Pensamentos de Rui Barbosa

Cerca de 93 pensamentos de Rui Barbosa

Onde quer que haja um direito individual violado, há de haver um recurso judicial para a debelação da injustiça; este, o princípio fundamental de todas as Constituições livres.

"As leis que não protegem nossos adversários não podem proteger-nos."

“Não falsifica a História somente quem inverte a verdade, senão também quem a omite.”

"A escravidão do negro é a mutilação da liberdade do branco."

"A miopia intelectual é a mais constante geradora do egoísmo."

"Uma raça, cujo espírito não defende o seu solo e o seu idioma, entrega a alma ao estrangeiro, antes de ser por ele absorvida."

Amigos e inimigos estão em posições trocadas. Uns nos querem mal, fazem-nos bem. Outros almejam o bem e nos fazem mal.

⁠"Majestade, me perdoe, eu não sabia que a República era isso."

"A força não constrói, não une, não pacifica. Os grandes exércitos e os armamentos são o infortúnio e o desassossego dos países militarizados."

O homem, reconciliando-se com a fé, que se lhe esmorecia, sente-se ajoelhado ao céu no fundo misterioso de si mesmo.

Rui Barbosa BARBOSA, R., A Grande Guerra

Cada atentado que se tolere à liberdade é um novo alimento que se administra à desordem.

Os abusos são todos compadres uns dos outros, e vivem da proteção, que mutuamente se prestam.

Nossos amigos e inimigos estão, amiúde, em posição trocadas: uns nos querem mal, e nos fazem bem; outros nos almejam o bem, e nos trazem mal.

Todo o aprender, todo o melhorar, todo o viver é mudar”.

De quanto no mundo tenho visto, o resumo se abrange nestas cinco palavras: não há justiça sem Deus.

Atrás da anonímia se alaparda a covardia, se agacha o enredo, se ancora a mentira, se acaçapa a subserviência, se a arrasta a venalidade.

Habituai-vos a obedecer, para aprender a mandar. Costumai-vos a ouvir, para alcançar a entender.

Uns nos querem mal, e fazem-nos bem. Outros nos almejam o bem e nos trazem mal”.

O patriotismo, praticamente, consiste, sobretudo, no trabalho”.

... a ciência é grande, mas os cientes, na infinidade do seu número, são pequeninos, como pequeninos são, contemplados do espaço, os maiores acidentes da superfície terrestre.