Letícia Del Rio

101 - 125 do total de 420 pensamentos de Letícia Del Rio

"Não vou olhar pela fresta da janela,
Pra não ver o sol entrar,
Não vou viver mais um dia,
Esperando o outro raiar,
Fecho os olhos e não quero mais abrir,
Vejo o que está lá fora e já não quero mais sair...
Só Deus meu amigo, só Deus!
O mundo está entorpecido.
Enquanto isso,
Mantenho os vícios longe daqui,
Longe de mim.
Eu vou fitar todas as pedras do caminho,
Pra não ter que tropeçar,
Foco na fé meu amigo,
Foco na fé,
Subindo até o céu chegar...
Me dê um analgésico pra dor,
Um sonrisal pra me dar alegria,
E alguma enciclopédia que me explique,
Quando vai chegar o dia?
Acorda meu amigo,
Acorda e para de olhar pro teu umbigo!

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Queria ser uma daquelas pessoas que tem par.

Tipo capitão de navio com papagaio no ombro.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Descobri que poeta não sou,
Pois não sei o que é o amor.
Disseram -me assim
Que só sei falar de mim.
Mas como falarei de alguém que desconheço?

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Monólogo da madrugada

E eu novamente perdida em meu mundo,
Contando histórias de mim sobre eu mesmo,
Num lugar onde não me encaixo e solidão torna meu rumo.
Talvez eu pudesse pensar em me encaixar,
Como fiz antigamente,
Tenho preguiça...
Não sou mais inconsequente.
Pra encaixar no velho,
Prefiro viver desencaixada,
Quero encaixar no novo,
Mas o novo não se encaixa em mim...
Fico assim,
Sábia das minhas certezas,
Fugindo das incertezas,
Feliz,
Tranquila,
Não procuro problemas,
Mas ás vezes eles me acham,
Cuido de mim, nem sempre foi assim,
Odiava o silêncio, agora amo.
Gosto disso.
Do presente,
Que realmente é um presente.
Não ligo de ser diferente...
Não gosto de sair...
Chato.
Música ruim.
Não me encaixo,
Nem quero.
Gosto das pessoas,
Mas, meio que nada a ver a vida...
Muito menos os pensamentos,
Difícil pensamento alheio me agradar ...
Sei lá.
Prefiro a companhia de mim mesma, mesmo.
Não sinto falta de nada, até estranho...
Mas um estranho bom,
Vejo pessoas bebendo,
E eu não vejo sentido na insanidade, no entorpecer.
Gosto de ser sóbria,
Prefiro o clarear de ideias.
Entorpecentes como fuga são.
Não preciso perder a sanidade,
Muito menos,
A linha de raciocínio,
Quero ser um eu completo,
Solido.
Não influenciável.
A bebida deixa a pessoa mole, sem ciência,
Dopa a consciência,
Muda o mundo interior, destrói.
Distrai.
Não gosto de sonhar também.
Sonhos mentem...
Tentam fazer sua mente.
Distrações...
Não gosto delas,
Mas algumas ainda me prendem.
Por isso a vontade imensa de me isolar,
Morar na praia, vida simples,
Sem TV, sem som, sem modernidade.
Meu violão, livros e só...
Utópico né.
Mas eu sonho em viver de arte,
Sonho acordado.
Passo-a-passo...
Vou construindo meu futuro,
Trabalhando,
Atrapalhando...
Faz parte.
Agora chega de falar comigo!
Dormirei.

Letícia Del Rio
27 compartilhamentos

Sentada numa cadeira em frente a janela,
Vendo o dia amanhecer,
Do oitavo andar,
O oitavo é onde tudo acontece,
Nas músicas na vida, na poesia,
Pensando,
Pensando em ter par,
Ter uma companhia.
Cansada de ser só minha,
Mas penso que nem toda companhia é companhia.
Vai chegar meu dia,
As vezes é só um corpo ali,
Parado ao seu lado, triste, cansado,
Como um manequim de loja,
Ali calado,
Tão chato,
Quero alguém afim,
De longas conversas,
Até mesmo desconexas.
Vendo o sol amanhecer o dia,
Com toda alegria,
Aqui,
Da janela do oitavo andar,
Onde tudo acontece...
No mundo,
Na música,
E em minha poesia.
Bom dia!
Hoje amanheci com o dia...

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Eu não nasci pra pássaro de gaiola,
Meus pensamentos me libertam,
Assim como minha fé em Cristo,
Vivo pelo amor, dAquele que me criou,
E com amor, para liberdade.
Tenho a consciência de poder viver em qualquer canto,
Tenho poder de escolha e força pra vencer,
Eu escolho!
Aprendi que reclamar não adianta,
É um tropeço.
Ainda existe essa pedra no meu caminho,
Mas o reconhecer é o início do alterar,
Isso quando se quer,
Pois, fácil é dizer sou assim e sobreviver,
Eu prefiro me moldar,
Transformar e mudar.
Sou um eu em constante mudança,
Reconheço e fito minhas falhas,
Afim de encomoda-las até saírem de mim,
Viro-me do avesso, me reconheço e,
Mas, diversas vezes me esqueço,
Sei o que quero e o que não quero,
E sei que posso ser o que quiser,
Pois, sou guiada por consciência,
Não pelo sentimento,
O coração ilude,
A palavra do meu Deus,
Desmitifica.
Por fé, por amor a Cristo.
Liberdade eu vivo.

Letícia Del Rio.
27/12/16.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Leio pelas entrelinhas,
Presto atenção nos detalhes,
Meus olhos insistem em mostrar...
O que ninguém mais vê.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Eu, quebra-cabeça de mim.
Um eu que se mostra em pedaços,
Junte minhas peças,
Dedique-se a entender-me em partes.

Letícia Del Rio

Quem se acha melhor pelo que tem, é porque deixa a desejar no que se é.
Melhor ser rico por dentro.
Dinheiro é papel.

Letícia Del Rio
38 compartilhamentos

Despi-me da velha criatura,
O vento soprou,
Não sobrou nada...
Nem as carcaças,
As peças perdidas,
As histórias mal contadas.
Os golpes da tristeza,
Os copos da embriaguez,
A fuga do eu mesmo,
A vontade de me excluir.
Sou hoje a imagem do que me Criou,
Não busco algo em mim,
Cheguei à compreensão que não a nada em que eu não possa melhorar,
Vontade de conhecê-lo e crescer na Tua vontade.
Conheci a plenitude do mundo,
Nada ganhei,
Quase por completo me dei,
Perdi-me,
Ele me achou aos cacos, e juntando os pedaços,
Deu-me vida.
RESPIREI.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Questionaram aquela menina ...
Porquê tão longe?
Porquê prefere sempre o mais difícil?
Tem um magnetismo natural ao imprevisível, o diferente a toca.
Impressiona.
O óbvio a subestima a inteligência.
O natural não agrada.
Pois crê no sobrenatural.
Tornando o mais fácil questionável
É na dificuldade que se molda a força.
E o que é forte não desmorona.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

De perto cobre-me com teu abraço.
Dá-me um beijo, um agrado.
Tuas palavras dizem te amo.
Me assusta. Surpreende.
De longe economiza tuas palavras como postas em conta gotas...
Distância-me.
Poupa-me de teus pensamentos.
Eu não sei mais de ti.
Então te deixo.
Distancio-me.
Percebo que os sentimentos deixam de me incomodar.
Já não sinto mais falta.
O início de um fim.
Como uma flor,
Quando não regada,
Perdendo sua formosura,
Seca., suas pétalas vão para longe de si, até que nada mais sobre.
Tudo é levado pelo vento.
E eu procuro solidez.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Disolvo-me...
Espalho fragmentos do meu eu.
Disolvo-me...
Deixo minhas peças espalhadas,
Outrora esqueço-as perdidas num tempo,
Uma ampulheta quebrada,
A areia se espalha pelo vento,
Deixo minhas peças espalhadas,
Quase nunca notadas,
Junto-as novamente dentro do meu eu,
Fecho-me,
Apago novamente o caminho.

Letícia Del Rio

Sou dessas pessoas que voa de pés no chão,
Sou do tipo de pessoa que acredita no amor,
Sou do tipo de pessoa que fantasia uma vida perfeita,
Só eu você que não sei quem é.
Sinto muito, mas não vivo por isso,
Sou um mar de intensidade,
Nunca me dou pela metade,
Se for pra pular, seja com os dois pés,
Se tenho medo?
Quem sabe no que vai dar?
Minha sensibilidade não me torna fraca,
Mas sim diferente, desse mundo doente,
Cheio de gente sem amor e sem fé...
Eu acredito nas pessoas,
E continuarei,
Não importa quantas vezes me quebrem a confiança,
Eu já aprendi a me reconstruir.
A vida me violenta a cada dia,
A dor de ver o ser humano se perder num lamaçal de ego,
A falta de amor me dilacera,
Mas não desisto,
Choro de alegria ao ver a bondade,
Mesmo que seja uma raridade,
A alegria alheia me toca,
Assim como o sofrimento,
Não sou imune aos outros,
Me alegra, me dói, sinto.
Que não seja isso motivo de fraqueza,
Mas de mudança, afeto.
Ame.
Mude.
Seja melhor pra si.
Pra mim.
Pra todos.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987
1 compartilhamento

Inteira demais para ser metade para alguém.
Quando vier que seja vestido de sorriso,
Que seja verdadeiro,
Que se entregue por inteiro.
Não pela metade,
Unilateralidade.
Que seja presente,
Como o vento que insiste em soprar,
Ainda que cansado, leve como brisa,
Me fale palavras bonitas,
Me carregue em seu colo,
Mesmo que longe em pensamentos
Como chuva torrencial.
Inteiro.
Envolva-me.
Mas fique.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Somos violentados todos os dias, por nossas escolhas, pelas escolhas dos outros, pelo que precisamos fazer a cada dia.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Sonhos são apenas sonhos,
Peças que nosso subconsciente prega.
Nossas escolhas acordadas são as que nos fazem.
Sanidade.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Há os que dizem que Deus escreve certo por linhas tortas.
Corrijo dizendo que as linhas de Deus são retas e perfeitas, mas nossos caminhos tortuosos nos fazem sofrem consequência do desvio desse caminho perfeito, longe de sofrimento.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Com o tempo descobri que a maldade mora no mundo, mas mora também no coração humano.

Qual a diferença entre a cor do sangue em que em nosso coração bombeia?
Ou seria diferente a cor de nossas veias?
Qual sentido de diferenciar a capa em tons de pele que recobrem nossa total igualdade?
Somos corpos todos feitos de uma mesma carne,
Nascemos de um ventre,
Convivemos numa mesma casa espaço chamado Terra.
Somos todos raça humana,
Há quem pense que existe outra.
Está cego engana ,
Palheta de cores,
Não interfere em teus valores!
Olho para o mundo e não entendo preconceitos.
Coisa de gente que esconde seus próprios defeitos.
Hipócritas!
Vivem num engano de mesmices.
Mente retrógrada.
Inventam preceitos.
Se acham cheios de direito
Vivendo uma mentira inventada,
De uma história mal contada. ..
De separação.
De que?
Se Ser Humano devo ser?

Com o tempo descobri que a bondade mora no mundo, mas mora também no coração humano.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

É meio estranho sim...
Ser diferente.
Estranho deixou de ser adjetivo pejorativo,
Quando dizem sou estranha...
Sinto-me lisonjeada.
Meio que estranho,
Meio que assisto tudo de fora,
Porém estando dentro.
Meio que faço parte de tudo,
Mas na verdade, não tomo parte de nada.
Arquibancada.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Eu gosto mesmo é dos excluídos.
Interessantíssimo descobrir quem não se mostra.
Conquistar a confiança dos desconfiados...
Enxergar além da máscara de seriedade.
Intrigante.
Gosto mesmo é das minorias,
Dos envergonhados,
Gosto daqueles que ficam sozinhos,
Escondem dentro de si imaginações surpreendentes,
Entendo aqueles que não se acham,
E aos perdidos, sofridos,
Que eu possa ajudar encontrar o caminho,
Ser abrigo.
Por isso que eu vivo.
Na fé daquEle que me achou assim,
Cansada,
Caída,
Desiludida da vida,
Mas que hoje respira e vê,
Crê,
Não se abala,
Mas ama.
E dentro de mim uma chama,
De salvar a quem sozinho clama,
A encontrar a paz que encontrei,
Se eu sei?
Conheço toda dor do mundo,
Pra me livrar fiz de tudo,
E como saí?
O Cristo eu atendi.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Entregou sua vida pra Deus?
Então salve!
Não julgue. Ajude!
Se não, permaneça em silêncio.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Eu só queria deitar num tapete com você,
Perder tardes inteiras imbuídas de risos despejados sem sentido,
Escrever meu nome com o seu naquela arvore,
Como num clichê daquele filme que não vimos juntos,
Ouvir músicas inteiras embalando nossa trilha sonora,
Fazer filhos da fé. (Há quem entenda).
Ter poesias declamadas com hálito de café pela manhã, vestidos de meias, havaianas e moletom,
Criar,
Viajar horas planejando nossa viajem, ainda que não saia do papel.
Caminhar pela cidade de mãos dadas,
Transformando todo cinza em verde-água.
Ver o sol se Partir filosofando pela noite até o sol raiar.
Formato em nuvens,
Cafuné.
Contar estrelas e sorrir...
Só pela presença.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Eu prefiro cara limpa.
Me mostrou como sou.
Cuido do meu interior.
Espírito saudável.
Corpo saudável.
Não me escondo atrás de maquiagem e etiquetas.
Sou simples...
Gosto de sentir o vento me tocar.
Vejo a riqueza na natureza.
Dinheiro como papel.
Felicidade se resume em vida com Deus e família.
O resto vem naturalmente.

Letícia Del Rio

"O corpo é apenas um instrumento temporário da alma..."

Letícia Del Rio