Jean Réus: CASAL ANÔNIMO Ontem vi uma sena que eu...

CASAL ANÔNIMO

Ontem vi uma sena que eu achei interessante descrever aqui, era um casal jantando onde eu trabalho, a menina era maravilhosa, atraente demais, produzida então... Uma sena bem parecida com meu último texto. Ela chamou a atenção dos rapazes, até a minha. Acho que qualquer outro cara ignorante, teria sacado todos aqueles olhares voltados para ela, teria se irritado com a garota, no fim, saído emburrado de lá com ela. Mas ele foi o exemplo a ser seguido, foi o cara. Terminou de jantar, saiu de mãos dadas com a garota até sua motocicleta e antes de monta-la, deu um beijo na garota na frente de todo mundo, não foi celinho, foi beijo bem dado. Tipo como se dissesse, essa beldade é minha. A melhor resposta pra alguns mais desrespeitosos com a presença do namorado. A melhor resposta do que ficar procurando confusão, é muito mais bonito do que culpa-la por ser tão linda. Sei que às vezes dá vontade de socar a cara daqueles mais... mais, otários. Mas evitar é ser mais inteligente, também estará evitando o constrangimento da garota que cê tanto ama. Não se sairá por baixo, como amedrontado. Pelo contrário, saíra com atitude correta sem causar problemas com ninguém, com estabelecimento, com a bela noite programada, com seu Amor.

1 compartilhamento
Inserida por Recitador