Poemas sobre Árvores, Florestas e Homem

Cerca de 48 poemas sobre Árvores, Florestas e Homem

Mulheres como Maçãs

Mulheres são como maçãs em árvores.
As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas,
porque eles têm medo de cair e se machucar.
Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão,
que não são boas como as do topo,
mas são fáceis de se conseguir.

Assim, as maçãs no topo pensam
que algo está errado com elas,
quando na verdade ELAS são maravilhosas...
Elas têm que esperar um pouco mais
para o homem certo chegar...
aquele que é valente o bastante
para escalar até o topo da árvore.

Shuna Holmes
2.2 mil compartilhamentos

O Vosso tanque General, é um carro forte

Derruba uma floresta esmaga cem
Homens,
Mas tem um defeito
- Precisa de um motorista

O vosso bombardeiro, general
É poderoso:
Voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
Mas tem um defeito
- Precisa de um piloto.

O homem, meu general, é muito útil:
Sabe voar, e sabe matar
Mas tem um defeito
- Sabe pensar

Bertolt Brecht
179 compartilhamentos

O Homem e o Machado
Um homem certa vez mandou forjar um machado e foi à floresta pedir às árvores que fornecessem um cabo para ele. As árvores decidiram que a oliveira deveria fornecer-lhe um bom cabo; o homem pegou-o, colocou no machado e começou a derrubar as árvores e cortar seus galhos.
Disseo o carvalho às outras árvores:
_Bem feito para nós. Somos culpadas de nosso infortúnios porque ajudamos nosso inimigo a arranjar o cabo. Somos a causa da nossa própria ruína.

Moral da história:
Aquele que ajuda seu inimigo causa infortúnio a si próprio, e é por isso que todos pessam cautelosamente o que fazer quando um inimigo pede conselhps ou ajuda.

Esopo
67 compartilhamentos

Poluição e homens,
homens e automóveis,
automóveis e bicicletas,
bicicletas e homens.
Árvores para sempre!

Fabiano Henriet
Inserida por FabianoHenriet

Te toco

Era uma cidade pequena onde tinha uma praça e um homem com um violão. Ele tocava para as árvores, e quando tocava para as árvores elas dançavam para ele. O vento e sua dança eram uma coisa só. Aos poucos o som da música fez tocar outras árvores que ficavam mais perto da rua e dos carros. Pessoas de suas janelas viram a dança e desceram as escadas até chegarem na praça. O homem continuava tocando olhando para cima e quando baixou os olhos para afinar uma corda viu muitos olhos ao seu redor. Respirou fundo e continuou a tocar. Do meio da multidão, em um som abafado, ouviu a voz de um, dizer que não estava gostando da música e que preferia a anterior. Uma mulher com uma bolsa sussurrou para ele fazer silêncio, mas seu sussurro também fez barulho. Então um menino, bem novo, disse que o homem podia achar o que quisesse. Mas as árvores continuavam dançando e o vento a soprar... e o menino com seu violão pensava no que pensar, se tocava, se olhava para as árvores, ou se agora olhava nos olhos de todos que chegavam cada vez mais perto. Apontou o dedo para cima e enquanto a multidão olhou para os galhos que dançavam, sussurrou camuflado nas cordas, que não estava tocando para ninguém, e sim com todos os presentes.

Jefferson Schroeder
Inserida por jefferson_schroeder
1 compartilhamento

Floresta virgem é um lugar
onde as mãos dos homens
nunca colocaram os pés.

Miral Pereira dos santos
Inserida por coletanea

Ventos que discorrem
Nesta floresta homizia
Onde irruptem gotas
Frias, fugazes, mortais
Dilapidadas pela dor
Excruciadas pelo amor
Deste plissado coração
Pelas entranhas adentro
Onde reside o pensamento
No oblivio da razão
Desmembrada pelo passado
Assassinada por dentro
Na serendipidade da vida..

Bruno Sousa - Portugal
Inserida por bruno1011

O mesmo que derruba árvores
procura um lugar na sombra
para estacionar seu carro
debaixo de uma árvore.

Fábio Ibrahim El Khoury

O não suicídio

Um homem que morreu sozinho. Estava caçando numa floresta, com uma espingarda, e esta estava com os dois canos apontados para cima, enquanto o homem a segurava, descuidado. Ele tropeçou. Sem querer, atirou em si mesmo ao cair. Ele tropeçou. Na morte.

Sabrina Niehues
Inserida por SabrinaNiehues

Mais uma floresta é derrubada
Pela ação do homem.
Negra como o carvão é
Dilacerada sem piedade por uma
Máquina barulhenta e de lâminas
Extremamente afiadas,
Elas não podem se defender.
São cortadas cruelmente
Pelas raízes apenas
Por serem indesejadas.
O Holocausto continua até o
Terreno estar completamente limpo,
Infértil, pelo menos por hora.
Mais essa floresta é persistente,
E em pouco tempo ela se tornará
Negra e volumosa outra vez,
Fazendo com que o homem use
Sua máquina da morte de novo.
E assim raspando a cabeça e se livrando
Desses fios inconvenientes que adornam
Nosso couro cabeludo.


CARECAS PRIDE

João Pedro de Paula
Inserida por joaopedrodepaula

Sem homem, sem suas intervenções
Verde, azul anil, amarelo, vermelho
Na água, no céu, nas florestas
Assim se faz a natureza
Integraliza nossa visão inata com beleza
Original da geração concebida ao espontâneo
Imprescindível de ingerência
Fauna e flora se expandem com sapiência
Dão a aquarela de cores e formas exuberante
Por mais imoto que seja e deslumbrante
Persiste a mão dos seres
Querendo manchar os bosques e vales, é o mar
Interceder no que foi feito para se conviver
Transformando em servidão artificial
Acabando aquilo que decorreu do natural
O que faz embaralhar as ideias
Quem é selvagem o animal
Ou homem com atitude anormal.

R. Matos
Inserida por rmatos

''A beleza da floresta
o homem não é capaz de amar,
a essência da natureza
não conseguem enxergar''

Enzo Sardinha
Inserida por enzosardinha

Os homens são como árvores, ao se casarem dão flores, ao terem seus filhos dão frutos, e cabe a ele cuidar dos frutos para ficarem doces e não azedos e o seu grande fertilizante dever ser o amor.

Luiz Gustavo Cardoso
30 compartilhamentos

A Água

A Água nasceu na Terra,
onde vivem os homens.
Correu entre algumas árvores,
Cansou-se.
Resolveu deitar-se;
e assim ficou preguiçosamente em seu leito.
Acordou-se por causa de um oceano sedento.
Saciou-lhe, e ouviu também as nuvens gritando:
Dá-nos de beber, dá-nos de beber.
Subiu discretamente para não chamar a atenção,
Prometendo um dia retornar.
De tanto insistir,
as nuvens deixaram-na voltar;
E voltou mesmo,
Lentamente,
Gota por gota ela voltou.

Priscilla Dias Cavalcante

Deixa falar essa gente
composta de homens brutos...
-Jogam-se pedras,somente
nas árvores que dão frutos.

Ricardo Bené

A ganância dos homens sem alma vai subtraindo de quem nada tem.
Crescem como árvores, regadas com as lágrimas dessa gente...
Exatamente como a eles convém!

Opper Raijic
Inserida por julinhofilho

As árvores tem raízes
Os homens tem princípios
Analogia sem sentindo
Mas . . . O que tem sentido?
O que vale pra mim, vale a pena pra você?
E se o que te faz sofrer me deixa bem?
E se o que te deixa bem, me faz mal?
O equilíbrio é o que define
Amar é encontrar o equilíbrio do outro
Se equilibrar, não é se amar
Se equilibrar e se entender
Saber o que faz sofrer
E o que te faz viver
É refletir
Se planejar e agir!
Sorrir, chorar, amar e odiar

Adriel Mendonça
Inserida por Adrielmendonca

'SOLO'

Levanto o olhar e não avisto as frondosas árvores de outrora.
Apenas máquinas e homens subalternos.
Traçando suas trilhas sob o solo que os sustentam.
Dementes por destruição.
Com suas minas e pás causando tragédia,
catástrofes do homem ambição...

Sopeado por milhares de pessoas,
o cheiro da terra é infértil.
Estampando ser capazes de escolhas,
mas na verdade são apenas traços,
criados por uma cultura inventada e uma Terra transformada,
latente...

Um homem distorcido tenta se formar na tentativa que o equilíbrio retorne,
generoso como antes,
pré-histórico.
Porém,
no asfalto,
esboços brotam calor,
igual a um pedaço do inferno,
que fecunda a cada geração.
O solo já não é o mesmo,
respiramos evolução,
e o bordão são ciclos modificados,
mal arados,
sem deuses para proteção...

Risomar Sírley da Silva
Inserida por risomarsilva

E nesse balé onde o animal encanta o homem e o homem encanta o animal, Logun Edé a ambos encantam. Nesta magia mútua a aranha arranha o vaso ou o vaso arranha a aranha.

Neste magnético Orixá, o primitivo ancestral nos convida a evoluírmos de nosso meta meta animal.

Saravá Logun Edé
Saravá ao nosso encantamento natural.

RogerLima_br
Inserida por RogerLima_br

Reflexão.

Segue o homem a estrada margeada por árvores, plantas e flores de pequeno porte. O contraste do verde forte e as flores de matizes diversos transformam o local em um quadro real de beleza e esplendor. As pupilas sorriem diante de tão belo jogo de cores.
Se as pupilas sorriem extasiadas, a mente fabricava sonhos onde as noites escuras eram iluminadas por milhões de vaga-lumes. Figurativamente essas noites escuras são os pensamentos tristes que, por força do entusiasmo, não permitia que a penumbra imperasse totalmente. Há lágrimas que denotam felicidade ou tristeza, isto faz parte da vida. Há um mistério não decifrado sobre as lágrimas, pois se há tristeza, as lágrimas são salgadas, todavia, em havendo alegria, essas gotas também são salgadas. Por que não serem doces?
Nesses sonhos, a brisa nascia por força do voar das pombas brancas, que simbolizavam a paz. No decorrer da vida, por mais que se queira alcançar o Éden, o purgatório é passagem obrigatória, pois os pecados têm que ser purgados. E na pesagem do mal ou do bem fica aferido o quantitativo deles e daí o tempo é chamado a ditar a liberdade imediata ou apresentar a chave da prisão.
E o homem segue a trilha da vida. Vai calmamente. Não há pressa.
Vê e curte suas obras. O bem material pouco lhe importa, mas foca-se nos filhos, nos netos e na natureza que ajudou a preservar. Sorri ao escutar o canto dos pássaros, o borbulhar das águas transpondo os obstáculos e o chuá-chuá das cachoeiras que se transformam em rios e que buscam o berço no abraço do mar.
Sobe a montanha da vida, vara as nuvens , pisca de namoro para as estrelas, cumprimenta o sol, beija a noite e chega ao Céu.
_ Boa noite, meu filho ! – diz-lhe São Pedro.
_ Posso entrar ? – pergunta o homem.
- Você não precisa pedir licença.
Sidney Tito.

Sidney Tito
Inserida por TathyRio
1 compartilhamento