Sêneca

276 - 300 do total de 353 pensamentos de Sêneca

Ó tu sonho - dominador dos males, descanso do espirito, porção melhor da vida humana.

Sêneca
Inserida por EnesCarvalho

A verdadeira felicidade não é ter tudo, mas não desejar nada.

Sêneca

A justiça tardia se parece muito com a injustiça.

Sêneca

O criminoso pode evitar a punição da lei, mas não evita a punição de sua consciência que é um juiz que não perdoa ninguém.

Sêneca

A paz é conveniente ao vencedor e necessária ao vencido.

Sêneca
Inserida por DavidFrancisco

Sou homem e não considero estranho nada que é humano.

Sêneca

O que é o homem? Um vaso que pode quebrar-se ao menor abalo, ao menor movimento. Não é necessária uma grande tempestade para que se destrua; bata onde bater, se dissolverá. O que é o homem? Um corpo débil e frágil, desnudo, indefeso por sua própria natureza, que tem necessidade do auxílio alheio, exposto a todos os danos do destino; um corpo que quando exerceu bem os seus músculos, é pasto de qualquer fera, é vitima de qualquer uma; composto de matéria inconsistente e mole e brilhante somente nas suas feições exteriores; incapaz de suportar o frio, o calor, a fadiga e, por outro lado, destinado à desagregação pela inércia da ociosidade; um corpo preocupado com seus alimentos, por cuja carência ora se enfraquece, por cujo excesso ora se rompe; um corpo angustiado e inquieto por sua conservação, provido de uma respiração precária e pouco firme, a qual um forte ruído repentino perturba; um corpo que é fonte doentia e inútil, de contínuo perigo para si mesmo. Admiramo-nos da morte neste corpo, a qual não precisa senão de um suspiro? Acaso é necessário muito esforço para que venha sucumbir? Um odor, um
sabor, um cansaço, uma vigília, um humor, um alimento e aquelas coisas sem as quais não pode viver, lhe são mortais; para onde quer
que se mova, tem imediatamente consciência de sua fraqueza; incapaz de suportar qualquer clima, torna-se doente pela troca das águas, pelo sopro de ar não familiar e por incidentes e danos de mínima importância; um ser precário, doentio, tendo começado a vida pelo choro.

(Consolação a Márcia, XI, 2-4)

Sêneca
1 compartilhamento

"Tudo está repleto de crime, e o vício abunda em todo lugar; o mal praticado excede as possibilidades de qualquer remédio; a luta e a confusão tornam-se desesperadas.
Ao passo que a luxúria se degenera em pecado, a vergonha está desaparecendo com rapidez; a veneração pelo que é puro e bom é desconhecida; cada um cede aos seus próprios desejos.
Os vícios já não permanecem secretos, são públicos; a depravação tem avançado de tal maneira que a inocência torna-se não somente rara, mas desconhecida."

Sêneca
Inserida por ivan_miranda

"Se pensares bem, passamos grande parte da vida agindo mal, a maior parte sem fazer nada, ou fazendo algo diferente do que se deveria fazer.
Podes me indicar alguém que dê valor ao seu tempo, valorize o seu dia, entenda que se morre diariamente?"

Sêneca
22 compartilhamentos

Sorte é o que acontece quando a oportunidade encontra alguém preparado.

Sêneca

De todos os dias da nossa vida, poucos dedicamos a nós mesmos.

Sêneca

Se queres teus segredos guardados, guarda-os você mesmo.

Sêneca

Um reino fundado em injustiça nunca dura

Sêneca

"A vida é como uma história: o que importa não é o tempo que dura, mas o quão boa ela é"

Sêneca

Há de vir o tempo no qual uma pesquisa diligente durante longos períodos revelará coisas que hoje estão ocultas. A duração de uma vida, mesmo que toda dedica ao céu, não seria suficiente para a investigação de um tempo de um tema tão vasto [...]. E por isso esse conhecimento só se desdobrará ao longo de sucessivas eras. Virá um tempo no qual nossos descendentes ficarão espantados com o fato de que não sabíamos de coisas que para eles serão tão evidentes [...]. Muitas descorbertas estão reservadas para épocas ainda por vir, quando a lembrança sobre nós estara apagada. Nosso universo é um caso lamentalvemente ínfimo, a menos que encerre coisas que cada época terá de investigar [...]. A natureza não revela seus mistérios de uma só vez.

Sêneca

A mulher virtuosa domina o marido obedecendo-lhe.

Sêneca

Nós estamos normalmente mais assustados do que machucados, e sofremos mais na imaginação do que na realidade.

Sêneca

A amizade sempre beneficia; o amor, às vezes, machuca.

Sêneca

Encoraje e endureça seu espírito contra os percalços que afligem até os mais poderosos.

Sêneca

Um amigo leal vale mais que uma centena de familiares...

Sêneca

Não cedas a desgraça. Antes, avança mais audaz ainda do que a própria sorte te permite.

Sêneca

Não nos atrevemos a muitas coisas porque são difíceis, mas são difíceis porque não nos atrevemos a fazê-las.

Sêneca
Inserida por saritadeoli

Vocês agem como mortais em tudo que temem e como imortais em tudo o que desejam.

Sêneca

Sofremos mais em nossa imaginação do que na realidade.

Sêneca

⁠Se quiseres conhecer o caráter de um homem observa como ele distribui ou provoca os aplausos.

Sêneca
Inserida por fernando_cesar_4