Texto Romance

Cerca de 1567 texto Romance

Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso... de um gesto... um olhar...

Mario Quintana
1.6 mil compartilhamentos

Todo mundo sonha com aquele beijo made in Hollywood, que tira o fôlego e dá início a um romance incandescente. Pena que nem sempre isso aconteça na vida real. O primeiro beijo entre um casal costuma ser suave, investigativo, decente. Aos pouquinhos, no entanto, acende-se a labareda e as bocas dizem a que vieram. Existe um prazo para isso acontecer: entre cinco minutos depois do primeiro roçar de lábios até, no máximo, cinco dias. Neste espaço de tempo, ainda compreende-se que os beijos sejam vacilantes: tratam-se de duas pessoas criando um vínculo e testando suas reações. Mas se a decência persistir, não espere ver estrelinhas na etapa seguinte. A química não aconteceu.

Beijo é maravilhoso porque você interage com o corpo do outro sem deixar vestígios, é um mergulho no escuro, uma viagem sem volta. Beijo é uma maneira de compartilhar intimidades, de sentir o sabor de quem se gosta, de dizer mil coisas em silêncio. Beijo é gostoso porque não cansa, não engravida, não transmite o HIV. Beijo é prático porque não precisa tirar a roupa, não precisa sair da festa, não precisa ligar no dia seguinte. E sem essa de que beijo é insalubre porque troca-se até 9 miligramas de água, 0,7 grama de albumia, 0,18 de substâncias orgânicas, 0,711 miligrama de matérias gordurosas e 0,45 miligrama de sais, sem contar os vírus e as bactérias. Quem está preocupado com isso? Insalubre é não amar.

Martha Medeiros
119 compartilhamentos

AS VOLTAS DO MUNDO E DO AMOR

No livro Perto do Coração Selvagem, romance de estréia da escritora Clarice Lispector, a personagem Joana, em um determinado momento, sente-se confusa por estar sofrendo por algo que, um dia, a tornou terrivelmente feliz.

Acontece muito. A dor e o prazer alternarem-se em volta do mesmo motivo. Passam-se anos, ou meses, ou horas, e aquilo que nos deu tamanha vontade de viver torna-se a razão de tanta angústia e lágrima. E o mais exaustivo é que este é um fenômeno incompreensível.

Sendo de impossível entendimento, nada pode-se esclarecer aqui, a não ser dizer que, na maioria das vezes, é o amor que provoca tal contradição. O tempo passa e o amor sofre mutações: de ansioso passa a ser calmo, de constante passa a ser inconstante, de onipotente passa a ser falível.

Nós, por outro lado, também mudamos. De carentes a auto-suficientes, de infantis a maduros, de ternos a ríspidos. Somos igualmente poderosos e igualmente fracos. E a metamorfose do ser humano, como a metamorfose do amor, gera pânico: que amor é esse que um dia me faz explodir de alegria e que no outro dia me implode? Que ser é esse que sou, que um dia aceita as contingências de um sentimento mutante e que no outro dia o quer estático, igual como sempre foi?

Há exemplos mais simples. Ele te amou e isso te fez feliz. Ele deixou de te amar e isso te tornou infeliz. Felicidade e dor em alternados momentos e pelo mesmo motivo.

Ela era passiva e caseira, e isso deixou você apaixonado. Ela manteve-se passiva e caseira, e você passou a sonhá-la agitada e independente, e de repente não a quis mais. Ela não mudou, mas você mudou, e o amor acompanhou a mudança.

Não há como parar o tempo, cristalizar o que nos enche de êxtase. Este êxtase um dia se tranformará em algo que nos perfurará feito lâmina. Porque assim é: a terra gira em torno do sol e nós giramos em torno de nós mesmos, sem descanso.

Martha Medeiros
212 compartilhamentos

Nem todo dia tem Sol, nem toda sobremesa é cheese cake e nem toda relação homem e mulher é romance.
E você vai fazer o quê?
Vai se matar por causa do cinza acima da sua cabeça? Vai tremer hipoglicêmica e carente porque só sobrou torta holandesa? Vai se manter virgem e intacta até aparecer o homem que vai te dar uma casa com cerquinhas brancas, cachorrinhos e bebês?
Claro que não, você vai viver a vida, curtindo o que ela tem de melhor.

Tati Bernardi

Veja Você

Veja você, eu que tanto cuidei minha paz
Tenho o peito doendo, sangrando de amor
Por demais
Agora eu sei a extensão da loucura que fiz
Eu que acordo cantando
Sem medo de ser infeliz

Quem te viu e quem te vê, hein rapaz?
Você tinha era manias demais
Mas aí o amor chegou
Desabou a sua paz
Despediu seu desamor pra nunca mais
Algum dia você vai compreender
A extensão de todo bem que eu lhe fiz
E você há de dizer: Eu agora sou feliz
Quem te viu e quem te vê, hein rapaz?

Vinicius de Moraes
167 compartilhamentos

O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formamos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o princípio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.

Fernando Pessoa
7.3 mil compartilhamentos

Todo mundo sonha com aquele beijo made in Hollywood, que tira o fôlego e dá início a um romance incandescente. Pena que nem sempre isso aconteça na vida real. O primeiro beijo entre um casal costuma ser suave, investigativo, decente. Aos pouquinhos, no entanto, acende-se a labareda e as bocas dizem a que vieram. Existe um prazo para isso acontecer: entre cinco minutos depois do primeiro roçar de lábios até, no máximo, cinco dias. Neste espaço de tempo, ainda compreende-se que os beijos sejam vacilantes: tratam-se de duas pessoas criando um vínculo e testando suas reações. Mas se a decência persistir, não espere ver estrelinhas na etapa seguinte. A química não aconteceu.

Martha Medeiros

Timidez

Toda vez que te olho,
Crio um romance
Te persigo, mudo
todos instantes
Falo pouco pois
não sou de dar indiretas
Me arrependo do que digo
em frases incertas
Se eu tento ser direto, o medo me ataca
sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer, acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo esqueço
e não tenho vez
Me consolo, foi errado o momento, talvez,
Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez
Eu carrego comigo a grande agonia
De pensar em você, toda hora do dia
Eu carrego comigo, a grande agonia
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Talvez escreva um poema
No qual grite o seu nome
Nem sei se vale a pena
Talvez só telefone
Eu me ensaio, mas nada sai
O seu rosto me distrai
E, como um raio,
eu encubro, eu disfarço, eu camuflo, eu desfaço
Eu respiro bem fundo,
hoje eu digo pro mundo
Mudei rosto e imagem,
mas você me sorriu,
Lá se foi minha coragem,
Você me inibiu

Biquini Cavadão
29 compartilhamentos

Relacionamentos

Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.

Detesto quando escuto aquela conversa:
- Ah, terminei o namoro...
- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...
- Cinco anos.... que pena... acabou...
- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos essa coisa completa.

Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.
Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.

E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.

Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto.

Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.

Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.

E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear.
E nem todo sexo bom é para descartar... ou se apaixonar... ou se culpar...

Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ????

Arnaldo Jabor
35 mil compartilhamentos

Uma mulher de verdade e que se preza não quer para si um romance morno, ligeiro, inerte, superficial, sem graça, com lágrimas, pela metade e apagado; Ela quer um Amor quente e apaixonado, duradouro, em movimento constante, intenso, cheio de atitudes, com sorrisos, inteiro e com luz própria. Ela pode até se enganar um minuto, mas logo cai em si se aquilo não a satisfaz plenamente e se não quer valer a pena. O desapego é coisa certa.

Ela não quer só suspiros e sussurros, pele e química, ela quer, acima de tudo, mimos e galanteios, carinho e atenção. Ela aprecia sim passeios, viagens, presentinhos, surpresas, loucuras de Amor, mas ela se derrete muito mais com o respeito, lealdade, dedicação, cumplicidade, companheirismo, cuidado e zelo que ela espera para o seu mundo.

O que conquista uma mulher não é o elogio e o jantar do primeiro encontro, são os paparicos diários que a fazem se sentir desejada, valorizada e amada. É a coroa que o seu amado súdito põe todos os dias em sua cabeça que a faz se sentir a rainha que toda mulher deseja, porque só assim ela ganha forças para também aceitar a condição de plebeia e enxergar e tratar o seu amado diariamente como o seu rei, não como bobo da corte.

Clara Furtado
83 compartilhamentos

Ser do signo de Câncer é ter a certeza de que, em seu coração, há um livro de romance esperando para ser escrito. “Sensível” é o seu segundo nome. Não peça explicações quando ela mesma não sabe se explicar. É sentir a emoção antes da razão; o carinho antes do toque. É viajar em uma nuvem carregada de sonhos, flutuar até onde a imaginação alcança. Lunáticos por natureza, cautelosos por sobrevivência.
Ser canceriano é ter a capacidade de doar o coração ao outro. É saber ouvir com a alma. É cuidado. Os sentimentos são como vidro, nem pense em não segurá-los pelas pontas dos dedos.
Câncer é a proteção por trás do conflito interno, é a reconciliação difícil, a resistência teimosa. É ser um caminho de flores, às vezes repleto de espinhos. Saiba onde pisar!
É ser cativante como uma melodia doce; os seus conselhos superam as suas ações. “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!” – bem-vindo ao mundo dos caranguejos.
Mas nem por um segundo pense que conhece verdadeiramente um canceriano, ele pode lhe surpreender. Por trás da postura vulnerável um vulcão em erupção corre através das suas veias. Intensidade é a sua corda bamba. Rancor e ternura correm em sentidos opostos, é 8 ou 80.
Ser de Câncer é decorar o alfabeto de sentimentos de trás pra frente. É ser instável como as marés e ter várias fases, assim como a Lua. A oscilação de humor é um carro que pega de 0 a 100 km/h em 3 segundos. Não diga o que ele tem que fazer, pois não será ouvido. Não tente uma batalha emocional com o canceriano. Essa é a sua arma. Está no território dele.
A facilidade com a qual Câncer consegue lidar com os extremos de si é mágica e complexa. Tornar-se distante e frio é tão fácil quanto mostrar lealdade a quem gosta e, acima de tudo, aos que demonstram igualdade e confiança. O rancor interminável é uma mania feia que os caranguejos nunca aprenderão a superar.
Ser canceriano é ser um colecionador nato. Há um museu em sua memória. Há histórias e mais histórias em cada objeto e fotografia que já guardou. Colecionam desde amores e decepções, até lugares e segredos. O passado é o seu ninho. É algo protegido a sete chaves. É um laço difícil de ser rompido.
E ai de quem duvidar do sexto sentido canceriano! Ai de quem duvidar de que, mesmo com um olho no passado, ele se preocupa com o futuro! Ai de quem duvidar de que ele não consegue lidar com milhares de características em apenas uma personalidade!
Ser ambicioso e ciumento, mas ao mesmo tempo, humanitário e generoso. Tímido e impaciente. Calmo e amante de aventuras.
Ser do signo de Câncer é amar incondicionalmente. Seja um livro, uma música ou alguém.

Amanda Seguezzi
78 compartilhamentos

O que eu mais ouço por aí é:

Quer romance? compre um livro.
Quer fidelidade? tenha um cachorro.
Quer amor? volte para casa dos seus pais


Aprendi nos livros que os romances que li para se tornarem possíveis só dependeria de mim, das minhas atitudes...
Descobri que só a fidelidade do meu cão não me bastava e que para eu ter a fidelidade de alguém eu precisava ser fiel a mim mesma, foi aí que eu descobri o que eu realmente queria...
Bem o amor dos meus pais poderia ser suficiente para mim... mas foi aí que eu conheci um homem maravilhoso
que por obra de Deus entrou em minha vida e que me ama sei que não na mesma intensidade do amor que meus pais tem por mim... mas me ama do jeito que eu sempre quis ser amada por um homem.

Com isso tive a certeza que tudo o que eu li nos livros era possível sim...
Viver um amor puro e verdadeiro com companheirismo, cumplicidade não é tão difícil.
E que com o amor dos meus pais e dele eu seria, seria não... eu sou muito feliz!

Por isso leia os livros, dê valor ao seu cão e ame bastante os seus pais... um dia quem sabe você encontra uma pessoa especial assim como eu encontrei
e verá que tudo isso que eu disse é possível, só depende de você...

E que você seja muito feliz

Fernanda Chamas
12 compartilhamentos

Verdade

Você me fez viver um conto de fadas
Parecia um verdadeiro romance...
Como todo romance, o nosso também
tinha problemas, mas nada de tão grave.
Eu nunca pensei que conseguiriámos
contruir nossa vida juntos...
Éramos tão diferentes...
Hoje você não esta comigo, dizem
que você não foi fiel para comigo...
Isso você me comprovou não me olhando
nos olhos...
Vejo que você está feliz, mesmo não sendo
comigo, espero que tenhas muitas felicidades.
"Guardar ressentimentos é como tomar
veneno e querer que o outro morra."
Não espero sua recaída, espero sua felicidade.
Sei que coisas melhores virão para mim...

Anne Caroline

Talvez, no final das contas, o romance não surja na vida de alguém com pompa e circunstância, como um lindo cavaleiro indo ao seu encontro. Talvez ele se ponha ao lado da pessoa como um velho amigo, silenciosamente.
Talvez se mostre em prosa, até que algum facho de luz revele todo o ritmo e música que existem dentro dele . Talvez... talvez... o amor nasça naturalmente de uma maravilhosa amizade, como um botão de rosa surgindo de dentro do seu abrigo verde.

Joshua Harris
17 compartilhamentos

Romance da Bela infanta

Chorava a infanta chorava na porta da camarinha
Perguntou-lhe o rei seu pai: Por que choras filha minha?
Eu não choro senhor pai, se chorasse razão tinha
Todas eu vejo casadas, só a mim vejo sozinha.

Procurei no meu reinado, filha, quem te merecia
Só achei o conde Olário e esse já mulher havia
Ai meu rei pai de minh’alma, esse mesmo é que eu queria
Mande aqui chamar o conde pela vossa escravaria

Palavras não eram ditas, já o conde chegaria
E que a vossa majestade quer com minha senhoria?
Mando que mate a condessa pra casar com minha filha
E traga a cabeça dela nesta dourada bacia

Sai o conde por ali com tristeza em demasia
Ter que matar a mulher, e a mulher não merecia
A condessa que o esperava para abraça-lo corria
Com o filhinho nos braços já de longe bem ouvia
Sentaram-se os dois a mesa, nem um nem outro comia
As lágrimas eram tantas que pela mesa corriam

Porque choras senhor conde, desafogue essa agonia
Me dê a sua tristeza que lhe dou a minha alegria
Ou te mandam pra batalha ou te mandam pra Turquia

Nem me mandam pra batalha nem me mandam pra Turquia
O rei manda que te mate, pra que case com sua filha
E quer a sua cabeça nessa dourada bacia

Não me mate senhor conde, um remédio haveria
Vou meter-me em um convento da ordem da freiraria
Lá guardarei castidade e a fé que te devia.

Como pode ser tal coisa condessa da minha vida
O rei manda que te mate pra casar com sua filha
E quer sua cabeça nessa dourada bacia

Deus que te perdoe meu senhor conde lá na hora da cotia
Me tragam aqui meu filho entranhas da minha vida
Deste sangue do meu peito, beberá por despedida

Bebe meu filhinho, bebe, este leite de agonia
Hoje aqui ainda tens mãe que tanto bem te queria
Amanhã terás madrasta de mais alta fidalguia

Já ouço tocar o sino, ai meu Deus quem morreria?
Morreu foi a bela infanta, pela culpa que trazia
Descasar os bem casados, coisa que Deus não queria.

Desconhecido
1 compartilhamento

AMANTES
De repente o encontro de desconhecidos e o começo de uma aventura, um romance proibido. Dois seres descarados e sem juízo vivendo na contramão do amor, se amando sem nenhum pudor, amantes incendiados por uma paixão ardente, avassaladora, envolvente, descobrindo os mais loucos desejos e fantasias no corpo inteiro, no gosto, no cheiro. Amantes perfeitos de prazer e sedução, cama e colchão, frio e calor, fogo de amor.

Dayane Cordasso

Oscar Wilde disse: _"O casamento é o fim do romance e o começo da história."

A vida...vem com sonhos!!
Nós devemos escolher,
aqueles que mais se adaptam ao nosso querer.
Sonhos perfumados, são sempre intensos!!
E quando o tocamos...
Trazemos todos os aromas da vida...
E com eles construímos a maior sociedade do mundo...
Aquela que nos dará a nossa identidade.
Apoio e força para seguirmos adiante.
O casamento!
Esse é um sonho inesquecível...
O começo de uma história bordada de sonhos e esperanças!

Dayse Sene

Coisa típica em contos e em filmes de romance, é o dito amor a primeira vista..daqueles
que você para e pensa:
-Que idiotice você se apaixonar ao ver uma pessoa sem ao menos conhecê-la! Rsrsrsrs
Sabe..o pior é que aquela idiotice toda, acontece! E aconteceu! De um jeito que te pega
desprevenido, te deixa confuso, tenso, alegre e curioso…
O mais idiota é perceber que isso tudo que aconteceu contigo é amor. Amor?
Mas, o que é amor? Talvez eu não saiba o que realmente seja..mas sei, sei que ao pensar
na pessoa meu coração vai a mil, a imaginação vai longe, a ansiedade aperta o peito, da nó
na garganta. Ao vê-lo, cabeça fica confusa, borboletas fazem revoada no estômago, boca
fica seca, e a vontade de “ter” aquela pessoa é inevitável...se é amor, não sei..só sei, que o
que mais almejo é viver esse sentimento idiota com o tonto por quem aparentemente me
apaixonei a primeira vista…

Wanda Sabino

Mais Um Adeus

Composição: Vinicius de Moraes / Toquinho

Mais um adeus
Uma separação
Outra vez, solidão
Outra vez, sofrimento
Mais um adeus
Que não pode esperar

O amor é uma agonia
Vem de noite, vai de dia
É uma alegria
E de repente
Uma vontade de chorar

Contraponto

Olha, benzinho, cuidado
Com o seu resfriado
Não pegue sereno
Não tome gelado
O gim é um veneno
Cuidado, benzinho
Não beba demais
Se guarde para mim
A ausência é um sofrimento
E se tiver um momento
Me escreva um carinho
E mande o dinheiro
Pro apartamento
Porque o vencimento
Não é como eu:
Não pode esperar

O amor é uma agonia
Vem de noite, vai de dia
É uma alegria
E de repente
Uma vontade de chorar

Vinicius de Moraes
133 compartilhamentos

CARTA DE DESPEDIDA

Foi muito maravilhoso ter te conhecido, ter você ao meu lado... Fico pensando e lembrando a cada minuto que ficamos juntos, as coisas que compartilhamos, os lugares que fomos, tudo o que falamos um para o outro de amor, carinho e amizade.
Eu gostaria que nunca tivesse acabado... Achei até que era para sempre... Já planejava o nosso futuro, nossos filhos, nossa família, mas... Acho que não fomos maduros o suficientes para termos paciência um com o outro.
Peço perdão por eu não ter conseguido ser tão forte para ter paciência e compreensão, e acho que você também não foi tão forte assim de conversar, entender. Talvez nós dois fomos orgulhosos e deixamos acabar o que era para sempre.
Mas quero lembrar das coisas boas e esquecer as ruins, esquecer o nosso egoísmo. Quero continuar lembrando o quanto fui feliz com você. Quem sabe um dia, mais maduros, podemos reencontrar e ser tudo diferente nesta parte de falta de paciência.
Guardarei você em minhas lembranças, saiba que um pedaço de você está em mim para sempre, e este pedaço de você que está em mim, continuarei amando, preservando na memória.

Samanta Bernardi
61 compartilhamentos