não altera o produto, a soma deles o acresce. Por isso, na vida devemos procurar pessoas que somam, e não que nos subtraiam de nós mesmos.
Talvez tudo isso seja apenas parafernalha para o apaixonado por números e cálculos maçantes, mas são ideias que de repente brotam e pedem por palavras, sem esperar por algum resultado...

Hugo Pires
Inserida por Hugopires
1 compartilhamento