Monica Campello: Exterior vs. Interior, como afeta a...

Exterior vs. Interior, como afeta a diferença?

Não! Claro que não! Ninguém quer ficar doente tampouco morrer, mas...

Mais importante que ficar cogitando se coronavírus é uma praga divina é procurar ler na íntegra cada texto bíblico.

Não ler apenas versículos isolados do contexto, mas ler também os versículos anteriores e posteriores, para ser capaz de compreender com discernimento espiritual o mover de Deus.

Deus pode lançar a sua ira sobre o povo assim como pode derramar bençãos sobre o povo. Portanto, é mister compreender não necessariamente o juízo de Deus e como ele o executa, mas as ações humanas que colocam os indivíduos ou a coletividade sob julgamento divino.

Sob esse prisma, as pessoas têm de perceber que nesses últimos dias as pragas vão acontecer (isso é para quem crê) conforme o texto bíblico correspondente; todavia, é justamente nesse período que as pessoas precisam olhar mais para dentro de si e menos para os fatos externos, porque as pragas externas não podem corromper o espírito, mas sim as pragas internas.

Então, antes de querer combater as pragas externas ou de ficar com medo delas, é preciso que comecemos a erradicar as pragas internas, pois é como Jesus disse; vamos ler com boa vontade:

“Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre e é lançado fora? Mas o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São essas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem”
‭‭(Mt‬ ‭15:16-20‬).

Não é o que entra pela boca, i.e., não são as ações externas que contaminam o homem — quer dizer, não o corpo, mas o espírito —, mas é o que sai da boca que o contamina, i.e., o que se pensa e se executa porque provém do coração; é isso o que contamina o homem, ou seja, o seu espírito. É com isso que devemos ter cuidado.

Então, pode-se entender que essa pandemia é uma grande oportunidade para a humanidade começar a olhar para dentro de si e buscar se corrigir enquanto não se cumpre o Apocalipse tão temido por tantas pessoas.

Bem pontuado pelo Pr. Carloso:
“Yo no temo a pandemia.
Yo tengo el Pan de vida”.

Portanto, não ter medo da pandemia, mas ter o Pão da vida, Jesus, Deus (Jo 6:35), pois ele advertiu:

“Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Porém tenham medo de Deus, que pode destruir no inferno tanto a alma como o corpo” (Mt 10:28‬).

Do juízo final ninguém escapará. Mas quem está preocupado com isso? É muito mais preocupante a carne ficar coronada do que o espírito ficar eternamente perdido!