Palmares

Cerca de 34 frases e pensamentos: Palmares

Canto de regresso à pátria

Minha terra tem palmares
Onde gorjeia o mar
Os passarinhos daqui
Não cantam como os de lá
Minha terra tem mais rosas
E quase que mais amores
Minha terra tem mais ouro
Minha terra tem mais terra
Ouro terra amor e rosas
Eu quero tudo de lá
Não permita Deus que eu morra
Sem que volte para lá
Não permita Deus que eu morra
Sem que volte pra São Paulo
Sem que veja a Rua 15
E o progresso de São Paulo.

Oswald de Andrade
ANDRADE, O. Cadernos de Poesias do Aluno Oswald, Círculo do Livro, São Paulo

Aquele que é feito escravo por uma força maior do que a sua, ama a liberdade e é capaz de morrer por ela, nunca chegou a ser escravo.

É chegada a hora de tirar nossa nação das trevas da injustiça racial.

Só fica escravo aquele que tem medo de morrer sobre donos.

Palmares 1999

A cultura e o folclore são meus
Mas os livros foi você quem escreveu
Quem garante que palmares se entregou
Quem garante que Zumbi você matou
Perseguidos sem direitos nem escolas
Como podiam registrar as suas glórias
Nossa memória foi contada por vocês
E é julgada verdadeira como a própria lei
Por isso temos registrados em toda história
Uma mísera parte de nossas vitórias
É por isso que não temos sopa na colher
E sim anjinhos pra dizer que o lado mal é o candomblé
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A influência dos homens bons deixou a todos ver
Que omissão total ou não
Deixa os seus valores longe de você
Então despreza a flor zulu
Sonha em ser pop na zona sul
Por favor não entenda assim
Procure o seu valor ou será o seu fim
Por isso corre pelo mundo sem jamais se encontrar
Procura as vias do passado no espelho mas não vê
E apesar de ter criado o toque do agogô
Fica de fora dos cordões do carnaval de salvador
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não

O nosso herói nacional foi liquidado pela traição das forças colonialistas. O grande líder do primeiro estado livre de todas as Américas, coisa que não se ensina nas escolas para as nossas crianças. E quando eu falo de nossas crianças, estou falando das crianças negras, brancas e amarelas que não sabem que o primeiro Estado livre de todo o continente americano surgiu no Brasil e foi criado pelos negros que resistiram à escravidão e se dirigiram para o sul da capitania de Pernambuco, atual estado de Alagoas, a fim de criar uma sociedade livre e igualitária. Uma sociedade alternativa, onde negros e brancos viviam com maior respeito, proprietários da terra e senhores do produto de seu trabalho. Palmares é um exemplo livre e físico de uma nacionalidade brasileira, uma nacionalidade que está por se constituir. Nacionalidade esta em que negros, brancos e índios lutam para que este país se transforme efetivamente numa democracia.

O amor em mim é só luz
Nos palmares do universo encontro dimensão do olhar em direção ao infinito Vou voar entres as nuvens de pensamento equilibrando uma flor de caule frágil Em sonhos pequeninos retorno ao ventre silenciado da alma Vou buscar o começo do hoje Entregar ao eterno calado de um dorido rasgado peito No respirar brota uma lágrima de esperança Reencontro no acaso a necessidade de viver Entrego a alma ao saber frágil da flor.
Na sinfonia de uma canção ouso as súplicas de uma melodia sem notas Penetram na alma as notas tristonhas de uma terra cansada.
No ébrio de mim medito em direção da terra para florescer o broto suave, Vem a luz buscar a magia do encanto adormecido

Em 1695, o líder Zumbi do quilombo de Palmares morreu lutando por não aceitar a escravidão à qual eram submetidos. E hoje, mais de 300 anos já se passaram, mas o negro ainda encontra diversas dificuldades em alcançar seus direitos de cidadão; enfrentam muito preconceito e discriminação racial. Absurdo! Infelizmente teve que se criar um dia do ano, para a tal consciência negra! Cotas para negros nas universidades! A inserção do negro no mercado de trabalho! Pra quê? Por quê?... Até quando? Que indignação! Quanta resistência abominável!
Todos somos iguais, normais, mestiços, misturados... É isso que é belo da vida; a miscigenação de cores, meus amores. A vida é linda e colorida!
E que seja cada dia melhor e mais conjunta.

Zumbi de Palmares

Durante as invasões holandesas,
Muito longe das fazendas,
Foi-se formando um lugar que
Se chamava Quilombo.
Lugar de foragidos,
Negros e escravos.

O mais famoso Quilombo,
Lá na Serra da Barriga,
No Estado de Alagoas,
Tinha o nome de Palmares,
Devido às muitas palmeiras,
Naturais daqueles ares.

O primeiro rei dos negros
Tinha por nome Gangazuma.
Morava em grande palácio,
Cercado por um grande exército.
Mesmo assim, não resistiu,
Morrendo logo, em combate.

Com a morte de Gangazuma,
Zumbi tornou-se rei:
Negro forte e valente,
Fez a terra progredir.
Ele tinha um grande sonho:
Ver o Brasil ser do negro.

Mandaram, lá de São Paulo,
Domingos Jorge Velho,
Bandeirante garboso e firme,
Frente a um enorme exército.
Conseguiu derrubar Palmares.

Zumbi não quis se entregar.
Subiu no alto de uma montanha,
Atirando-se num despenhadeiro.
Queria um país verdadeiro,
Esse nobre e fiel guerreiro.

Acabou-se a nação de Palmares.
E Deus deve ter dado a Zumbi
Um exército de anjos, no céu,
Para fazer um escarcéu
Contra o preconceito racial.

Inserida por gordinha

Sou Zumbi dos Palmares, fujo da escravidão, mas meu quilombo é reforma agrária no coração...

Inserida por Acacioporcel1

Zumbi dos palmares foi mais que um guerreiro em lutar contra a escravidao, mas isso não adianto porquê não serviu de exêmplo para os tolos preconceituosos.

Inserida por iagondantas

Zumbi rei dos palmares
Um grito de dor,liberdade.
Zumbi rei dos palmares
um lutador,lider de valor.

Você é o nosso percursor,
de lá pra cá,
outro não se viu,
de lá para cá,
niniguém assumiu.

Você um grande lutador
a nossa luta não acabou
(ela não acabou não)
és aqui a retomada
vamos então encher a praça
gritar de novo,gritar com raça deliberada.

Sou o Zumbi dos palmares
é o Zumbi dos palmares
é o Zumbi dos palmares
Sou o Zumbi dos palmares
É o Zumbi dos palmares

Zumbi até mesmo o sol
Se eles pudessem
a gente vagaria
Zumbi até mesmo a chuva
se eles pudessem
a gente vagaria
não temos como enxugar
e a cada dia mais dificil se alimentar
Não temos onde trabalhar
E a cada dia mais dificil se alimentar.

Você um grande lutador
a nossa luta não acabou
(ela não acabou não)
és aqui a retomada
vamos então encher a praça
gritar de novo,gritar com raça
deliberada

Sou o Zumbi dos palmares
é o Zumbi dos palmares
é o Zumbi dos palmares
Sou o Zumbi dos palmares
É o Zumbi dos palmares

Inserida por ElielFerreiraGomes

Tomara que a Caixa não resolva contar a história de Zumbi dos Palmares como contou a de Machado de Assis. Porque vai acabar contado a história de um jovem branco que lutava caratê.

Inserida por FelipeGuedes

O "P" DA QUESTÃO
(À cidade dos Palmares - PE)

Palmares, pequena Princesa
Pérola preciosa
Para palmarenses!
Precisas para progredir,
Pensadores persuasivos,
Progressistas perseverantes.

Porém,
Para penalizar-te
Por pobreza
Pestilência
Picuinha,
Pernósticos pomposos
Proporcionam
Perpetuamente,
Perrengamente
Pesadas
Penas
Para proletariado prostrado.

Pérfidos,
Pelintras,
Petulantes
Peçonhentos...
Pisam população
Pobre,
Pedinte...
Perdida!

Inserida por ProfGleidistone

Zumbi dos Palmares ese sim foi um Guerreiro de verdade, Seus Pais eles também devem ser espelhado,é incrivél como muitos se espelha em idolos, que passam apologia a drogas,crimes.....MAIS não se espelha nas pessoas Boa que está ao seu lado Familiares IDIOTAS

Inserida por BillBastosZboril

⁠CANTO LIBERDADE

Letra: João Batista do Lago

Do quilombo dos Palmares
a voz de Zumbi ecoou
lutando por liberdade
a todos nós encantou

Não é fácil, não,
calar nossa voz,
somos uma só nação
temos um só coração
peito pulsando emoção
um só grito de libertação.

Saibam todos vocês,
senhores donos do mundo,
temos orgulho de nossa grês.
Somos madeira nobre (e)
reluzimos como ébano
nascidos do barro e do cobre.

Somos filhos da paz (e)
de liberdade contumaz,
nossa tez é nosso ouro.
Nenhuma insensatez
há de calar nossa voz
somos liberdade, não o algoz.

Do quilombo dos Palmares
a voz de Zumbi ecoou
lutando por liberdade
a todos nós encantou

Inserida por joao_batista_do_lago

⁠⁠VIDAS NEGRAS IMPORTAM:

O sonho negro,
Preto...
Dos palmares, macacos,
Tabocas dos Amaros.
se reflete na peleja
Do lundum.
Na prenda - Desfeiteira
Que respira nas caianas,
Grilos e matão.
Zumbi nos meus ouvidos.
Pelas parcas terras
De Benguela,
Severina e João.
Se ampara no ganzá
Do Moa do katendê
No "respirar" negro Floyd
Suprimido no braço do brasão.
Excluídos do canjerê.

Inserida por NICOLAVITAL

⁠A MENINA DE PALMARES


Havia uma menina
cuja infância se foi na cheia
afogada nas águas pretas
e escuras do Rio Una
Daqueles tempos molhados
carrega consigo meia dúzia de fotos
e os espaçamentos da memória
cujas lacunas completam o inteirar de sua história
Na inocência dos seus olhos
brincava com a farra das águas
assistindo do alto da casa que lhe era abrigo
junto com outras crianças que como ela
aguardava o retorno desalojado dos pais
Era uma infância úmida devorada pela fome da boca
inundada de dilúvios e pelo banhar selvagem do rio
Não nasceu dos ossos das costelas
mas da mesma argila e do mesmo barro que Adão
Por sobre as águas das chuvas e do lado
boiavam entre bonecas e tiaras
as sobras flutuantes de suas lembranças
e do vestido submerso de sua primeira comunhão
apenas sobreviveu o terço presenteado de sua mãe
No leito em que hoje dorme convivo com suas noites
e me banho todo dia me enxaguando
nos afetos encharcados dos líquidos
de seus mais profundos amores

Inserida por joaquimcesario

Consciência Negra

20 de Novembro é uma homenagem a Zumbi dos Palmares

Mas, devemos lembrar...

consciência não tem cor!

Sonhos livres pelos ares

que buscam conquistar

o respeito e o amor.



O negro ajudou a construir

a sociedade brasileira,

A ele nosso obrigado,

E pedido de Desculpas por tão amargo labor.



Que hoje saibamos reconhecer seu valor

junto com o europeu

o nego e índio valente

tornou nossa gente

uma nação diferente!



Temos uma multiplicidade racial

Temos a beleza de todas as raças!

Democratizamos a beleza!

Agora precisamos democratizar

o respeito ao Ser Humano.

Inserida por LucianeTonete

Dia 20 de Novembro no Brasil. Dia nacional da Consciência Negra, não. A diversidade cultural brasileira tem todas as cores e sempre terá. Não existe a menor possibilidade de separar qualquer uma delas. Data para homenagear o Zumbi dos Palmares, nosso herói brasileiro, da resistência e da liberdade, sim. Salve ZUMBI.