Triste Separação

Cerca de 115 frases e pensamentos: Triste Separação

Toda separação é triste. Ela guarda memória de tempos felizes (ou de tempos que poderiam ter sido felizes...) e nela mora a saudade.

A DOR QUE DÓI MAIS

Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, doem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

Martha Medeiros , A dor que dói mais in Trem-Bala. L&PM Editores. 1999

O ciúme é a dúvida de seu amor com seu par, é a causa maior da triste separação.

Desculpa...

Eu tentei ser o cara perfeito para você. Se não consegui, eu já previa. Desculpa ter feito você perder tempo. Desculpa ter gastado suas energias planejando um futuro que você não quer.

Desculpa ter feito você se cansar de mim e, mesmo que minhas lágrimas rolem em cima do meu teclado, que meu instinto poeta esteja abalado e que isso me faça falar muita coisa sem pensar, mas vem do coração.

Desculpa se não olho para a tela do meu computador com medo da sua próxima mensagem. Desculpa por ter sido o cara que te amou com todas as forças.

Desculpa por ter sido o cara que se dedicou dia após dia para tentar cumprir a promessa de um futuro com você. Desculpa se eu quis o seu bem, assumo não ser perfeito, assumo que, sim, meu coração está muito abalado, chorando como uma criança, eu digito mensagens que no final nem lembranças serão.

Mil pensamentos a toda hora atormentam minha mente, me pergunto "E agora, o que vou fazer?" ou "Como vou viver? Se a única que amei foi ela".

Sabe, nunca fiz nada certo, quando começo a ver minha vida fluir, sempre existe algo que me impeça ou me faça desistir.

A perda

Já chorei mais pelos animais que perdi do que pelas pessoas que convivi.

Para todos que se separaram

A separação é algo muito triste, quando dizemos que a sua dor se compara ao luto não exageramos. Ela não separa só o casal, os filhos, a família em si, mas parte o indivíduo em muitos pedaços e passamos a sentir as dores dessa divisão física, psicológica e espiritual.
Separar é desistir de coisas, de planos, de sonhos. É abrir mão daquilo que lutamos por tantos anos para conseguir, é descobrir que os nossos alicerces estavam fundamentados em algo artificial, quase inexistentes. Na verdade as coisas não são bem assim, mas o olhar de quem se separa é assim.
O ex nos soa tão estranho, ele já não é mais aquela pessoa que dormia ao nosso lado ou é e só percebemos agora com a distância.
Somos violentados todos os dias pela pessoa que deveria nos amar mais que tudo, nós mesmos. Nos cobramos todos os momentos coisas absurdas, sorria mais, seja mais cortez, seja gentil e delicada, quando o nosso desejo sincero é matar ou morrer.
Tudo dói, acordar dói, olhar para os filhos dói, pensar no ex dói, os finais de semana dói...
Separar é um recomeço e recomeçar dói muito. É como um salto para o inexistente, o vazio. Achar o chão da nossa vida individual é complicado e quando o achamos inicia-se um novo processo: o de se buscar.
Quem sou eu? Antes esposa, mãe, amante, amiga, companheira, doméstica, babá, secretária, protetora... E agora? Nos sentimos um nada e por incrível que pareça, sentimos muito, e nos perdemos nesse mar de sentimentos confusos.
Aquele diploma na parede de que tanto nos orgulhavamos não tem valor algum, aquele trabalho incrível que passamos anos galgando já não vale nada, aquela viagem para o exterior que passamos noites em claro planejando o roteiro perdeu a graça, aquele sofá caríssimo que ocupa nossa sala de estar é apenas um sofá.
A separação não faz distinção de pessoas, ela dói em todos os corações, desde o barraco até as mansões, ela é fiel e democrática quando o assunto é dividir as dores.
Minha mãe sempre me dizia: - Tempo.
E eu enlouquecia pois esse tempo nunca chegava, mas ele chegou.
Eu encontrei o fim dessa queda, sinto que cheguei aqui me arrastando, toda quebrada, mas com um desejo enorme de recomeçar.
Demorei a entender que o fim de um ciclo não é o fim de uma vida, mas precisei desse tempo. Não adiantavam minhas amigas ficarem me dizendo como eu deveria me portar ou sentir, a dor foi necessária, o sentir foi fundamental para alcançar a linha de chegada ou seria a linha de partida?
Realmente, separação é um momento de grande transição. É onde todos os problemas vem a tona e temos por obrigação olha-los de frente e resolve-los. É um momento de refino, onde separamos o pior e o melhor de nós mesmos, é o instante de nos encarar com seriedade e pensar sinceramente se gostamos daquilo que vemos.
Mas já aviso, cuidado!
Depois de tantos atropelos, de tanto choro, de tantas dores, de perguntas sem respostas você não morre, só corre o sério risco de sair dessa situação outra pessoa, mais forte, mais plena, mais corajosa e mais feliz. Portanto se respeite.

Laisa Bertassoli

– Alguma coisa se quebrou dentro de mim.
– Deve ser a tristeza.
– Não, é pior. É a separação.

Fomos amigos

Antes sorrisos,segredos e confiança,
Hoje saudade,
Tristezas, lembranças.

O que o tempo nos fez, amigo?

Tirou-nos o brilho de um sonho imortal,
De uma amizade forte e fraternal,
Que jurávamos que nunca adormeceria.

O que o tempo nos fez, amigo.

Fomos ouvintes, confessos e secretos,
como cofres lacrados por dentro,
Servimos de apoio, conselheiros por natureza.
Hoje nem um alô, nem um aceno, nenhuma certeza.

O que o tempo nos fez amigo?

Tirou-nos toda beleza,
O brilho da amizade mais certeira.
E por que? É o que pergunto, amigo.
Sou o mesmo,
Mesmo que em outro endereço,
Mesmo que com outro sorriso,
Sou o mesmo,
Aquele que sempre lhe quis bem,
Nas horas boas e de aflitos,
Em seus abraços, em seus conflitos;...

O que o tempo nos fez, amigo?

E se um dia nos separarmos, ficarei triste e feliz ao mesmo tempo. Triste por acabar, mas feliz por ter a oportunidade de passar os dias mais felizes da minha vida ao lado da mulher mais magnífica do mundo. Você!

A mágoa no seu coração te fez esquecer do quanto era lindo a nossa união. A nossa separação está nos maltratando,destruindo o amor que sentimos. No final estamos nos machucando.

Triste Nau do Amor...
Muitas Vezes, uma Linda Jornada Termina em Naufrágio...!
Só nos resta Sobrevivermos e Procurarmos outra Embarcação
Pra Seguirmos Viagem!

Por que eu ainda sofro com a nossa separação? Desde que terminamos, eu não paro de pensar em ti, em nós. Sei que errei muito no nosso relacionamento, peço desculpas, mas eu gostaria de poder dizer pra ti tudo o que eu ainda sinto... Eu não fico 15 minutos sem pensar em você, na sua voz, no seu jeito. Eu ainda te amo, apesar das coisas que enfrentamos nos últimos meses. Tem noites que fico acordada pensando em você e se tu ainda pensa em mim.

Você é muito importante pra mim. Você me fez amadurecer, me fez gostar de coisas novas, me fez ver o mundo com outros olhos. Eu te considero muito. Espero que essa dor que sinto forte em meu peito pare, isso está realmente me matando. Estou com saudades da sua preocupação, do seu jeito marrento comigo (mas sempre fofo). Tu odiava quando me referia à você usando esses adjetivos, mas é o que eu realmente acho. Você é lindo, fofo, dono de uma personalidade totalmente marcante e diferente, atrai todas as atenções por onde passa, independente, maduro, homem.
Tenho que agradecer imensamente por você ter sido paciente comigo e não ter desistido de mim. Obrigada por tudo, sinto muito a sua falta. Meu ego não me deixa procurá-lo, quem dera mandar mensagens... Mas saiba que o que sinto por você será eterno.

⁠Amor não correspondido


Me apaixonei por alguém que não me ama
Me entreguei para alguém que não me quer
Mas mesmo sabendo disso, continuei
Mesmo sofrendo, continuei
Pois tuas migalhas eram mais do que o suficiente para me fazer feliz

Mesmo sabendo que teus sentimentos eram falsos, os guardava como se fossem verdadeiros
E nessa ilusão permaneci
Tive esperança que em tí, algo conseguiria despertar
Que se continuasse entregando o meu amor, um dia me amarias

Perdão... fiz planos demais é nas minhas expectativas me perdi
Agora só me restam lembranças de que por alguns momentos fui feliz

É... infelizmente se acabou
tudo que havia entre nós se transformou
em um amontoado de amargura e rancor

Não... já não há remédio para nós dois
não vou, não pretendo deixar nada pra depois

Tudo se acaba aqui!

Eu... não me vejo mais nessa condição
vivendo junto sem amor e sem razão
esperando na morte a única solução

Sei... já é hora de isso tudo ter um fim
eu sigo sem vc, vc segue sem mim
chega... chega de chorar...

Para vc pode até parecer o fim
talvez algo bom para vc mas não é o fim
é so o recomeço para mim!

O que faz um casamento durar não é apenas o modo como o casal vive os momentos felizes, mas principalmente pela forma como irão encarar as dificuldades

Aos Impulsivos...

“Oh! Tola Impetuosidade ...
Que fez tão fácil meu arrumar de malas!
Mostre serventia e agora, me falas...
Por que é tão difícil o meu Partir?...”

Sobre relações...
Decepcionar-se com alguém pela segunda vez é teimosia...
Pela terceira é burrice!

Vocábulos vazios

Alguns dias são piores que outros. Na maioria das vezes me perco em pensamentos. Deito-me, olho o teto do quarto e espero o tempo passar, se perder. Alguns dias nada faz sentido, não me lembro de ações anteriores, não meço meus atos posteriores, me perco no relógio. Alguns dias eu queria apenas algumas horas a menos, dormir e acordar sem compromissos, planejamentos ou regras a seguir. Em alguns desses dias, o mar é meu refúgio, imagino-me prostrada sobre a areia fina, observando o céu, as constelações, dando nome a todas elas, uma por uma.
Em outros desses dias, sinto minha garganta queimar, meus pulsos arderem e meu peito doer, cada vez mais forte, cada vez por mais tempo, e assim o tempo passa. Algumas vezes uma pintura, uns escritos, são o bastante pra me definir. Algumas vezes, me encontro em meio a um punhado de lágrimas e soluços ritmados com meu coração. Algumas vezes, para ser sincera, não vejo em mim muito mais que uma pilha de pincéis, palavras e livros lidos, ao se tirar isso, não sobra muito de mim.
Sou fraca, você me disse uma vez, lembra? Eu concordei, mas acho que essa frase nunca fez tanto sentido quanto agora. Sou fraca com relação a você e ao mundo. Sou fraca por não conseguir lidar com minhas emoções, principalmente quando se trata de você. Às vezes dói, às vezes faz mal, e às vezes eu só queria mais um cigarro e uma dose daquele whisky barato que comprei na esquina outro dia. Cada dose te tirou um pouco de mim, e ao final do litro, nem conseguia dizer o teu nome. Talvez fosse bom, talvez eu realmente quisesse que você evaporasse junto com cada um daqueles tragos de cigarro dos tantos que dei. Talvez você já tivesse evaporado, se misturado com o ar, talvez eu só não soubesse.
Algumas horas eu penso em te deixar, em outras dessas eu não vejo muito futuro sem você. Meu pensamento é como uma bola, e você, um jogador empenhado, daqueles que são realmente bons. Você chuta uma vez, duas, três, de novo e de novo, enquanto tudo se agita por dentro, enquanto tudo se mistura e nada mais fica estático. É sempre assim quando te vejo, já percebeu? Meus olhos vidram nos teus castanhos vivos, nas tuas órbitas que parecem querer juntar-se as constelações que estariam ali, acima do mar. Você também ama o mar não é? Te ouvi dizer isso uma ou duas vezes, não lembro. Guardei comigo só o que considerei importante, todo o resto foi descartado, junto com tudo que me lembrasse você.
O teu "adeus" me perfurou a carne, como uma furadeira entrando por meus órgãos e me causando hemorragia em cada um deles. Um sangue imperceptível e coagulante que a ti pouco importava.
"Espere por mim", você dizia em meus sonhos, e neles, você realmente vinha, mas a vida real não funciona assim. Meu sangue se infectou por todas as manchas negras causadas pela nossa separação, meu corpo desidratou por todas as lágrimas derramadas em teu nome. E minha cabeça girava, minha boca, seca e meu sorriso, sem vida. Este e aquela, antes se iluminavam ao te ver, emanavam uma luz quase tão ofuscante quanto tua própria presença.
Se meus sonhos pudessem se tornar realidade, meu peito agora não doeria, minha voz não falharia, minhas pernas não estariam a fraquejar. Se aquela praia estivesse comigo, meus pulmões teriam o mais puro ar, poderia vislumbrar as estrelas, e te ver acima de mim, em cada uma delas. Já que não posso, essa tarefa cabe a ti e somente a ti. Quando vir as estrelas, quando for à praia, lembre-se de mim uma vez ou outra. Lembre que te amei um pouco mais a cada dia, até perder o controle por completo de mim mesma. Lembre que seu rosto, seu sorriso, seu abraço, são as melhores coisas que eu já experimentei nesse mundo, que tu fostes meu abrigo nos tempos de tempestade, minha calmaria em meio ao nevoeiro, e agora tem minha vida em suas mãos.
Eu, carbono, ei de me decompor logo mais, você, com seu desamor seja feliz pela presença que te invade, vais e não magoe ninguém mais...

Thaylla Ferreira {31/07}

É... Dizem que o tempo cura as dores, e cicatrizam as feridas, pois é, quanto mais eu peço pra que o tempo passe mais rápido possível, mas o meu relógio insiste em atrasar, digo isso pq estou esperando o tempo passar mas a sensação que eu tenho é que ele deu uma "congelada".
Tudo continua a mesma coisa, a saudade é a mesma, o sentimento, a vontade de estar próxima... Tudo isso permanece do mesmo jeito!
Esse tempo serviu pra eu ver o quão egoista e insensível eu fui em vários momentos.
Já ouvi de vc e de outras pessoas que o mundo não gira em torno de mim, que nem tudo é no meu tempo, nem tudo é quando eu quero, que devemos aprender a respeitar e dar espaço pro outro. Posso ter aprendido tarde? Sim, posso! Mas com certeza é um aprendizado pra vida inteira.
Hj sinto que to tendo mais controle das minhas emoções, na verdade dos meus impulsos. As pessoas me perguntam se tenho vontade de ligar e eu digo que não, e quando digo isso não é da boca pra fora, não é mentindo pra ninguém nem me enganando.
Hj a vontade bateu, e logo foi embora, e me perguntei pq?
Logo me questionei pensando em todas as vezes que liguei e não tive êxito, pensei que mais uma vez estaria invadindo o seu espaço e isso é a última coisa que quero.
Acredite ou não, ter convivido com vc durante todos esses anos me fez uma pessoa melhor. Eu tive o privilégio de conviver com a melhor pessoa que já conheci na vida, me sinto um ser humano melhor, aprendi que no mundo ainda existem pessoas com caráter, princípios e valores e que nada compra isso.

Ninguém, sabe, mas dói!
Dói mesmo quando estou rindo, mesmo quando aparento estar feliz, mesmo quando aperta demais a saudade mas eu preciso fingir que estou bem.
Mas eu não estou!
Porque quando Deus nos leva um grande amor, uma parcela da vida da gente vai junto.
Enterramos uma parte de nós, de nosso coração, da nossa felicidade, da nossa certeza de que amanhã será um dia melhor.
Porque já não existem mais dias melhores.
Há apenas o passar das horas, a lembrança dos momentos vividos, a saudade do que nunca mais virá...
E sangra, e espreme a gente de dentro pra fora, e a gente sofre, chora, se agonia...
E o sorriso passa a ser só um artifício para se evitar perguntas, para se evitar as lágrimas nos olhos, a dor que sufoca e maltrata, maltrata e maltrata...
Porque não há cura para alguém que fica quando o outro se vai.
É metade da gente que se foi, mas o amor ficou...e a gente cuida, como se cuidam das feridas mal cicatrizadas.. como se cuida do que não queremos que morra também...
Dói, mas de alguma forma, a gente resiste, persiste e insiste em se manter de pé...
Afinal , a gente sabe que a dor será infinita, pois não se cura algo que nem é doença.
Porque como eu disse, é só amor... é só amor!