Crônicas para Crianças

Cerca de 725 crônicas para Crianças

Teu silêncio...
Eram tuas mãos calejadas
que afagavam o rosto
daquelas crianças
e folhavam as páginas
dos livros das histórias
que lia e depois recontava
e deixava em cada olhar,
o direito de interrogar.
Teus cabelos grisalhos
e tuas pernas cambaleantes
faziam saber que a vida,
a qualquer momento
poderia morrer sem avisar.
Teu andar lento,
mostrava que a pressa,
não aumentaria o tempo
para viver mais.
E no teu silêncio,
deixou escrito
todas as palavras
que nos proibiram,
pronunciar.
by/erotildes vittória/ARQ/29013SSREFT82/Alvar.br
manuscrito de 2013/all right reserved
imagem/Sala de aula tradicional/google

Erotildes Vittoria

O resgate da cidadania


Resgatar o conceito de cidadania nas crianças e adolescentes brasileiros é um desafio e, por isso mesmo, o principal objetivo do programa Mutirão da Cidadania - lançado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. O objetivo é trazer à tona o sentimento de nação, de civismo, de solidariedade, de união e de amor aos valores dignificantes que têm sido cada vez menos apreendidos pelas novas gerações. O Mutirão será composto por diversas ações que visam ampliar nos estudantes da rede estadual de ensino a compreensão sobre questões essenciais à sua formação pessoal e profissional. A ética, a nobreza de caráter, o espírito de equipe, o respeito ao próximo e às suas diferenças de gênero, raça, credo e classe social, a preservação do meio ambiente - a começar pelo cuidado e valorização do espaço da própria escola -, o incentivo ao voluntariado e os estudos dos símbolos nacionais constituem as bases principais do programa. Uma das medidas que adotadas para a conquista desses objetivos é o hasteamento da Bandeira e a execução do Hino Nacional nas unidades de ensino, todas as segundas-feiras. A idéia é estimular a criação de espaços voltados ao resgate de valores ligados à vivência da cidadania, ao mesmo tempo em que a utilização da linguagem musical é otimizada como forma de expressão, comunicação e convivência. O programa será desenvolvido por meio de parcerias com as secretarias da Justiça, da Cultura, do Meio Ambiente e da Juventude, Esporte e Lazer, além de instituições como a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Procon e o Faça Parte. Juntas, essas entidades trabalharão a consciência cidadã dos alunos, incentivando a participação ativa dos jovens tanto na escola quanto na comunidade. Elas fornecerão orientações sobre a formação e administração de grêmios estudantis, a realização da coleta seletiva de lixo nas escolas - ressaltando a importância dessa ação para o ecossistema -, a criação de Bandas da Juventude nos estabelecimentos de ensino, a conscientização dos direitos e deveres do consumidor e o estímulo ao voluntariado, que se constituirá em exercício efetivo de solidariedade. Acreditamos que a prática dessas ações será fundamental para a formação de cidadãos críticos que possam ocupar, definitivamente, um lugar de destaque nos cenários político, econômico, social e cultural do Brasil. Vivemos numa sociedade mutante, diversa e repleta de peculiaridades. Independentemente disso, o mundo todo atravessa um período de mudanças radicais que alteram o comportamento das pessoas provocando fenômenos sem precedentes na história da humanidade. Basta lembrarmos o quanto a família se modificou adquirindo novos modelos de estruturação - o que não quer dizer que está mais presente na vida das crianças e jovens. Ao contrário, paralelo às mudanças na estrutura familiar, o mercado de trabalho tem exigido cada vez mais de todos, tornando o tempo que os pais dedicam aos filhos mais escasso quantitativa e qualitativamente. A carência afetiva é a porta de entrada para o recebimento de influências negativas do meio e da mídia - essas últimas por meio da exposição exagerada à televisão e ao computador, sem nenhum critério seletivo. O resultado desse processo é evidente quando observamos a inversão de valores fundamentais à vida em sociedade, favorecendo o consumismo exacerbado, o culto exagerado ao corpo, da superficialidade das relações e a ascensão acelerada da violência e das drogas. Com isso, o papel da escola hoje é muito mais amplo e complexo do que há algumas décadas. Cabe a ela não só ensinar, mas auxiliar a formar o cidadão. Outro fator importante de mudança está na universalização do ensino, que trouxe aos bancos escolares pessoas extremamente diferentes, muitas vezes provenientes de famílias desestruturadas e/ou com situação econômica precária. Essas crianças, até há pouco tempo excluídas do ambiente educacional, necessitam de cuidados e atenções redobradas dos professores. Com a política da escola pública para todos, a rede oficial precisou reestruturar a proposta pedagógica para acolher os mais variados perfis estudantis. Nesse sentido, O Mutirão de Cidadania é uma ferramenta mais do que importante para garantir aos alunos uma formação mais adequada aos desafios impostos pelo século XXI. Machado de Assis, o grande mestre da literatura brasileira, nos forneceu um alento para as adversidades quando disse: "Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir." Se depender de nossa vontade e de nosso esforço, a educação conseguirá, sim, cumprir sua função: ser a bússola para mostrar um norte, um caminho seguro em direção ao futuro.


Publicado no Diário do Grande ABC

Gabriel Chalita
2 compartilhamentos

Saudação aos que vão Ficar

Como será o Brasil
no ano dois mil?
As crianças de hoje,
já velhinhas então,
lembrarão com saudade
deste antigo país,
desta velha cidade?
Que emoção, que saudade,
terá a juventude,
acabada a gravidade?
Respeitarão os papais
cheios de mocidade?
Que diferença haverá
entre o avô e o neto?
Que novas relações e enganos
inventarão entre si
os seres desumanos?
Que lei impedirá,
libertada a molécula
que o homem,
cheio de ardor,
atravesse paredes,
buscando o seu amor?
Que lei de tráfego impedirá um inquilino
- ante o lugar que vence -
de voar para lugar distante
na casa que não lhe pertence?
Haverá mais lágrimas ou mais sorrisos?
Mais loucura ou mais juízo?
E o que será loucura?
E o que será juízo?
A propriedade, será um roubo?
O roubo, o que será?
Poderemos crescer todos bonitos?
E o belo não passará a ser feiura?
Haverá entre os povos uma proibição
de criar pessoas com mais de um metro e oitenta?
Mas a Rússia (vá lá, os Estados Unidos)
não farão às ocultas, homens especiais
que, de repente,
possam duplicar o próprio tamanho?
Quem morará no Brasil,
no ano dois mil?
Que pensará o imbecil
no ano dois mil?
Haverá imbecis?
Militares ou civis?
Que restará a sonhar para o ano três mil
no ano dois mil?

in "Pif-Paf"

Millôr Fernandes
2 compartilhamentos

Previsão do tempo para o Dia das Crianças:
Certos adultos esquisitos, que não sabem mais sonhar, carregados de nuvens pesadas, sujeitos a pancadas de mal humor, vão passar o dia resmungando e para não ouvir o barulho da garotada, vão sair por aí. Cientistas experientes indicam que não saiam de casa sem antes trocar um sorriso com uma criança. O sorriso de uma criança é alegre e quente como raios de sol e quando penetram em seu coração, afugentam as nuvens, dissipam as tempestades, transformam o seu dia, modificando o seu mal humor e driblando a meteorologia.

Mychele Magalhães Velloso

SER MÃE

Quando meus filhos eram crianças, pulavam em cima de mim, me abraçavam, me babavam toda. Era uma festa! Só vendo... Eu me lembro estar deitada no sofá e eles vinham deitar em cima de mim me enchendo de beijos. Eu olhava para aquelas carinhas inocentes, pareciam anjos vindo do céu. Eu dizia brincando, a mamãe não quer que vocês cresçam...
Pois eu tinha razão... hoje estão adultos e nem um abraço me dão. Passo despercebida por eles, sinto falta daqueles abraços, beijos carinhos que eles me davam quando crianças. Hoje tenho que pedir um abraço ou um beijo e sinto a má vontade deles em fazerem isso. Me sinto triste quando vejo eles abraçar seus amigos, beijar, brincar com toda euforia, e penso porque isso não acontece comigo que os coloquei no mundo?
Dou todo meu amor, o melhor de mim. Eu só queria uma palavrinha de carinho, um gesto sequer de atenção... O que me resta é a saudade daquele tempo que sei que nunca mais voltará...

Mara Caprio

Papai Noel quero te pedir mais sorrisos
para nossas crianças que vivem na desesperança.
Muito amor pois, dele todos andamos precisando
e em grandes quantidades...
Tivemos muitas tragédias esse ano
então, se puder, ajuda a acalmar a humanidade
e por favor ajude a todos nós
a sermos mais tolerantes,
não só nesse período ,mas o ano inteiro.
Que nos lares haja alimento e muita saúde
e que cada um tenha compaixão e mais paz.
E para finalizar te peço,
se puder me ajudar, chega de guerras...
a humanidade está ficando cada dia
mais desumana...

Irma Jardim

Já fomos crianças

Já fomos crianças
Não tínhamos ideias nem ideais
Chorávamos se tínhamos fome
Qualquer coisa nos divertia
Brigávamos quando podíamos
E de nosso rival ficávamos de mal
Mas daqui a pouco estávamos ali de mãos dadas
Prontos para brigar de novo.
Hoje somos adultos
Mas
Já fomos crianças
E tudo se passou
Apareceram ideias de paz
Repartíamos nosso pão
Se alguém tinha fome ao nosso lado
Então, crescemos mais
Agora pense duas vezes
Somos políticos podres e ilógicos
Que pelo papel moeda
Transformamos o coração de carne em pedra
Deixamos milhares morre a nossa volta
Por falta de chão
Enquanto ouro nos sobra nas mãos
E ainda assim somos racionais
Às vezes é tão difícil
Crer que somos as criaturas consideradas
Mais inteligentes da terra
Tenho vontade de chorar quando lembro
Já fomos crianças
Nossas guerras eram de brincadeira
Nossos inimigos eram amigos.
Já fomos crianças
E hoje crescido me vejo como todos
Fazendo guerras de verdade
Contra tudo e todos
Contra mim mesmo a esmo
Já fomos crianças
E hoje isto não são nem lembranças.
Já fomos crianças
Lembremos...
Já fomos crianças!

Abraão Lemos
2 compartilhamentos

“Espírito Natalino”

“Houhouhou...
É véspera de natal, as crianças despertam mais cedo
para desfrutar do momento que ainda está por vir.

A manhã se cala diante da natureza encantadora dos pequeninos.
Sua sutil inteligência age conforme seus sonhos, como
Papai Noel, desequilibrando os corações na busca de
um novo acontecer.

Os avôs observam atentamente o percurso dos tão aclamados, sentem a saudade bater a porta.
Relembram com orgulho seu passado...

Os pais vêem a hora chegar, quando então!!!
no sublime instante...
As lágrimas caem, como um riacho de felicidade.

A voz dos pequeninos soam profundamente, como
um piano a tocar, ao mesmo tempo destroem com seus
gritos ensurdecedores quando notam a presença do senhor
de barba branca entrar.

A lareira se esconde com tantos presentes, dando espaço
para o aconchego familiar.
São os gestos mágicos natalinos, indo de encontro com o
toque diferenciado, coberto de esperança, de amor.

Mas no final daquela noite a surpresa...
Um pequenino deslumbra a irradiante comoção.
Ele, olha com seus olhos singelos nos olhos vivos da
vida dos avôs e diz:

- Feliz Natal...”

Roberto dos Anjos
2 compartilhamentos

Sonho e Ilusão


Sonho com um mundo melhor, onde crianças brinquem como crianças,
Que as pessoas trabalhem, lutem, vivam com esperança.
Sem roubos, violência, desastres e ganância.

Sonho em ver os pássaros livres, cantarolando suas melodias,
Em saber que todos têm comida para por na mesa ao meio-dia.
Que os jovens desfrutem da vida com grande sabedoria

Vejo alguns planejando suas viagens para Caribe, Itália e Japão.
Enquanto milhares tentam ir ao mercado comprar leite e pão.
Vivemos neste mundo desigual esquecendo que somos irmãos.

Um mendigo bate a nossa porta, pede comida e dizemos não.
Na manhã seguinte a comida que sobrou vai alimentar o cão.
Nosso semelhante é abandonado ficando sem casa e sem chão.

Vivo nesta utopia de achar que um dia teremos a emoção
De olha para o lado abraçar alguém e dizer “você é uma benção”
Isto tudo é um sonho, que mais parece uma grande ilusão

Nivaldo Joaquim

Um certo dia um homem foi em uma escola falar de DEUS. Chegando lá perguntou se as crianças conheciam a Deus, e elas responderam que sim. Continuou a perguntar e elas disseram que Deus é o nosso pai, que ele fez o mar, a terra e tudo que está nela, que nos fez como filhos Dele, etc. E o homem se impressionou com a resposta dos alunos e foi mais longe: “Como vocês sabem que Deus existe, se nunca ninguém O viu?”
A sala ficou toda em silêncio, mas Pedro, um menino muito tímido, levantou as mãozinhas e disse: “A minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu café com leite que ela faz todas as manhãs. Eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca no meio do café com leite, mas se não colocá-lo , fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não O vemos; mas se Ele sair de perto, nossa vida fica sem sabor...” O homem sorriu e disse: “Muito bem Pedro, eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida...” Deu a bênção e foi embora da escola surpreso com a resposta daquela criança. Deus quer tornar a nossa vida muito abençoada, mas para que isso aconteça é necessário deixarmos que Deus faça milagres e uma grande transformação em nosso coração. Pense nisso, hoje e não esqueça de colocar "AÇÚCAR" em sua vida!

Charlesk
2 compartilhamentos

Amigo...

Amigo não tem idade. Pode ser jovens, adultos, velhos e crianças.
Amigo pode ser aquele de anos, pode ser aquele de horas...
Amigo é aquele da escola, aquele do futebol, aquele da rua, aquele da casa, aquele da vida...
Amigo é pai, é irmão, é família...
Amigo, como dizem por aí, é alicerce...
Amigo é mais que alicerce... Amigo é alicerce, é parede, é teto...
Amigo te constrói e quando alguém te derruba ele te reconstrói...
Amigo é porta. Abre quando você está no caminho certo e se fecha quando está no caminho errado.
Amigo é janela. Quando você se sente sufocado se abre, mas se fecha quando você se sente desprotegido.
Amigo erra, mas não falha. Perde uma batalha, mas nunca entrega uma guerra.
Amigo luta pela paz. Amigo é perdão.
Amigo não morre, apenas adormece.
Amigo aparece nas horas boa ou nas horas ruins, mas sempre aparece.
Amigo não se esconde.
Amigo é jóia, mas não é diamante. Diamantes são duros, mas se quebram facilmente.
Amizade é jóia, mas não é um cristal. Cristais quebrados não reatam jamais. Amizade se reata com o perdão.
Amigo não necessita de ouvir palavras... Amigo lê os olhos.
Amigo ri da suas vitórias, chora suas derrotas...
Amigo ganha com você, perde por você...
Amigo está sempre junto, mesmo que quilômetros de distância.
Amigo é a pura essência da palavra: AMIGO...

Amigo, sempre estarei aqui!...Porque sou seu AMIGO...


Jorge Guida

Jorge Guida
2 compartilhamentos

Crianças.

Nossos anjos atrapalhados, que bagunçam nossa rotina, que tiram nosso sono, mas que com um sorriso são capazes de lavar nossa alma. Parabéns a todas as crianças e aquelas que vivem dentro de nós também! Que Deus abençoe todos os pequenos, que leve conforto e saúde para aqueles que estão em cima de um leito e que leve discernimento aqueles que vivem nas ruas!
Como é triste ver que no mundo em que vivemos, as crianças são esquecidas, ignoradas e até maltratadas! O que mais me deixa triste, é ver que desde sempre no mundo, elas têm sido vítimas de muita violência doméstica e abuso de várias ordens, seja ele psicológico ou até mesmo emocional! Dia da criança é todo dia, dia de educar, dia de dar atenção e muito carinho, pois esses pequenos gestos valem mais que mil presentes...Crianças Crianças. Seres especiais! ♥

Ligia Venute

“Sinta o que aconteceria na alma se você imaginasse crianças dizendo para seus pais: 'Aquilo que você me deu, primeiramente, não foi correto, e segundo, não foi suficiente. Vocês ainda me devem'.
O que estas crianças têm de seus pais quando sentem as coisas desta forma? Nada. E o que os pais tem de suas crianças? Também Nada. Tais crianças não conseguem se separar de seus pais. Sua demanda e suas acusações os ligam de tal forma a seus pais que, apesar de estarem vinculados com seus pais, é como se não tivessem pais. Elas se sentem vazias, carentes e fracas.
(...) que as crianças tomem de seus pais, aquilo que estes podem dar, da forma que vier”.

Bert Hellinger

Play groud

A vida é um play ground
E nossos amigos seriam como as crianças
que brincam no balanço da amizade.

Os parentes seria as crianças
nos altos e baixos da gangorra.

O dinheiro como as bundas
que descem no escorrega.

O amor feito aquelas crianças tontas no gira gira.

E por fim os inimigos'
Eles seriam como as madames e seus cachorros
que defecam nas areis de nossas vida e logo
partem [com a graça de deus]

Delilah Mad

Crianças eternas. (Texto reflexivo)

Vocês sabem de quem estou falando?
Não estou falando dessas crianças que crescem, tornam-se adultos e independentes. Estou falando dos nossos animaizinhos de estimação que tanto amamos. Quer dizer, nem todos amam. Se amar é cuidar, proteger, zelar, e nesse caso são atitudes que devem perpetuar-se até o fim da existência do bichinho, então não, nem todos amam seus bichinhos. A prova disso é o número cada vez mais crescente de amimais abandonados que vemos nas ruas. Eles comem restos dos lixos, comidas estragadas, muitas vezes com sacola e tudo. Aí os rapazes do caminhão da limpeza vêm “recolher” o lixo, mas as sacolas abertas ficam ali. Eles não recolhem sobre o argumento de que as sacolas devem estar bem fechadas. E estão certos. E aquela sacola fica ali espalhada na rua, com restos de alimentos que vão fermentando e estragando ainda mais. E que serão o quê? O alimento dos cãezinhos de rua. Ah mas ele era tão bonitinho quando sua dona ou seu dono o adotou, mas depois cresceu, o volume de coco aumentou e ele começou a comer mais. E então foi mais fácil abandonar. Quantos animais vivem nas ruas e nem por isso morrem, não é? E o que falar daqueles que criam casais de cachorros sobre o pretexto de fazer seu cãozinho cruzar? Pra quê criatura? Para aumentar o número de animais abandonados?
Na minha opinião, só deveriam ter permissão para criar (sim, criar) cachorros, pessoas com condições para tal. Pessoas com discernimento e bom senso que, se escolhessem ter um casal de animal, que fosse porque têm condições financeiras e a decência de castrá-los para evitar o crescimento desenfreado dessas criaturas que tanto sofrem por falta de cuidados quando são abandonados. Muitas vezes até mesmo dentro de casa. Canso de ver famílias com um monte de cachorro no quintal. Com certeza não têm condições de comprar uma boa ração para seus cãezinhos, claro, devido ao número da cachorrada. E então seus donos, no intuito de fazer render a ração, que já não é de boa qualidade, as misturam com restos de comida, estragando dessa forma, a barriguinha do pobre cachorro. Isso quando compram ração. Sei da existência de várias famílias, cuja refeição de seus cachorros consiste somente em restos de comida humana. Essas famílias não sabem que ao dar osso de galinha, seu cãozinho não vai mastigar bem quebrando em vários pedaços aquele osso. Não sabem que as pontas daquele osso de galinha podem perfurar o intestino do cão, resultando em uma infecção que muitas vezes pode levá-lo à morte. Sem falar que a comida que comemos faz mal a eles. E os coitados dos cachorros abandonados que só se alimentam de lixo? De onde vieram? Com certeza já tiveram um dono.
Culpa de quem? Dos donos despreparados para cuidar de cachorros? Do governo que fecha os olhos para essa triste realidade? Da sociedade que finge que não vê o que acontece diante de seus olhos? Sim. Culpa de todos nós.
“Ah mas cachorro de rua não é problema meu! Eu cuido dos meus cachorros!” Não meu querido ou minha querida. As doenças que esses animais de rua podem desenvolver é problema de todos nós, pois pode afetar qualquer um. Quanto mais cachorro nas ruas, mais cocos por aí, mais moscam que sentam nesses cocos, e depois vai para sua casa sentar na sua comida e transmitir-lhes doenças. Sim, porque você pense na quantidade de bactérias prejudiciais que deve haver nos cocos desses animais que se alimentam de comida estragada?
Bem, mas como para adotar um cachorro não há exigências de um curso preparatório, apresentação de comprovante de renda, e pior: não há uma política que olhe para esses seres com intenção de proteção, nem multa por abando e/ou maus tratos, o problema está longe de ser resolvido.
O que fazer então? Bem, a gente pode começar cuidando bem dos nossos cães. Garantindo uma alimentação de qualidade. Mantendo nossos quintais, que são os banheiros deles, limpos. Tentando não misturar crias de machos com fêmeas, a menos que tenhamos condições de arcar com as despesas, que não são poucas, com os filhotes destes. E na maioria das vezes, a gente não tem condições. Nem os ricos, que têm, não se enchem de cachorros como os pobres. Quando muito, têm um, de pequeno porte, que é para não ficar juntando muito coco do chão e não gastar muito dinheiro com ração. Já o pobre, nossa! Tem o coração enorme. E jura que ama seu bichinho, mesmo dando osso de galinha para ele comer, deixando as fêmeas sofrerem com partos frequentes e depois se lascando em arrumar donos para os nascentes, sem se preocupar se esses “pais” adotivos vão cuidar bem deles. O importante é se livrar logo.
Quanto aos cachorrinhos de rua, já que não podemos salvar o mundo, o que podemos fazer? Amarrar bem as sacolas de lixo já é um bom começo. Porque se a sacola estiver bem fechada, o cheiro da comida não vai sair e chamar a atenção dos cachorros. Sempre há um cidadão de bom coração que deixa um potinho com ração e água do lado de fora do portão para esses anjinhos abandonados. Se na sua cidade houver uma instituição que recolha e cuide desses animais, você pode fazer uma ligação. Já está ajudando.
Seja qual for a situação, as pessoas têm que se conscientizar que animal de estimação é uma RESPONSABILIDADE. Vejo esses animais como um ser mais especial que uma criança por um único motivo: a criança vai crescer, vai aprender sozinha a conseguir comida, vai se tornar independente. Os cachorros, não. Vão sempre depender de seus donos para comer, para tomar água, para ter um lugar para dormir, para evitar a prenhes, para viver. Então, pense antes de adotar um cachorro ou deixar sua cadela engravidar. Se você não quer responsabilidade, cultive flores de papel. Essas não precisam de cuidados, não comem, não tomam água e não perfilham.

Joalice Dias Amorim
2 compartilhamentos

Por todos os depressivos do mundo
Por todas as crianças pobres e esfomeadas
Por todos os negros e humilhados
Por todos os animais e crianças abandonadas
Por todo tipo de agressão verbal e física proposital
Por todo sofredor que sofre por si e pela dor alheia
Mas, principalmente, por todos os amores impossíveis.

Sabrina Niehues

Crianças e animais
Entre uma criança e um cão
O cão recebe melhor cuidado
A lei protege o cão e reprime o dono que o maltrata
A lei encarcera o pai e recolhe o filho maltratado
Proibe ter crianças soltas nas ruas
Proibe Cães de viverem presos
Permitem crianças presas em apartamentos.

Poeta Dantas

Uma reflexão sobre o valor da vida: Para as crianças, não há limites para viver. Para os amantes, o tempo e a vida passam muito rápido nos momentos em que se entregam em amores. Para os afortunados, que esbanjam por uma vida boa, no entretenimento e no luxo a vida é maravilhosa mas nunca encontram seu sentido. Para os bêbados e os amantes da boemia a vida é só nostalgia. Para os cristãos sinceros o viver é Cristo e o morrer é lucro.
Minha mãe me ensinou muito, mas uma das maiores lições dela eu recebi na ocasião da perda do meu pai, foi quando ela sussurrou: “Esta vida não vale nada”. Hoje ela ama a vida porque entendeu o seu sentido. Isso me levou a refletir. O que será de nós quando quem faz a nossa vida valer a pena for tirado da gente? Quando a gente devota a vida em torno de uma pessoa, quando se vive um amor profundo onde os dois são um, a perda é irreparável. O tempo passou e hoje entendo o que ela quis dizer naquela ocasião. A vida então não valerá mais a pena, perderia até o sentido de ser, enquanto não entendermos o sentido de viver.

Joel N. Freire
2 compartilhamentos

O fracasso retumbante das nossas crianças no aprendizado da leitura e da escrita não resulta de nenhum equívoco acidental ou anomalia administrativa, mas da escravização sistemática da pedagogia nacional aos cânones do MARXISMO.
Socioconstrutivismo É MARXISMO. Pior: é marxismo soviético no sentido mais oficial e burocrático do termo. Luria, Vigotsky, Freinet, Emilia Ferreiro – os gurus máximos da educação brasileira – são todos devotos comunistas empenhados em produzir, 'per fas et per nefas', uma psicologia e uma pedagogia fiéis aos cânones do materialismo dialético. Não têm como alvo a inteligência das crianças, mas a utilização delas como 'agentes de transformação social'.
Por isso é que sou contra o uso da palavra "doutrinação" para descrever o que se passa nas nossas escolas. Doutrinar é incutir idéias e crenças, o que pressupõe uma mente capaz de recebê-las. O socioconstrutivismo age num nível muito mais profundo, desmantelando a inteligência das crianças na sua raiz mesma, no plano dos reflexos inconscientes e não das convicções. Sua adoção por todas as faculdades brasileiras de pedagogia foi um CRIME MONSTRUOSO, muito pior do que mil Petrolões.
Todos os responsáveis pelo socioconstrutivismo imperante devem ser expulsos de seus cargos e proibidos de ensinar, a não ser que façam um 'mea culpa' em regra. Isso é mais urgente do que botar petroleiros e mensaleiros na cadeia.

Olavo de Carvalho
2 compartilhamentos

A inspiração não é uma atitude passiva

Se ficarmos 30 minutos próximos a um grupo de crianças, perceberemos uma enorme capacidade em fazer me... Digamos, uma enorme capacidade em criar, pular, subir em lugares inimagináveis, inventar jogos e brincadeiras.

Quando vamos crescendo aprendemos que todos os jogos e brincadeiras possuem regras, e assim vamos emoldurando a criatividade.

Claro que regras e limites são importantes, mas quais os efeitos destes em nossa capacidade criativa?

Vemos diversos adultos que dizem ter dificuldade em ter ideias, e que precisam aguardar o momento da inspiração.

Consideramos que inspiração envolve ter uma atitude curiosa sobre a vida, mantendo a atenção aberta aos acontecimentos ao nosso redor, e associando os acontecimentos ao que pode ser do nosso interesse ou oportuno para alguém.

Então, aprenda a desenvolver uma atitude curiosa, absorvendo os acontecimentos cotidianos como fonte de aprendizado e inspiração, que só se tornam possíveis com uma boa transpiração.

E lembre-se, inspiração é o movimento de absorver o ar ao seu redor.
www.facebook.com/psibrunobarcellos
www.instagram.com/psibrunobarcellos

Bruno Fernandes Barcellos
2 compartilhamentos