Laisa Bertassoli

Encontrados 24 pensamentos de Laisa Bertassoli

Minha tristeza só não é maior do que a minha esperança de amanha recomeçar!

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Uma oração

Que Deus não tire de mim a capacidade de amar!
As vezes devido uma decepção fechamos nosso coração para o sentimento mais sublime e perfeito; essa tem sido minha oração constante, que eu não perca a capacidade de me encantar com aquilo que é simples, que é belo.
Que eu não perca minha capacidade de sorrir e que o vento leve pra longe de mim tudo que me faz triste, pois a vida é assim, hora feliz, hora não, mais a infelicidade não dura para sempre e que a minha Meu Deus, seja breve como uma chuva de verão.
Que eu não perca minha capacidade de sonhar, que as amarras que me prende sejam longas para eu ir o mais distante possível ou fracas para me libertar do inferno que me perturba.
Que eu nunca perca a capacidade de chorar, pois o choro e divino! É o poder que temos de nos esvaziar de qualquer tipo de sentimento que nos reprime, é o que nos faz humano e diferente de qualquer tipo de animal, quer racional ou não.
Que permaneça em mim a capacidade de perdoar, pois o perdão é para poucos e somente para os fortes.
Que eu nunca perca minha fé, ela me mantem viva e atracada a algo ainda maior.
Serenidade, é o que eu peço, pois ela impede que eu enlouqueça por um instante, um dia, uma vida...
Enfim, que eu consiga organizar os sentimentos dentro do meu ser, sem desespero, sem dor, sem exagero, pois no fundo, bem lá no fundo, por mais que doa, todos queremos a mesma coisa: Nunca perder a capacidade se amar.

Laisa Bertassoli
2 compartilhamentos

Gente! Tô me sentido bloqueada, será que, além da minha paz, do meu coração, ele ainda levou minha inspiração? Haaa, eu ainda entro na justiça com um processo de danos morais, pois a paz pode ser levada, o coração pode ser roubado, mas a inspiração, essa jamais.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Hoje o meu coração não esta pra palavras!
Isso me perturba
O silêncio da inspiração
Tenho medo que cale pra sempre
E que o amor morra dentro do meu ser
Sem a chance de ao menos viver pra fora
Por que por dentro já e vida eternamente.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Te Esquecer

Haaaa, como eu queria te esquecer!
Seria sublime acordar em uma manhã de sol e descobrir um vazio dolorido no peito. Sim, um imenso vazio, pois se você fosse sonho, até isso deixaria saudade. Mas como esquecer alguém real? Como deixar pra trás planos, sonhos, aspirações e esse forte desejo de você? Me desculpe, meu caro, pulei essa lição.
Dizem que te esquecer é um exercício diário, um pouquinho a cada dia; dizem também que isso que sinto é um vício e até mesmo uma comodidade. Será que tenho preguiça de te esquecer? Acredito que não, pois cada dia que se passa o amor me consome e quando olho pra mim mesma não me vejo mais, vejo uma porção de você.
Te amar é divino e ao mesmo tempo o inferno que me aflige. Como querer um sentimento que te leva da paz a loucura em menos de minutos? Como conviver com algo que te dá um prazer imenso e ao mesmo tempo lhe rouba o sono, a tranquilidade, a sanidade e a própria vida? Como lidar com algo tão doce, porém que te faz sangrar... Não sei ao certo, acho que realmente pulei essa lição.
Te esquecer não seria sublime, te amar que é sublime. Pois apesar do coração que dói, da saudade que aperta, da distância que corrói, te amar ainda é minha melhor parte, te amar me torna mais humana, me faz lembrar que não se pode ter tudo e o tudo que se deseja só é alcançado com muita luta.
Assim é amar alguém que não se tem. É como andar no escuro, tentar alcançar o vento, viver sem esperança e ainda assim sentir uma satisfação imensa de saber que a melhor parte da vida é se doar sem a certeza de que terá algo em troca.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Covardia

O que mais me aflige, não são os problemas que a vida trás, pois a vida e como o mar, os problemas vão e vem e ainda tem um que de encanto, uma pitada de poesia.
Verdade, viver é poesia pura, só depende do angulo que você encara cada situação.
Tenho medo de passar pela vida em branco e perceber que já é tarde demais para lutar por aquilo que me faz verdadeiramente feliz.
Az vezes me sinto a vontade de pedir aquilo que quero à Vida, mais na maioria das vezes me sinto acanhada, sem jeito, achando que peço demais, que quero demais e que exijo demais. Nesse momento Vida, só queria ser feliz, profundamente... porem você chega e me mostra que o preço cobrado por essa tal felicidade é alto demais e que minhas fichas nesse jogo que você faz estão quase se findando. Pagar ou não, eis a grande pergunta que não quer calar.
Dai descubro que sou mais covardia que coragem e recuo sempre que vejo oportunidade de virar o jogo. Medo? Ainda não sei ao certo, só sei que a possibilidade de ser profundamente feliz me aflige e me arranca o chão, descubro da forma mais dolorosa que pra ser feliz se exige ousadia.
-Vida porque? Porque não me jogo sem temor, não me entrego sem receio, porque não sou só coração?
-Consciência minha cara, consciência.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli
1 compartilhamento

Atitudes

"Sempre ouvi dizer que a vida abençoa as atitudes e não intenções, isso é engraçado em relação ao amor, pois por mais que doa, não queremos que acabe, por mais que soframos, sempre estamos ali, cutucando a ferida e é inadmissível que ela cicatrize, pois não sabemos viver sem ela...
Hoje acordei mais atitude, vontade de não carregar mais esse peso no peito, essa angustia no coração. Vontade de ser feliz de verdade, com algo e alguém real e não alguém com quem sonho, apenas sonho. E hoje acordei mais cedo que o sol, dei boas vindas ao dia, me vesti de festa, distribui sorrisos e me alegrei com a oportunidade que mais uma vez me foi apresentada. Eu quero viver e não apenas existir, pois a dor de um coração ferido faz isso, nos reduz a mera existência.
O coração não gosta porque e teimoso, mais uma hora ele se acostuma, haaaa se acostuma."

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

A Vida

"Nós acabamos esperando grandes coisas da vida, grandes amores, grandes encontros, grandes amigos, grandes acontecimentos... mas nos esquecemos que a vida acontece nos pequenos detalhes, no olhar tímido, no passar do vento, no por do sol, no desabrochar da flor, no sorriso... coisas tão simples que as vezes tomamos como insignificantes. A vida é um milagre que deve ser ser vivido nos detalhes, pois enquanto estamos preocupados com grandes acontecimentos a vida vai acontecendo nos bastidores, silenciosamente."

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Minha Dor


"Muito bom ver a vida de ângulos diferentes!
O meu momento é de reclusão. Desde que você se foi, se fez inverno dentro de mim e me recuso a sair desse estado que me entorpece. Vivo, mais ao mesmo tempo morro a cada segundo sem noticias suas. Acho que é um coma dos sentimentos. É estranho pois a vida continua, fora e dentro de mim. Percebo cheiros, musica ao longe, pessoas que vão e vem. Sinto meu coração palpitante e o sangue que corre pelas minhas veias.
É isso! A vida continua dentro e fora de mim depois da sua partida e o que passou já não importa, já passou. E a minha dor? Haaaa essa sim é importante pois ela é só minha, é herança que você deixou..."

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Partida

"A pior partida não e aquela em que a pessoa pega suas malas e sai da sua vida de uma só vez; a pior partida e aquela em ela vai saindo aos poucos, um dia de cada vez, em doses homeopáticas. Essa partida é a pior, pois não dá vontade de lutar e nem de brigar. Só vontade de ficar quietinha no meu canto esperando a tempestade passar... quando menos se espera, passou.
Essa é a partida do coração."

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Meu amor, já perdoei coisas inimagináveis, traições, ofensas, corações partidos, sonhos desfeitos. Perdoei porque quando amo meu amor é intenso, transcende meu próprio ser e não enxergo mais o eu e o você, enxergo simplesmente o nós.
Mas cuidado! Ao mesmo tempo que sou forte, sou frágil. Não tolero quem não sabe sua direção, odeio pessoas mornas. Trate-me com a delicadeza e o bem querer que mereço, pois, ao contrário, a mesma força que empenho em amar, empenho em te esquecer.

Laisa Bertassoli

Para todos que se separaram

A separação é algo muito triste, quando dizemos que a sua dor se compara ao luto não exageramos. Ela não separa só o casal, os filhos, a família em si, mas parte o indivíduo em muitos pedaços e passamos a sentir as dores dessa divisão física, psicológica e espiritual.
Separar é desistir de coisas, de planos, de sonhos. É abrir mão daquilo que lutamos por tantos anos para conseguir, é descobrir que os nossos alicerces estavam fundamentados em algo artificial, quase inexistentes. Na verdade as coisas não são bem assim, mas o olhar de quem se separa é assim.
O ex nos soa tão estranho, ele já não é mais aquela pessoa que dormia ao nosso lado ou é e só percebemos agora com a distância.
Somos violentados todos os dias pela pessoa que deveria nos amar mais que tudo, nós mesmos. Nos cobramos todos os momentos coisas absurdas, sorria mais, seja mais cortez, seja gentil e delicada, quando o nosso desejo sincero é matar ou morrer.
Tudo dói, acordar dói, olhar para os filhos dói, pensar no ex dói, os finais de semana dói...
Separar é um recomeço e recomeçar dói muito. É como um salto para o inexistente, o vazio. Achar o chão da nossa vida individual é complicado e quando o achamos inicia-se um novo processo: o de se buscar.
Quem sou eu? Antes esposa, mãe, amante, amiga, companheira, doméstica, babá, secretária, protetora... E agora? Nos sentimos um nada e por incrível que pareça, sentimos muito, e nos perdemos nesse mar de sentimentos confusos.
Aquele diploma na parede de que tanto nos orgulhavamos não tem valor algum, aquele trabalho incrível que passamos anos galgando já não vale nada, aquela viagem para o exterior que passamos noites em claro planejando o roteiro perdeu a graça, aquele sofá caríssimo que ocupa nossa sala de estar é apenas um sofá.
A separação não faz distinção de pessoas, ela dói em todos os corações, desde o barraco até as mansões, ela é fiel e democrática quando o assunto é dividir as dores.
Minha mãe sempre me dizia: - Tempo.
E eu enlouquecia pois esse tempo nunca chegava, mas ele chegou.
Eu encontrei o fim dessa queda, sinto que cheguei aqui me arrastando, toda quebrada, mas com um desejo enorme de recomeçar.
Demorei a entender que o fim de um ciclo não é o fim de uma vida, mas precisei desse tempo. Não adiantavam minhas amigas ficarem me dizendo como eu deveria me portar ou sentir, a dor foi necessária, o sentir foi fundamental para alcançar a linha de chegada ou seria a linha de partida?
Realmente, separação é um momento de grande transição. É onde todos os problemas vem a tona e temos por obrigação olha-los de frente e resolve-los. É um momento de refino, onde separamos o pior e o melhor de nós mesmos, é o instante de nos encarar com seriedade e pensar sinceramente se gostamos daquilo que vemos.
Mas já aviso, cuidado!
Depois de tantos atropelos, de tanto choro, de tantas dores, de perguntas sem respostas você não morre, só corre o sério risco de sair dessa situação outra pessoa, mais forte, mais plena, mais corajosa e mais feliz. Portanto se respeite.

Laisa Bertassoli

Laisa Bertassoli
44 compartilhamentos

1° Dia

É estranho não acordar contigo...
Hoje acordei uma hora mais cedo, por volta das 4, essa era nossa hora se lembra? Rolei na cama e tramei um plano para te esquecer.
Eu ainda não chorei, não consegui, nem quando falei com minha confidente de Maracanaú.
Meus sentimentos oscilam muito entre o medo e o vazio que você deixou no meu peito. O que eu faço com esse espaço que ficou?
Está chovendo, o dia chora...
Será que você pensa em mim?
Acho que sim da mesma forma que penso em ti.
A presença acabou, mas o amor ainda existe.
Vou estar presente quando você atravessar a faixa de pedestre e só pisar no branco. Quando você passar por aquela árvore cheia de flores na copa. Quando você tomar sorvete de morango com M&M. Quando você tocar aquela folhinha crocante. Quando comer abobrinha. Quando acordar as 4. Quando a cidade tomar banho. Quando pegar o Kit Kat no supermercado. Quando ouvir nossa música dizendo: "Ter fé e ver coragem no amor." Quando sentir falta do beijo sentado a beirada da cama. Quando fechar os olhos. Quando seu coração bater...
Eu estarei lá, em todos os momentos, em todos os instantes, pois aprendi que amor não precisa estar, o amor só precisa ser.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli
1 compartilhamento

E ai você se despede...
Caminha ao lado daquele que acaba de deixar de ser o grande amor da sua vida ou ao menos você está se esforçando para que ele deixe de ser. Você se esforça, pois não consegue acompanhar seus passos e aquele momento é único, pois pode ser o último. E quando você julgava que já tinha dito tudo e ouvido tudo, uma voz ecoa no ar que te tira de sintonia e faz cair por terra todos os seus planos e argumentos de partir...
-Fica comigo?

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

E mais uma vez tentamos...
E mais uma vez fracassamos...
As vezes eu me pergunto: Qual é o limite do amor? Mas a pergunta correta é: Qual o limite do nosso amor.
Ele não é amor comum, amor corriqueiro, que dá e passa. Ele é amor profundo, amor de alma, aquele arraigado no âmago, que dilacera à qualquer tentativa de se fazer findar.
Será que estamos fadados a amar? Será que somos prisioneiros desse sentimento desmedido? O que você quer de nós? Já não sofremos o suficiente?
E uma voz lá no fundo responde baixinho:
Sobreviver.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Obtuario

Menina dos Olhos Verdes, conhecida por suas palavras doces e suas paixões arrebatadoras morreu nessa tarde de 24 de Setembro de 2016. Tarde nublada e fria de primavera. Ela sempre ironizava que queria morrer na primavera, assim como nasceu... Acho que Deus quis atender seu último desejo.
Amiga, mãe, filha, corajosa, apaixonada, poeta, risonha, sensível, gentil e delicada. Muitos são os adjetivos e imensa será a sua falta.
Para onde vão as almas lindas após a morte? Será que vão para um lugar especial ou será que só vivem em nossas lembranças?
Não sei, a morte é um grande mistério, mas onde quer que esteja Menina dos Olhos Verdes, não deixe sua luz se apagar.
Causa mortis: tentou matar o amor que morava dentro de si e não resistiu.

Descanse em paz.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

"E tem dias que ela se tranca. Muitos acham que é egoísmo ou tristeza, mas no fundo ela gosta de se ver por dentro, vista de lá ela é mais bonita."

#Deumlivroqueaindanaofoiescrito

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

E o que eu faço com a saudade
A saudade que restou
Depois que você foi embora
Parece que a vida acabou
E o que eu faço com esse vazio
Esse oco no coração
Não sei se enfeito com flores
Ou se vivo com a ilusão
Não sei se pico em pedaços
Faço confete
Jogo ao vento
Quem sabe assim você me escuta
Ouve e sinta o meu lamento
De que sem você tudo é só saudade
Sem você não sei viver
Sem você parece que falta uma parte
Um pedaço
Sua ausência é meu perecer
O que eu faço com as lembranças
O riso solto pelo ar
O toque da sua pele
Que continua a me intrigar
E o que eu faço com os beijos
Os abraços e carinhos seus
Com os planos e a alegria que restou
Não sei se velo no peito
Ou grito de tanta dor
O que eu faço comigo
O que eu faço contigo
O que eu faço com o amor
Ahhh o amor?
Esse vai ficar
E acredito que por muito tempo
Ainda vai me machucar.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

E te conhecer ainda foi o melhor acontecimento. Por mais torta que pareça a nossa relação, te amar não é errado.
Ainda acordo no meio da noite questionando o meu coração, mas aprendi que coração não é para ser questionado, coração é para amar e ser amado, então volto a dormir com a sensação de missão cumprida, pois te amei mais que ontem e com a certeza de que te amarei amanhã ainda mais que hoje.
Podem me tirar tudo... a paz, o sossego e até mesmo a vida, mas nada será capaz de me separar do amor imenso e intenso que sinto por ti.
A distância dói, sangra e me machuca por dentro, mas ela é o combustível que acende o amor quando nos encontramos e faz com que cada momento juntos, por menor que seja valha muito a pena.
Te amar ainda é a minha melhor porção.
Te amar me mantém viva.
Te amar me dá sentido.
Te amar me faz querer continuar.
Te amo.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

As vezes, a vida nos coloca em um beco sem saída, não sabemos que rumo tomar e achamos que nossa única opção é sentar e deixar com que as coisas passem por nós, sem esboçar nenhuma reação.
A vida é boa!
Mesmo quando isso acontece e quando não entendemos a sua mensagem, é a vida dizendo: -Calma, tudo tem seu tempo.
Saber entender o que o universo nos diz é um dom. Confesso que ainda não compreendo tudo, mas o pouco que aprendi foi o suficiente pra me sentir grata e abraçar com amor tudo aquilo que me é oferecido.
A lição desses últimos meses foi, aceitar as coisas com resignação. Não culpar os outros pela minha situação. Ver beleza na minha tristeza e principalmente, saber tirar proveito até dos momentos mais desesperadores.
Por mais que é noite seja longa e escura, o sol sempre aparece no outro dia. Ainda bem que existem outros dias, outras oportunidades , outras chances de recomeçar...

Gratidão sempre.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Era uma vez uma menina, uma menina comum, com uma vida comum, de hábitos comuns, com uma família comum. Ela acreditava que sua vida sempre caminharia no mesmo ritmo. Acho que na verdade, a menina comum tinha medo, medo de ousar.
Sabe quando você tem a opção de viver perigosamente? Dar aquela acelerada e sentir o vento no rosto? Mas o receio da menina era perder o controle e nunca mais ter sua vida comum de volta.
As vezes nós somos assim também, temos medo de tirar o véu que cobre a nossa visão, medo de nos perder no caminho e isso faz de nós pessoas tão comuns quanto aquela menina.
E ela viveu com receios, sem muita ousadia, literalmente sua vida era um mar sem ondas, um mar sem rosas, ela nem planejava suas coisas, pois os dias eram sempre tão iguais. Com o mesmo aroma, o mesmo sabor, o mesmo som...
Essa menina não vivia, ela apenas sobrevivia à esses dias monotonos.
Mas um dia alguma coisa mudou, algo incomum aconteceu e ela, coitadinha, resolveu pisar fora da linha de sua existência comum.
Pobre garota!
Não sabia o monstro que a espreitava lá fora, só esperando um passo em falso para devora-la.
Ela abriu a porta e ousou sair. E ela se acovardou e tentou voltar para sua existência insignificante, mas era tarde demais. Uma vez lá fora, era impossível voltar para sua realidade comum sem mudar algo no seu interior.
E aquilo que ela mais temia aconteceu, pela primeira vez ela tocou o céu e gostou do que sentiu.
O céu era bonito, o céu era bom. Um pedaço do paraíso antes escondido pela sua vida corriqueira, e esse céu lhe foi apresentado por imensos olhos profundos, olhos de menino assustado, tão escuros quando uma noite sem luar. E ela não teve medo, ao contrário do que diziam, não doeu em nada, ela bebeu coragem e quis ir mais além.
Até hoje alguns se perguntam, como ela mergulhou naquelas águas escuras? Ela tinha medo de águas profundas e aqueles olhos era uma perdição para pessoas covardes.
E ela mudou...
E garota já não era tão comum assim, seus olhos tinham um brilho diferente e o sorriso se tornou uma visita constante. Um novo sentimento brotou em seu pequeno peito, tão acostumado a sentimentos comuns. O mundo presenciou ali o fantástico nascimento do Amor, eles se tornaram irmãos, inseparáveis e ele mostrou a ela uma nova vida, com novas perspectivas, novos rumos e caminhos diferentes a serem percorridos.
E naquele ânsia de andar por todas as veredas a menina se libertou, matou o comum e se redescobriu mais plena, mais capaz, mais feliz. Modificou completamente a sua vida e abraçou tão forte o dono do seu coração que já não conseguia mais saber quem era ele e quem era ela...
Dizem que essa história ainda não acabou, que a cada amanhecer os dois ainda escrevem um trecho de suas vidas à duas mãos, tentando dar um final feliz para esse sonho.
Hoje sua vida já não é mais um rio calmo, um mar sem ondas, porém tem rosas. Ela segue saindo e entrando em tempestades furiosas, mas se alegra a cada arco íris que encontra no fim de suas tormentas.
Se isso a incomoda? Nem um pouco!
Quando cansada é só mergulhar mais uma vez naqueles olhos profundos que a encantou, tocar seu rosto com ternura, dar um sorriso, segurar bem forte a sua mão e ter a certeza de que nunca voltará de onde saiu, nunca será uma menina comum, pois o amor a capacitou a ser alguém especial e essencial para outras vidas.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli
1 compartilhamento

Minhas piores escolhas são feitas no momento de dor, porém são as mais definitivas...

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli

Meu Anjo

Tão bom te ver sorrindo...
Olhar seu sorriso ainda é a melhor forma de passar o tempo. Passar não, porque ele voa quando você sorri. Acho que ele sente ciúmes, raiva ou frustração de não ser tão lindo e meigo como você, então passa por nós rapidamente.
Amo quando nossas mãos de tocam sem querer, porque não existe só o toque, é uma troca, de carinho, de calor, de energia, sei lá o que, mas essa troca existe e confesso, é a melhor de toda minha vida.
Adoro os seus lábios nos meus, mesmo quando você não está mais aqui. Sim, eu ainda sinto você em mim depois da sua partida, sua boca na minha, macia, seu hálito quente e a vontade de eternizar esse momento entre a gente para nunca mais precisar partir.
Gosto quando nossos olhos se encontram!
É a união mais perfeita do mundo, é onde eu mergulho sem medo, me deixo levar em segredo, sem receio de não encontrar o caminho de volta. Seus olhos lindos ainda é a maneira mais singela, única e encantadora de me perder e Deus me livre de me achar!
Um dia, você disse que queria ser perfeito para mim e eu respondi que não queria o perfeito, preferia você, assim, todo desarrumado por dentro, como eu. Dessa maneira poderiamos nos arrumar juntos e você riu e disse que sou perfeita para você.
Não mudei de idéia Amor Meu, o encontro dos nossos corações continua sendo o meu preferido, puro, simples e sincero ...
É na miudeza que a vida acontece.
Te amo muito
Te amo tanto
Te amo tudo
Te amo para sempre.

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli
1 compartilhamento

"E ela andava triste, melancólica, se escondendo pelos cantos da casa, pelas sombras, mas hoje, isso mudou. Ela estava sorrindo.
Sabe quanto tempo não vejo ela tão feliz?
Hoje eu cheguei, cansada e estressada, ela estava na cozinha, de pijama listrado e com os cabelos amarrados de uma forma estranha. Estranhamente linda, como se os prendesse as pressas, sem muito jeito, mas os prendeu. Eu dei boa noite por entre os dentes e ela se virou para mim, confesso que foram os cinco segundos mais longos da minha vida. Aqueles enormes olhos claros me fitaram com tanta ternura e amor, que foi impossível ficar indiferente. A felicidade reside ali, chegou nela e fez sua morada, lá é a sua casa e desconfio que a felicidade nasceu com ela, quase irmãs siamesas.
Ela não disse nada, mas nem foi preciso. Seus olhos e sorriso farto me disseram tudo. Ela é assim, quando triste, não dá para disfarçar, mas quando está feliz é um farol brilhante que guia os barcos cansados para um seguro cais.
Durante o jantar ela falou das risadas altas na lanchonete, de como o tempo passa devagar quando está ao seu lado, quase em câmera lenta. Ela é boa nisso... É como se nos transportasse para aquele cenário, deu até para sentir os aromas que pairavam no ambiente, seu perfume dançava no ar. Ela contou rindo de como gosta de se ver refletida nos seus olhos profundos. Disse que isso é puro suicídio, pois não consegue voltar quando mergulha em você.
Ela fica ainda mais menina quando te vê, fica meio dengosa, fala fininho e baixinho. Confesso que a um tempo atrás sentiria um nojo de ver tal cena, mas agora já estou ficando viciada nisso.
Gosto dos seus trejeitos, dos gestos exagerados, como revira os olhos com impaciência a espera do amor que já é correspondido.
Gosto da forma que ela anda, como se dançasse sem tocar os pés no chão. Como ela faz suas tarefas sem esforço pois esta feliz. Ahhh, quem dera eu um dia encontrar um amor assim!
E ela ri. Ri deliciosamente e eu sorvo cada gota de sua felicidade como se fosse algo tão vital quanto o ar dos meus pulmões. E a sua alegria é contagiante, pega igual gripe e me enche de uma febre que nunca desejo ser curada.
Eu a quero assim para sempre, vestida de felicidade, com esse sorriso enorme nos lábios, esse brilho resplandecente nos olhos e seu coraçãozinho que ama, ama, ama, afinal, para o grande baile da vida, não há veste que lhe caia tão bem."

Laisa Bertassoli
Inserida por laisabertassoli
1 compartilhamento