Thallyta Ellen

1 - 25 do total de 33 pensamentos de Thallyta Ellen

Não queres ser parte de mim
a vida foi descendo a ladeira
meus ouvidos se atentaram aos sinais
percebi que o fato de te ver era apenas consequência
Você não ansiava estar ao meu lado
falava por educação
Fui tola
amei um reflexo
minhas lágrimas não nascerão jamais
E tudo o que me foi dito na noite mágica
sumiu de tua memória
Já não posso me apaixonar
paixões morrem no silêncio
já não posso mais amar
amor quebra asfalto e nasce uma flor
Dessa flor fiz um barco
quando pôr meu peso nele
juntos afundaremos
manterei meus olhos bem abertos
assim poderei ver onde por fim cheguei
Nada é eterno o tempo todo, mas, as chamas teimam em queimar!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Poesia identidade

A gente anda pela rua desviando
De carro, de placa, prédio,
Lixo, resto de alegria
A gente corre de tudo
Compromisso, família
Amigos, discussões
A gente então perde sempre algo
Dar presente no dia dos namorados
Escutar aquelas gracinhas de como você cresceu
Falar bobagem sem ser recriminado
Ver os pontos em que errou e tentar concertar junto
Daí sua respiração não te ajuda
As horas passam sem nenhum significado
Suas pernas estão cada vez mais agitadas
Você pára e pensa
Por que é que teu mundo se perdeu assim?
Antes era legal ler um livro
Mas, já não tens cabeça
A cafeína te deixa disposto
Trabalhar e ganhar dinheiro
E da janela percebe
A rua da vida é sempre mais estreita com o passar das casas
Quanto maior o número
Mais distante fica de alguém que possa te ajudar
Não deixe para o fim o que se pode fazer agora
É hora de organizar
Porque depois, você pode descobrir que se enganou por muito tempo
Sua rua era um beco
Sem classe
Sem nome
Apenas pedra pelo chão
Que não serve mais para nada
Senão, incomodar a passagem
De quem tem pernas para caminhar

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

Aviso

Os dias que se seguirem, serão melhores que os que já deram adeus
Os amores que nesse tempo brotaram, desabrocharam, cresceram e já voaram com o vento
O que nasceu antes, permanecerá comigo!
Meu coração agora trancafiou as portas e não há quem saia
E para entrar, só com anos de espera
Porque, para mudar o que foi ditado por Deus
Só ele mesmo pode adicionar, modificar ou deixar quieto!
Amo você!!!
P.S.: Para aquele que quando segura minha mão, faz meu coração desparar e minhas palavras extensas evaporarem no ar!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Segunda Chance

Basta ouvir tua voz
E noto logo como mudou tudo
Um vago pressentimento
Um medo aborrecedor
Quis tanto te ver outra vez
E agora essa idéia é um tormento

Você retorna como um fantasma
E meus braços já têm teu espaço reservado
Meus lábios se contraem e pronunciam o teu nome
Tão exatamente igual como outrora
Quando sorríamos em conversas escandalosas

Olho para a parede ao lado
Tão imóvel
Esperando algo que a enfeite
A transporte para outra dimensão
Duvido que ela também não esteja chorando
Por algo que a partiu ao meio
Um terremoto talvez
E deixou-a a ponto de desabar
Sem nem fazer falta ao luar

Agora já não suporto o tempo
Ele que nos separa
Permita-me mais uma vez
Tocar teu rosto e desenhá-lo em meus pensamentos
Só assim eu sossegarei por mais um dia

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Cientista Maluca

Estou inventando algo
Uma missão nunca antes pensada
Amar-te até o outro dia
Após o hoje
Sei que não parece muito

Vou tentar
Conquistar a mais bela imagem que meus olhos captaram até hoje
O teu sorriso
E então entenderás o quanto significa
Respirar o mesmo ar que você
É só mais uma distração
Para um de nós

Siga as linhas do céu
O azul brinca de róseo e desaparece em um beijo nosso
Tão doce e suave
Você é um feiticeiro e me aprisionou
Em cadeias de ventos e paredes de rosas

Tente me entender
Sou uma criança com sonhos de domingo
Onde depois de uma canção adormece em teus braços
E não quer mais acordar
Então, me encante
Meu vestido e tuas asas
Passeiam pelo chão decifrando códigos
De uma terra abandonada

A poeira dos livros nos contagia
Suas páginas amareladas com o tempo
De repente, estamos frente a frente
Exalamos perfumes incognitivos
Bailamos em ritmo lento
Nossas mãos se entrelaçam
Depois de amanhã jã não te amarei
Deixe-me te dizer agora o que sinto
O frescor de maçãs e algo nascendo em mim
Arrebentando por dentro hipocresias e desavenças
Direi todos os dias de minha vida
Até amanhã
Só até amanhã

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

Sufocando

Começo a escrever, sem nada querer dizer
Só depois as idéias nascem
Viajo com o vento rumo a lugar nenhum
E a água da chuva escorre em minhas mãos

Tanto tempo esperando algo, e de repente desilusão
Como respirar fundo e gritar alto,
Quando as forças se esgotaram e, não se sente mais o chão?

As minhas velas derreteram, agora a escuridão
Quer me assustar, Eu não ligo!
O meu corpo estremeceu, quando você desapareceu,
Mas, hoje eu não ligo mais!
Quebrou o tempo, e o meu ônibus talvez!
Andarei a pés , erguerei meus braços
Entoarei uma canção
Não fecharei os olhos
Só quando o sono me dominar e, no meu corpo faltar ar...

Girando com as estrelas, o brilho delas me ofuscou
Mas, eu não ligo!
Em mim nasceram flores negras
O vinho atormentou meu sono
Desde que vi o penhasco
Eu tenho tido alucinações
Pedi tuas mãos e me ofereceste amarguras
Hoje tenho certeza
a noite tem mais lua que estrelas
Mais pesadelos que amores perfeitos
Essa é minha sina
Voarei para o horizonte
Onde a aurora virá me redimir!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

Corrente amorosa

A gente se entrega
É só fechar a porta
Olho para ti e sei o que queres
Um beijo ardente com sabor alucinante
O teu toque me diz que o dia está para começar
Eu não nego já não sei mais como fugir
Todas as horas estão interligadas ao meu coração
È tão verdadeiro que só vejo você
Um parque aberto, um banco de praça
Uma linha imaginária a nos afastar
Se vou embora quero retornar
Mas, já está na hora de tudo terminar
Pois, me envolvi a tal ponto que,
Entonteço só ao me deitar
O travesseiro respira e sussurra um nome
Eu me agarro ao lençól para não me contrariar
A parede estala e forma um desenho
Estou louca ou a paixão quer me domar?
Você mudou o curso do meu rio e agora em ti terei de desaguar
Aguenta firme estou indo
Levando comigo tudo que encontrar
Presenteando-te com meu olhar
Uma maneira fácil de lhe amar

Thallyta Ellen

Cama

Deita do meu lado, respire levemente
Vou te fazer dormir, com beijos e palavras
Que não saem igualmente para mais ninguém
Acho que você não está me ouvindo bem
Tenho me arrastado nesses últimos dias
Como réptil sem rumo
O seu pedaço eu não enxergo

Dou-te mais que lágrimas
Um rio que flui a qualquer hora só para te banhar
Com pedrinhas brilhantes que provoquem sorrisos em ti
Mas, não vou te dar mais que um dia
Eu não posso prometer o que não sei se ainda existirá

Sinto o fogo matar folha por folha
Nossa mata foi pega em traição
A fizeram chorar sem ter cometido pecado algum
E o que fizemos foi gritar em meio a fogos de artifício
Como nos ouvirão?

Eu escrevo o que me sai nos ouvidos
Minhas mãos estão cada vez mais habilidosas
Tenho fugido a tantas responsabilidades
Minhas poesias nunca serão escassas
Nem meu coração parará de palpitar quando eu morrer
Pois, quem tem um amor verdadeiro
Renasce todos os dias com o Sol
E se duplica durante os eclipses
É tão misterioso, que eu mesma que faço parte
Ainda me amedronto

Quão tola sou, em imaginar ter tudo o que eu quiser
Fragmentei minhas emoções a tal ponto que enlouqueci
Torturei quem não tinha forças nem para respirar
Fui cruel até ninguém mais se entristecer
Mas, eu repeti quantas vezes eu pude
Fizeram o mesmo comigo
Aceitei como mais uma lição
Hoje guardo em pedras os nomes
Hoje tenho em meu coração apenas amor
O vento levou consigo todo desprezo que fiz brotar
Foi aí que me senti feliz!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

DublÊ

Derrama um rio
O jarro gigante
Arrasta as folhas que se transformaram em cinzas
O sopro
Apalpa o impreciso
As mãos do artista
Em barca iluminada

Lemes não bússolas
Vermes não organismos belos
Onde e quando nem saberia
Dizer-te
Morri
De tristeza!

Eis que outro ser vem
Agora sabe o que quer
Distância!
Mas, nada o matará
Pois, a vida não o habita
É somente uma miragem que terão de mim
Que fará e trabalhará
Mas, não mais vai cultivar
O que conheci
O que vivi
Com você!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Imbatíveis

Mesmo as folhas mais altas da mais alta árvore não resistiria ao vento que transborda de nosso amor!

Para aquele que amo demais, meu bem!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Sem título

Nenhuma canção se encaixa em nosso perfil
Tantas palavras que nada disseram
Em teu corpo resgatei
Os meus princípios
Parti tantos corações
Desfiz más intenções
E o que adiantou?
Tua promessa de me olhar nos olhos, onde ficou?
Eu sabia que se me entregasse perderia tua companhia
Precisava tentar te esquecer para te ter mais próximo

Mas, agora que você mudou
Tenho que amar outra vez?
Peço a Deus que me livre disso,
Não suportarei, ter que pensar em outro que não você!

Meus pecados se multiplicam,
E minha vida ?
Ainda é só uma.
Quando eu entenderei, perder alguém nem sempre é perder de verdade
Tudo tem seu propósito
E quem sabe da próxima vez eu acerte
Peço a Deus que aceite minha decisão
De não amar outra vez
Tenho família, amigos... Mas, não suportaria ter que amar outro homem
Perdoe-me por te arremessar nas paredes de minha vida
Talvez, o cogumelo fosse difícil de encontrar, mas, se fosse para você
Eu apodrecia para fazê-lo brotar em minha pele esverdeada
Só assim você me olharia mais uma vez nos olhos
E eu teria a certeza que dessa vez não teria errado em nada
Vou por aqui
Por essas esquinas sombrias e perdidas
Por esses lugares nunca dantes habitados!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

Ninguém tem garantia sobre o amor
Ele quem comanda os nossos dissabores
Mostrando a face vil
De quem acreditávamos ser um anjo
Passo as horas ruminando os versos que escrevi
E ele nem olha, nem chora, nem esquece as horas

Puseram uma porta entre meu quarto e o mundo lá fora
Durará o tempo que for preciso
Mas, pra sanar essa dor
Será impossível

Não precisa perder tempo fingindo
Que as nossas horas valeram à pena
A distância nunca foi desculpa
Para quem quer viver sem sentir pulsar o coração

Thallyta Ellen

Despedida

Ei o primeiro toque
O que você sentiu?
Viu o mundo girar?
Ei aquela flor pequena
Que eu pus nos seus cabelos
Será que ainda perfuma o ar?
Ei tenho uma coisa para lhe dizer
Não guardo mágoa de você
Mas, to vivendo numa boa
Procurando aprimorar
Cada sentimento meu
Ei desejo felicidade e muita paz
Que você consiga cada vez mais
Iluminar o mundo com sua presença.
Adorei todas as conversas, sorrisos e preces
Mas, se é hora de fechar a casa
E abrir a janela
Que você assim como fiz deixe o sol iluminar!

Thallyta Ellen

Poema Solto


Não vai demorar a perceber,
estarei aqui de braços abertos
e quando você sentir que acabou
que o vento atravessou na hora errada
pode ter certeza estarei chorando
ums curtos pedaços de mim
até que você me procure
e me ache em todo lugar
quero grudar na tua pele
para nunca mais sentir o vaziu
trazer a noite durante o dia

Eu só quero que saiba
que o que guardo pra você
está dentro de um cofre
e ninguém sabe a senha
além de você

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Logo agora que eu pensava em como seria belo envelhecer ao teu lado,
olhando para além das montanhas e revendo o que passamos um longe do outro, como foi vazio esse tempo.
Mas, podem até me afastar de você, eu não tenho o que fazer contra isso.Porém,vou rezar para que sempre fiques bem.
Pensarei em como estás sorrindo, no que teus olhos escondem quando se fecham, e no que dizem quando se abrem.
Estarei compondo sempre algo novo, com intuito de renovar o que sinto cá dentro por ti.
É assim, que caminham os trens. Ganham e perdem passageiros. Uns fazem questão de voltar, outros nunca mais voltam.
Espero que você volte antes que eu espere, que me surpreenda com teu sorriso de diamante...

Basta de confusões, é melhor que cada um faça seu caminho, até as linhas aéreas em algum ponto colidem.
até as formigas se atracam...

Não é possível que dois eternos amantes não mais se revejam, a eternidade nos reunirá mais uma vez!

AO meu Tesouro!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Pedalando

Dança o vento nos meus cabelos, ai eu não sei fazer nada muito perigoso na estrada,
eu sei que quero correr, a velocidade transmite ao corpo todo a energia da liberdade!
As árvores dizendo não tão rápido mocinha, as pessoas me olhando como se eu estivesse maluca,
e eu pedalo!
Não tenho usado capacete, ou uma vestimenta iluminada, sei apenas que essa imprudência pode ocasionar em muitos arranhões já que corro longe de carros,
como é bom pedalar!
Tantas cenas como flashes, menino procurando tanajura, menina dando aula a bonecas, casais se abraçando escondidinhos, senhoras apressadas, homens contando piadas...
Estou pedalandoooooooo!

Thallyta Ellen

A noite vem como um toque, desliza pelas minhas costas e escorre...
Vejo no céu o brilho dos meus olhos, sendo ainda mais iluminado pela lua, meu corpo está leve, eu posso simplesmente me deitar e observar.
O som do grilo, a luz do vaga-lume, a sereia que habita as ruas fazendo os sentimentos se agravarem...
Eu piso firme no chão e sigo em frente, o ar entra em meus pulmões e me causa cócegas, sorrisos...
Obrigada Deus por toda essa calmaria!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

1º Mês

Amanhã fará um mês, um namoro doce como um fruto bom...
Nos teus braços eu me escondo do mundo e de todos!
Nos teus beijos sinto que há sinos ao meu lado, perdôe-me se às vezes pareço distante, nessa vida quem não teve suas marcas?
Você é aquele homem que me fez plantar esperança,
e vejo tudo com uma nitidez sem-igual.
É um prazer estar contigo, filmes, passeios, o teu perfume que pela manhã ainda está pela minha casa ou na minha cabeça.
Fico ansiosa em te ver, em ganhar teus carinhos, ter tua atenção e te ver buscando a minha. Tuas mãos à procura das minhas e as minhas à procura das tuas.
Não sou um poço de bondade, anjo ou uma princesa, mas, tenho vivido uma história maravilhosa contigo. Meu bem, algumas muitas vezes vou errar com você, mas, saiba que faço isso na condição humana que tenho...
Você merece uma orquestra, mas começo a te entregar meu coração, cuide dele e por favor confie o seu a mim...
Mas saiba, somos humanos!

Thallyta Ellen

Se eu fosse uma gota de mar, refrescaria teus pés só para te ver pensar, porque quando pensas vais para um mundo onde não posso ir, e assim perto ao menos, respiraria o mesmo ar!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Musiquinha de outrora

Eu andando por aí, você a me seguir...
coração dispara se sei que estás perto de mim
o meu bem você me faz sorrir...

Mas hoje você é musiquinha de outrora, que na vitrola se repetia para eu decorar,
e em você viajava para qualquer lugar
e hoje te escuto e já não te ouço
é que já sei de cor o final

você com seu sorriso de boneco papelão
me fez pagar os pecados e me deixou para lá
bebi noites e noites e te chamei
de meu amor!
e agora você na rádio
é só mais uma canção
que toca toca e só sabem o refrão

Musiquinha de outrora
me desculpe
é que quando eu estava feliz
você me fez chorar
e quando eu penso em não te ouvir
você faz cara para me destruir
e eu te ouço só mais uma vez
e te faço sorrir
porque no fundo eu sei
que você é só uma musiquinha de outrora
que na vitrola muito girou
e agora nada me faz
dançar vocÊ!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Caruaru, 15 de abril de 2011.
Querido,

Vejo a luz rondar teus olhos, mas, que fizeram de nós? Ou o que nós nos fizemos? Há dias em que a chuva cai doce sobre meus passos. Em outros dias, sinto que vou me afogar em angústias.
Se um dia você olhar para trás e pensar que algo passou por você, desculpa já não sou tão cautelosa como antes. As folhas secam com o tempo, e ao cair no chão ouve-se um leve estremecer.
Em certas manhãs, o vento vem conversar sobre minhas desventuras. Assombro-me e o invejo, porque me faz chorar com suas más intensões.
Quando sinto tua falta, penso mil vezes antes de ir a tua procura. É que evito o desgaste, que já não sei mais se há de fato algo a ser desgasto. Invoquei amor, mas, não o tenho mais sentido pulsar pelas minhas ramas. E chegando a noite me entrego a solidão... As músicas me tiram o pensar e em mim se estabelece o penar.
Juro-te que ao passar das horas, é como se o mapa que eu mesma fiz se desfizesse em minhas mãos, ligassem estradas a outras que não se conectam por simplesmente não existirem.
Estou sendo sufocada pela dor da demora, demora essa que não te deixa vir a mim. Não o queres fazer?
Se vinhesses meus olhos se acenderiam mais uma vez, como a manhã se mostra depois de uma madrugada chuvosa. Nesses lençóis estranhos me faço de fantasma, e finjo dormir mas, morro.
Vago por aí, se eu pudesse te carregar em um cordão, serias um pingente simples e perfeito. Uma letra E desenhada a mão!
Meu bem, já não tenho mas porque prosseguir com esta carta, talvez um dia a leia e penses em como pensei em ti, esses teus olhos furiosos e angelicais, esse jeito de levar a vida como a vida leva. Um abraço e eu não preciso dizer mais que isso por hoje.

Com amor, Cartas.

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle
1 compartilhamento

De qualquer jeito
Eu deitei o meu olhar nele
e vi brotar
amor
e se essa dor que sinto
for saudade
vou te revelar
que não suporto
mais que um dia
assim
com essa luz negra dentro de mim
então venha
e ilumine a mim
com sua pele ensolarada
vem
com todos os teus dentes
devorar minha
tolice
daí te devoto
rimas
e poesias
um fuxico no pé do ouvido
ou qualquer coisa assim

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Por um sorriso teu

Caminharia noite e dia descalça até que,
meu corpo fosse um lápis desenhando no chão
um castelo enorme de sonhos e encantos
Subiria na proa de um navio fantasma
para que os meus cabelos antes esvoaçados
ficassem arrepiados para te fazerem cocégas
me peduraria no varal imitando uma roupa
suportaria a claridade, que não é meu forte
Só para você me apanhar, dobrar e guardar
Quando fosse noite, sairia do guarda-roupa mofado
e te provocaria espirros, você acordaria
Não chateado, pois, num passe de mágica
eu tornar-me-ia um pó brilhante bailando no ar
massageando tua mente, teus olhos os fazia brilhar
Eu não sou uma louca, e também não tenho certeza de não sê-la
Pois, loucos não veem limites, porém também, não sabem se amam
e eu tenho certeza de que há amor aqui por dentro
não sei a quantidade
pois o amor não tem medida
sei da existência e isso me basta!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Agora eu penso por que é que estou aqui?
se amo e erro tanto?
se calo quando devia gritar?
se ameaço quem me quer bem
de ir embora amanhã?
talvez eu seja um rio
que não sabe onde vai
um rio inundado de si
que pensa que já é demais

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle

Eu tive chance de te abraçar
de te falar o que sentia
mas, me faltaram forças
e eu te mandei uma mensagem
quando olhei para trás
vi que errei
devia ter te abraçado
te falado ao ouvido
que diante de você
furacões se formam dentro de mim
e que as notas tristes
se dissipam no ar
e ouço apenas
a rouquidão
de tua voz
Vim pedindo a Deus que me desse forças
pois, já não consigo mais entender
esse meu jeito
que quer agir
mas, congela
e te deixa partir
se de uma vez por todas
eu te roubasse para mim
mas, roubado não é conquistado
e se é assim
eu não quero
você não é parte de um jogo
te deixo em paz
e você faz
o que bem entender

Se eu pudesse
entrar em teus sonhos
apenas em uma noite
te levar
para deitar na grama
e olhar para as estrelas no céu
sei que seria
a noite mais linda
de nossas vidas!

Para aquele que diante de mim, me vence, e longe de mim está comigo. VIDINHA!

Thallyta Ellen
Inserida por Ellenmocuishle