Coleção pessoal de gnpoesia

161 - 180 do total de 362 pensamentos na coleção de gnpoesia

o sol serenou a manhã e a noite coloriu a solidão, na ausência de nós dois, há poesia e violão;

e todas as canções pisoteavam nossos pés sem nós dois para driblar as orações que nossos corpos inventavam;

e de tocaia na madrugada eu via estrelas e não conseguia me ver, nos desencontravam,

mesmo com dor estava suave e o nariz ardendo, debaixo de chuva e na rua apenas caminhavam ventos, levando embora você....

Geraldo Neto
1 compartilhamento

O pássaro preto assobia de per si com sua garganta gregoriana a regência do cântico das aves, à traição do sol desfacelado em sombras pois já se avista o cume da Catedral, Catedral de Pássaros, a Catedral dos Pássaros, aves de asas cadenciadas.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

meus pés tocarão o chão de ruas dobradas em esquinas, iluminada pelo sol adormecido nas água do mar, iluminado pela luz da noite e pelas lágrimas de um tímido luar.

a vida arrisca a sorte no destino das cartas de Tarot e a rebeldia desafia a morte que se faz na arte um mondo novo de horror, a cada rosa que eu despedaço sinto o cheiro de você, amor.

e no silêncio de meus passos, nas palavras caladas que o coração intui, nas esperas pelo sol em frias madrugadas, vou viver o amor, esse esquisito ardor que da vida flui.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

uns chamam de amor e outros paixão, quando de você não consigo esquecer e faz pulsar mais forte meu coração.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

meus pensamentos o vento levou e na boca ainda sobra um gosto esquisito de amor, essa vida louca brincando de sentir dor...

Geraldo Neto
2 compartilhamentos

as desoras à deriva
de costas ao vento e ao relento o seu arrego
chorar por ti não devo
e de você que meu amor desista

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Inutilmente

Irá anoitecer, este sol quente,
no mar frio e infinito do horizonte.

As aves candoras não mais cantarão,
e os lobos uivantes se calarão.

No silêncio da madrugada,
não farei além de mais nada,
a não ser te amar, e te amar vou viver te amando.

Com os mesmos desejos castos,
que te ofertam no altar dos altos.

Irei beber o teu sangue para que sejais o meu sangue, no pulsar de seu coração e no incomparável sabor de sua fertilização.

Inutilmente vou vivendo,
simplesmente,
com algo não sabido, porém, escondido em meu coração,
inutilmente.

Geraldo Neto
1 compartilhamento
Tags: inultimente poesia

respire fundo e feche os olhos para ver aquelas estrelinhas amarelas em fundo preto e depois olhe pra frente e comece a viver sem querer entender a vida, olhe para o céu em uma noite estrelada pra ver a lua diante de uma legião de luzes e ao amanhecer perceba que sol vai nascer...

Geraldo Neto

O amor não perece pois a morte não tem poder sobre a vida, passamos por transformações onde entregamos o corpo à terra e a alma para Deus e resta em nós que ficamos as doces lembranças da convivência ensaiadas em seu exemplo de vida pois as estrelas ainda brilham e cada um de nós somos feitos de céus, não podemos temer, nunca!

"Quando eu for para eternidade, onde só Deus me alcança, eu não quero ser saudade, já me basta ser lembrança"

Eternaras lembranças Seu Geraldo Rocha, triste amplexo.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

O medo é o inverso do que queremos viver

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Verba volant, scripta manent.

que as palavras sejam escritas em rocha para expressarem à eternidade essa portentosa amizade que vivemos.

Permita-se pois temos que provar o sabor do âmago da vida até a exaustação do prazer em busca da felicidade, pois o importante é ser feliz.

Parabéns pelo seu aniversário, vida longa...

Geraldo Neto
1 compartilhamento
Tags: aniversário parabéns

ainda sobrou os versos, apesar das lágrimas que mancharam o borrão das letras, a rima persiste ao revelar o poema onde fomos felizes e que a vida não tem limites pois serás o céu de meus caminhos e a inspiração de minha poesia....

Geraldo Neto
1 compartilhamento
Tags: poesia inspiração

desde criança eu sempre me arrumei para ir à escola, eu gostava de ir, um dia antes eu olhava para meus cadernos e sentia ago inexplicável, era como se eu tivesse ganhado um prêmio valioso, e, assim, eu ia para escola sozinho, quando era mais criança ia cm minha tia nanam, ainda lembro ela me deixando no Afonso Pereira, aí depois ia com as amigas e os amigos. Nunca chorei no primeiro dia de aula e nem entendia o motivo de que choravam, era algo tão natural e bom, nem entendia aquilo tudo.

Na escola passei por muitas dificuldades, de ordem intelectual e o relacionamento com meus amigos, sofri muito por ser gordo, lembro que no São João eu fui recusado de participar da quadrilha por ser gordo e a menina não me queria como par, isso eu não dizia em casa e ficava calado, era mais fácil dizer que não gostava do São João e suas festividades.

A minha timidez veio com a escola, pois ser gordo era algo feio, asqueroso e que não podia namorar com quem queria, aí você passa a ser o defensor dos outros em situação de fragilidade e pequenez, mesmo sofrendo. Depois de tanto tempo me consultei com uma colega do ensino fundamental e que me fez chacota por ser gordo sendo minha nutricionista, eu fiquei pensativo e senti a resposta do tempo, pois quando eu ia sentar na sala de aula , ela organizava um grupo para que na hora que sentasse todos se levantassem e organizou até um coral e me chamou de "gerildo", ou seja, fazendo menção aos girinos, larvas dos anfíbios, ou, precisamente, os sapos.

Mas passei pela escola e até minha professora do reforço não acreditava em mim, o amigo que hoje é farmacêutico um dia na escola de reforço me apelidava e me excluía, ainda fazia chacota de mim, e, hoje, eu compro em sua farmácia.

Mas mesmo com tudo isso na infância, eu tinha dois pais, um pai de sangue e um avô, fui criado pelos meus avôs e tudo que passava na escola eu supria em casa, pois na casa de meus avós eu me encontrava e era feliz.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Sonhei escrevendo uma poesia, acordei e esqueci tudo, apenas sobrou alguns poemas de horror onde vou reescrevendo a poesia esquecida quando olho para as pessoas que não merecem o nosso amor...

Geraldo Neto
1 compartilhamento

perdoar é aguentar-se e tolerar-se, devemos colher flores em nosso jardim, apenas sol e terra não brota nenhum jasmim...

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Meu Deus, meu Deus, escute minha súplica!

Geraldo Neto
1 compartilhamento

acorda pai, para que dormir numa hora dessa, onde todos estão correndo de um lado e para o outro, acorda, não durma, pois dormir faz com que fechamos os olhos pra vida, acorde, e vá sentar na calçada como sempre fez,pois ainda é cedo, o sol agora que está se pondo, se acorde, por favor, se acorde e viva, pois ainda quero te chamar de pai e ser escutado, só isso, te chamar de pai e você ouvir...pois eu não tenho super poderes anão ser rezar, eu só posso fazer isso, estudei minha vida toda e só isso posso fazer, te amo....

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Você

Vês, vês, vês a última quimera,
meu sono adormecido da vida,
e meu ser abandonado na espera,
de você, apenas você sem despedida,

O amor é ausente, é sol quente,
a espera de água mijada de chuva,
é boca rachada e dormente,
é sua voz que não mais se escuta.

E o sol irá despontar no horizonte,
com estrelas e lua em um céu incolor,
e seu beijo na madrugada se esconde,
a procura de você, amor!

Geraldo Neto
2 compartilhamentos

Quando rezo as conversas de um pecador, peço à Deus o socorro, não à mim e nada pra mim, mais por aqueles que sinto amor. Do que adianta seguir a rotina, se só vejo despedidas de quem tanto amo, pois esses amores clamo, são os verdadeiros amores da vida.

Geraldo Neto
1 compartilhamento

Valorize suas verdadeiras amizades pois na vida aquilo que o dinheiro não compra só se consegue com os AMIGOS!

Geraldo Neto
1 compartilhamento
Tags: amizades poesia