Crônicas para Crianças

Cerca de 702 crônicas para Crianças

Hoje em dia as crianças
Só sabem mexer em celular
Falam muito sobre tecnologias
E pensam pouco em estudar

Estudar é importante
E é bem fundamental
Os jovens têm que entender
Que o estudo é essencial

Se você não for à escola
Você não vai passar
Além disso sem estudos
Você não passa no vestibular

Vestibular é importante
E ajuda a entrar na faculdade
O jovem tem que entender
Que pra estudar, não tem idade.

Estudo é importante
Mas não precisa se matar
Temos que ter tempo para outras coisas
Pra dormir, comer e brincar

Sei que hoje em dia
Há uma grande pressão
Se você não passar no vestibular
Você não vai ser alguém na vida não

Mas se liga aí meu jovem
Não foca nisso não
Porque oportunidade nessa vida
Não vai faltar para você não

A pressão é normal
Principalmente dos nossos pais
Tem vezes que não aguentamos
E só queremos um pouco de paz

Quando falam de vestibular
Já pensam logo em Enem
E ainda falam se não passarmos
Não vamos ser ninguém

Estudar é importante
Mas tudo em excesso já sabemos que faz mal
Estudar mais de 10 horas por dia para passar para medicina
Isso já não é normal

Então estude
Mas não deixe de viver
Pois se tiver que fazer medicina
Você irá fazer

Por isso, meu jovem
Não perca o seu tempo
Faça também dos seus livros
Um pequeno passatempo

A escola é importante
Nos transmite conhecimento
Estude
Mas viva cada momento

Então já sabemos que o estudo é importante
Mas também não se ilude
Tem coisas mais importantes
Como por exemplo a nossa saúde

Estude
Viva
Mas não viva para estudar
Estude para viver
Pois com estudos
Eu sei que irá vencer

Cheyenne Kheller
2 compartilhamentos

Crianças: pequenos professores

Hoje na aula eu planejava trabalhar com um texto mas um aluno começou do nada a cantar "Para a noooossaaaaa alegriaaaaa" e lógico, toda a turma embalou! E daquele jeito!! Resultado: ou eu dava a aula como perdida ou usava a música e ainda aproveitava pra ensinar mais do que só a gramática. Escolhi a segunda opção. Ensinei a música inteira, "Galhos Secos" é o nome dela pra quem não conhece. É um louvor antigo e tem uma letra linda. Cantei primeiro e eles ficaram imóveis. Acho que não imaginavam que ela é completamente diferente daquilo que vimos na internet. Então ensinei a turminha a cantar como se deve!! Afinação, dicção, empostação... coisinhas básicas pra cantar bonitinho. E olha que eles aprenderam! Obedeciam até a minha (modesta!) regência! Refletimos sobre a letra da música e a aula foi além das expectativas. "Quando olhamos galhos secos e nem imaginamos que dali possa sair beleza, ainda assim Deus vê flores brotando." Quando os pequenos entenderam a mensagem, a brincadeira com a música parou e eles não só cantaram, louvaram de verdade! Da boca das crianças brota o perfeito louvor e posso dizer que os adultos aprendem grandes lições. Estávamos conversando sobre a letra da música e eu perguntei:
- Por que Deus consegue enxergar flores em galhos secos?
E um aluno respondeu exatamente com essas palavras:
- Porque Ele enxerga o que ser humano nenhum é capaz de ver.
Quase chorei na sala!
Obrigada Deus, por me ensinar através das crianças que não há galho seco que não possa florescer. Me ensina a enxergar as flores!

Katia Lima
Inserida por kflfir
1 compartilhamento

Ouço gritos de alegria
lá ao longe crianças cantando...
Sons de sinos, violinos e harpas
já meio dia ...E todos nas ruas falando .

É A BENDITA ESPERANÇA QUE CHEGOU !

Que alegria,ela chega a cada manhã ...
Bendita tambem é a fé que se insinua
nas horas desesperadas.
Bem vinda essa saudade que
diminue a distância.
Bem vinda a voz do vento que desperta
nosso silêncio.
Bem vinda essa lágrima que desliza no
meu rosto e umidece o meu sorriso,
mas que não me tira a alegria de ver
nascer mais uma poesia.


Marleninh@ Castilho

19/06/2012/

Marleninh Castilho

Posso escutar as sirenes soando
Interrompendo as brincadeiras das crianças na rua
Partir de agora perderemos a paz
Só com sorte essa noite veremos ainda a Lua
Já posso ver as balas riscando o céu
Teremos crimes de guerra para liberdade de uma nação
Agora seremos massacrado pelo exército da salvação
Qual será a acusação dessa vez
Temos armas de destruição em massa ou um líder Ditador
Ou somos terroristas seguindo a ideologia de um matador
Desculpas para favorecer o conselho da morte
Seremos atacados dia e noite sem razão
A ganancia deles distanciarão da misericórdia não terão perdão
E o único proposto dessa guerra é a ambição
Quando não podermos mais lutar
Nossos gemidos serão abafados
Quando os gritos de socorro silenciar
O sangue dos inocentes será trocado por barris de petróleo
Todos os postos de gasolina será abastecido
E o tempo apagara o sangue na areia do deserto
E o verdadeiro proposto dessa guerra será encoberto
Essa é a guerra atual feita de polvora ,sangue, mentira e petróleo

Tilico Pensador
Inserida por TilicoPensador
1 compartilhamento

Papai Noel.. passamos por três fases desse lindo conto..
1º Quando crianças em que acreditamos que ele chegaria de trenó enquanto dormiamos, se durante todo o ano tivessemos nos comportado (no meu caso passado de ano na escola..rs).

2º Quando deixamos de acreditar na mágia do Natal... "Aborrecencia".. a luta para sair da infancia e virar "GENTE GRANDE"..rs Faz com que deixemos alguns sonhos adormecidos..

3º E quando passamos a ter a LINDA responsabilidade de "SER O PAPAI NOEL" e tentamos fazer a diferença a uma criança, ajudando a acreditar na magia, no amor e em seus Sonhos... Por isso eu digo.. Papai Noel EXISTE SIM!!! Está dentro de cada um de nós...
Há quem critique dizendo que Papai Noel é capitalista, mas me refiro ao fato de fazer a diferença, ao sonho de Natal..
E, aquela criança que passa junto com sua familia um aperto danado o ano todo e que tem a esperança de que no final do ano tudo pode mudar? E pra ela e por ela que insisto nessa linda magia do Natal!!!.. Repense seus valores e FAÇA A DIFERENÇA!!!!

Jiba Vanessa Dias
Inserida por Jiba
1 compartilhamento

Não tem coisa mais INCRÍVEL no mundo do que a pureza das crianças.

Sua pureza são como raios de sol.
São esperança nos nossos corações.
São a certeza de que nada para elas é impossível.

É não saber a diferença de nada e mesmo assim ser feliz.
É Rir de tudo porque no mundo não há perigos, não há nada que possa feri-las.

Poder simplesmente e puramente chorar com força por tudo aquilo que se quer, sem saber o que é vergonha.

Acreditar puramente em Coelho da Páscoa, Papai Noel e esperar pelos ovos de chocolate e pelos presentes na árvore de natal.


É entender e puramente acreditar que a cegonha é que traz nossos irmãozinhos. É pedir 1 beijinho no dodói em um dedo e ter a certeza de que isto vai fazer o machucadinho sarar.

Amamos demais seus olhares tão puros e seus sorrisos contagiantes.

Amamos a perfeicão de simplesmente terem um coração do tamanho do mundo.

Que Deus abençoe a pureza das crianças!!!
Pois nelas podemos ter sempre a esperança de um mundo melhor em união.

Deb Aoki Chan
Inserida por deboraaokimello
1 compartilhamento

Ah, nada como a inocência de quando éramos crianças
A pureza ainda brilhando em nossos olhos
A vida surgindo como um sonho suave

Ah, por que crescer causa tanto sofrimento?
Por que o tempo traz tantas responsabilidades?
Parece que foi ontem que aprendemos a amarrar
Sozinhos o cadarço de nossos sapatos!

Idenir Ramos
Inserida por ideniramos

PROFESSOR EDUCADOR

É comum, no período que antecede o início das aulas, terem as crianças uma certa expectativa, um certo desejo, antecipando o que será a escola. Têm, as crianças, a tendência de gostar do professor. É o gosto da novidade, do que não conhecem - é a aventura do aprendizado.
Começam as aulas e algumas expectativas são superadas, outras frustradas. Alguns encontros se revelam marcantes, outros nem tanto. Há alunos que voltam para casa, dos primeiros dias de aula, desejosos de narrar aos pais cada detalhe de seus professores.
Em uma leve viagem ao passado, todos rapidamente nos lembramos de alguns professores. Por que desses e não de outros? Porque alguns marcam mais. E é desses professores que a pessoa se lembrará, ao longo da vida.
Infelizmente, muitos professores se convertem em burocratas da escola. Estão ali exercendo a profissão de estar ali. E nada mais. Sem perfume nem sabor. Sem encontro nem encanto. Apenas ali, munidos de um programa determinado, e sequiosos do fim, já no começo. Tristes mulheres e homens que embarcam na profissão errada e lá permanecem aguardando a miúda aposentadoria. Não são maus. Apenas não são educadores.
Há aqueles que educam desde os primeiros raios da aprendizagem. Preparam-se para a celebração do saber e do sabor - palavras com a mesma origem. Lançam redes em busca de curiosidades, surpreendem e permitem surpreender; ensinam e aprendem com a mesma tenacidade. Estão ali, em uma sala de aula, desnudos de arrogância e ávidos de vida. Não temem a inquietação das crianças e dos jovens. Não negligenciam o conteúdo, mas valorizam os gestos. Gestos - é disso que mais nos lembramos dos nossos mestres que passaram. E que permaneceram.
Lembro-me de alguns, como a Ana Maria, professora de história, que nos instigava a estudar antes da aula o tema que seria trabalhado. Quando chegava a aula, ela propositadamente errava, e nós a corrigíamos. Era um jogo, uma didática simples que empregava. Eu chegava a sonhar com aquelas aulas. Ela despertava o gosto pela pesquisa e destravava os mais tímidos. Todo mundo queria corrigir a professora.

Talvez um exercício interessante para o professor seja o das lembranças. Lembrar, de quando era aluno, daqueles professores que eram educadores, e de repente ter a humildade de imitá-los ou até reinventá-los.
E não há tempo nem idade para fazer diferente. É só ter uma característica que Paulo Freire considerava importante para toda a gente mas essencial para quem educava: gostar de viver.
Quem gosta de viver não tem preguiça de reinventar, nem medo de ousar. Quem gosta de viver não tem medo de ternura, da gentileza, do amor.
Quem gosta de viver, educa!



Revista Profissão Mestre, março de 2007

Gabriel Chalita
Inserida por fraseschalita
1 compartilhamento

ESCOLA POSSÍVEL

Vinda de uma instituição aberta para receber crianças, jovens e adultos necessitados de apoio e de autoconfiança para descobrir seus talentos, a escola que estamos construindo não é mera transmissora de informações. O Programa Escola da Família - que abre a unidade escolar todos os fins de semana para a comunidade e que completou dois anos - surgiu para mostrar que isso é possível. Já se podem verificar alterações expressivas na comunidade escolar e, por extensão, na sociedade. Dentre elas, a redução da evasão escolar no estado de São Paulo: da 1 à 4 série - Ciclo I do Ensino Fundamental - 0,7%, o índice mais baixo do Brasil; o número de adolescentes e adultos que freqüenta o Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) que, no Ensino Médio, passou de 30 mil alunos, em 1995, para 481 mil, em 2005. A qualidade da educação, como um todo, tem recebido pareceres muito favoráveis. É o que mostram os resultados do Sistema de Avaliação do Ensino Básico (Saeb) e do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Para além da educação, os índices de violência registrados nas escolas e vizinhanças caíram em até 81%. Acreditamos que devemos tudo isso à apreensão do conceito de pertencimento por parte da população. Em outras palavras: a escola é da comunidade e a comunidade tem de se apropriar dela. E é essencial que todos caminhem nessa direção: pais, professores, diretores, funcionários, voluntários, jovens universitários que têm a possibilidade de estudar, como bolsistas, e trabalhar como monitores do programa. É desse modo que a educação dá a sua resposta à crise de valores que enfrentamos. Não pode ser diferente quando há o respaldo de um governante que elege a educação como prioridade - o que exige muito mais recursos do que discursos.


Publicado no jornal O Globo

Gabriel Chalita
Inserida por fraseschalita
1 compartilhamento

Às vezes ...
Às vezes somos crianças, felizes em nosso mundo de faz de conta, sonhos, fantasias, pensando no que vamos ser quando crescer...
Às vezes somos adolescentes, felizes e revoltados ao mesmo tempo querendo as coisas ao nosso modo e desejando trabalhar pra não ter que pedir dinheiro aos pais...
Às vezes somos adultos e sentimos o peso da maturidade, o “peso” da vida e queremos voltar a ser crianças...
Nesse “peso” da vida,
Às vezes sorrimos
Às vezes choramos
Às vezes machucamos
Às vezes somos machucados
Às vezes amamos e somos amados
Às vezes amamos e somos rejeitados
Às vezes gritamos
Às vezes calamos
Às vezes temos a presença
Às vezes sentimos a saudade
Às vezes descobrimos que perdemos tempo com algo
Às vezes comemoramos que o tempo dedicado valeu e muito
Sorria, chore, ame, esqueça, ganhe, perca, caia, levante... mas viva!
Sempre dê valor tanto as grandes quanto as pequenas coisas e não “ÀS VEZES”
Nossa vida é cheia de “ÀS VEZES”
Mas não vamos deixar que apenas “ÀS VEZES” sejamos felizes

Maurício Alisson
Inserida por halissonm
1 compartilhamento

Sou criança e busco a paz...

Crianças vivem em paz?
Afinal, o que é paz?
Sou criança e busco entender a paz...
Será que alguém pode me ajudar?
...
Sou pequeno e desejo entendê-la...
Alguém me auxiliará?
Sou criança e quero paz...
Paz verdadeira... não paz de brincadeira...
...
Por que prender as pombinhas ?
Por que só a cor branca ?
Tudo deve ter um significado...
Mas eu só quero a paz... de ser amado!
...
Sou criança, a paz que eu quero...
É mais simples, com sentimento sincero...
Quero minha família por perto, cuidando de mim...
Quero meus amigos pertinho, brincando assim....
...
Busco a paz em mim e em ti...
Compreendo a paz como algo singelo...
Quero sentimentos de comprometimento...
...com o bem querer...com o bem viver...
Sou criança e busco a paz...

(Profe Virginia)

Virgínia
Inserida por VirginiaOstroski

Estou muito indignada, a educação pública é uma piada. A escola é um depósito de crianças, as salas são super lotadas e as crianças super mal educadas.
Não existe profissionais qualificados trabalhando nas escolas tais como psicólogos e inspetores, é tudo feito de qualquer jeito, enquanto tiver essa hipocrisia de "educação", nós todos seremos marionetes nas mãos de governos que só querem o poder.
Pais omissos que não querem impor limites aos filhos, professores que não têm compromisso e crianças mal educadas que só vão para a escola pois seus pais recebem o bolsa miséria e também não conseguem ficar o dia todo com seu filho.
Enquanto tiver esse tipo de "EDUCAÇÃO", seremos vítimas do SISTEMA.
Mas quem é esse tal de sistema? Somos nós, todos nós... Como podemos aceitar isso

Simone Catusso
Inserida por SimoneCatusso

Nossas crianças

Se farão homens
Se chamarão povo
criança em expansão
tentativa inexorável
principio das dores
força do homem
caminho para o amanhã
produção da primavera
do mais fundo sofrimento
do mais fundo da terra
do mais duro
do mais ferido
Beleza pura
Obra de pobres assustados
flores surreais
desamparados dos subúrbios
Uma dádiva do mais alto
do mais eterno

Mlailin
Inserida por Lailin

Cidade pequena, onde a vida passa desacelerada, onde só há crianças e senhores, os jovens saem para ganhar a vida e voltam quando velhos, para perdê-la em paz.

- Eu esperei muito tempo por esse dia, sua partida em busca de algo melhor. Você, leve e linda, cheirosa e meiga, não merece ficar estagnada em algo sem mobilidade nenhuma como esta cidade soturna.
- Mas papai, não vai dar. Como vou deixar o senhor aqui? Acho melhor eu rejeitar esta proposta de emprego. Não consigo meu pai, não consigo. Venha comigo, por favor?
- Deixe-me aqui, esse lugar já faz parte de mim filha. Seu querido paizinho já está muito velhinho para essas aventuras.
O Sol do entardecer batia em seus olhos em pranto. Mariano irredutível com um abraço sussurra em seus ouvidos.
- Querida, você precisa ir. Venha meu bebê sente-se aqui.
E uma pausa, um silencio lutuoso fica no ar.
- Sabe filha, não se preocupe comigo, aqui é minha terra, mas não é a sua. Não tenho vontade de partir, já vivi tudo que tinha que ser vivido. Você é jovem ainda, sua alma está inquieta agora, e isso é ótimo. Seu velho vai ficar bem aqui, ta bom? Agora vaia logo antes que escureça. Leve com você isto.
Mariano tira do bolso uma bússola, velha e quebrada.
- Olha minha querida, quando eu saí de casa meu pai me deu esta bússola me disse que ela me indicaria o caminho da felicidade. Leve com você. É tudo que eu tenho de mais valioso.
Ela olha aquela bússola surrada pela vida, olha para o pai como se esperasse que ele falasse mais alguma coisa. Ele captando no ar responde.
- Valioso aos olhos do coração minha filha, é o que importa. O coração.

Lucas Freitas Lima
Inserida por LucasFreitasLima
1 compartilhamento

"Eu não acredito nas palavras de arrependimento de crianças que fingem amar.
Não acredito nas palavras nos olhares de alguém que estraga tamanha beleza com uma percepção suja.
Não acredito nas desculpas de uma ferida que eu tive que curar sozinho.
Não acredito em crianças que crescem o quanto podem mas não lembram que amor é coisa séria.
Eu sinceramente deixei de acreditar na seriedade de uma criança quando um jovem quase adulto mentiu para si mesmo.
Se decepcionou, e culpou quem estava a seu redor.
Vejo essas crianças chorando por perderem seus supostos amores
e culpam a falsidade de seus supostos amigos, eles não conseguem perceber que também são falsos consigo mesmos
por tentarem viver a vida rápido demais, não percebem que ainda vão crescer, que ainda vão sonhar e realizar esses sonhos.
Algumas crianças são tão ignorantes que perdem tanto tempo fingindo acreditar em si mesmo, que quando tiver que fazer mesmo isso ...Não terá mais tempo.
Assim é o universo e a mente de algumas crianças que infelizmente vim a conhecer.
Talvez eu ainda consiga ver felizmente um jovem dizer amar e ao menos saber do que se trata, mas até esse dia, eu ainda verei criancinhas dizendo amar em 2 minutos de conversa
e dizerem se apaixonar por pessoas desconhecidas.
Deus salve nossa juventude, pois ainda há esperanças para aqueles que acreditam e sabem o que é amor de verdade!"

Rafael Valladão Rocha
Inserida por rafaelRocha
1 compartilhamento

Na juventude você é velho demais para ganhar presente de dia das crianças. Novo demais para ter filhos e ganhar presente no dia dos pais ou das mães, mas todo ano tem que dar presente para seus coroas. Além de ter que presentear seus avós no dia 26 de julho. E tem mais, a faculdade não é escola, não espere ganhar lembrancinha no dia do estudante. Então só te resta arrumar um(a) namorado(a) achando que vai ganhar presente no dia 12 de junho, ganhar você até ganha, mas não se esqueça de presentear a cada aniversário de namoro e sair todo final de semana. Ai finalmente você fica velho e terá que comprar uma casa da Barbie ou um Max Steel que custa 10 vezes mais do que o chinelo que você vai ganhar dos seus filhos ou netos. No Natal seu 13º salário vai todo embora com todos da sua família. Dia dos namorados é coisa do passado, agora você é casado, sua esposa vai te dar de presente uma bronca por não ter consertado o chuveiro. Seu marido vai te dar uma esteira e dizer que você tá gorda. Conclusão: de qualquer forma você tá ferrado(a)! A única fase boa é a infância, é quando se ganha muitos brinquedos, os pais pagam pelos presentes que eles mesmos ganharão no dia deles.
Feliz dia das crianças, se você não é uma veja o lado bom, pelo menos ganhou um feriado! =D

Gleyce Assis
Inserida por pqnina
1 compartilhamento

Ontem foi um dia feliz para todas as crianças. Mas para todas aquelas que tem
uma família, um lar, uma educação, e é bem alimentada.
Com certeza todas sairam com os seus familiares, e amigos, brincaram, se divertiram muito.

Enquanto isso, em baixo de viadutos, em calçadas, em semáforos...
Ainda existem aquelas que vivem da esmola alheia, da boa-má vontade dos que ali passam. Passam a noite toda sem um agasalho, tentando se aquecer apenas com um pedaço de papelão.

Será mesmo que o dia foi feliz para todas as crianças?

(Reflexão sobre o dia 12 de outubro).

Wellington Martins
Inserida por Wellmartins

Já não aguento mais

Cansei de ver as crianças chorando
Pais e mães em hospitais reclamando
Velhinhos sofrendo e apanhando
Os pobres com fome sonhando
Os ricos cada vez mais enricando
O cidadão apenas trabalhando
Outros sem emprego, mendigando o que come
Recém-nascidos sem saber se vai ter nome
O povo aceitar que tudo vai mudar na eleição
E logo em seguida, nem ter o dinheiro do pão
É duro viver assim desse jeito
Ser filho de Deus
E achar que a salvação
Vem do prefeito.

Reff Carvalho
Inserida por ClebioCarvalho

Éramos crianças perdidas e amedrontadas.
Em caminhos tortos,
espinhos fizeram com que o sangue jorrasse mais vermelho.
Animais feridos incapazes de fugir.
Sangrando por todo o caminho;
deixando rastros...
E ainda assim nos desencontramos.
Cartas não lidas, promessas quebradas...
Éramos crianças perdidas e amedrontadas. Animais feridos.
E hoje crescidos, ainda somos incapazes.
Algum dia teremos uma segunda chance?

Uilton David
Inserida por uilton

As vezes temos
que ser um pouco assim como as crianças,
pois tem alegria verdadeira, brincam e
não deixam que nada
tire o seu sorriso, que nos seus rostinhos
estão sempre estampados,
sei que temos que ter responsabilidade,
ter maturidade, mais não significa que
temos que tirar de dentro
de nóis essa criança que á,
a vida é assim, uma hora temos que ser
adultos, outra hora despertar a criança que
está dormindo, mais nunca tira-la de dentro
de nóis, pois é ela que nos dar ânimo, e alegra nosso
ser interior. faça de sua vida, uma vida repleta de coisas boas
que nenhum problema lhe
abale, assim como esses seres indefesa faz.
Temos que aprender com eles a dar rumos melhores a
nossas vidinhas! A fazer de um simples
instante um grande momento.

Maya Souza
Inserida por MayaSouza