Jean Réus

1 - 25 do total de 79 pensamentos de Jean Réus

Há alguém afim de você, não digo afim de provar só do teu beijo, também não digo só de admirar teu corpo, lhe levar pra um lugar qualquer e mostrar o quanto te deseja como mulher.

Há alguém afim de você, digo além do que os olhos vêm, do que o corpo deseja.

Há alguém afim de você, que adora conversar, te chamar pra teclar.
Que te ama, te venera, te admira, mas prefere se calar.

Há alguém afim de você, que extrai o seu melhor, está ali pra todas às horas, e até sem compreender, se esforça pra lhe entender.

Há alguém afim de você, que de longe passa a ser teu admirador secreto. pelo contrário, faz o tipo simplezão, mas quem o conhece sabe que é de bom coração.

Às vezes, mas só às vezes, estamos sozinhos apenas por enxergarmos por caprichos superficiais.

Há alguém afim de você.
Será que parou pra Perceber?

Jean Réus
Inserida por Recitador

Vai se pergunta onde errou?
Você o conhece em redes sociais, troca likes, mensagens, marca o encontro no parque da cidade e de cara se encanta pelo rapaz, vira rotina na sua vida, até chegar o ponto de apaixonar-se perdidamente. Toma a iniciativa, faz dele seu namorado, apresenta-lhe aos amigos, ao cachorro fubá, e por último mais difícil aos seus pais. inclui em sua família, faz do seu ambiente a certeza do melhor lugar pra ficar.
E ele? Ele conhece uma garota incrível, com atitude e bons costumes, que provava todos os dias lhe amar. Mas é o ditado: Quando os dois não querem, uma história não é escrita.
É, Ele prefere mante-lá como garantia de um lar seguro caso um dia se cansasse dessa vida de pegação, se gaba pro amigo da mesma laia que hoje saía com a amante e no outro dia com o morzão.
Mas toda mentira na vida tem pernas curtas, um dia há de descobrir seja cedo ou tarde. Mas nunca se culpe diante dos erros que não são seus, da falta de caráter de alguém.

Jean Réus
Inserida por Recitador

O CANALHA

O canalha é o pior dos homens, sabem conquistar, encantar e deixar mulheres carentes completamente apaixonadas.
Não saem um momento de sua cabeça, pois sabem a fórmula da conquista: A simpatia, atenção e carinho. O canalha é experiente na arte de amar, um amante do prazer, sabe quando está se saindo bem através de sorrisos fáceis de sua vítima, reações ao vê-lo, pupila dilatada e suspiros. São como vampiros que sugam todo o amor que você pode dar, se perder por alguém.
Te faz sentir-se a mulher mais especial e sortuda do mundo, são caras românticos bem a moda antiga que surpreendem com atitudes inesperadas, beijo na mão, na testa, um elogio, uma boa música. Sabem agradar uma mulher, mas não se engane, muitos encaram como um jogo pra testar seu poder de sedução.

Jean Réus
Inserida por Recitador

ESSE LIVRO INTITULADO JEAN RÉUS

Senti algo diferente em você logo de cara, parece não ser só mais uma dessas fascinadas por belas capas, dessas que nunca param para me ler, só pegam olham à capa e põem na prateleira, como se dissessem: Esse livro tem uma capa legal, mas não me interesso por leitura. – Uma pena, acabam não se aprofundando na melhor parte de mim.
Confesso que adorei, não é a primeira vez, mas desde a última faz algum tempo que alguém como você, me notou e folheou às primeiras páginas desse livro pouco lido, e parece ter se interessado, parece ter adorado. Consequência disso é que você vai amando a cada dia mais essa idéia, se distraindo com os assuntos e tudo que tenho a te entreter, até a felicidade não der mais pra esconder. E é isso que eu quero de você! A tua felicidade por conhecer cada dia mais um pouco sobre mim, me pondo como favorito e morrendo de ciúmes ao ver alguém tocando em mim, de transborda-se até contar pra melhor amiga o quanto vem amando essa literatura de gênero romântico. Só assim dessa forma posso ter a certeza que estou fazendo a diferença na sua vida, na vida da garota fascinada por conteúdo e não só por beleza.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Moça
Eu só fico bem inalando teu cheirinho que às mensagens virtuais não repassam à mim, sentindo a tua empolgação, difícil através de uma tela de celular; Eu só fico bem vendo o brilho dos teus olhos, contando quantas vezes desvia eles dos meus, e quantos sorrisos fáceis tirarei de você; Eu só fico bem provando do teu beijo, mexendo no teu cabelo, depois do teu chamego, e do cafuné até bocejar. Às mensagens virtuais são legais, mas jamais inigualável à tua presença.

Jean Réus
Inserida por Recitador

BEM NATURAL

Bela ela!
A um tempo atrás pensei não ser feminina, pensei não saber se maquiar, se vestir. Pensei muita coisa, mas talvez ela só não queira ser só mais uma emperiquitada em meio a diversas outras, e por incrível que pareça ela naturalmente encanta tão quanto essas garotas produzidas ao extremo. Assim como na função matemática, menos com menos é mais.
Ela tem uma combinação de aromas difícil de explicar, que saem de seus cabelos mesclado com seu corpo e amaciantes de jasmim em suas blusas. Perfumes caríssimos pra que? Magnifico é esse cheirinho que vem de você, e lhes digo mais, é bom inala-lá, toca-lá, beija-lá.
Não tem frescura para comidas, come de tudo, bebe refrigerantes e todas essas besteiras que te dão uns quilinhos a mais, e sem o medo de se arrepender ao olhar pro seu peso, e pior, nem vai a academias suar pra enfim couber no 36. Eu tô achando que ela se ama assim, do jeito que veio.
Tem personalidade, opiniões e difícil de se submeter a alguém. Diz que ama pra quem lhe faz feliz, gargalha pra quem à faz rir, simplesmente assim, nada de forçar, bem natural.

Jean Réus
2 compartilhamentos

Como se tornou uma palavra superficial nos tempos de hoje, o "Eu te Amo." Coisa pouca para aqueles que buscam nascentes. Particularmente para mim, à algum tempo atrás, bastava!
Hoje não, é só olhar pro meu passado e relembrar de quantas vezes ouvi, nas mesmas proporções que pessoas me disseram, acabaram partindo. não só de amores passados, mas também de amizades. Amar tem um significado, claro, assim como toda palavra. Não vou negar que é legal ouvi-lá por quem a gente tem um carinho especial, mas é só isso e ponto. Optem por aqueles que demonstrem, bem mais do que aqueles que preferiram falar o tal "Eu te Amo." Pois aquele que demonstra, busca usar o significado da palavra, ao em vez de só lançá-la. Aquele caladinho, que pouco tem a dizer, mas pacientemente em todas às tempestades está ali contigo, e que tem muito a te oferecer. Que talvez não seja tão bom com declarações, que tropeça nas palavras, mas que tenha desejo de você, que procura te satisfazer, faz do abraço moradia como nenhum outro, e do beijo um motivo pra ficar. Sem Eu te Amo na ponta da língua e sim no olhar.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

HOMEM é desleixado e que incrível praticidade temos para nos "arrumar", de ser previsíveis. Pega a camisa menos enxovalha no varal ou dobrada de qualquer jeito nas gavetas, quem sabe a leal camisa de futebol que nos acompanha pra todo lugar, achando que cai bem em qualquer ocasião pensando esta bem vestido, de tanto faz por calça jeans ou bermuda, do tênis que vai pro serviço, pro bar com os amigos, pra casa da mãe final de semana e agora pro passeio com a namorada, põem o gel penteia o cabelo pro lado e tá tudo certo, passa o desodorante e esquecemos do perfume.
Já a MULHER pra mim é sinônimo de beleza. É admirável uma mulher feminina, não sabem o quanto fascinam. Elas vão para o banho, usam sabonete, sabonete íntimo, shampoo, condicionador,... demoram minutos pra sair de lá. Vão para o quarto se olha no espelho e secam o cabelo; abrem o guarda roupa e ali se tem um leque de opções tudo organizadinho, eis que chega a vez das 'trocentas' sandálias e sapatos, separam os melhores pra ocasião e enfim Roupa-Sapato uma bela combinação, claro, pois combinar é essencial na vida de uma mulher. Ainda vestidas se olham no espelho e prancham o cabelo, põem seu batom vermelho fazem biquinho em frente ao espelho, fazem às unhas põem esmalte, passam o rímel na maior delicadeza do mundo, blush, hidratante, desodorante, perfume e mais espelho...
Elas são assim, e assim que tem que ser, mas se não for não deixam de ser flor, só apenas não tem cheiro.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

CRÔNICA EX-AMOR

Ela é Linda!
Não falo superficialmente, falo mais profundo. Era paparicada mas mesmo assim me procurava, respondia 5, 10 minutos depois de mim, mas respondia com atenção, não me fazia parecer um passa tempo pros seus dias tediosos, às vezes sumia, aparecia no outro dia. Uma desculpa mas esfarrapada pra me convencer de que realmente isso aconteceu, afinal eu acreditava mesmo com um pé atrás pelo fato dela não dever satisfações da sua vida pra mim, não eramos nada além de companhias das madrugadas.
Ela era assim, sempre iniciava uma conversa com um 'Oi', 'Tudo bem', cheio de carinho, acompanhado com emojis de coraçãozinhos.
O carinho sim, dava pra sentir! Não fazia birra quando eu saia, me divertia. E eu ficava confuso, não sei se a pessoa é compreensiva ou não tá nem ai pro que você faz ou deixa de fazer, difícil de se saber.
Com esse tanto de duvidas, resolvi não me apegar, melhor do que se apaixonar e no fim se decepcionar. Logo eu que na primeira demonstração de afeto, de amor, já quero me embriagar. Pouco tempo depois, tirei essa dúvida que ainda martelava minha cabeça, no dia de sua declaração rs. Eu não me preparei pra essa situação nem sei como me comporta, muito menos o que falar, é que geralmente vêem até aqui pra desabar e não se declarar. Pensei bastante na decisão, mentira! É difícil você pensar com o cérebro em vez do coração quando alguém se declara e esse alguém é quem você sente algo especial, nos relacionamos, criamos tantas expectativas como todo casal. Mas vou pular, fica íntimo demais pra mim e careta pra quem ler, a intenção não é essa.
O tempo passou e aquele amor foi se desgastando, virou cumplicidade até chegarmos numa fase em que não dava pra extrair nada à mais, e a gente ali esperando o fim como se estivesse em um ponto de ônibus esperando-os passar pra podermos pegar, cada um pro seu lado, até que chegou. Restava-me reconhecer e seguir meu caminho, partir pra um coração novo carente e vazio, pois acho que ensinei um pouco a essa Garota que Amar é simples, que é bom isso, ruim aquilo e que é a gente quem complica. Hoje vivemos como dois desconhecidos que se conhecem muito bem.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

DE CAOS AO MEU CAIS

A gente começou errado e tampouco tinha algo a ver. Não era pra menos, ela se quer parecia uma garota, era a ignorância em pessoa, e nada romântica. duas personalidades fortes se desamando, éramos um Caos. mas pelo incrível que pareça me fazia sentir que de alguma forma eu tinha que ter lhe conhecido, de que tínhamos algo bem maior que todo esse mau começo, do santo que não bateu. Com o tempo fomos nos aturando,... se chegando,... se entendendo,... se Gostando. E eu partir quando tudo se encaixou. Fascinado com tudo que o mundo me proporcionou.
Eu naveguei os sete mares, me perdi diversas vezes, e naufraguei outras tantas em Amores, alguns nem mereciam que eu transborda-se por elas.
Eu demorei bastante pra voltar, e você ali feito Cais pacientemente a espera dessa embarcação sem bussola estacionar novamente do teu lado. Eu prometi caso acontecesse da gente se afastar, de lembrar e arrumar um jeito de se reaproximar. Que em cada partida não por completamente um ponto final, apenas uma vírgula, que me faça ter a certeza de que eu algum dia volte a reescrever sobre a gente, pois Ela é segurança, é um apoio, um provedor de benefícios, é Meu Cais.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Com o tempo tu vai perceber
Que não há melhor
versão do teu futuro
Senão ao meu lado.

Jean Réus
Inserida por Recitador

A vontade era de pega-la pela cintura puxa-la e lhe tascar um beijo daqueles que a gente perde o fôlego e noção de onde a gente tá. Imagina ai a reação dela, ficaria sem graça, talvez me daria um tapa gentilmente na cara, seguido de um: Porque você fez isso ?
Mas era só pra ela aprender a parar de me seduzir com tanta naturalidade, de encher minha cabeça de segundas intenções. Tá maluca garota? Chega na minha vida e faz essa bagunça toda, logo eu, organizado que só mentalmente. Ora pois. Ela agia normal, culpado eu! Imaginei mil situações e não pude chutar o balde em todas às vezes que lhe desejei, mas pelo bom moço que sou, me segurei. Afinal ela tinha um namorado, já pensou a confusão que eu ia fazer? Melhor não né?

Jean Réus
Inserida por Recitador

O cabelo liso natural que chega a seduzir até mulheres quando ela entrelaça os dedos no cabelo e mexe para o lado. Da pele clara e pelos do corpo dourados, daí eu não sei se os pelinhos é banho de lua ou dourados pelo sol.
Um metro e sessenta e tanto bem distribuídos, com aquele batom vermelho na boca, nossa. Já falei mil vezes que é tentador! E se usa o óculos Deus do céu me enfeitiço por inteiro. Bem fofa a levantada de sobrancelha, já o sorriso nem se fala, é tão bonito que se fosse meu e não seu, eu nem falaria mais nessa vida, viveria a sorrir. Seios médios, o bumbum levemente empinado, é bem desenhada não é exagerado, propício ao teu corpo. Não se assusta se eu parar por alguns segundos e te olhar, talvez eu esteja te desenhando com palavras e não com rabiscos.

Jean Réus
Inserida por Recitador

Eu quero ouvir tua voz com esse sotaque gostoso, e que acalma a alma que você tem.
Eu não me importaria também em todas às madrugadas ouvi-lá com um: Boa Noite Jean Réus, dorme bem.

Jean Réus
Inserida por Recitador

Atraente o bastante, carinhosa, sensível, e muito amor constante, pode até me conquistar, mas sem gaiolas a qualquer hora posso querer voar. vai se perguntar a onde errou, nem errou. É mania minha de não querer ficar por muito tempo em um lugar.

Jean Réus
Inserida por Recitador

Prendi você! Não em um sentido radicalmente agressivo. Não privando da vida que levava, dos amigos que adorava, nem do final de semana que planejava. Não é nada a ver com isso. E sim prendi a mim com motivos que te fazem achar sem graça tudo isso se não tiver comigo ali pra presenciar cada felicidade tua.

Prendi você, que a carência não rola mais, o crush ficou pra trás, pois agora tem alguém pra amar e a certeza que melhor abraço não há.

Prendi você, de tal forma que você se quer percebeu, que se quer retraiu-se como pessoas que sentem o medo de se apegar apavoradas que no fim possam vir a sofrer e chorar. E que não tenha, eu não sou perfeito, mas também não um mau rapaz.

Prendi você, mas não por lhe segurar, mas por fazer de mim o melhor lugar à não te fazer pensar em querer partir.

Jean Réus
Inserida por Recitador

ME DEIXA VOLTAR À REALIDADE

Costumo responder perguntas do tipo: O que que você tem? com um: nada. Quando na verdade eu tenho tudo. Tenho a raiva, a decepção, mágoa, e presencio o que eu não queria. E talvez o causador disso possa até ser você mesmo que me perguntou o que eu tenho. E se realmente se importa com o que tenho, não faria o que fez. Mas me mantenho assim, no silêncio. Afinal ninguém explode por guardar tudo pra si, pelo menos eu nunca vi em noticiários por ai. A minha vontade nunca foi de chegar e dizer que tenho isso ou aquilo. O que tenho vontade mesmo é de não está ali, de abrir a porta da minha casa e sair. Não totalmente sem rumo, mas programado. com uma quantia no bolso, caso tenha desejo de tomar o sorvete de sempre, sentar-me e ali conversar comigo mesmo. Daí tu deve estar se perguntando: Nossa que solitário. Realmente, sou mesmo. Não porque procuro, mas por opção mesmo, sei que não tenho aquele amigo íntimo, com a liberdade de chegar a qualquer hora na sua casa, bater no portão e lhe dizer: Eai, bora assistir um filme, talvez jogar um vídeo game, preciso conversar.
Esses dias estão um caos, vejo pessoas atuando, mentiras se proliferando e a falsidade reinando. E o pior de tudo é que tenho o antídoto pra acabar com toda essa negatividade. Mas tenho receio do ambiente que possa vir a se transformar. Para mim lhes digo que seria pra melhor, me adapto bem a novos começos. mas eu não posso ser egoísta e pensar só em mim, e para quem está envolvido nisso tudo? Pra quem realmente me importo? Ficaria também? Não sei.
A única certeza que tenho é que após todas essas palavras é que vão me pergunta com o clichê de sempre: O que que você tem? E eu te responderei novamente: Nada. Só me deixa voltar às origens na qual me levou a escrever, A Realidade.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Então pensei comigo, seria essa a melhor denominação a um cara como eu "Escritor."
Como posso ser, se sequer escrevi livros, não tenho diários, ou páginas em branco para encher de pensamentos meus. Tenho severos problemas com o português desde sempre, e com toda essa chatura de regras e blá blá blá. Os livros jamais foram o meu maior passa tempo, e se leio, haja um livro que me prenda e me faça ir até o fim. Quem não me conhece, a primeira impressão que tem é de um intelectual, correto e que nada faz de mal, a não ser o bem. Poderia ser assim, a primeira impressão que imaginam de mim. Devorar livros de poesia, crônicas e de autores que admiro e enriquecer meu vocabulário, poderia passar às tardes assistindo filmes baseados em obras épicas, ou diversas séries inspiradoras.
Nada disso. Continuo aqui levando naturalmente, digitando pensamentos no One Note do meu celular com a ajuda de um corretor.
Algum dia eu sinta a dificuldade, caia na mesmice. Ai talvez eu recorra a todas essas chatices.
Mas por enquanto me deixa ser esse cara torto com um talento bruto, sem ser lapidado.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Eu ando necessitando de boas conversas, ultimamente vem sendo tudo tão igual. Confesso, tem certos dias que muita das vezes a vontade é de deixar meia dúzia no vácuo e responder quando me sobrar paciência. Mas respondo por gentileza, pois sei da empolgação que o outro lado tem ao me chamar pra conversar, mas e eu? Eu costumo perder o interesse logo nos primeiros minutos, sabe? Isso vem sendo comum. certas palavras já me fazer ter a certeza que aquela conversa não vai ser interessante, por exemplo: "hum, pois é, pser" já são formas de demonstrar que aquela pessoa não vai ser capaz de te cativar, de te fazer pensa consigo mesmo: – Nossa, adorei conversar com ela.
A última conversa boa não faz muito tempo, foi na terça-feira dia 27, ainda 2016. Era uma moça que até algum tempo eu só conhecia de vista, e me fez perder algumas horas distraído na frente da tela de um celular. Nossa, como fluí naturalmente a conversa com quem tem jeito, é algo que te faz perder noção do tempo, te empolga a cada assunto.
Adoraria outras conversas, mas vai ter que me provar que realmente é interessante, não apenas por ser uma conversa de início. Me faz repetir a dose, é disso que eu preciso.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

PERÍODO ESCOLAR

Eu poderia passar dias descrevendo do que eu vivi em uma escola postando a cada dia um pouco desse período que é de longe a melhor fase das nossas vidas, creio eu, mas eu vou fazer um resumo do resumo.
Eu entrei na escola bem tardio, e se tem palavra que me definiu desde o início a palavra é essa. O primeiro dia foi traumatizante, como eu chorei a primeira vez ao ver minha mãe partir e me deixar ali sozinho, e eu sem intender muita coisa o que se passava, foi a primeira experiência, péssima!
Demorei bastante pra me acostumar com aquela rotina estranha de todos os dias me arrumar todo bonitinho e por uma mochila nas costas, e passar horas dentro de um local cheio de outras crianças. O que eu gostava mesmo era de ta na rua, jogando bola. A primeira palavra que eu "aprendi" a ler eu lembro bem. Era um livrinho cheio de figuras e com a descrição abaixo, dentre elas estava lá a palavra que eu teria que ler, exatamente a figura era um sabão em pó, e abaixo a palavra 'OMO'. Eu não tinha noção de como se soletrava aquilo, então pedi ajuda ao meu amigo na época Natanael, ele me repassou aquilo como "Sabão Homem". Fui com essa palavra na cabeça até chegar a minha vez... Resumindo, eu me ferrei!
Também já sofri Bullying, quem nunca? Sempre tem aqueles valentão, como eu era pequeno e franzino, era um alvo. Mas não só por isso, muito por conta de ter um talento pra desenhar, eram terríveis aulas de artes pois pioravam, fazia trabalhos para os outros, caso não, apanhava. Não é uma atitude legal, talvez isso me fez desenvolver a empatia, em se colocar no lugar dos passantes da dor que eles carregam.
A vida amorosa na escola vinha sendo uma baixa, eu era bem desinteressante, franzino, baixinho, feio pra caramba. Qual a garota que ia me querer? Mas não me impedia de ter amores platônicos, de ter quem admirar.
Nunca fui um aluno exemplar pelo contrário era bem bagunceiro, era do fundão. Não me cobrava muito, atingir a média pra mim tava de bom tamanho sempre foi assim levando os estudos naturalmente, sem fazer muitos esforços.
Até chegar no Ensino Médio. Por causa desse desinteresse todo acabei atrasando um pouco, melhor dizendo... um bocado.
Em 2013 eu tinha reprovado pela terceira vez isso consecutivamente. Já era rotulado como moleque, vi minha geração passar e outras me acompanhar,
Daí quando você chega a essa situação acaba deixando estudos em segundo plano e tem como prioridade trabalho, mas não conseguia emprego algum, era difícil o mercado de trabalho era duro ainda mais com os problemas que eu criei por falta de responsabilidade, batia a angústia. Tive que me ver obrigado a estudar a noite, e a noite o ambiente é diferente, eram bem menos alunos do que eu estava acostumado a conviver. uma decadência pra mim! pra quem já estava triste se tornou mais triste ainda, pois não eram pessoas da minha idade eram pais e mães, eram trabalhadores, coisa que eu não era nem um, nem o outro...
(...) 2016
Eis que chega 2016 jamais imaginaria que este ano fizesse com que minha vida virasse do avesso em tão pouco tempo, já nos primeiros dias do ano uma proposta de emprego consequentemente tive que trocar de turno pois o horário coincidia com turno em que eu estudava, minhas expectativas positivas voltavam vagarosamente. Então fui concluir o terceiro ano a tarde naquela mesma escola, que é um tanto chata, pequena, calorenta, cheia de câmeras, de regras, ninguém pode namorar. Mas ao mesmo tempo ela maravilhosa pois possui um grande bem, pessoas admiráveis que estudam lá, e são essas pessoas que fazem desse lugar um lugar gratificante e acolhedor, foram essas pessoas que me fizeram refletir logo de início que os momentos legais a gente só se dar conta quando já se passou e bate a saudade e acabamos pensando consigo. – Poxa, dava pra aproveitar um pouco mais, dava pra dizer aquilo a alguém, a tomar certas atitudes, fugir da zona de conforto, não se importar o que os outros vão dizer, tentar algo novo; e foi o que fiz!
Eu vou levar a sensação dos abraços dados, dos momentos, lembranças, um instante com cada um. Sei que é complicado manter contato com todos aqueles, de zelar por uma amizade com a mesma intensidade; e assim como todas essas lembranças eu guardarei todas aquelas pessoas que me proporcionaram um momento de felicidade; agradecido por tudo, a gente se ver nessas esquinas de Teresina.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Ah o meu critério não é estético, não são cabelos dourados, olhos esverdeados, não é bumbum empinado, nem sorriso encantador.
Isso é tudo superficial, não consigo ver vantagem nisso se isso não me favorece. Isso tudo é algo muito seu, e não meu. Não da gente, entende? E eu bem sei, que tudo isso com o tempo acaba, que tudo isso atraí, mas não faz permanecer.
O que me faz se apaixonar mesmo, são coisas simples, algo esquecido, desconhecido de tamanho poder. É todo o carinho, a verdade no olhar, a atenção dada, o esforço diário, é o beijo carregado de desejo, o abraço entrelinhas de 'não me larga mais', o sussurro, o chamego, o toque, às palavras bonitas... E etc, etc, etc.
Ah, são varias demonstrações que te faz se apegar bem mais do que algo bonito em alguém. E passa o tempo, isso não perde o valor, continua sendo o maior poder de conquista de quem realmente sabe usar.

Jean Réus
Inserida por Recitador

Tá vendo aquela garota logo ali, sentada com o celular na mão sem me dá atenção? Eu à observo já faz algum tempo, e provavelmente ela está na sua rede social. A gente se conhece! Eu até à tenho entre Centenas de contatos. Inclusive deve ter passado no meu perfil e ter curtido a minha ultima publicação.
Somos rotina um na vida do outro e estamos presentes no mesmo ambiente, mas parecemos dois desconhecidos aparentemente. A impressão que dá é de está invisível, de ser somente uma figura virtual presente nos milhares de contatos dela nada a mais que isso.
Estranha geração é essa né? Que se distrai facilmente com sua vidinha virtual ao invés de seu mundo real, tá faltando a rodinha de amigos, um dedinho de prosa. Cada pessoa que passa na tua vida enquanto você está distraída, é um mundo de histórias, procura conhecer, ouça vozes, colecione sorrisos, conte segredos, cultive amizades, apaixone-se. Vai por mim guarda o smartphone, usa em horas tediosas. O tempo passa que a gente nem ver, quando se der conta, o que te resta é saudades, é se arrepender.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

EU PODERIA...

Ah eu poderia está namorando a garota mais sortuda do mundo modéstia parte.
Poderia em um dia desses, está a caminho da casa dela, bem apresentável, aparentando ser um bom rapaz e nervoso imaginando mil maneiras de como chegar no Seu Antônio e Dona Maria pra pedir a mão de sua filha em namoro.
Poderia tá agorinha no shopping na fila da pipoca minutos antes do filme chinfrim que ela escolheu, começar. mas ela gosta e se ela gosta, pra mim tá tudo bem.
Poderia está surpreendendo ela com uma declaração melosa e fofinha, típico desses casais que publicam na linha do tempo ou quem sabe uma tradicional foto juntos fazendo caras e bocas.
Ah eu tô pronto faz 'trocentos' anos! Mas eu resolvi adiar tudo isso, sabe? Não me vejo em ninguém, em uma relação duradoura, hoje em dia é tudo intenso, uma hora é feito de um amor que juram nunca acabar, outra hora vai tudo para a lixeira, feito vazo que se quebra e não há mais concerto.

Jean Réus
Inserida por Recitador

CASAL ANÔNIMO

Ontem vi uma sena que eu achei interessante descrever aqui, era um casal jantando onde eu trabalho, a menina era maravilhosa, atraente demais, produzida então... Uma sena bem parecida com meu último texto. Ela chamou a atenção dos rapazes, até a minha. Acho que qualquer outro cara ignorante, teria sacado todos aqueles olhares voltados para ela, teria se irritado com a garota, no fim, saído emburrado de lá com ela. Mas ele foi o exemplo a ser seguido, foi o cara. Terminou de jantar, saiu de mãos dadas com a garota até sua motocicleta e antes de monta-la, deu um beijo na garota na frente de todo mundo, não foi celinho, foi beijo bem dado. Tipo como se dissesse, essa beldade é minha. A melhor resposta pra alguns mais desrespeitosos com a presença do namorado. A melhor resposta do que ficar procurando confusão, é muito mais bonito do que culpa-la por ser tão linda. Sei que às vezes dá vontade de socar a cara daqueles mais... mais, otários. Mas evitar é ser mais inteligente, também estará evitando o constrangimento da garota que cê tanto ama. Não se sairá por baixo, como amedrontado. Pelo contrário, saíra com atitude correta sem causar problemas com ninguém, com estabelecimento, com a bela noite programada, com seu Amor.

Jean Réus
Inserida por Recitador
1 compartilhamento

Ela precisa saber que por mais que eu me morda de ciúmes, é lindo de vê-la produzida, cabelos soltos, maquiada e bem vestida, vai chamar a atenção dos rapazes, inevitável! Quem sou eu pra priva-la, que culpa tenho dela ser encantadora, mas quando nos encontrar sei que toda aquela produção é pra mim, que por mais que venere-a, ela se permiti só comigo. que no fim, terminamos aos beijos, em cama.

Jean Réus
Inserida por Recitador