Soneto da Separação

Cerca de 1211 frases e pensamentos: Soneto da Separação

Tem dias que eu me pego
Vendo suas fotos, não nego
Tem dias que eu sossego
Tem dias que sou cego

Quando duas pessoas se separam, não significa que o amor tenha chegado ao fim. Talvez exista a necessidade de provar que não possuímos a pessoa amada. Talvez a vida simplesmente não esteja fluindo...
Permanecer com a mesma pessoa por toda a vida é admirável, mas não significa que tenhamos aprendido a amar. Amar é muito mais amplo...
A vida é feita de ciclos. Aqueles que amamos algum dia irão partir. Mas retornarão, nessa vida ou na outra...
Sim, o amor é eterno, as relações é que são impermanentes.
Nós estamos aprendendo a amar incondicionalmente, pois o amor, assim como a felicidade, não possui idade, escolaridade ou estatus social.
Estamos diante do grande desafio da vida: compreender o amor.

Se recebo dor, te devolvo amor
E quanto mais dor recebo
Mais percebo que eu sou
Indestrutível

Esta é uma história de amor. Eu não sabia que existiam tantas formas de amor ou que o amor poderia levar as pessoas a fazer tantas coisas diferentes.
Eu não sabia que existiam tantas formas diferentes de dizer adeus.

Sei que a andorinha está no coqueiro,
e que o sabiá está na beira-mar.
Observo que a andorinha vai e volta,
mas não sei onde está meu amor que partiu e não quer voltar.

Eu quero esquecer você
Eu quero te fragmentar
Em partes que eu possa perder
Que eu nunca mais possa encontrar

A tempestade só aumenta
Minhas escolhas diminuem
Quanto tempo você aguenta
Até que as dores continuem?

Sinta-se livre pra voar pra longe de mim
Sinta-se livre pra achar que esse é o fim

O tempo já não quer dizer que vai passar
Eu sei, eu preciso caminhar
Te deixo me levar
Última vez que paro e tento te calar
Que é pra me ver partir

Deixe-me ir, porque eu não sou a mulher da sua vida.
Deixe-me ir, porque se a gente aceita essa verdade, tudo perfeitamente se explica.
Deixe-me ir, porque desde o começo você que sempre quis partir, e eu dizia: não, fica.
Deixe-me ir, porque você sempre soube que comigo não se casaria.
Porque você nunca nem dizia, você nem mesmo fazia, você nem mesmo o queria.
E foi assim, até o fim dos dias, o fim da nossa vida, e o começo da sua e da minha.

Nunca estamos preparados para o adeus, porque o adeus não existe.
De onde viemos, apenas conhecemos o "até logo".
Enquanto a dor da separação machuca, a esperança do reencontro cura.

Já que me ensinou a beber
Já que me ensinou a sofrer
Me ensina, por favor
Como é que faz pra te esquecer

Eu já corri o mundo atrás de você
Já fui até palhaço pra te ver sorrir
Agora você chora, tentando entender
Porque tá indo embora e eu não to nem aí

Eu tanto fiz, que agora tanto faz
Não vou perder mais meu tempo com você
Eu tanto fiz, que agora tanto faz
Devagarinho você me fez te esquecer

O que somos? Parceiros? Casal?
A TV nos separa o tempo todo.
O tempo passa e a nossa união se evapora
junto com as programações.
Quando acabar a novela, a nossa vida a dois vai trocar os atores, e só vai restar raiva, ira e separação

Sua ausência passou por mim
Como a linha através de uma agulha
Tudo o que faço é costurado com a sua cor

A possibilidade de conhecer uma pessoa incrível, na próxima esquina, faz de nossa separação uma lembrança um tanto mesquinha.

A separação pode ser o ato de absoluta e radical união, a ligação para a eternidade de dois seres que um dia se amaram demasiado para poderem amar-se de outra maneira, pequena e mansa, quase vegetal.

Depois de uma separação parece que tudo faz lembrar aquela pessoa: uma música no rádio, um perfume, um jeito de falar. Na verdade tudo continua igual, você é que faz questão de não esquecer essa paixão.

Em certos casos, o melhor do casamento é a separação. Principalmente quando o casal vive brigando, agressões verbais e até física. Separar muitas das vezes é uma forma de se libertar!

O umbigo é uma cicatriz profunda da nossa primeira separação.

Viva e ame mesmo que você sofra com a dor da separação, a dor da perda... Pode acreditar, valeu a pena.