Convite anos 60

Cerca de 98 frases e pensamentos: Convite anos 60

Sessenta anos atrás, eu sabia tudo. Hoje sei que nada sei. A educação é a descoberta progressiva da nossa ignorância.

Quem não é um liberal aos dezasseis anos é um insensível; quem não é um conservador aos sessenta é burro.

Nasci velho e rejuvenesço a cada dia. Actualmente sou um jovem de sessenta anos.

[Mirando-se num espelho depois de sessenta anos]
Já não se fazem espelhos como antigamente.

São precisos 60 anos e não 9 meses para fazer um homem.

São necessários dois anos para aprendermos a falar e sessenta para aprendermos a calar.

Uma pessoa pode chegar aos sessenta anos sem fazer uma ideia do que é um carácter. Nada é mais oculto do que as coisas com que continuamente andamos na boca.

MEU CANDIDATO A PRESIDENTE

Ele, ou ela, tem entre 40 e 60 anos, talvez uma pouco menos ou um pouco mais, a chamada meia-idade, em que já se fizeram algumas besteiras e por conta delas sabe-se o que vale a pena e o que não vale nessa vida.

Nasceu no Norte ou no Sul, não importa., desde que tenha estudado, e se foi em escola pública ou privada, também não importa, desde que tenha lido muito na juventude e mantido o hábito até hoje, e que através da leitura tenha descoberto que o mundo é injusto, mas não está estragado para sempre, que um pouco de idealismo é necessário, mas só um pouco, e que coisas como bom senso e sensibilidade não precisam sobreviver apenas na ficção.

Ele, ou ela, é prático, objetivo e bem-humorado, mas não é idiota. Está interessado em ter parceiros que governem como quem opera, como quem advoga, como quem canta, como quem leciona: com profissionalismo e voltado para o bem do outro, e que o dinheiro seja um pagamento pelos serviços prestados, não um meio ilícito de enriquecer. Alianças, ele quer fazer com todos os setores da sociedade, e basta, e já é muito.

Ele, ou ela, sabe comunicar-se porque seu ofício exige isso, mas comunicar-se é dizer o que pensa e o que faz, e como faz, e por que faz, e se ele possui ou não carisma, é uma questão de sorte, se calhar até tem. Mas não é bonito nem feio: é inteligente. Não é comunista nem neoliberal: é sensato. Não é coronelista nem ex-estudante de Harvard: é honesto.

Meu candidato, ou candidata, é casado, ou solteiro, ou ajuntado, ou gay, pode ter filhos ou não; problema dele. Paga os impostos em dia, tem orgulho suficiente para zelar por seu currículo, possui um projeto realista e bem traçado, e não está muito interessado em ser moderno, mas em ser útil.

Meu candidato, ou candidata, é católico, evangélico, ateu, budista, não sei, não é da minha conta. É avançado quando se trata de melhorar as condições de vida das minorias estigmatizadas e das maiorias excluídas, e é retrógrado em questão de finanças; só gasta o que tem em caixa, e não tem duas.

Ele, ou ela, é uma pessoa que tem idéias praticáveis, que aceita as boas sugestões vindas de outros partidos, que não tem vergonha de não ser malandro e sim vergonha de pertencer a uma classe tão desprovida de credibilidade, e tenta reverter isso cumprindo sua missão, que é curta, e sendo curta ele concentra nela todos os seus esforços.

Pronto. Abri meu voto.

Eu sou feliz. Serei plenamente feliz, talvez, se chegar com sabedoria aos 60 anos. De qualquer forma, ainda tenho muita vida pela frente.

Ayrton Senna

Nota: outubro de 1991

Os jovens de hoje são bem caretas. Eu preferia ter vivido no anos 60. Mas já que vivo na época de agora, posso pelo menos falar mal dela.

Eu plantarei paz, liberdade, honestidade, felicidade cada dia de minha vida, tenho sessenta anos de trabalho pela frente, não vou colher meus melhores frutos mas a humanidade sim.

Ainda imaginei ter você por cinquenta, sessenta anos. Eu pensei que poderia estar preparado nessa altura para deixar você ir. Mas é você e percebi que não estarei mais pronto para perder você do que estou agora.

Uma coisa que eu estou contente é com os anos sessenta. Nós eramos uma forma de vida sem AIDS, as pessoas não estavam morrendo tanto de abuso de drogas e foi realmente um momento de liberdade e mudança.

Amelie, agora com seus dezesseis anos. Um metro e sessenta e nove de drama, olhos amendoados de ressaca e um coração na mão. Aparentemente imperfeita e, de fato, era. Mas qual é mesmo a graça da perfeição? Carregava a dor como uma mochila nas costas e e não via a hora de jogar essa mochila no chão. Sua mãe não a entendia, seu pai menos ainda, mas ela não dava a mínima importância. Tinha esperança de que a ferida fosse cicatrizar desde o dia em que anotara na mão uma frase que dizia que, depois da tempestade, vem o arco-íris. Mas e daí, Amelie? Todo mundo sabe que você adora tomar chuva.

Existem 6,8 bilhões de pessoas no planeta, cerca de 60 milhões de pessoas morrem todos os anos e mais ou menos 160 mil pessoas por dia. Quando eu era criança, eu li a seguinte frase: "vivemos e morremos sozinhos então todo o resto é ilusão". Isso me tirava o sono à noite. Todos nós morremos sozinhos. Por que passar a vida estudando, trabalhando por uma ilusão? Por que nenhum grupo de amigos, nenhuma garota, nenhuma tarefa sobre conjugação de verbos ou a raiz quadrada da hipotenusa vai mudar o meu destino. Tenho coisa melhor pra fazer.

BONECA DE CROCHÊ

Um homem e uma mulher estavam casados por mais de 60 anos.
Eles tinham compartilhado tudo um com o outro, tinham conversado sobre
tudo, não tinham segredo entre eles afora uma caixa de sapato que a mulher guardava em cima de um armário e tinha avisado ao marido que nunca abrisse aquela caixa e nem perguntasse o que havia nela.
Assim por todos aqueles anos ele nunca nem pensou sobre o que estaria
naquela caixa de sapato. Mas um dia a velhinha ficou muito doente e o
médico falou que ela não sobreviveria. Então o velhinho tirou a caixa de cima do armário e a levou pra perto da cama da mulher. Ela concordou que era a hora dele saber o que havia naquela caixa.
Quando ele abriu a tal caixa, viu 2 bonecas de crochê e um pacote de
dinheiro que totalizava 95 mil dólares.
Ele perguntou a ela o que aquilo significava, ela explicou:
- Quando nós nos casamos minha avó me disse que o segredo de um casamento feliz é nunca argumentar/brigar por nada. E se alguma vez eu ficasse com raiva de você que eu ficasse quieta e fizesse uma boneca de crochê.
O velhinho ficou tão emocionado que teve que conter as lágrimas enquanto pensava 'Somente 2 bonecas preciosas estavam na caixa. Ela ficou com raiva de mim somente 2 vezes por todos esses anos de vida e amor.'
- Querida!!! - ele falou - Você me explicou sobre as bonecas, mas e esse dinheiro todo de onde veio?
- Ah!!! - ela disse - Esse é o dinheiro que eu fiz com a venda das bonecas,a dois dólares cada...

Os anos 2000 tiveram o experimentalismo dos 60, o fervor dos 70, a moda dos 80, a revolta dos 90 e os problemas de todas essas décadas juntas.

Minha avó começou a andar uma hora por dia quando tinha 60 anos.
Agora ela está com 95 e não temos a menor idéia
de onde ela foi parar.

Nos anos 60 fui considerado um inimigo de Deus e da Pátria, um bandido terrível. Hoje diriam que eu sou apenas um saudosista das esquerdas.

60 anos…

Que sorte eu estou a cá ter, neste morrer;
Por a sessenta, vivo, ter chegado;
Devido a haver por cá tanto viver;
A pela má morte, ser apanhado!

Que felizardo sou por tal viver;
Em mim cá se encontrar, por ter fintado;
A sacana da morte e seu querer;
Ao tanto a ela, já ter escapado!

Obrigado meu DEUS, pois sei que EXISTES;
Pois vi-O nas vezes que, já me SALVASTE;
Dessa peste que me vinha apanhar!...

Mas que a levar-me, TU não PERMITISTE;
Talvez pra que eu, por cá mais tempo gaste;
A TI, em meus poemas; cá tão espalhar.

Com alegria, por tal;

02-11-2019

Inserida por manuel_santos_1