Poemas românticos

Ora veja… é o que sempre acontece às pessoas românticas: enfeitam uma criatura, até o último momento, com penas de pavão, e não querem ver, nela, senão o que é bom, muito embora sentindo tudo ao contrário. Jamais querem, antecipadamente, dar às coisas o seu devido nome. Essa simples idéia lhes parece insuportável. A verdade, repelem-na com todas as forças até o momento em que aquela pessoa, engalamada por elas próprias, lhes mete um murro na cara.

Namorar é muito íntimo, é o momento em que realizamos nossas fantasias românticas. É trocar ideias de mãos dadas, flanar, ter a impressão de que o mundo parou. Dá repouso na alma. Muito romantismo, muita fidelidade, muito entendimento.

Não é porque ouço musicas romanticas que sofro por amor. Já até acreditei em amor, e por tanto acreditar, hoje já não acredito mais.

Aprendi que em um relacionamento as coisas não precisam ser fofinhas, românticas e clichês. Aprendi que em um relacionamento o casal não precisa se ver todo dia, (mesmo que se deseje isso) não precisa se tocar ou trocar carinho toda hora. Aprendi que não é sempre que vai haver assunto ou coisas pra fazerem juntos. Aprendi que todo relacionamento tem suas falhas, mas nem por isso deixa de ser perfeito. E o mais importante: Aprendi que quando duas pessoas se amam, elas se contentam só por estarem juntas.

É engraçado quando a gente ta apaixonado, né? Achamos que todas as músicas românticas que passam no rádio falam de nosso amor! Ahhh o amor... é uma viagem, viu? Vamos as vezes muito longe... e outras, nem tanto.

Infelizmente, definição de namoro pra muita gente é: status namorando, dezenas de fotos românticas e milhares de declarações vazias. Namoro pra mim é amor. Eu não acredito que as pessoas precisam expor a sua felicidade, pros outros acreditarem que no mundo existe menos uma encalhada. Tem muita gente que está em um relacionamento sério com fulana, mas tem um relacionamento escondido com ciclana por aí. Namoro é respeitar e se dar o respeito em primeiro lugar, independente do status de relacionamento no Facebook.

Meninas bobas... Esperam flores e coisas românticas de garotos que pensam que romântico é algo que veio de Roma.

Que bom que ainda existem pessoas românticas neste mundo de coisas descartáveis.

É... infelizmente se acabou
tudo que havia entre nós se transformou
em um amontoado de amargura e rancor

Não... já não há remédio para nós dois
não vou, não pretendo deixar nada pra depois

Tudo se acaba aqui!

Eu... não me vejo mais nessa condição
vivendo junto sem amor e sem razão
esperando na morte a única solução

Sei... já é hora de isso tudo ter um fim
eu sigo sem vc, vc segue sem mim
chega... chega de chorar...

Para vc pode até parecer o fim
talvez algo bom para vc mas não é o fim
é so o recomeço para mim!

Voce chegou desse jeito
Me deixou sem jeito de revidar
Seu sorriso perfeito,seu olhar daquele jeito depois daquele dia mudou o meu jeito de te olhar
Me encantei pelo seu jeito

Meu coração é do tamanho de minha morada.

Posso comparar meu coração com o tamanho de uma morada?
E se posso, qual tamanho escolheria?
Seria uma casinha simples nos montes, ou uma mansão luxuosa nos alpes?
Se meu coração fosse do tamanho de uma morada, o que eu colocaria em seu interior?
Pessoas ou objetos?
Sentimentos ou razões?
Meu coração, minha casa, meu refúgio d’alma.
Para adentrar em minha casa, não será tarefa fácil, será necessário será bater palmas em frente ao portão da confiança, ah! Isso será requisito para visitar meu coração.
Ao escutar o bater de palmas, espiarei pela janela d’alma, observarei atenta e cautelosamente e, se o calor das palmas, ecoarem para o interior do meu coração, abrirei suas portas.
Permito a quem desejo, desfrutar de minha morada.
Permito o calor da lareira, o aconchego do lar.
Mas, educada, paciente e carinhosamente, peço a quem entrar que não estrague nada.
Não estrague minha morada, por favor, não me danifique.
Se arrastar meus móveis, que os coloque no lugar, se sujar, limpe, se estragar, conserte.
Habite nele como a um morador zeloso, cuide de quem lhe deu abrigo.
Ah! Como eu gostaria que minha casa fosse uma obra inacabada.
Se assim o fosse, derrubaria, reformaria e nem um estrago ficaria.
Com pesar e olhos marejados descubro que quanto maior minha morada, maiores cuidados necessitarão e, quanto menor, mais difícil sua habitação.
Meu coração, minha morada, se não pequeno nem grande, mas do tamanho dos conflitos de minh’alma.
Meu coração, minha casa, meu enterro d’alma.

Para às meninas, servem também para os homens.

Cíumes é a pior ameaça a um relacionamento. Infelizmente, na maioria das vezes, só percebemos isso quando é tarde demais, quando estamos deitadas na cama, sozinha, com o olho inchado de tanto chorar e sem vontade de fazer mais nada a não ser falar com ele.

Sei o quanto é difícil controlar, e sei também que tudo que escrever aqui não vai adiantar de muito, pois cada pessoa precisa encontrar a melhor maneira de lidar com essa situação. Mas espero que sirva como luz para seu caminho!

Ciúmes = alcoolismo

Você se cura do alcoolismo um gole por vez. E o manter para não ter uma recaída é "não dar o primeiro gole".
Com o ciúmes é igual! Pare de pensar no que pode estar acontecendo, "não dê tempo para a primeira idéia ruim aparecer na sua mente"

O amor é coisa de louco

O amor é coisa de louco
Deixa você doido
E com falta de ar.

O amor é o canto dos pássaros
O beijo, o abraço e o sorriso.

O amor é troca de carências
Atenção, saudade.

O amor é como a brisa da tarde
Que chega de repente, e como quem.
Chega pra muda o ambiente.

O amor é dor
É ódio
É rancor.

O amor é a inspiração da vida
É a água que sacia a sede
É aquele que quando vai deixa uma ferida.

O amor é a música
O viver e o amanhecer
O amor é aquilo que lá
No fundo quer nascer.

Ricardo Lima Brito

10/11/2016

No estilo Charlie Harper, todo dia eu tô transando
No estilo Charlie Harper, todo dia embebedando
No estilo Charlie Harper, meu dinheiro tá entrando
No estilo Charlie Harper, ás vezes eu tô amando.

⁠A gente sempre espera alguém voltar né.
Sentado no sofá, vendo as pessoas em um parque ou fingindo que tá seguindo a vida. Nós sempre estamos por aí, fingindo que tá tudo bem, dando risadas vazias, abraços sem sentimentos, tudo isso na esperança de alguém voltar.
Utilizando o último sopro de esperança, pedindo pro coração não acelerar, respirando com calma para não transparecer a ansiedade da chegada de alguém.
Estamos sempre esperando aquela voz ser do nosso alguém, aquela chegada inesperada seja da nossa pessoa.
Nós sempre esperamos alguém voltar, utilizando do caminho para aprender tudo e, se caso esse alguém voltar, sermos o motivo para que ninguém mais se vá.
E vamos assim até que alguém possa chegar novamente e ir tirando aos poucos aquele medo, que te faça esquecer o som daquela voz, que às chegadas de seja lá quem for não te cause mais impacto.
Até que alguém chegue e faça com que o coração tenha coragem de arriscar amar novamente e que sofra um sorto de memória esquecendo algumas lembranças.
É como pular de paraquedas pela primeira vez, você tem medo, deixa a insegurança te assombrar, mas você só sabe se vai funcionar se pular.
Só precisa encontrar alguém que te faça ter coragem para pular e que não te abandone no caminho, talvez você já conheça o piloto que te levou aos céus ou apenas está em uma nova jornada.

Pode dizer que meu sonho é inútil
Os loucos românticos sempre riem por último.

Sinto saudades de todos os momentos românticos que já vivi. Daquela época em que passava anos gostando de alguém, que também gostava de mim, mas que por timidez, não tinha coragem de se declarar. Daquela época em que um beijo no rosto era motivo para mudar de cor, e um selinho era um beijo cinematográfico. Daquela época em que só saber que poderia olhá-lo me fazia levantar da cama e enfrentar um período chato de matemática. Daquela época em que uma ficada não era apenas uma ficada. Era mais, era frio na barriga, misturada com uma ansiedade que nos fazia querer gritar sem voz, chorar sem lágrimas. Tudo isso por saber que iríamos beijá-lo. Beijar aquele cara, que há tempos havíamos desejado. Sinto falta daquela época.

A gente tem muito pudor de parecer ridículos, melosos, piegas, bregas, românticos, pueris banais.

Homens românticos são raros e, ironicamente, a maioria das mulheres não sabem valorizá-los.